Blog do Eliomar

Últimos posts

Avenida Beira Mar e o caos no trânsito aos domingos

256 3

De Tadashi Enomoto, coordenador do movimento “Amigos da Beira Mar”, recebemos:

“Caro Eliomar, domingo a noite na Beira Mar, em frente ao Clube Náutico, é um verdadeiro caos, com dezenas de veículos estacionados em filas DUPLAS e TRIPLAS, causando um enorme congestionamento.

Não foi observada a presença da AMC no local.
 
Atenciosamente,
 
* Tadashi Enomoto
Coordenador dos Amigos da Beira Mar.

Caso Palocci deixa OAB indignada

279 2

“O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante, se disse “indignado” com o fato de a empresa do ministro Antonio Palocci (Casa Civil) ter recebido mais de R$ 10 milhões em dois meses após a eleição da presidente Dilma Rousseff, como revelado pela Folha.

No ano de 2010, quando o atual ministro era deputado e atuava na coordenação da campanha de Dilma, a Projeto, empresa de Palocci, faturou R$ 20 milhões.

Nos dois últimos meses do ano passado, a empresa levou mais da metade desse valor.

“Pode-se deduzir que ele teria recebido isso como uma compensação pela campanha, e que teria de ser paga antes de ele assumir o ministério. É muito coincidente”, afirmou.”

 (Folha)

Debate sobre descredenciamento do IJF deve pautar Assembleia e Câmara Municipal esta semana

257 9

A Prefeitura assegura que o prazo final se estende até o próximo mês, mas deputados estaduais e vereadores já lamentam o descredenciamento do Instituto Doutor José Frota (IJF), junto aos ministérios da Educação e da Saúde, da condição de hospital-escola.

De acordo com os parlamentares, o hospital não teria condições de funcionamento sem os residentes das áreas de cirurgia, traumatologia, ortopedia e anestesia. Há cerca de um mês, o IJF foi reprovado em uma inspeção do Ministério da Educação, que constatou instalações inadequadas, superlotação e um reduzido número de profissionais.

195 2

 

A novela em torno da construção do heliponto do Instituto Doutor José Frota (Centro) está chegando aos seus últimos capítulos. A obra, iniciada na Era Juraci Magalhães, nunca se caracterizou tecnicamente como heliponto por um motivo absurdo: os helicópteros não poderiam operar, porque há uma caixa d´água de 10 metros de altura no local.

Por conta disso, o antigo Departamento de Aviação Civil (DAC) não deu a licença de pouso. Agora, com adaptações feitas, saiu a licença da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e o superintendente do hospital, Messias Barbosa, anuncia a conclusão para 90 dias, ao custo de R$ 800 mil.

O heliponto deverá atender às recomendações da Fifa, que exige essa providência em hospitais de emergência.

 

(Coluna Vertical, do O POVO)

Valor de pagamento mínimo do cartão de crédito sobe de 10% para 15%

“No dia 1º de junho, será implantada a segunda etapa da Resolução nº 3.919 do Conselho Monetário Nacional (CMN), segundo a qual o pagamento mínimo da fatura do cartão de crédito vai subir dos atuais 10% para 15%, como forma de desestimular o endividamento de pessoas que pagam altos juros no crédito rotativo. A exigência aumentará para 20% em 1º de dezembro. Atualmente, o consumidor pode arcar com somente 10% da fatura mensal, e pagar juros sobre o restante.

O BC ainda determinou que as empresas enviem a lista detalhada de valores e serviços relacionados ao cartão com antecedência de 45 dias do início do cobrança, ou de aumento de alguma tarifa. Pesquisas do setor financeiro apontam os juros cobrados pelo uso do “rotativo” dos cartões de crédito entre os mais altos da praça.
Levantamento da Associação dos Executivos da Área de Finanças (Anefac) mostra que a taxa média de juros cobrada em cartões de crédito – 10,69% ao mês (238,30% ao ano) – está em seu nível mais alto desde junho de 2000.

O objetivo uniformizar os tipos de cobrança feitas pelas instituições financeiras. Pelas regras, as tarifas que poderão ser cobradas pelos cartões de crédito são: anuidade, emissão de 2ª via, saque em dinheiro na função crédito, pagamento de contas e avaliação do limite de crédito do cliente.

As regras entram em vigor em 1º de junho de 2011 para cartões de crédito que sejam emitidos a partir dessa data. Cartões antigos, emitidos antes disso, só terão que obedecer às novas normas a partir de 1º de junho de 2012.

Para explicar a mudança, o Banco Central realizará o Seminário sobre Novas Regras de Cartões de Crédito, na próxima terça-feira (24), no edifício-sede da instituição. O encontro é dirigido basicamente aos servidores da Procuradoria-Geral da República (PGR), do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) do Ministério da Justiça e do Ministério Público Federal.

Durante o encontro, será distribuída cartilha que aborda as principais mudanças, como a redução de 40 para um máximo de cinco tarifas, que entrou em vigor no dia 1º de março. A publicação também orienta o cidadão sobre a necessidade de redução de seu endividamento, e estará disponível no endereço eletrônico.”

(Das agências)

Fuga de presos no 30º DP deixa delegado e inspetor baleados

(Atualização 08h43min)

Uma fuga de presos foi registrada, nesta madrugada de segunda-feira, no 30º Distrito Policial, no bairro São Cristovão.

Segundo o Ciops, houve uma ação para resgatar o preso Francisco Clerton do Carmo, conhecido por “Diabo Louro”. Na ação, realizada por duas pessoas encapuzadas, houve tiroteio. O preso Domingos Bezera de Sousa, que respondia por estupro, foi executado. O delegado Domingos Sávio e o inspetor Gomes foram baleados.
O inspetor foi levado para o Frotinha de Messejana. Já o delegado foi transferido para o Hospital Regional da Unimed.

Havia 45 presos na unidade. Após após a recontagem, a Polícia notou que 10 presos conseguiram fugir. Quatro deles já foram recapturados.  A Polícia continua em busca dos outros foragidos.

PDT discute nesta segunda-feira sobre sucessão em Fortaleza

176 4

O presidente regional do PDT, deputado federal André Figueiredo, reunirá a executiva regional do partido e parlamentares, na manhã desta segunda-feira (23), em seu escritório na avenida Rui Barbosa, para discutir os rumos do PDT na sucessão à Prefeitura de Fortaleza.

Apesar da importância do encontro, que definirá a disposição do partido por uma candidatura própria, nenhum nome deverá ser anunciado como pré-candidato pedetista. A escolha deverá ocorrer até o fim do ano.

Entre os nomes mais cotados para a disputa estão os deputados estaduais Heitor Férrer e Ferreira Aragão, além do próprio presidente da legenda no Ceará. André Figueiredo também deverá comentar sobre os rumores de uma suposta filiação de Ciro Gomes no partido.

Oposição

O PDT tem sido o partido de maior oposição à gestão Luizianne Lins, principalmente por meio do vereador Plácido Filho, líder da oposição na Câmara Municipal. O vereador tem realizado visitas semanais aos terminais de ônibus, postos de saúde, hospitais, feiras livres e mais recentemente a escolas e creches do município. No início do próximo mês, Plácido Filho promete apresentar um relatório sobre transporte público, com críticas e sugestões.

Prévia da inflação oficial cai em maio, mas ultrapassa teto da meta

152 1

A prévia da inflação oficial do Brasil neste mês registrou alta de 0,70%, inferior à taxa de 0,77% de abril. Apesar da desaceleração, o IPCA-15 acumula alta de 6,51% em 12 meses, ultrapassando o teto da meta (6,5%).

A matemática da inflação vai jogar contra o governo nos próximos meses, fato que já se confirma na prévia de maio. O boletim Focus do Banco Central, que colhe semanalmente as previsões de analistas de cerca de 100 instituições financeiras, mostrou nova redução nas projeções dos economistas para a inflação oficial deste ano.

Sobre o IPCA-15 divulgado na sexta-feira (20), a diferença de 0,07 ponto percentual da taxa de abril (0,77%) para maio (0,70%) é explicada, principalmente, pelos grupos alimentação e bebidas, que passou dos 0,79% para 0,54%, e transporte, que foi de 1,45% para 0,93%.

“O menor ritmo de crescimento nos preços do grupo dos alimentos (de 0,79% em abril para 0,54% em maio) se deveu aos produtos in natura e por aqueles consumidos fora do domicílio. O tomate ficou 9,18% mais barato no mês, assim como as frutas (-2,90%) e as hortaliças (-1,51%), que também tiveram reduções em seus preços”, informa o IBGE.

Nas refeições fora de casa, item importante no orçamento das famílias, com peso de 4,54% no índice, a redução na taxa de crescimento foi significativa, passando dos 0,91% de abril para 0,47% em maio. Já os lanches consumidos fora das residências apresentaram queda de 0,63% ante alta de 0,54% em abril.

No grupo Transporte, a menor variação das tarifas dos ônibus urbanos (de 0,62% de abril para 0,14% em maio) contribuiu para a redução da taxa no mês.

A questão dos combustíveis continua gerando dor de cabeça para o governo, embora a tendência seja de queda dos preços. Segundo o IBGE, apesar de o ritmo de alta do preço do litro do etanol ter diminuído substancialmente (variou apenas 0,01% ante 16,40% em abril), o litro da gasolina, que já havia aumentado 4,28% em abril, subiu ainda mais em maio (5,30%).

 (Portal Exame)

PRF descobre nova rota de transporte ilegal de madeira entre o Pará e o Ceará

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu neste sábado (21) 11 veículos pesados, entre carretas e caminhões, no município de Parnaíba, a 336 de Teresina (PI), que transportavam madeira, cimento e tijolos.

Segundo a PRF, a carga saiu do Pará com destino ao Ceará. De acordo ainda com a PRF, os caminhoneiros estariam evitando as estradas do Maranhão, diante de uma fiscalização voltada para esse tipo de carga.

Para a Polícia, uma nova rota de transporte ilegal de madeira estaria sendo montada por madeireiras clandestinas, entre o Pará e o Ceará. Um dos veículos apreendidos estava com o dobro da sua capacidade permitida, de 14 toneladas para 28 toneladas.

No início do mês, também no Piauí, policiais rodoviários federais apreenderam uma carga de madeira, que teria como destino o Ceará. O material, que havia saído do Maranhão, estava camuflado entre caixas de verduras. O motorista foi preso.

A PRF deverá iniciar investigação sobre a madeira ilegal que entra no Ceará.

(Com informações da PRF)

Estados pagam 30% a mais em juros da dívida em 2011

Com possibilidade de ser usada pelo Ministério da Fazenda como instrumento de negociação na reforma tributária, a dívida dos estados está sofrendo efeitos da alta da inflação. Com o endividamento corrigido pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna IGP-DI da Fundação Getulio Vargas (FGV) – que é sensível às pressões do atacado e dos preços internacionais –, as unidades da Federação iniciaram o ano pagando mais juros do que no mesmo período do ano passado.

Segundo levantamento da Agência Brasil, as despesas estaduais com os juros da dívida aumentaram, em média, 30,7% nos dois primeiros meses de 2011 na comparação com o mesmo período do ano passado. Em valores, os gastos saltaram de R$ 2,219 bilhões para R$ 2,901 bilhões. Os dados têm como base relatórios de execução orçamentária que os estados e o Distrito Federal enviam periodicamente ao Tesouro Nacional.

A pressão sobre os juros da dívida não é compensada pelo aumento da arrecadação decorrente da inflação. De acordo com os mesmos relatórios, as receitas totais dos estados aumentaram 13,01% no mesmo período. Esse efeito é provocado principalmente pelo Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), tributo de competência das unidades da Federação diretamente relacionado aos preços. Quando a inflação sobe, as receitas do ICMS também sobem.

A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) estabelece que a dívida dos estados só pode atingir até 200% da receita corrente líquida. A alta do indexador que corrige as dívidas torna mais difícil o cumprimento desse limite, mas os dados sobre a LRF constam de outro documento que só será enviado pelas unidades da Federação nos próximos meses. No último relatório, do fim do ano passado, apenas o Rio Grande do Sul excedia o limite de endividamento entre os estados.

Depois da renegociação das dívidas no fim da década de 1990, os estados passaram a ter a dívida corrigida pelo IGP-DI mais 6%, 7,5% ou 9% ao ano, dependendo de cada caso. Com a alta da inflação, o IGP-DI está em 10,84% no acumulado nos últimos 12 meses, o que pode fazer a dívida disparar até 20% neste ano e criar dificuldades para as contas dos estados.

Nos últimos 15 dias, governadores que se reuniram com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, para discutir a proposta de reforma tributária pediram a mudança na forma de correção das dívidas. Inicialmente, o ministro não se pronunciou. Durante encontro com governadores do Sul e do Sudeste, na última quarta-feira (18), Mantega admitiu que pode revisar os indexadores.

(Agência Brasil)

Querem assassinar a Língua Portuguesa. A turma "vão" permitir isso?

617 32

Eis um dos destaques da revista Isto É desta semana: Querem assassinar a Língua Portuguesa? Confira:

Imagine a seguinte cena: na sala de aula, o adolescente levanta o braço para perguntar à professora se ele pode falar “nós pega o peixe”. Ato contínuo, a mestre pede ao jovem para consultar o livro “Por uma Vida Melhor” e dar uma olhada na página 16. Sedento por conhecimento, o aluno acompanha com olhos curiosos enquanto a docente lê o trecho proposto. O garoto, enfim, sacia a dúvida: sim, ele pode falar “nós pega o peixe”. Está escrito ali, claro como a soma de dois mais dois em uma cartilha de matemática. Com nuances diferentes, a situação descrita acima provavelmente vai se repetir em milhares de escolas públicas de todo o País. Não é difícil calcular os efeitos nefastos no futuro dos 485 mil estudantes do ensino fundamental que devem receber a obra distribuída pelo Ministério da Educação por meio do Programa Nacional do Livro Didático. De autoria da professora Heloísa Campos e outros dois educadores, “Por uma Vida Melhor” defende a ideia de que erros gramaticais são aceitáveis na língua falada. Para Heloísa, frases como “os livro ilustrado mais interessante estão emprestado” (tal pérola aparece em destaque no material) não podem ser condenadas se forem expressas verbalmente. Mesmo que em uma sala de aula.
MALTRATARAM A GRAMÁTICA: na lógica do livro que tem o aval do MEC, a frase “os menino pega o peixe” é aceitável
Autora desconhecida, sem grandes feitos na área da educação, Heloísa se viu no centro de uma polêmica que envolveu escritores, linguistas e professores. Por mais que alguma voz aqui e ali tenha defendido os argumentos de Heloísa, além dos eternos demagogos de plantão, a maioria esmagadora condenou seus métodos de ensino.
Uma das mais importantes escritoras brasileiras, Nélida Piñon tem autoridade – como poucos, a propósito – para falar sobre a língua portuguesa. Eis seu veredicto: “O livro confirma a tese de que esteve sempre em curso no Brasil o projeto de manter uma legião de brasileiros como cidadãos de segunda classe”, diz a autora de “Vozes no Deserto”. Escritor que conseguiu a rara combinação de fazer sucesso junto ao público e, ao mesmo tempo, conquistar a crítica, Fernando Morais está indignado. “Esse livro é uma barbaridade”, diz o biógrafo do jornalista Assis Chateaubriand. “Trata-se de um desastre, o oposto do que é pregado por uma pessoa minimamente civilizada.” Linguista com décadas de serviços prestados à educação brasileira e ex-professor da Unifesp, Francisco da Silva Borba amplia a discussão. “O aluno tem que ser ensinado”, afirma. “Se ele tolerar infração às regras, então para que serve a escola?”
Sob diversos aspectos, “Por uma Vida Melhor” tem potencial para piorar a existência de meio milhão de brasileiros. Se realmente for levado a sério pelas escolas públicas, a obra vai condenar esses jovens a uma escuridão cultural sem precedente. Ao dificultar o aprendizado da norma correta, os professores da ignorância terão criado uma espécie de “apartheid linguístico”, para usar uma expressão do ex-ministro da Educação Cristovam Buarque. De um lado, os ricos e bem instruídos. De outro, os jovens reféns da falta de conhecimento gramatical. Se é evidente que o livro assassina a língua portuguesa, na medida em que diz que o aluno pode, na fala, escolher usar a concordância ou não, por que diabos ele teve o aval do MEC? Procurado, Fernando Haddad, o atual ministro da pasta, não quis se pronunciar (leia quadro). A autora Heloísa Campos pelo menos não se furtou ao dever de defender sua obra. “Falar ‘os livro’ do ponto de vista da linguagem popular não é um erro”, diz a professora. “A nossa abordagem é de acolher a fala que o aluno traz da sua comunidade. A cultura dele é tão válida quanto qualquer outra.”
Embora não faça referências diretas, Heloísa repete as máximas do livro “Preconceito Linguístico”, do professor e escritor Marcos Bagno, que faz certo sucesso entre educadores modernos por colocar questões políticas e ideológicas na discussão. Bagno afirma que a linguagem reproduz desigualdades sociais – como se isso fosse uma descoberta assombrosa. É claro que sim. A questão não é essa. Em vez de manter o jovem que não domina a língua imerso na triste ignorância – a pretexto de preservar suas raízes culturais –, por que não retirá-lo de lá? Falar corretamente não é o primeiro passo para, no avanço seguinte, escrever melhor? Escrever melhor não representa uma oportunidade de crescimento pessoal e profissional? Tente conseguir um emprego falando “nós vai” e você certamente terá suas chances reduzidas a zero. É simples assim.
Pode ser bonito, pode ser simpático, pode ser ousado defender o direito de as pessoas cometerem barbaridades gramaticais, mas na vida prática isso é uma tragédia. É claro que todos nós cometemos erros ao falar – intencionais ou não –, como é óbvio que, em certos ambientes, se expressar como um decano da linguística pode soar arrogante e desnecessário. Mas, na vida real, falar minimamente direito só traz vantagens e são justamente essas vantagens que autores como Heloísa Campos desprezam. “Uma coisa é compreender a evolução da língua, que é um organismo vivo, a outra é validar erros grosseiros”, diz Marcos Vilaça, presidente da Academia Brasileira de Letras. “É como ensinar tabuada errada. Quatro vezes três é sempre 12, na periferia ou no palácio.” Mesmo para aqueles que, em tese, defendem a abordagem de Heloísa, o livro é visto como uma obra menor. “Não há nenhuma novidade no que o livro diz”, afirma o professor de português Pasquale Cipro Neto. “Ele tem uma ou outra passagem meio ingênua, pueril, mas no todo cumpre o seu papel.”
Para um país que nos últimos anos vem registrando índices de crescimento assombrosos e tem a ambição de reduzir o abismo da desigualdade social, a educação é talvez a arma mais poderosa que existe. Nesse campo, conforme estudos internacionais demonstram, o Brasil está encalhado na rabeira global. Aqui pouco se lê, pouco se estuda, pouco valor se dá ao conhecimento. Não é hora de mudar? A língua, como já observaram pesquisadores importantes, é um elemento que traduz a identidade nacional. É um instrumento de unificação – e não de segregação entre os que sabem e os que não merecem saber. Ela é, acima de tudo, um princípio de cidadania. Diante da onda de protestos provocada pela notícia da distribuição de “Por uma Vida Melhor”, é possível que o livro encontre alguma resistência entre os professores. Na semana passada, a procuradora da República Janice Ascari, do Ministério Público Federal, afirmou que a Justiça provavelmente receberá uma avalanche de ações contra a publicação. Ela própria foi incisiva em seu blog. “Vocês estão desperdiçando dinheiro público com material que emburrece em vez de instruir”, escreveu Janice. “Essa conduta é inadmissível.” Se as ações vingarem, os jovens terão a chance de dizer, alto e bom som: “Nós pegamos o peixe.”
As trapalhadas de Haddad
A polêmica sobre os livros didáticos distribuídos pelo MEC não foi a única a atormentar o ministro Fernando Haddad nos últimos tempos. O episódio da fraude no Enem em 2009, quando foram roubadas provas dentro da gráfica responsável pela confecção dos testes, foi mais uma de suas trapalhadas. No ano seguinte, constatou-se erro na impressão das provas – e de novo a responsabilidade recaiu sobre o Ministério da Educação. À época, os exames correram sério risco de serem cancelados, o que acabou não acontecendo. Os equívocos não param por aí. Neste ano, surgiu a denúncia de fraudes no Prouni, com estudantes beneficiados pelo programa, mas que não se enquadravam nos limites de renda. Ao mesmo tempo, veio à tona o episódio da sobra de vagas, principalmente no caso de bolsas parciais e no programa de educação a distância, o que demonstraria uma falha administrativa. Para aumentar o desgaste de Haddad, entidades internacionais de fomento não cansam de advertir que o grande gargalo ao desenvolvimento do Brasil continua a ser o baixo nível da educação.

Câmara deve votar Código Florestal na próxima terça-feira

“A votação do projeto de lei do Código Florestal (PL 1876/99) a partir da próxima terça-feira (24) é o destaque do Plenário, que, segundo acordo entre lideranças partidárias, deverá analisar também a Medida Provisória 517/10, que trata de incentivos tributários. Devido à viagem do presidente da Câmara, Marco Maia, à Coreia do Sul, a pauta oficial do Plenário para a semana deverá ser divulgada na segunda-feira (23).
Depois de um impasse entre governo e oposição em torno de mudanças no relatório do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), os líderes fecharam um acordo para votar o texto e uma emenda que será destacada para votação em separado.
Um dos principais pontos de discórdia no texto apresentado pelo relator no último dia 11, o uso das áreas de preservação permanente (APPs), será decidido no voto.
Enquanto o relatório de Aldo prevê a regulamentação por decreto das atividades que poderão continuar em APPs já desmatadas, como quer o governo, a emenda que será destacada remete à lei a definição desse uso dentro de requisitos de utilidade pública, interesse social e baixo impacto ambiental.
O texto da emenda também dá aos estados, por meio do Programa de Regularização Ambiental (PRA), o poder de estabelecer – além de atividades agrossilvipastoris (que integra atividades agrícolas, pecuárias e a cultura de árvores), de ecoturismo e turismo rural – outras que podem justificar a regularização de áreas desmatadas.”

(Agência Câmara)

Tudo pronto para a beatificação de Irmã Dulce

“Ao meio dia deste domingo (22), o Parque de Exposições da Bahia, em Salvador, abre seus portões para sediar um dos maiores atos de fé já assistidos pelos católicos baianos: a cerimônia de beatificação de irmã Dulce, que se notabilizou como o Anjo Bom da Bahia. O ato solene colocará a freira, falecida há 19 anos, a um passo da santificação.
Organizadores do evento esperam cerca de 70 mil pessoas de toda a Bahia, do Brasil e até do exterior. Afinal, são 11 anos de espera para chamar irmã Dulce de “Bem-aventurada Dulce dos Pobres”. A beata terá o dia 13 de agosto como data oficial de celebração de sua festa litúrgica.
Entre os fiéis estará a dona de casa Terezinha Santos Varjão, 65, que se define como católica praticante. “Admiro muito a obra de irmã Dulce. Ela foi santa em vida. Não falto a essa cerimônia de jeito nenhum. Quero chegar cedo para ficar bem na frente e assistir a tudo”, diz ela, uma das primeiras a pegar o ingresso na paróquia do bairro da Pituba.
A agenda festiva começará às 14h, com a exibição do espetáculo “Nasce uma Flor”, que contará passagens memoráveis da vida da religiosa. O espetáculo reunirá cerca de 500 alunos do Centro Educacional Santo Antônio (CESA) – que integra as Obras Sociais Irmã Dulce -, com idades entre 6 e 15 anos, em cenas marcantes, como a do galinheiro onde ela acolhia doentes e que deu origem ao Hospital Santo Antônio.
Às 17h, acontecerá a celebração canônica com uma missa seguida do roteiro litúrgico do Rito de Beatificação do Vaticano. A cerimônia contará com cerca de 500 religiosos – entre padres, arcebispos, bispos, diáconos e seminaristas. Logo depois, o arcebispo de Salvador, dom Murilo Krieger, solicitará ao papa que inscreva, na lista dos santos e beatos da Igreja Católica, o nome da freira baiana.
O cardeal dom Geraldo Majella pedirá, em nome do papa, que seja lida a biografia da beatificada, concluindo com o decreto apostólico de Bento 16 incluiu irmã Dulce na lista dos santos e beatos da Igreja Católica, propondo-a como exemplo cristão para todos os fiéis.
Os presentes assistirão ainda ao descerramento de uma imagem da nova beata, enquanto uma procissão solene apresentará uma relíquia da religiosa. À frente estará Cláudia Cristiane Santos Araújo, a funcionária pública sergipana cuja cura de uma hemorragia foi reconhecida pelo Vaticano como milagre atribuído a irmã Dulce. Em sinal de gratidão, ela depositará flores aos pés da imagem. Com a proclamação da freira como bem-aventurada, será encerrada a cerimônia.”

(Portal Uol)

Luizianne adoece e não preside reunião do diretório petista

211 6

Sem a presença da presidente regional do PT, a prefeita Luizianne Lins, o diretório estadual do partido fez encontro, neste sábado, no Hotel Mareiro, em Fortaleza. A ausência de Luizianne foi bastante comentada principalmente porque sua assessoria informou que ela estava doente, mas não deu maiores detalhes. A assessoria petista disse apenas que ela teria tido uma indisposição.

O encontro ocorreu tendo o comando do deputado federal José Nobre Guimarães, vice-presidente estadual, e de Joaquim Cartaxo, coordenador do grupo que trata das eleições 2012. O senador José Pimente e os deputados federais Artur Bruno, José Airton, ao lado do presidente da Câmara Municipal, Acrísio Sena, e do líder da prefeita na Câmara, Ronivaldo Maia, também estiveram no encontro que durou cerca de duas horas e meia.

Houve uma avaliação positiva da situação do PT, que hoje conta com 16 Prefeituras, a partir da posse de Clodoveu Arruda em Sobral, com a ida de Leônidas Cristino (PSB) para a Secretaria Nacional dos Portos. O PT fechou que fará todo esforço para ampliar esse leque de prefeituras.

Também foram discutidos assuntos relacionados ao Congresso Nacional do PT, que ocorrerá de 2 a 4 de setembro próximo, em Brasília, no qual os petistas esperam contar com uma caravana expressiva. Para a legenda, questões ligadas à Reforma Política só deverão mesmo ter influência na disputa de 2014. O PT não joga com a tese de mudanças profundas já para 2012, segundo adiantou o vereador Acrísio Sena.

A relação do PT com a base aliada e, principalmente, com o Governo Cid Gomes não chegou a ser avaliada, mas houve a disposição de continuar respaldando o governo estadual e reforçando as ações do Governo Dilma Rousseff no Estado.

Revista Época traz denúncias contra Romero Jucá

353 4
A revista ÉPOCA desta semana traz documentos e depoimentos inéditos sobre negócios suspeitos do senador Romero Jucá (PMDB).
Em entrevista exclusiva para a revista, o lobista Geraldo Magela Fernandes admitiu ser laranja do líder da bancada governista no senado. Entre as denúncias levantadas por Magela e investigadas pela revista estão caixa dois em campanha, recebimento de propina por parte de empreiteira e busca de dinheiro vivo com doleiros, que era usado para ocultar o nome do senador em rede de mais de dez empresas registradas em nomes de parentes ou laranjas.
Magela declarou que, em campanha ao senado de 2002, o político gastou cerca de 15 milhões em dinheiro vivo, quase tudo caixa dois. “Eu era o responsável pela contabilidade da campanha e declarei só 1% das despesas”, diz o lobista.
Segundo ele, para manipular tanto dinheiro Jucá recorria ao serviço de doleiros. Entre eles o lendário doleiro paulista Antônio Pires de Almeida, preso em 2005 pela polícia federal,
acusado de movimentar ilegalmente U$ 1,8 bilhão em contas secretas dos Estados Unidos.
A revista, publicada pela Editora Globo, apurou também que em dezembro de 2001 Jucá ganhou um apartamento da empreiteira Via Engenharia, na época presidida por José Celso Gotijo. Três anos depois, a família do senador, sem ter desembolsado um centavo, repassou a propriedade a própria empreiteira. Ao final, a transação rendeu aos Jucá meio milhão de reais.
A revista Época chega às bancas neste sábado.”
(Com JC Online)

PMDB nacional inicia inserções na TV. Eunício Oliveira entre os destaques

203 1

O senador Eunício Oliveira participa, neste sábado, do programa partidário do PMDB nacional.  A exibição será feita em três momentos dentro da programação de TV, entre 19h30min e 22h30min, informa a assessoria de imprensa do parlamentar.

Eunício vai apregoar o discurso de que o compromisso do PMDB é “ajudar a tirar mais de 16 milhões de brasileiros da extrema pobreza”.  No mesmo vídeo será reforçada também a atuação do PMDB junto ao governo federal na elaboração do ‘Programa Luz Para Todos’, a contribuição na ampliação do agronegócio e os empregos gerados pelo setor, além do maior poder de compra da população brasileira.

Nos dias 24, 28 e 31 deste mês, novos vídeos serão veiculados pelo PMDB, que abordará a defesa do “Água Para Todos’”. O vice-presidente da República, Michel Temer, aparecerá reforçando os compromissos do PMDB na luta contra a fome.

DETALHE – Da bancada peemedebista cearense, só Eunício Oliveira aparecerá nas inserções. Também aparecerão o presidente nacional do PMDB, senador Valdir Roupp, e os ministros da agricultura e assuntos estratégicos da Presidência, Wagner Rossi e Moreira Franco respectivamente.

Copa 2014 – Fortaleza tem prioridade para receber tecnologia 4G

215 1
“O governo federal vai priorizar as 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 na implantação da quarta geração (4G) da telefonia móvel no Brasil , disse ao G1 o diretor do Departamento de Banda Larga do Ministério das Comunicações, Artur Coimbra de Oliveira.As 12 cidades-sede são Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.
O 4G é o nome dado a um conjunto de tecnologias e padrões de transmissão de dados e voz por redes de telefonia celular. Alcança velocidades de cerca de 100 megabit (Mbps), uma taxa de transmissão cerca de dez vezes maior do que a máxima obtida atualmente pelo 3G, que é de 7 Mbps – o que as prestadoras vendem como plano de 1 Mbps. “O 4G é para o celular, mas pode ser para o modem também. Além da velocidade com mobilidade, a vantagem do 4G é que, como é banda larga sem fio, permite chegar a lugares que não chegam atualmente, como a periferia”, afirmou Oliveira.
Segundo o diretor do ministério, as empresas implantarão a rede 4G gradualmente, mas  a meta é ter em 2014 todas as cidades-sede da Copa cobertas pelo sistema. “Pelo menos as cidades-sede. Pode ser que em outros municípios também, mas a principal preocupação é com as cidades-sede da Copa ”, disse Artur Oliveira. No começo da semana, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse que a empresa sul-coreana SK Telecom pretende disputar o leilão de frequências que introduzirá o 4G no Brasil.
Para ingressar no mercado brasileiro, a companhia aproveitou a viagem do ministro ao país para pedir o enquadramento da faixa de 2,1 gigahertz (Ghz) ao leilão de 2,5 Ghz da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). Ao G1, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse que a Anatel deve lançar o edital de licitação da faixa de 2,5 Ghz ainda neste ano. “Temos condição de trazer a tecnologia para o Brasil até porque a Anatel já está preparando as licitações. Tem uma frequência que pode ser leiloada ainda neste ano e no final de 2012, começo de 2013, já estamos implantando o 4G no Brasil”, afirmou.
A SK Telecom pode acirrar ainda mais a competição no mercado brasileiro entre as grandes prestadoras em operação no Brasil (Vivo, Claro, Tim, Oi e Nextel). A empresa pode fazer uso de tecnologias de 4G, como a o LTE (Long Term Evolution), para ofertar serviços de internet de alta velocidade nos terminais móveis. Modens com padrão LTE são capazes de transmitir dados em até 100 Mbps. Além disso, o aparelho transmite voz via IP, eliminando a necessidade de sistemas de conexão telefônica: não importa se você está navegando na internet ou conversando pelo telefone, tudo vai passar pela internet.
Tablets

O ministro Paulo Bernardo afirmou que a medida provisória que possibilitará a desoneração dos tablets ainda não foi publicada porque depende da assinatura da presidente Dilma Rousseff. Com a redução de impostos para a produção do produto, os preços dos tablets devem cair em 36%. O secretário de Telecomunicações do ministério, Nelson Fujimoto, afirmou que a MP deverá sair na próxima semana porque ainda aguarda portaria conjunta do Ministério da Ciência e Tecnologia e Ministério do Desenvolvimento. A MP reduz de 9,25% para zero a alíquota do PIS/Cofins nos tablets.
Na última quinta-feira, o secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto, disse que o governo federal deve incluir os tablets na chamada “Lei do Bem”, que dá incentivos tributários para fabricação e venda de equipamentos eletrônicos no Brasil. Segundo Barreto,os estudos para incluir os tablets na lei já foram concluídos e encaminhados ao Ministério da Fazenda. Se aprovada, a medida vai isentar os produtos da incidência do PIS/Cofins.”
(Portal G1)

Ubiratan Aguiar veste pijama vip a partir de julho

201 1

O ministro Ubiratan Aguiar, do Tribunal de Contas da União, informa: em julho está se aposentado. A partir daí, diz, vai abrir escritório de advocacia em Fortaleza e em Brasília e uma consultoria voltada para a área educacional. Ubiratan nem fala sobre quem poderia substitui-lo, porque isso não é da sua alçada, mas já há informações de que existem 13 candidatos sonhando com a vaga.

Já o ex-deputado federal José Genoíno (PT), que tentou se cacifar para obter a indicação, completou 60 anos e não pode mais, de acordo com a legislação.

Ubiratan passa o fim de semana em Fortaleza. Lançou livro na sede do TCE na sexta-feira e neste sábado deu palestra em clima de convenção nacional do Grupo Mudanças Confiança, no Hotel Sonata.

Prefeitura em clima de mudanças

244 5

O coordenador das Regionais da Prefeitura, Cícero Cavalcante, vai deixar o comando da Regional VI, onde está desde a saída de Paulo Gomes, indicação do hoje deputado estadual Tin Gomes (PHS). Há informações de que caberá ao grupo do deputado federal José Guimarães indicar o substituto.

Sobre a decisão do PMDB de entregar cargos que ocupa na Prefeitura, uma de bastidores: Luizianne Lins se diz tranquila quanto ao fato. É que sua relação com Fernando Bezerra (AMC) e Patrícia Aguiar (Turismo) transcende interesses do PMDB que, na Câmara Municipal, também lhe é fiel.