Blog do Eliomar

Últimos posts

TJ-CE determina que Camed garanta tratamento de paciente com câncer

“A Justiça cearense determinou que a Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Nordeste do Brasil (Camed) autorize o tratamento requerido pelo paciente M.A.L.F., acometido de câncer. A decisão foi da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) e confirmou a liminar proferida pelo juízo da 28ª Vara Cível de Fortaleza.

Conforme os autos, em julho de 2008, M.A.L.F. iniciou tratamento de quimioterapia, todos cobertos pelo plano de saúde, contratado há mais de nove anos. Desde o final de 2009, o estado de saúde dele vinha piorando com a progressão da doença, razão pela qual sua médica hematologista optou por experimentar um novo tratamento, com excelentes resultados nesse tipo de câncer. Ele deveria tomar o medicamento Rituximabe associado ao Bortezomibe.

O paciente solicitou a cobertura do referido tratamento junto à operadora do plano de saúde, mas teve o pedido negado. Diante da recusa, ele ajuizou ação ordinária com pedido liminar requerendo que a Camed autorizasse o custeio dos medicamentos. Ele alegou que o tratamento indicado tinha urgência, tendo em vista ser grave o seu estado de saúde.

Em de 19 de fevereiro de 2010, o juiz da 28ª Vara Cível de Fortaleza, Váldsen da Silva Alves Pereira, concedeu a liminar conforme solicitado pelo paciente e fixou multa diária de R$ 500,00, em caso de descumprimento da decisão.

Inconformada, a Camed interpôs agravo de instrumento (5346-41.2010.8.06.0000/0) no TJCE, requerendo a reforma da decisão do juiz. Ela sustentou, em síntese, que os medicamentos requeridos para o tratamento enquadram-se na categoria de procedimento experimental, não possuindo respaldo na medicina nem no registro do Ministério da Saúde para ser praticado, conforme parecer médico emitido por especialista em oncologia.

Ao analisar a matéria, o relator do processo, desembargador Emanuel Leite Albuquerque destacou, em seu voto, que “não tendo o tratamento natureza exótica e não sendo extraordinariamente dispendioso, como é o caso do autos, a prescrição médica atestando a sua necessidade e a enfermidade do paciente, suplanta, por si só, a exclusão pretendida pela Camed”.

Com esse entendimento, a 1ª Câmara Cível negou provimento ao agravo e manteve a liminar proferida pelo magistrado. Ao todo, foram julgados 68 processos durante a sessão realizada.”

(Site do TJ-CE)

Mantega: 2001 será ano de conter gastos

“O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou hoje que 2011 será um ano de consolidação fiscal e de contenção das despesas de custeio. Em tom enfático, Mantega disse que chegou o momento na economia brasileira de reduzir os gastos do governo e realizar um novo movimento anticíclico. Nesse movimento, o governo recua na contenção de gastos para abrir mais espaço de demanda do setor privado.

Mantega ressaltou que em 2008 o governo fez um superávit primário maior que o previsto na meta, o que permitiu a criação do Fundo Soberano do Brasil (FSB), com recursos do esforço fiscal mais elevado. Com a crise mundial, no entanto, destacou Mantega, o governo reduziu o superávit primário para permitir uma recuperação mais rápida da economia brasileira.

Na primeira entrevista à imprensa como ministro confirmado para seguir a frente da Fazenda no novo governo, Mantega insistiu que agora é a hora de reduzir os gastos, o que permitirá uma queda mais rápida na taxa de juros. Ele também assegurou que o BNDES receberá menos recursos do Tesouro Nacional, abrindo espaço para o setor privado fazer empréstimos de longo prazo.

Mantega alertou, no entanto, que esse processo de consolidação fiscal corre risco se forem aprovadas propostas de vários aumentos de gastos, como a PEC 300, do aumento dos policiais, que custará R$ 46 bilhões; o aumento do salário dos servidores do Judiciário; o reajuste maior para os aposentados que ganham mais de um salário mínimo; o aumento do mínimo em 2011 acima do já previsto, e outras propostas.

Ele disse que espera que o Judiciário, Legislativo trabalhem junto com o Executivo nesse processo de contenção dos gastos.”

 (Agência Estado)

Menino de 11 anos é internado com suspeita de raiva humana

125 1

“Um menino de 11 anos, da cidade de Ipu, está internado no Hospital São José, em Fortaleza, com suspeita de raiva humana. A identidade da criança foi preservada. Ele teria contraído a doença após ser mordido por um sagui.

O paciente foi internado na Santa Casa de Misericórdia, em Sobral e, em seguida, encaminhado a Fortaleza. Segundo a diretora técnica do hospital e diretora geral interina, Marly Bezerra, o estado de saúde é grave e há risco de morte. O resultado dos exames será apresentado na sexta-feira, 26.”

(POVO ONline)

 

Quatro operários sofrem acidente nas obras do Centro de Feiras e Eventos

Quatro operários saíram feridos nest atarde de quarta-feira das obras do Centro de Eventos do Ceará, em contrução na avenida Washingtonoares, em Fortaleza. Eles foram atingidos por uma treliça de metal, que despencou por volta das 14h40min. Os operários foram atendidos no IJF-Centro e passam bem.

A fiscalização da Superintendência Regional do Trabalho esteve no local apurando o caso junto à empresa Almonde Engenharia Ltda, que será convocada para prestar esclarecimentos junto ao órgão. Segundo Papito de Oliveira, titualr da SRT, a fiscalização continuará para verificar se há outros problemas ou desrespeito às normas de segurança.

Operário sofre acidente em obra de reforma do Palácio da Abolição

Um servente de pedreiro sofreu acidente, nesta tarde de quarta-feira, nas obras de reforma do Palácio da Abolição, em Fortaleza. Ele caiu de um andaime, sofreu fratura num dos joelhos e se submeteu a cirurgia no Frotinha de Antônio Bezerra.

A Superindência Regional do Trabalho esteve no local para verificar a gravidade do acidente.  O absurdo é que a empresa responsável, a Montplan, já havia sido autuada 12 vezes durante fiscalização feita no periodo de 15 a 17 deste mês, por desrespeito à legislação trabalhista.

O caso, inclusive, deve ter processo encaminhado ao Ministério Público do Trabalho, caso a construtora não pague as multas. Independente disso, nesta quinta-feira, uma equipe de fiscais continuará a apuração do caso e verificará se haverá condições de a obra ser interditada ou não.

Inquérito conclui que empresário atirou em morador de rua

“O inquérito policial que investiga a lesão corporal contra o morador de rua José Valderlan Marques da Silva, 36, foi encerrado nesta quarta-feira, 24, e concluiu que o empresário Marcos Venícius Silveira, 26, foi o responsável pelo disparo que atingiu o olho direito da vítima, no último dia 15 de novembro, em Fortaleza.

De acordo com o delegado Francisco Porto, do 2º Distrito Policial (DP), além do empresário Marcos Venícius, também foram indiciados o seu primo Francisco Leandro Silva Lima, 19, e Victor Hugo Araújo – que teriam participado do crime. Os três acusados serão julgados sob a acusação de lesão corporal de natureza gravíssima.

Na tarde desta quarta-feira, Marcos Venícius e Francisco Leandro foram transferidos do 2º DP para a Delegacia de Capturas, onde aguardam transferência para um presídio comum. Se condenados, os acusados poderão pegar de dois a oito anos de prisão.

O morador de rua vítima da agressão deveria ter participado de acareação junto com os três acusados, mas a vítima não compareceu a nenhuma das reuniões no 2º DP. O morador de rua teve prisão preventiva decretada por um crime cometido em fevereiro de 2006. Agora, ele é foragido.”

(POVO ONline)

Fagner troca o violão pela sinuca

168 1

O cantor Raimundo Fagner vai participar, a partir das 19 horas desta quinta-feira, no Shopping Via Sul, da abertura do Campeonato Brasileiro de Sinuca. O evento reunirá os maiores da área e Fagner, sinuqueiro de ocasiões, vai abrir o evento jogando com membros da diretoria da Federação Nacional de Sinuca.

Justiça Federal reduz para três meses espera por cirurgia ortopédica. Ainda proíbe festas

180 2

“O juiz federal José Eduardo de Melo Vilar Filho, titular da 6ª Vara Federal, determinou adoção de medidas que solucionem, de forma definitiva, a problemática da fila de espera para as cirurgias ortopédicas de alta complexidade relativas ao Hospital Universitário Walter Cantídio e Hospital Geral de Fortaleza. O magistrado fixou prazos e metas para a diminuição gradativa do tempo de espera, estabelecendo que em 36 (trinta e seis) meses o tempo máximo de espera na fila para cirurgia ortopédica de alta complexidade, deverá corresponder a três meses.

A sentença prevê, no caso de descumprimento, multa diária no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais), à União, ao Estado do Ceará e ao Município de Fortaleza. Decorridos 20 (vinte) dias de descumprimento, estabelece proibição de veiculação de propagandas institucionais, até a adequação da fila. Permanecendo o descumprimento por 30 (trinta) dias, comina a vedação à realização de festas e shows promovidos pela União, Estado do Ceará e Município de Fortaleza.

“A espera imposta aos pacientes não lhes permite uma vida digna e saudável, na medida em que aqueles enfermos encontram-se, no mais das vezes, incapacitados para o trabalho e para as atividades cotidianas”, afirma o juiz.”

(Site da Justiça Federal)

Prefeitura lança campanha de enfrentamento à violência contra a mulher

A Coordenadoria de Políticas para as Mulheres, organismo da Prefeitura de Fortaleza, promove nesta quinta-feira, a partir das 9 horas, a edição deste ano da Campanha de Enfrentamento à Violência contra a Mulher. O lançamento ocorrerá no auditório do antigo Paço Municipal, na avenida Luciano Carneiro, 2235 (Vila União) e o tema deste ano é “Violência contra a mulher: isso não é natural”.

Na ocasião, será apresentada a programação de atividades da campanha, além de um perfil da violência contra a mulher em Fortaleza. Esse perfil foi  realizado a partir de dados do atendimento do Centro de Referência Francisca Clotilde, ligado à Coordenadoria de Políticas para as Mulheres e que atende mulheres em situação de violência doméstica.

DETALHE – Essa campanha é realizada anualmente para marcar o Dia Internacional da Não-Violência contra a Mulher (25 de novembro).

Quo vadis, Ciro?

187 4

“O governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, negou que Ciro Gomes (PSB) possa assumir a presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no governo da presidente eleita Dilma Rousseff. Campos afirmou que, após a escolha e anúncio da equipe econômica, a presidente eleita “terá uma ideia” de como os partidos vão ajudar na formação de um novo governo.

Apesar de negar a indicação de Ciro para o BNDES, Campos admitiu que o deputado é um bom nome para qualquer função pública no Brasil. No entanto, ele disse que Ciro não foi sondado para o cargo. “Isso não está sendo colocado. Nem Ciro está pleiteando isso nem o PSB está tratando desse assunto. Ela [Dilma] sabe que o PSB tem todo interesse que o governo dela dê certo, tenha êxito”, disse Campos.”

(R7.com)

VAMOS NÓS – Já há setores políticos defendendo Ciro agora para o Ministério da Integração Nacional cargo que ele ocupou na Era Lula.

Fortaleza é sede da Feira Nacional de Refrigeração

Tudo pronto para Feira Nacional de Refrigeração e Climatização e Tratamento do Ar (Fenafrio). O evento, que ocupará espçaos no Parque de Feiras do Swebrae, em Fortaleza, reunirá grandes marcas e novos produtos, disponibilizados a um publico consumidor dos mais variados segmentos. O Ministerio do Meio Ambiente  apoia o evento, que será abertos às 16 horas desta quinta-feira e se estenderá até sexta-feira.

Durante coquetel de abertura da FENAFRIO, a Turin Consultoria, responsável pela feira, prestará homenagem a cinco personalidades do cenário empresarial e institucional do Estado, que contribuem diretamente com o desenvolvimento e fortalecimento da cadeira produtiva dos mercados envolvidos. São elas:

–  Newton Victor – Presidente do SINDIAR
– Agenor Silva – Presidente do SINDIGEL
– Alci Porto – Diretor técnico do SEBRAE
– Antonio Balhmann – Deputado federal eleito oelo PSB
– Ranieri Leitão – Presidente do SINCOPEÇAS

Artur Bruno e o voo 2012

260 7

Com o título “2012 começa com uma boa notícia”, eis artigo do publicitário e poeta Ricardo Alcântara. Ele aborda a possível candidatura do petista Artru Bruno, agora eleito deputado federal pelo PT, para a Prefeitura de Fortaleza.

Há quem pense que sou radical em demasia no meu senso crítico, talvez porque desconheça os episódios que não ignoro ou, como é o caso daqueles bem ali, porque sabem que a estatura de sua conduta não resistiria a um ambiente generalizado de livre exercício de consciência, algo que, aliás, estamos longe de ter no Ceará de hoje.
 
Mas a verdade é que os fatos não recomendam condescendência: apesar do ciclo estável na economia e promissor na superação de barreiras sociais, os velhos políticos estão cada vez piores e o os novos têm aprendido muito rápido a arte de ocupar cargos públicos como quem se apossa dos pastos de ninguém para a engorda de seu próprio gado.
 
À parte isso, e conhecendo os homens o suficiente para saber que deles não é justo esperar que reajam sempre muito acima das suas circunstâncias, temos grande apreço por alguns homens públicos do Ceará. A despeito de algumas restrições pontuais, é correto compreender que atuam em um contexto desfavorável ao exercício pleno de suas vocações públicas.
 
O educador Artur Bruno é um deles. Identifico-me em medida acima da média com seu posicionamento geral. Admiro nele o trato elegante e o aprimoramento intelectual. Por isso, recebo como ótima, a notícia de que o agora deputado federal, que tanto se preparou para isso, poderá retornar de Brasília mais cedo do que talvez fosse o seu desejo quando se elegeu.
 
São fortes as repercussões, externas ao muro alto de seu próprio partido, de que ele possa vir a ser indicado como candidato a futuro prefeito de Fortaleza, a nossa mui lesada capital. É um nome que agrega apoios de qualidade, circula sem grandes resistências e coloca em movimento forças adormecidas pelo desânimo ou alijadas dos núcleos de decisão.
 
Será uma campanha duríssima para qualquer um. Aos êxitos da atual prefeita – lembrem-se do affair do estaleiro e facilmente verão que ela também os tem – corresponde um peso ainda relativo na aceitação popular. A preço de hoje, nada indica que ela terá as melhores condições de erguer sobre os próprios ombros um nome emergente. Isso, veja bem, hoje.
 
Há outros fatores. Eleições em primeiro turno nas capitais – Fortaleza não tem sido uma exceção – atendem a uma tradição de disputas acirradas, com diversas candidaturas viáveis. Por fim, não há garantias de que o maior núcleo de poder – os que respiram no balão de oxigênio dos Ferreira Gomes – repita o apoio anterior, conferido à reeleição de Luizianne Lins.
 
Se o PT pretende manter o comando administrativo da capital, que comece já a definir o caminho que irá tomar e amplie a visibilidade de seus quadros mais qualificados, como Artur Bruno e José Pimentel – este, por sua experiência e prestígio, comprometido demais com as articulações do plano nacional para se mover em um retorno precoce ao cenário municipal.
Como alguém que já rodou meio mundo, mas escolheu a sua própria cidade para viver, só posso desejar que também os outros partidos lancem candidatos à altura de disputar em boas condições contra nomes tão bons quanto ele, pois quero, sim, o privilégio de, mesmo tendo um candidato como Artur Bruno para votar, poder, ainda assim, me manter em dúvida.

* Ricardo Alcântara

Publicitário e poeta.  

VAMOS NÓS – Artur Bruno foi eleito deputado federal com apoio também da prefeita Luizianne Lins (PT), que o vê como uma boa opção em 2012.

Dilma oficializa trio da economia

“A presidente eleita, Dilma Rouseff, oficializou a escolha de sua equipe econômica: Guido Mantega (que permanece na Fazenda), Miriam Belchior (Planejamento) e Alexandre Tombini (Banco Central). Segundo a nota que anunciou a indicação dos três, Dilma “determinou que a nova equipe assegure a continuidade da bem sucedida política econômica do governo Lula –baseada no regime de metas de inflação, câmbio flutuante e responsabilidade fiscal– e promova os avanços que levarão o Brasil a vencer a pobreza e alcançar o patamar de nação plenamente desenvolvida”.

O anúncio foi feito em nota distribuída no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), onde está instalada a equipe de transição. O texto lembra que a indicação de Tombini deve ser aprovada pelo Senado. Dilma montou uma equipe para ditar e ter mais influência sobre os rumos da economia do que Lula. Definiu seu time com nomes do próprio governo. Ela decidiu manter Mantega sob a condição de fazer mudanças na equipe da Fazenda.

Promoveu Tombini, quebrando a tradição de requisitar nomes do mercado financeiro. E pagou uma dívida com Miriam Belchior, técnica da confiança do presidente Lula, gerente do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), mas que nunca havia chegado ao primeiro escalão. A petista quer controlar de perto tanto a Fazenda como o Banco Central. Por isso, manterá o status de ministro do presidente do BC, para que a interlocução com o banco continue direta com o Palácio do Planalto. Depois da equipe econômica, Dilma vai anunciar os ministros “da casa”, aqueles com gabinete no Palácio do Planalto.

Na lista de classificados como certos por assessores da presidente eleita estão o atual ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, e Antonio Palocci Filho, coordenador da transição. Eles podem ir ou para Casa Civil ou para a Secretaria-Geral da Presidência.”

(Folha.com)

Quem é a futura ministra do Planejamento?

 

“A futura ministra do Planejamento, Miriam Belchior, 54 anos, está há oito anos no governo. Em 2002, ela participou da equipe que fez a transição do governo de Fernando Henrique Cardoso para o de Luiz Inácio Lula da Silva. Miriam Belchior foi confirmada nesta quarta-feira (24) pelo atual titular do ministério, Paulo Bernardo, que afirmou ter sido convidado para continuar no governo, em pasta a ser definida.

A futura ministra é a atual coordenadora do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), cuja gestão, a partir do ano que vem, passará para o âmbito do Ministério do Planejamento. Ela era secretária-executiva do PAC quando substituiu na função a presidente eleita, Dilma Rousseff, que coordenava o programa na condição de ministra da Casa Civil. No primeiro governo Lula, Belchior foi assessora especial do presidente até junho de 2004, quando foi chamada  pelo então ministro da Casa Civil, José Dirceu, para desempenhar a função de subchefe de Avaliação e Monitoramento da pasta. No primeiro mandato de Lula, Belchior também auxiliou o governo na integração dos programas sociais.

Oriunda dos movimentos sociais, Miriam Belchior iniciou a vida política no ABC paulista. No atual governo, é muito próxima do chefe de gabinete da Presidência, Gilberto Carvalho, que também ocupou cargos no Prefeitura de Santo André antes de integrar o governo Lula. Engenheira de alimentos, formada pela Universidade de Campinas (Unicamp), a futura ministra se tornou mestre em Administração Pública e Governamental pela Fundação Getulio Vargas (FGV), de São Paulo, com a  dissertação “A Aplicação do Planejamento Estratégico Situacional em Governos Locais: Possibilidades e Limites – os casos de Santo André e São José dos Campos”.

Entre 2001 e 2008, foi professora da Fundação de Pesquisa e Desenvolvimento de Administração, Contabilidade e Economia (Fundace), ligada à Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (USP), em Ribeirão Preto. Entre 1999 e 2002, lecionou na Universidade São Marcos, em São Paulo. Miriam foi casada por dez anos com o ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel, assassinado em 2002, após ter sido sequestrado em 18 de janeiro daquele ano. Os dois já estavam separados quando ele foi assassinado.

De janeiro de 1997 a dezembro de 2000, ela foi secretária de Administração e Modernização Administrativa da Prefeitura de Santo André, e, de janeiro de 2001 a novembro de 2002, secretária municipal de Inclusão Social e Habitação. Na Prefeitura de Santo André, coordenou ainda o Programa de Modernização Administrativa, selecionado como uma das 100 melhores práticas públicas do mundo pela ONU em 2000.”

(Portal G1 – Fotomontagem do Blog da Foha)

Tudo pronto para o "Oscar da Construção 2010"

O Sindicato da Indústria da Construção do Ceará (Sinduscon), sob o comando de Roberto Sérgio, realizará, nesta sexta-feira, a partir das 21 horas, no La Maison Dunas, a festa para entrega do Prêmio da Construção 2010. Em sua nona edição, a festa reunirá os principais nomes da construção civil cearense. Na ocasião, haverá o reconhecimento de personalidades e empresas que contribuiram com seu trabalho para o desenvolvimento do setor no Estado. Este Blog recebeu a lista dos indicados pelos associados ao Sinduscon nas categorias:

Construtor do Ano – Troféu Waldir Diogo, para Crisanto Ferreira de Almeida, da Integral Engenharia; o Prêmio Tecnologia e Qualidade na Construção – Troféu Tigre, será entregue para Ricardo Colares, representando o Centro de Ciências Tecnológicas – Unifor; o de Desenvolvimento Setorial – Troféu Gerdau, vai para Roberto Macedo; o reconhecimento de Resgate Histórico da Construção – Troféu Caixa, para Elano de Paula; o prêmio Operário do Ano – Troféu Nassau, fica com o mestre de obras Francisco Olavo Fernandes, da Construtora Mota Machado. O prêmio de Responsabilidade Social – Troféu FIEC, para Maria das Graças Dias, pelo Projeto Descobrindo Saberes, da Construtora Dias de Sousa.

Emendas da CCJ ao Orçamento somam R$ 462 milhões e beneficiam Judiciário

“As emendas ao Orçamento de 2011 aprovadas nesta quarta-feira (24) pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) beneficiam órgãos superiores do Judiciário. As emendas somam R$ 462 milhões e são direcionadas ao Supremo Tribunal Federal (STF), ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), à Defensoria Pública da União, e ao Ministério Público Federal. As emendas seguem para exame da Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização.

O relator, senador Antonio Carlos Junior (DEM-BA), informou que a aprovação dessas emendas atende sugestões de dez membros da CCJ – o que representa 83% dos integrantes do grupo de 12 senadores que participaram desse processo de emendas ao Orçamento. Ele afirmou que foram contempladas as necessidades de quatro dos sete órgãos sugeridos nas propostas dos parlamentares. Na CCJ, foram apresentadas 44 emendas, que totalizavam R$ 7.344 bilhões.

Para o STF, deverão ser destinados R$ 200 milhões, com objetivo de recuperar e modernizar suas instalações; o STJ receberá R$ 115 milhões, usados para implantar o Sistema Integrado de Gestão da Informação Jurisdicional II. Outros R$ 87 milhões estão destinados à assistência jurídica ao cidadão da Defensoria Pública da União; e R$ 60 milhões serão direcionados ao Ministério Público Federal, também para modernizar as instalações do órgão.”

(Agência Senado)

Dissídio dos motoristas deve ser julgado no dia 7

O Tribunal Regional do Trabalho – 7ª Região confirmou para o próximo dia 7 o julgamento do dissídio dos motoristas e cobradores de ônibus. Essa questão virou novela mexicana, onde quem sempre leva susto ou chora à beira do caminho é o usuário do transporte público.

A questão salarial da categoria, com data-base em 1º de maio, começou com a reivindicação de 45% de reajuste por parte dos rodoviários. Já o patronato ofereceu 4,5%. Depois, o Sintro baixou para 25% e 15%, respectivamente, com o Sindiônibus oferecendo a proposta de reajuste de 5,5%.

Os motoristas e cobradores já andaram fazendo novos protestos na última semana e anunciam assembleia geral para esta sexta-feira. Enquanto isso, o Sindiônibus parece fingir-se de ponto morto.

Renan promete sair da sombra e voltar ao embate político

“Homem forte no governo Lula até ser apeado da presidência do Senado em 2007, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) promete sair da sombra e voltar ao embate político. Desde a crise, atuava apenas nos bastidores. Cotado para o comando do Senado, escolheu continuar líder da maior bancada na Casa, papel que lhe garantirá interlocução privilegiada com a presidente eleita, Dilma Rousseff (PT).

Em entrevista à Folha, Renan disse que a ausência de Aloizio Mercadante no Senado, a quem chama de “um trapalhão, um aloprado”, deve facilitar a convivência PT-PMDB. Mas alertou que atritos poderão ocorrer caso o PT tente reduzir espaço de seu partido na Esplanada. Sobre as denúncias que o tiraram da presidência do Senado, admite ter cometido erros. Ele foi acusado de ter contas pessoais pagas por um lobista. O caso está no Supremo Tribunal Federal.

Folha – Por que apoiar a reeleição de Sarney para a presidência do Senado?

Renan Calheiros – A permanência dele é o que causa menor atrito, não abre guerras de vaidades para um início de governo que tem quase 70% de apoio no Congresso. O sentimento que vivemos hoje é o de continuidade. Não se mexe em time que está ganhando.

O PT tenta a vaga…

Essa discussão pode reabrir atritos, sobretudo se for conduzida pelo Mercadante. O Mercadante é um trapalhão, um aloprado de sempre, mesmo sem ser senador [o mandato dele se encerra em dezembro] ele quer influir na eleição para a presidência do Senado, uma coisa ridícula. Toda vez em que ele tentou articular no Senado, perdeu. É desastroso nisso. O clima no Senado é de conciliação, não de atrito.

O PMDB da Câmara também fala em rodízio no Senado.

O acordo da Câmara não tem nenhuma relação. O regimento do Senado é claro sobre o direito da maior bancada indicar o presidente. Não pode ser contestado.

Como será o Senado sem os oposicionistas: Tasso Jereissati, Arthur Virgílio, Heráclito Fortes?

Renovado, pacífico, de conciliação. Os momentos de tensão ficaram para trás.

Mais subserviente ao governo?

Precisamos ter uma relação mais civilizada em defesa do interesse nacional. Estamos diante de desafios, vamos ter Copa, Olimpíada, precisamos de investimentos em infraestrutura.

O novo Senado aprova a CPMF?

Se vier com a chancela dos governadores, da presidente Dilma, se for exclusivamente para financiar a saúde, tem chance de ser aprovada. Agora, não podemos, de forma nenhuma, pensar em votar a CPMF sem primeiro desonerar a folha de pessoal, os investimentos e completamente a exportação.

Dos 22 votos do PMDB, o sr. garante quantos para a Dilma?

Eu não garanto nada. O PMDB sempre teve consciência da sua responsabilidade e não faltará a ela.

Sempre tem os desgarrados do PMDB. Esse grupo aumentou?

Acho que diminuiu.

O PMDB do Senado vai apoiar um reajuste maior para o salário mínimo?

Ele deve ser o máximo que a economia pode pagar. O valor de R$ 580 seria um bom número, mas não quero especificar o valor.

A Dilma terá votos no Senado para aprovar mudanças na Constituição?

Os aliados do governo ocuparam 47 das 54 cadeiras em disputa. Isso possibilita a formação de uma maioria confortável para ela. Mas, na prática, precisamos ver.

A relação com o PT no Senado será mais tranquila?

Sem o Mercadante a relação será mais fácil. O PT tem excelentes quadros.

O PMDB fez um blocão na Câmara. Pode fazer no Senado?

No ano passado nós contávamos com o PP no bloco. Não há desejo de ampliar o bloco, de fazê-lo maior. O momento exige muita racionalidade, uma vez que você fala demais, acaba atrapalhando e o PT está falando demais.

O PMDB fica incomodado quando alguém do PT estreita politicamente a coalizão. Provavelmente esse bloco da Câmara é uma resposta a isso.

A presidente Dilma Rousseff terá jogo de cintura para lidar com o novo Congresso Nacional?

Dilma cresceu muito nesse processo todo, está bem, forte. A expectativa é que ela conduza muito bem do ponto de vista administrativo. Não vamos ter surpresas.

(Folha Online)

Servidores públicos lançam campanha contra assédio público

146 1

Será lançada às 14h30min desta quarta-feira, na sede da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social, campanha de prevenção ao assédio moral. O lançamento tem à frente o Fórum Unificado das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos do Estado.

Por falar nisso, a Secretaia do Planejamento e Gestão estará mandao em breve para a Assembleia Legislativa projeto que define sanções para quem desrespeitar servidor.

Fiec vai construir Centro Integrado na terra de Cid Gomes

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), Roberto Macêdo, e o superintendente regional do SESI/SENAI, Francisco das Chagas Magalhães, assinam nessa quinta-feira, às 9 horas, na Casa da Indústria, o contrato para início da construção do Centro Integrado do Sistema FIEC em Sobral. O equipamento totalizará investimento de cerca de R$ 14 milhões e vai atender à comunidade industrial das regiões Norte e Noroeste do estado. As obras devem ser concluídas no fim de 2011.

A nova sede irá suprir as necessidades das indústrias de diversos setores, como o calçadista, confecção, metal-mecânico e construção civil. O SENAI vai atuar nas áreas de educação profissional e consultorias técnicas e tecnológicas, enquanto o SESI levará serviços voltados ao industriário e sua família nas áreas de saúde, educação, lazer, cultura e responsabilidade social. “Vamos fortalecer o atendimento a 160 indústrias e outros 540 estabelecimentos existentes em 36 municípios das regiões Norte e Noroeste do estado, beneficiando cerca de 500.000 habitantes”, afirma Francisco Magalhães.

Para o diretor regional da FIEC na zona Norte, empresário Jocely Dantas Filho, a nova unidade auxiliará no crescimento do setor industrial da região. “Nossa indústria cresceu muito. Sobral abriga a maior indústria de calçados do Brasil, a Grendene. Temos também a Votorantim, a Serra Grande e a Del Rio, entre outras. Além disso, abrigamos um importante polo de confecções e temos ainda empresas de móveis e metalurgia. Somos, assim, um centro em constante desenvolvimento”, explica o empresário.

Sobral representa a terceira maior economia do estado, atrás de Fortaleza e Maracanaú. Segundo dados do Instituto de Desenvolvimento Industrial da FIEC, as indústrias do município geram mais de 26.000 empregos formais diretos. Sobral também é a segunda cidade que mais exporta no Ceará, tendo vendido US$ 99,1 milhões (16,6% do total do estado) em produtos para o exterior no primeiro semestre de 2010, percentual 41% acima do assinalado em igual período de 2009. A Grendene é a maior exportadora cearense.”

(Site da Fiec)