Blog do Eliomar

Últimos posts

Casal Nardoni – Prossegue o julgamento

“O júri popular que decidirá pela culpa ou inocência de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá sobre a morte da menina Isabella em março de 2008 foi retomado às 10h15 desta terça-feira (23), com o depoimento de Renata Helena da Silva Pontes, delegada do 9ª DP (Carandiru) à época do crime.

Além dela, serão ouvidos hoje os depoimentos de outras três testemunhas: Rosangela Monteiro, perita do Instituto de Criminalística, Paulo Sergio Tieppo Alves, médico do IML (Instituto Médico Legal), e Luiz Carvalho, primeiro policial militar a chegar na cena do crime. A estimativa do tribunal é de que o julgamento dure até cinco dias.

Testemunhas e jurados passaram a noite no fórum. Já os réus foram encaminhados a unidades prisionais da capital paulista. Ele passou a noite no CDP (Centro de Detenção Provisória) de Pinheiros e ela, na cadeia feminina do Estado, localizada no complexo do Carandiru. Nardoni chegou ao Fórum de Santana, na zona norte de São Paulo, às 8h30 de hoje. Jatobá chegou dez minutos depois.

Por volta de 9h, chegaram ao Fórum de Santana, na zona norte de São Paul, o advogado de defesa, Roberto Podval, e a avó materna de Isabella Nardoni, Rosa Cunha de Oliveira.

Rosa Oliveira entrou no fórum carregando uma rosa branca, afirmou que espera a condenação máxima do casal e disse que, para ela, a neta não morreu. “Eles não vão conseguir matar a minha neta, pois ela está viva dentro de mim. Minha neta está dentro do coração da gente”, disse.

Primeiro dia de julgamento
Ontem, o casal Nardoni entrou junto na sala do tribunal. Esta foi a primeira vez que eles se encontraram desde que foram interrogados, em maio de 2008. Jatobá vestia uma blusa rosa e calçava um sapato baixo. Nardoni estava com uma camiseta branca, com uma faixa azul, e calçava um tênis. Ambos vestiam calça jeans. A Justiça não permite a presença de fotógrafos nem de cinegrafistas no local do julgamento.

No único depoimento de testemunha realizado ontem, a mãe de Isabella, Ana Carolina Oliveira, chorou por pelo menos três vezes, provocou o choro de ambos os réus, relatou o amor de Alexandre pela filha e o ciúme que a madrasta teria da relação do marido com a menina e com a ex-mulher.”

(Folha Online)

Roberto, uma Pessoa sozinha politicamente

pessoaa

O prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, não está nada animado para quem posa de pré-candidato a governador pelo Partido da República. Nesta terça-feira, ele se encontra em Brasília para conversar com a cúpula nacional do PR e tratar do seu rumo político.

Roberto Pessoa, que sempre dizia estar pronto para renunciar no fim do mês, entrou numa fase reflexiva e poderá não deixar a Prefeitura.

Ele diz estar com dificuldades de formar uma aliança política, pois só conta, até agora, com o PSC do empresário Alexandre Pereira. Acha pouco para quem quer enfrentar a máquina de Cid Gomes. Há um outro dado complicador: o tempo de propangada dele só está em 2 minutos e cinco segundos.

VAMOS NÓS – Se desistir mesmo, Roberto Pessoa não sairá no prejuízo desse processo. Nos últimos meses, ele conquistou espaços importantes na mídia e ficou bem mais conhecido em Fortaleza. Aliás, entre seus projetos futuros esrtaria disputar a Prefeitura da Capital.

Serra e Dilma se despedem com agenda carregada de inaugurações

“A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT) e o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), pré-candidato à Presidência da República, terão as agendas repletas de inaugurações e viagens nos últimos dias de trabalho antes de deixarem os cargos para se dedicarem à disputa. De acordo com a legislação, ministros e governadores têm que se desincompatibilizar até seis meses antes das eleições, ou seja, até o início de abril.

Nesta semana, a agenda de Dilma contemplará viagens pela região Norte, Centro-Oeste, Sudeste e Nordeste. Hoje, a ministra viaja ao Tocantins com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a inauguração de um trecho da ferrovia Norte-Sul. Amanhã, deve ir ao Amazonas, também para o lançamento de uma obra.No dia seguinte, a agenda da ministra contemplará o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), uma das principais vitrines do governo federal, e uma visita ao berço político do presidente Lula. A previsão é que ela participe de uma cerimônia do programa em Osasco (SP) e de um congresso de mulheres metalúrgicas em São Bernardo do Campo.

A ministra deverá dedicar a sexta (26) a uma viagem para a Bahia que incluirá a inauguração de um gasoduto e uma cerimônia do programa Minha Casa, Minha Vida. O evento mais esperado para marcar a saída de Dilma no governo, no entanto, ainda não tem data definida. Trata-se da segunda edição do Programa de Aceleração do Crescimento para os próximos quatro anos, o chamado PAC 2.

O tucano Serra vai inaugurar trecho Sul do Rodoanel, obra viária aguardada como o grande evento que deve marcar o fim da gestão de José Serra no governo de São Paulo, mas ainda não tem data marcada. Nos últimos dias, o pré-candidato tem aumentado o número de inaugurações e disputa com Dilma o título de “campeão de inaugurações”.

(Com Agências)

Caso Arruda – PF cita nome de deputado cearense, que nega o fato

“O escândalo do mensalão do DEM chegou ao Congresso e ao maior partido do país, o PMDB, informa reportagem de Filipe Coutinho e Fernanda Odilla, publicada nesta terça-feira pela Folha.

Segundo a reportagem, relatório da Polícia Federal pela primeira vez incluiu um deputado federal no inquérito da Operação Caixa de Pandora: Eunício Oliveira, ex-ministro do governo Lula e hoje o peemedebista mais importante do Ceará.

A polícia suspeita que uma empresa de Eunício se beneficiou do esquema que desviou dinheiro público e distribuiu propinas no Distrito Federal –e que levou à prisão do governador agora cassado José Roberto Arruda (sem partido).

A Folha informa que o documento cita quatro vezes o nome de Eunício e oito vezes os de empresas das quais ele é sócio.

Outro lado

Eunício Oliveira disse não haver razão para investigá-lo. “Desafio a polícia ou qualquer um a dizer que pedi dinheiro ou que paguei [propina].”

Dono de 50% da Manchester, suspeita de ter sido beneficiada no mensalão do DF, ele disse que desde 1998 está afastado do comando da empresa e que tem certeza de que não houve irregularidade na execução do contrato.

Nelson Neves, da Manchester, negou ter sido favorecido pelo governo. Afirmou que o primeiro pagamento saiu em dezembro, “com atraso”.

A assessoria de imprensa do deputado afirmou ao O POVO Online que Eunício está afastado da gerência da empresa há pelo menos 12 anos e que a acusação contra o parlamentar não procede. Ainda que esteja afastado da administração, a assessoria confirmou que o deputado é sócio da empresa citada no relatório.

(Folha Online e O POVO Online)

CNJ discute critério de promoção de juízes

“O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) se reúne nesta terça-feira, em Brasília, a partir das 9 horas, para a realização da 101ª sessão ordinária. Ao todo 33 processos compõem a pauta de julgamentos, entre eles, a proposta de resolução que estabelecerá critérios objetivos para a promoção por merecimento de magistrados e acesso aos tribunais de 2º grau.

As novas regras vão levar em consideração algumas das 234 sugestões recebidas pelo CNJ durante os 30 dias de consulta pública sobre o tema, que terminou no dia 22 de janeiro. Se aprovada pelo plenário, os tribunais do país terão 180 dias para se adequar às novas regras, a contar da publicação da resolução.

“A ideia é conferir mais objetividade à promoção de magistrados, evitando-se critérios políticos e padronizando as regras em nos tribunais”, explica o ministro Ives Gandra, autor da proposta original que foi submetida a consulta pública.”

(Site do CNJ)

Lúcio Alcântara bate na segurança e recomenda autocrítica a Cid Gomes

luciooo

O ex-governador Lúcio Alcântara, presidente regional do Partido da República, recomendou, nesta terça-feira, ao governador Cid Gomes (PSB) que faça uma “autocrítica” sobre a situação da segurança no Estado. Lúcio voltou a reagir e foi duro ao responder críticas feitas por Cid Gomes à oposição que, segundo o governador, estaria transformando o tema em “objetivo de exploração demagógica”.

“Quem introduziu a política num assunto delicado como a segurança foi ele. O que foi a campanha dele para governador? Segurança, segurança e segurança,” reagiu Lúcio, observando que Cid Gomes investiu muito no setor, mas o setor não vem reagindo ao que espera a sociedade. Para Lúcio, a população foi vítima de uma “grande fraude da comunicação”.

Para Lúcio, por estar sempre aprensiva, a população acreditou nas promessas de Cid Gomes que precisa ter “humildade” e aceitar as críticas. “Por que eu nunca disse essas coisas? Porque o problema é difícil. Não é fácil. Não é só de gastar dinheiro. Mas ele (Cid) ganhou a eleição prometendo polícia no quarteirão e atendimentre entre a ocorrência e a chamada em cinco minutos e não vemos isso”. 

O ex-governador fez questão de dizer que não torce pelo pior, porque “eu moro aqui, sou cidadão e quero o melhor para todos. Lúcio, no entanto, não poupou ironia: “Eu não uso carro blindado nem quando era governador por uma razão: se o povo corre risco, eu, que tenho mais segurança que o povo, tenho que correr o mesmo risco.”

Na avaliação do ex-governador, o modelo cidista de segurança “está fracassado”, quando, para se tratar desse tema delicado, exige-se “humildade e nunca arrogância, nem marketing, nem publicidade ou agressão a quem faz uma crítica respeitosa. Isso não resolve o problema”, acentuou Alcântara, que seguiu, nesta madrugada de terça-feira para Brasília. Informou que ali manterá contatos com a cúpula nacional do PR sobre as próximas eleições.

Vox Populi – Dilma pode ganhar no 1º turno

“O crescimento nas pesquisas eleitorais da pré-candidata do PT à Presidência, ministra Dilma Rousseff, ante a estagnação de seu provável adversário, o governador de São Paulo José Serra (PSDB) tem impressionado os diretores dos quatro principais institutos de pesquisa do País. Márcia Cavallari, do Ibope, João Francisco Meira, do Vox Populi, Mauro Paulino, do Datafolha e Ricardo Guedes, do Sensus, estiveram reunidos em São Paulo na tarde desta segunda-feira, para debater o cenário eleitoral, em evento da Associação Brasileira de Empresas de Pesquisas. O professor Marcus Figueiredo, do Iuperj também esteve no debate, mediado mediado pela jornalista Cristiana Lôbo.

Meira deu o palpite mais ousado da tarde: “não é impossível imaginar que a Dilma ganhe a eleição já no primeiro turno”, afirmou. Segundo ele, quando há candidatos carismáticos, a disputa se concentra mais entre as personalidades desses candidatos. Mas, para ele, nem Dilma nem Serra são carismáticos. ‘Carisma não é o nome dessa eleição’, afirmou.

Ele listou alguns fatores que, na sua avaliação, devem decidir a disputa eleitoral. O primeiro seria a economia: se estiver ruim, a tendência é de mudança – mas a economia é o principal trunfo do governo Lula. Em segundo, o aspecto ideológico – nesse caso, diz ele, 56% das pessoas se definem como sendo de esquerda e 30% como eleitores do PT.

Além disso, ele lembra o tempo de TV como decisivo – e a construção das alianças deve garantir um tempo maior à candidata governista. Por último ele cita algum acidente, debate ou fato inesperado que possa alterar a opinião dos eleitores.

Sua avaliação é parecida com a de Ricardo Guedes, do Sensus. Segundo ele, “Dilma tem produto para mostrar, a economia. O Serra não tem. Hoje a tendência é muito mais pró-Dilma”.

Cautela

Já Márcia Cavallari, do Ibope, e Mauro Paulino, do Datafolha, adotaram um pouco mais de cautela em suas exposições, embora tenham admitido cenário favorável à Dilma. Os dois usaram a mesma expressão para definir o caso: “pesquisa é diagnóstico, não prognóstico”.

“O comportamento do eleitor não é matemático. A campanha ainda tem muita coisa para acontecer. O que a gente sabe é que o eleitor se sente muito confortável de ter votado no Lula e agora fazer essa avaliação de que acertou. Ele pensa: ‘Acertei, e o País está tendo avanços’. O eleitor considera que os avanços foram muito mais profundos no governo Lula. A comparação com o governo FHC é prejudicial para o Serra”, afirmou a diretora do Ibope.

De acordo com Márcia, um terço está com Serra, um terço está com Dilma e um terço que vai decidir a eleição. Reservadamente, porém, ela destacou que não só a Dilma está crescendo, como há tendência de queda de Serra, ainda que dentro da margem de erro.

Já Paulino lembrou que na pesquisa Datafolha de dezembro de 2009, 15% dos eleitores não sabiam que a Dilma era a candidata do Lula, mas queriam votar na candidata do Lula. “E o que nós observamos em fevereiro, é que ainda há margem de crescimento para Dilma”, afirmou.

Segundo ele, a dúvida é saber se Dilma vai transmitir ao eleitorado que tem a mesma capacidade de administração que o Lula tem.”O eleitor vai poder comparar Serra com Dilma, Dilma com Lula”.

Paulino ainda defendeu que os institutos divulguem sempre sua base de dados, sua metodologia. “A pesquisa não faz prognóstico, mostra o que acontece naquele dia. Na pesquisa de véspera, [Paulo] Maluf ainda estava na frente da [Luíza] Erundina [na eleição para a prefeitura de São Paulo, em 1988, vencida por Erundina]. Deixar de iludir quem consome pesquisa: a gente faz diagnóstico”, afirmou.

Já o professor Marcus Figueiredo, do Instituto Universitário do Rio de Janeiro (Iuperj), também presente ao debate, previu um repeteco de 2002, caso o deputado federal Ciro Gomes (PSB) continue na disputa, com o cearense brigando com Serra. Para Figueiredo, “Serra e Dilma são igualmente antipáticos e igualmente feios. Ideologicamente estão muito próximos. O projeto deverá ser exatamente o mesmo”.

Erros em pesquisa

Meira foi questionado também pelo fato de o Vox Populi ter apontado, em 2006, vitória de Paulo Souto (então PFL) no primeiro turno, contra o petista Jaques Wagner, que acabou vencendo as eleições em segundo turno. “Às vezes você erra. Só que você nunca ouve um médico dizendo qual a margem de erro de uma operação de apendicite. O pessoal respondia que queria Paulo Souto, mas já estava pensando em mudar de ideia. Mas eu não estava perguntando para ele se ele queria mudar de ideia”, justificou.”

(Agência Estado)

Ministro confere balanço do Programa Microempreendedor Individual no Ceará

salmito

O presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho (PT), e o presidente da União dos Vereadores do Ceará (UVC), Deuzinho Filho (PMN), terão audiência pública às 16 horas desta terça-feira, em Brasília, com o ministro da Prevdiência Social, José Pimentel.

Segundo Salmito, para uma avaliação do desempenho do Programa Microempreendedor Individual implantado em Fortaleza pela Câmara Municipal e em mais 20 municípios pela União dos Vereadores do Ceará.  Em Fortaleza, foram 667 acordos formais de microempreendedor de 2.271 pedidos.

DETALHE – Salmito e Deuzinho têm algo em comum: querem José Pimentel disputando cadeira de senador.

Estaleiro – Adiada reunião entre Cid e Luizianne

O governador Cid Gomes (PSB) não sabe quando terá reunião com a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT). O encontro entre os dois estava previsto para o próximo dia 29, mas foi adiado, porque eles estarão em Brasília (DF), no lançamento do PAC 2, com o presidente Lula.

Cid e Luizianne deviam definir mais concretamente uma posição sobre o projeto do futuro estaleiro da Promar, onde a polêmica é a localização: praia do Titanzinho, Cid quer ali e a prefeita é contra.

Médicos de Maracanaú ameaçam greve

Os médicos da cidade de Maracanaú (Região Metropoitana de Fortaleza) realizarão uma assembléia geral nesta terça-feira, a partir das 19 horas, na sede do Sindicato dos Médicos do Estado.

A categoria vai decidir pela paralisação ou não de suas atividades, pois reclama que o prefeito Roberto Pessoa (PR) prometeu em março de 2009 o Plano dde Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) para setembro e, até agora, nada, segundo o sindicato.

Acidente com carro da Prefeitura deixa três mortos

Três pessoas morreram em acidente de trânsito registrado nessa noite de segunda-feira na CE-354, no distrito Guarani, em Itapipoca. Antõnio Cunha de Freitas, Maria Luzirene Silva e Inês Barbosa do Nascimento eram passgeiros de um Fiat Uno, de propriedade da Prefeitura de Tururu.

No trajeto, o veículo acabou se chocando com duas vacas, ficou sem controle, parou na contramão e foi colhido por um caminhão.

Os corpos já estão no Instituto Médico Legal de Sobral.

Que pecado! Tributos pesam sobre produtos vendidos na Semana Santa

bcalhau

Bacalhau com preço salgado.

“Quem já está na expectativa para o próximo feriado nacional, a Páscoa, prepare-se também para arcar com a tributação incidente nos produtos mais consumidos da época. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário – IBPT, na hora de saborear as tradicionais delícias o brasileiro pagará 38% de tributos em ovos de páscoa e a mesma porcentagem nos bombons, que mantiveram o mesmo índice em relação a 2009.

A tributação sobre o bacalhau continua salgada, com incidência tributária de 43,78% e do vinho 54,73%. Das garras do leão nem o coelhinho de pelúcia escapa, visto que tem carga tributária de 29,92%.

Se embrulharmos todos os itens tradicionais da Páscoa em uma cesta para presente, ainda quem sai ganhando é o governo, já que na embalagem levará vantagem no papel celofane com tributação de 35,20% e no laço de fita com 34%.

Para o presidente do IBPT, João Eloi Olenike, “os altos impostos embutidos nos produtos da Páscoa elevam os preços dos mesmos inibindo o consumo da população de baixa renda, o que torna cada vez mais seleto o grupo de consumidores que podem desfrutar dos artigos da data, em razão dos preços praticados”.

PRODUTOS
TRIBUTAÇÃO

Bacalhau
43,78%

Bombom
38,00%

Cartão
37,48%

Coelhinho de pelúcia
29,92%

Colomba pascal de chocolate
38,68%

Colomba pascal tradicional
36,02%

Fita para cesta
34,00%

Laço de fita
34,00%

Ovo de Páscoa
38,00%

Papel celofane
35,20%

Peixes em geral
34,48%

Vinho
54,73%

(Com Agências)

Setor leiteiro terá laboratório de controle de qualidade

“Vem aí o Laboratório de Controle de Qualidade do Leite do Ceará, uma reivindicação de quase dez anos do setor produtivo do Estado. O projeto, orçado em R$ 6 milhões, começa a ser instalado dentro de 60 dias, em área do Núcleo de Tecnologia do Ceara (Nutec). O apoio vem dos ministérios da Agricultura, Ciência e Tecnologia e do Governo do Estado, segundo informa o vice-presidente da Federação da Agricultura do Estado, Flávio Saboya. Ele diz que o equipamento será importante para garantir leite de qualidade com celeridade nas análises que hoje são feitas em laboratório de Pernambuco.”

(Coluna Vertical, do O POVO)

Um ato para preservar a Lei Maria da Penha

O pleno do Senado Federal deve votar, nesta quarta-feira, o relatório do senador Renato Casagrande (PSB-ES), que diz respeito ao Novo Código de Processo Penal (CPP). Segundo a promotora de Justiça de Combate à Violência Doméstica contra a Mulher de Fortaleza, Fernanda Marinho, a ordem é mobilização para que se garanta a integralidade da Lei Maria da Penha.

Vários grupos do movimento de mulheres comparecerão e prometem pressionar contra qualquer ameaça de mudança dessa lei.


Relastor da matéria, o senador Renato Casagrande garantiu a Lei Maria da Penha em todos os seus aspectos, após emendas da bancada cearense no Senado. Nesse aspecto, atuaram Inácio Arruda (PCdoB), Patrícai Saboya (PDT) e Tasso Jereissati, juntamente com o senador Demóstenes Torres, presidente da Comissão, que também apresentou emenda.

PAC – Maioria das obras continua no papel no Ceará

“Mais da metade das obras do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC) no Ceará ainda não saíram do papel. De acordo com o relatório estadual elaborado pelo Ministério da Casa Civil, das 912 obras previstas no pacote, 497 (54,5%) encontram-se na situação de “ação preparatória“ (elaboração de projeto e licenciamento) ou “estágio de licitação“ (contratação da empresa para executar). O documento também mostra que apenas 10,2% das obras foram concluídas e que 35,3% estão em execução. No PAC, a maioria das obras tem previsão inicial de ser concluída neste último ano do governo Lula.

Grande parte dos investimentos não iniciados corresponde a ações de saneamento básico e de projetos na área de habitação. Eles ocupam o maior espaço dentro do relatório: são 835 pequenas ações espalhadas por quase todos os municípios cearenses.

Obras pequenas, de acordo com o relatório, são maioria, porém não gozam da maior quantidade de recursos. Enquanto 18 obras de infraestrutura, entre elas o Metrofor e o Eixão das Águas, apreendem mais de R$ 2,3 bilhões dos investimentos, os 532 projetos de saneamento promovidos pelos municípios em parceria com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) ficam apenas com R$ 380,1 milhões.

A disparidade também é grande quando comparados os investimentos em infraestrutura energética e as ações voltadas para habitação. A estimativa é que no Ceará, entre os anos de 2007 e 2010, sejam gastos R$ 8,1 bilhões em 28 obras de energia, incluindo os parques eólicos. Na área de habitação, no mesmo período, 243 projetos ficaram com R$ 2,4 bilhões. Desse total, R$ 1,7 bilhão são empréstimos destinados a pessoas físicas.

Relatório vago
Diferente do relatório nacional, em que cada empreendimento possui um selo de acompanhamento do andamento da obra, o relatório estadual traz apenas o valor a ser investido até 2010, o montante previsto a partir de 2011 e a situação atual do empreendimento. Não há dados sobre o quanto em reais foi executado de fato.

O documento da Casa Civil também não mostra a previsão de conclusão de cada uma das ações, nem se elas estão atrasadas ou em dia. Ainda segundo o relatório, desde 2007 até a conclusão das obras – não informado -, serão investidos um total de R$ 48,6 bilhões no Ceará, sendo R$ 24,2 até o final deste ano e os outros R$ 24,4 bilhões a partir de 2011. ”

(O POVO)

Ciro diz que faria alianças de "ideias"

“Crítico da aliança PT-PMDB, o deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE), pré-candidato à Presidência da República, disse ontem que um eventual governo seu seria baseado em alianças “de ideias” com PT e PSDB. “Para governar é preciso aliança, mas uma coisa é aliança para governar e outra é para ganhar eleição. A questão é para que a aliança e em que bases”, disse, após participar de um evento em São Paulo.

Ciro comparou as coligações à escalação da seleção brasileira. “Não se compõe a seleção aceitando lobby de cartola nem bairrismo de torcida. Você procura dar autonomia para o técnico colocar os melhores. Eu sei que os melhores estão no PT e no PSDB”, defendeu. “No Ceará temos um avanço extraordinário. Isso está se replicando no Brasil”, argumentou. Como de costume, Ciro não mostrou simpatia pelo PMDB. “Dou um fusca zero para quem me disser uma ideia do PMDB nos últimos 15 anos.”

O deputado se mostrou firme em sua convicção de ser candidato a Presidência e brincou com os repórteres “Vocês estão falando com o futuro presidente do Brasil.”

Ceará cotado para virar samba-enredo da Beija-Flor

“O Ceará ganhou pontos para se tornar tema do enredo da escola de samba Beja-Flor, maior campeã do Carnaval carioca nos últimos anos. Representantes da agremiação deixaram Fortaleza no último sábado. O carnavalesco Alexandre Louzada, que visitou a capital cearense, disse ao site do jornal carioca O Dia que a proposta dos representantes cearenses “reuniu mais pontos positivos e se destacou“.

A proposta, de acordo com o carnavalesco, teria partido de “de um grupo ligado à Secretaria da Cultura do Ceará“. Neste ano, a Beija-Flor homenageou Brasília.

“A cidade é maravilhosa e espero que dê tudo certo, porque seria um enredo bem diferente. Eles (os representantes) estão bem animados e se apressaram“, disse Louzada ao O Dia.

O jornal do Rio de Janeiro informa ainda que, nos bastidores, comenta-se que a proposta dos representantes cearenses para a Beija-Flor ficaria em torno de R$ 4 milhões.

O mesmo valor estaria sendo proposto por representantes de Santa Catarina, a principal concorrente do Ceará para ser enredo da Beija-Flor.

Histórico
Caso seja mesmo escolhido, seria a segunda vez em duas décadas que o Estado seria tema de uma grande escola do grupo especial do Rio de Janeiro. A outra foi em 1995, quando a Imperatriz Leopoldinense apresentou o samba Mais vale um jegue que me carregue que um camelo que me derrube… Lá no Ceará. Naquele ano, a escola acabou se sagrando campeã.”

(O POVO)