Blog do Eliomar

Últimos posts

Terremoto no Chile foi de 8,3 graus

“O terremoto de 8,8 graus escala Richter, que aconteceu na madrugada de hoje, no Chile, pode ter um impacto violento em desastres humanos e de destroços físicos, admitiu o chefe do observatório sismológico da Universidade de Brasília (UnB), Jorge Sands. Ele ressaltou, porém, em entrevista ao programa Revista Brasil, da Rádio Nacional, que os resultados ainda estão sendo contabilizados.

Embora o centro sísmico tenha acontecido no Oceano Pacífico, o tremor foi muito próximo da costa, a apenas 65 quilômetros de uma cidade com quase 40 mil habitantes e de duas outras no raio de 100 quilômetros, cada uma com cerca de 300 mil habitantes, disse Sands. O epicentro do terremoto, cuja magnitude foi recalculada para 8,3 graus, fica a 317 quilômetros de Santiago, a capital chilena.

Apesar de estar melhor preparado para enfrentar terremotos, com construções mais firmes, do que o Haiti – onde aconteceu o último grande desastre sísmico, em janeiro último –, o Chile tem regiões carentes, com populações pobres no centro e no norte do país, onde o adensamento populacional tem aumentado muito.

Além do terremoto, o observatório da UnB registrou mais 12 tremores de menor intensidade, entre 6 graus e 6,5 graus nas imediações do grande sismo. O Chile, explicou Sands, está numa região onde grandes placas tectônicas se encontram . Como a Terra está em constante movimento, acrescentou ele, as placas colidem de vez em quando.

Por essa razão, o Chile tem um histórico de terremotos. O mais violento de que se tem registro no mundo ocorreu em 1960, com 9,5 graus, no país. O Chile fica exatamente no fim da grande placa tectônica onde termina o Círculo de Fogo que margeia o Oceano Pacífico pela América Central, América do Norte e desce pelo leste da Ásia.

O desastre ocorrido no Chile n ão tem maiores reflexos no Brasil, de acordo com o professor da UnB. A não ser pequenos registros do abalo em grandes cidades com maior altitude como Brasília, São Paulo e Curitiba, em um raio até Porto Alegre.

(Agência Brasil)

Sindicato dos Engenheiros do Ceará em clima de saia forte

A engenheira Teresa Neumann foi reconduzida para o cargo de presidente do Sindicato dos Engenheiros do Ceará (Senge). Vai responder por mandato que vai deste ano até 2013. A diretoria é composta de 17 integrantes. O pleito ocorreu nessa sexta-feira. Reeleita, eis a mensagem que Teresa liberou para os associados:

“Como primeira mulher à frente do Senge-CE, depois de 65 anos de comando masculino, fico muito feliz pela reeleição, pois isto demonstra que a nossa gestão teve aprovação por parte dos profissionais sindicalizados, em nos conferir esta nova responsabilidade. Agora bem maior, pois teremos que nos superar em relação ao que fizemos, fazendo muito mais e melhor.

Nossa grande luta será pela Valorização e Integração dos profisionais da área tecnológicas (engenheiros, agrônomos, arquitetos, geólogos, geógrafos e meteorologistas) e maior participação nas discussões dos destinos de nosso estado.”

Cid e Tasso trocam "confetes"

cidtal

Essa é do senador Tasso Jereissati, ao ler na coluna Vertical, do O POVO, loas (“Tasso é o maior político vivo do Ceará”) que ganhou do governador Cid Gomes (PSB):

“O Cid tem sido extremamente cordial e generoso. Acho ele um governador bem intencionado, que faz gestão correta. Mas, às vezes, as circunstâncias nos levam a caminhos diferentes. Por isso, temos que avaliar o quadro até o fim do mês.”

POIS É, Tasso e Cid são amigos e, na ultima camapnha para governador, Cid teve o apoio tassista, que se estendeu ao longo do mandato via bancada tucana na Assembleia e no Congresso. Mas as bases, que vivem brigando com o parceiro de Cid, o PT, principalmente, querem candidato próprio ao Governo.

O problema é nome tucano para enfrentar a máquina pesada cidista, que ainda tem respaldo do Governo Lula e da prefeita de Fortaleza, Luizainne Lins. Pelo menos, até agora.

Mensalão do PT envolve coordenador da campanha de Dilma

pimentelhh

A revista IstoÉ desta semana traz matéria envolvendo o ex-prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, atual corodenador da futura campanha da presidenciável Dilma Rousseff envolvido no Mensalão do PT, aquele que em 2005 provocou terremoto no Governo Lula e afastou lideranças importantes do partido como José Dirceu e José Genoíno. Confira:

O roteiro final do mensalão – parte 1

O processo que investiga o Mensalão do PT no Supremo Tribunal Federal (STF) tem 69 mil páginas. São 147 volumes e 173 apensos. Entre os documentos, há 50 depoimentos inéditos colhidos pela Justiça Federal em todo o País ao longo de 2008 e 2009, laudos sigilosos da Polícia Federal, relatórios reservados do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), pareceres da Receita Federal e outras representações criminais que tramitam sob segredo de Justiça em vários Estados. O calhamaço faz a mais ampla e fiel radiografia do maior esquema de corrupção do País. Tudo isso, até hoje, estava sob sigilo de Justiça. Agora não mais. ISTOÉ teve acesso a todos esses documentos.

O conteúdo empresta ainda mais gravidade ao escândalo. Além de lançar luz sobre novos personagens – até aqui eram 40 réus –, a investigação derruba a versão de que o dinheiro público estava ileso do esquema de caixa 2 do PT. Chegou-se a levantar essa hipótese durante a CPI, mas não havia provas. Agora, os novos documentos e testemunhas asseguram a origem estatal dos recursos. Essas novas provas também jogam por terra a desculpa petista de que tudo foi feito para pagar despesas de campanha. Não. Diante de juízes e procuradores, testemunhas contaram em detalhes como atividades privadas de interesse partidário foram custeadas com as mesmas notas de dólares, euros e reais que circularam em cuecas e malas e ainda compravam apoios no Congresso.

São esses documentos que o ministro Joaquim Barbosa, relator do processo do Mensalão, usará para emitir seu julgamento. A leitura do processo que corre no STF evidencia que o Mensalão do PT é um cadáver ainda insepulto, capaz de provocar intempéries na corrida eleitoral. Parte da nova documentação analisada pelo Supremo atinge diretamente um importante dirigente petista que havia permanecido incólume durante todo o escândalo do Mensalão e que só agora tem seu nome envolvido na rede de corrupção. Trata-se do atual coordenador da campanha presidencial da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, e ex-prefeito de Belo Horizonte (2005-2008), Fernando Pimentel.

No processo 2008.38.00.012837-8, que investiga os crimes de lavagem de dinheiro e evasão de divisas e tramita sob sigilo na 4ª Vara da Justiça Federal em Minas Gerais e agora foi anexado ao caso do STF, ele é apontado como um dos operadores da remessa ilegal de recursos para o Exterior, depois usados para pagamentos de dívidas do PT com o publicitário Duda Mendonça. Nesse processo, o procurador da República Patrick Salgado Martins mostra as relações de Pimentel com o empresário Glauco Diniz Duarte e com o contador Alexandre Vianna de Aguilar. Ambos, segundo o Ministério Público Federal, enviaram ilegalmente para os Estados Unidos cerca de US$ 80 milhões. Parte desse dinheiro, como afirma o procurador, teria sido destinada às contas de Duda Mendonça, um dos personagens centrais do escândalo do Mensalão. Em 2005, depois que o caso se tornou público, o publicitário admitiu que mantinha uma conta com R$ 10 milhões não declarados nos EUA, em nome da Dusseldorf Company. Foi dinheiro que o publicitário reconheceu ter recebido como pagamento de campanhas feitas para o PT.

O roteiro final do mensalão – parte 2

Os novos documentos do processo no STF mostram que o caixa 2 do PT não foi usado apenas para o pagamento de dívidas de campanha, como sempre sustentaram o ex-tesoureiro do partido, Delúbio Soares, e toda a cúpula petista na tentativa de qualificar o caso como crime eleitoral, o que possibilitaria a aplicação de penas mais brandas contra eles. Em 9 de julho do ano passado, às 14 horas, em depoimento prestado na 1ª Vara Federal Criminal de Porto Alegre, o contador David Stival, membro da Executiva Regional do PT no Rio Grande do Sul, contou, que pelo menos uma boa quantia dos “recursos não contabilizados pelo partido” viajava livremente pelo País até chegar a destinos improváveis.

Eles irrigaram, por exemplo, as contas bancárias de fornecedores do Fórum Social Mundial, criado por movimentos de esquerda para fazer frente ao Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça. No depoimento, Stival afirmou – numa posição inédita entre os dirigentes do partido – ter usado esse dinheiro suspeito para pagar “dívidas históricas” do Fórum, organizado pelo PT de Porto Alegre, que costuma ter o presidente Luiz Inácio Lula da Silva como a estrela maior. O depoimento de Stival é bastante detalhista. Ele diz que, terminada a eleição de 2002, o PT gaúcho estava com uma série de dívidas e que precisou recorrer à direção nacional do partido em busca de recursos. Afirmou que procurou o deputado José Genoino (SP), então presidente do PT, e que foi apresentado ao secretário nacional de Finanças, Delúbio Soares. Uma surpresa esperava Stival no encontro com Delúbio, que prometera lhe repassar R$ 1 milhão.

“Ele (Delúbio) pediu para buscarmos o dinheiro, mas não nos disse que o dinheiro seria em cash e a gente ficamos (sic) preocupados com isso”, relatou Stival. “Ele disse que teria que ser assim porque se tratava de um empréstimo feito pela Direção Nacional e que não poderia ser contabilizado. Disse que o empréstimo era do Banco Rural ou do BMG, mas que nós não poderíamos contabilizar aquele dinheiro.” O que seria uma solução virou então uma fonte de problemas, segundo a versão do dirigente do PT gaúcho, depois que ele desembarcou em Porto Alegre carregando uma mala com R$ 1 milhão. “Não podíamos pagar as dívidas de campanha com aquele dinheiro. As dívidas estavam todas com notas a pagar, registradas na contabilidade oficial do partido”, afirmou. Ainda diante do juiz, o dirigente regional do PT narrou o que foi feito do dinheiro. “Acabamos pagando fornecedores de outras dívidas históricas do Fórum Social Mundial, dívidas que não estavam na contabilidade oficial. O dinheiro nem entrou na sede do partido.”

Um dos principais desafios do ministro Joaquim Barbosa em relação ao Mensalão do PT é a identificação da origem dos recursos movimentados irregularmente. Até agora, os principais envolvidos no escândalo diziam que o caixa 2 petista não usava dinheiro público. Os novos depoimentos prestados à Justiça mostram que o Ministério Público e a Polícia Federal podem ter razão quando afirmam que o “núcleo empresarial do Mensalão, comandado pelo publicitário Marcos Valério, retirou dinheiro de órgãos administrados pelo PT.”

O roteiro final do mensalão – parte 3

A ação penal no STF traz depoimentos inéditos de testemunhas que comprovam definitivamente grandes movimentações de “dinheiro não contabilizado”, expressão usada pelo petista Delúbio Soares para justificar o Mensalão. Os testemunhos surpreendem, não apenas pelo seu valor jurídico, mas pela naturalidade com que os envolvidos tratam de uma questão criminal como se fosse algo rotineiro. Ex-presidente do Banco Popular do Brasil, Ivan Guimarães confirmou na Justiça Federal em São Paulo, no dia 27 de maio de 2009, que o PT movimentou dinheiro sujo. “Boa parte da crise era devido a esses empréstimos que não constaram da contabilidade, o caixa 2”, disse Guimarães, dando detalhes dos empréstimos que o PT fez no Rural e no BMG. “Tomei conhecimento destes empréstimos. Eu não me lembro o valor total, mas era algo superior a 40 milhões (de reais).” Guimarães afirmou ter participado das reuniões que escolheram a agência de Marcos Valério para trabalhar nas campanhas do Banco do Brasil, mas responsabilizou o conselho diretor e o ex-diretor Henrique Pizzolato.

Pelos depoimentos, fica evidente que práticas ilegais eram cotidianas nos escritórios dos partidos políticos. Funcionários das legendas não se constrangem ao se declarar abertamente como laranjas do esquema. Coordenadora da campanha do PP em 2004 no Paraná e secretária do ex-deputado José Janene (PP), Rosa Alice Valente confirmou à Justiça em 2009 que sua conta bancária foi utilizada pelo PP para receber dinheiro do PT nacional. O dinheiro chegava através da corretora Bônus Banval, que lavava o dinheiro do Mensalão. “O deputado me disse que foi feito um acordo entre o PT e o PP e que o Enivaldo Quadrado (então dono da Bônus Banval) iria me ligar e daí iria passar na minha conta pra mim (sic) repassar”, disse Rosa. Entre casos já conhecidos e outros só agora descobertos, as confissões surgem de todo lado. Em Alagoas, o deputado Paulo Fernando dos Santos, o Paulão (PT), revelou na Justiça ter recebido R$ 80 mil “não contabilizados” do PT. O dinheiro, segundo ele, era liberado por Delúbio Soares. Presidente do PT no Tocantins na época das fraudes, Divino Nogueira revelou que recebeu dinheiro de caixa 2 do PT nacional, enviado por Delúbio. O ex-deputado baiano Eujácio Simões, que era do extinto PL, afirmou ter recebido R$ 30 mil de caixa 2 do deputado Valdemar Costa Neto (PL-SP), um dos principais protagonistas do esquema.

Em alguns relatos, os detalhes são tão ricos quanto as quantias movimentadas irregularmente pelos políticos. É o caso do testemunho do empresário José Carlos Batista, sócio da Garanhuns Empreendimentos, empresa que ficou conhecida na época do Mensalão como lavanderia do Mensalão. Réu no processo, Batista decidiu contar tudo o que sabe para ser beneficiado pelo instrumento da delação premiada. Foi ouvido na condição de informante. Pela primeira vez, disse que era dono da Garanhuns apenas no papel porque, na verdade, era “laranja” do verdadeiro dono da empresa, Lúcio Funaro, amigo de Costa Neto. Batista esmiúça como entregou pessoalmente, a pedido de Funaro, quase R$ 3 milhões do esquema do PT para o deputado do PL bancar a campanha eleitoral de 2004. O dinheiro foi entregue na sede do PL em São Paulo.

Eram recursos repassados a Funaro por Valério com base em um “contrato fictício” de compras de certificado de reflorestamento da Garanhuns para a SMP&B. Já se sabia que a Garanhuns fora usada por Valério para esquentar o dinheiro repassado do caixa 2 do PT para o PL. O publicitário sempre negou. Em seu depoimento, Batista não só se define como “laranja” como cria dificuldade para aqueles que querem contestar a sua versão do fato pela quantidade de informações que forneceu à Justiça. Ele cita modelos de veículos em que o dinheiro foi carregado em “caixas de papelão”, horários de voos, nomes de intermediários e destinos do dinheiro, como a cidade de Mogi das Cruzes, no interior paulista. São esses detalhes que irão influenciar o ministro relator na hora de confrontar depoimentos contraditórios.”

(Revista IstoÉ)

Terremoto mata cerca de 70 pessoas no Chile

“O terremoto que atingiu o Chile na madrugada deste sábado matou ao menos 76 pessoas, informou o governo do país. Segundo o ministro do Interior, Edmundo Pérez Yoma, 34 das mortes foram registradas na região do Maule, a 300 quilômetros ao sul de Santiago. Ainda ocorreram 13 mortes em Santiago, dez na região de O’Higgins, quatro em Valparaíso e três em Araucania, a 670 quilômetros ao sul de Santiago.

Na região do Bio-Bio, a 500 quilômetros de Santiago, onde ocorreu o epicentro do terremoto, registrado às 03h36 de hoje, foram confirmadas dez mortes, mas se presume que exista um número maior, segundo o subsecretário do Interior, Patrício Rosende. Até o momento persistem problemas de comunicação, disse o funcionário, que confirmou que o Governo declarou estado de catástrofe em todo o território atingido pelo sismo, entre as regiões de Valparaíso e Araucania, que abrange 800 quilômetros do país.

Com relação aos danos materiais, ainda estão sendo avaliados. O aeroporto internacional de Santiago foi fechado devido alguns danos em suas instalações e informou que várias pontes ficaram danificadas. O terremoto ocorreu poucos dias antes de completar 25 anos do sismo que causou centenas de vítimas e destruiu várias localidades no litoral central do Chile, em 3 de março de 1985.

O tremor foi o maior no país em 25 anos. A presidente Michelle Bachelet avalia a possibilidade de declarar zona catastrófica a região do Maule, Bio Bio e Araucania. “Quero pedir calma”, disse a presidente chilena ao convocar uma reunião de emergência para discutir as medidas após o tremor às cinco da manhã locais. Um alerta de tsunami foi emitido para as zonas costeiras do Chile, Equador e Peru, e depois estendido para a Colômbia, Panamá, Costa Rica, Antártida e região do Pacífico.”

(Folha Online)

Pimentel assina ordem de serviço de mais uma agência do INSS par ao Ceará

piemntel

O ministro José Pimentel (Previdência Social), vai assinar, na manhã deste sábado, ordem de serviço para construção de agência do INSS da cidasde de Iracema (Baixo Jaguaribe). Segundo a assessoria de imprensa do ministro, é mais uma de um total de 56 programadas para o Estado. A nova agência do INSS virá toda informatizada e com amplo espaço amplo para atender aos aposentados das cidades de Ererê, Alto Santo e Pindoretama.

Ainda de acordo com assessores de Pimentel, no próximo m~es, ele deverá autorizar a construção de agências em Tianguá, Cariré e Santana do Acaraú.

Sobre candidatura ao Senado, o ministro continua evitando falar no assunto, mas confirma: dia 2 de abril deixa o cargo, para reassumir sua cadeira de deputado federal. “Depois disso, ficarei à disposição do meu partido”, afirmou ele para o Blog.

Irmãs siamesas morrem em Maracanaú

As irmãs siamesas Suiane e Suiara Ferreira, nascidas unidas pelo tórax e compartilhando um único coração, no dia 30 de novembro de 2009, no Ceará, não resistiram e morreram na madrugada deste sábado, na casa da avó paterna, em Maracnaáu (Região Metropolitana de Fortaleza).

Além de compartilhar um só coração Suiane e Suiara, também estavam ligadas pelo estômago. Familiares das meninas sonhavam em um dia poder fazer a cirurgia de separação e exames chegaram a ser feitos para uma avaliação, mas não houve tempo para um tratamento.

As crianças nasceram de parto cesariano e, segundo a direção do hospital, o quadro apresentado tem causa genética. Após o parto, as gêmeas e a mãe, a empregada doméstica Rosiene Ferreira dos Santos, permaneceram internadas durante 16 dias no Hospital César Cals. 

O velório e o enterro ocorrem à tarde, no cemitério Jardins do Éden, em Pacatuba.

(Jangadeiro Online)

Cadastro nacional ajudará na localização de pessoas desaprecidas

“O Ministério da Justiça e a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República lançaram nesta sexta-feira (26) o Cadastro Nacional de Pessoas Desaparecidas – que visa auxiliar o acompanhamento e a investigação de desaparecimentos por meio da consulta à sua base de dados.

Com essa iniciativa, o governo federal atende à Lei 12.127, de 17 de dezembro de 2009, que criou o Cadastro Nacional de Crianças e Adolescentes Desaparecidos. A diferença é que o cadastro lançado nesta sexta-feira é mais amplo, incluindo também adultos.

Esteve presente na cerimônia a deputada federal Bel Mesquita (PMDB-PA), autora do projeto que deu origem à Lei 12.127. Esse projeto tramitou na Câmara como PL 1842/07 e no Senado como PLC 60/09. Bel Mesquita é presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara sobre desaparecimento de crianças e adolescentes.”

(Agência Senado)

Cerco policial no Centro-Sul do Estado tenta prender assaltantes e libertar gerente de banco

A Polícia realiza um grande cerco, entre os municípios de Novo Oriente e Jucás, no Centro-Sul do Estado, a cerca de 400 quilômetros de Fortaleza, para localizar cinco assaltantes que no fim da tarde desta sexta-feira (26) assaltou a agência do Banco do Brasil de Novo Oriente. O grupo efetuou vários disparos para assustar a população e fugiu em uma Hilux, quando levou o gerente da agência como refém. Por volta das 21 horas, a Polícia localizou o veículo da fuga, completamente carbonizado. Há informações que o grupo continuou a fuga em uma L-200, tomada de assalto. De acordo com a Companhia de Policiamento do Interior (CPI), o gerente ainda não havia sido localizado, até as 23 horas. O valor do roubo não foi revelado.

Casas de massagem são surpreendidas em operação contra tráfico de seres humanos

Casa de massagem é abordada na Aldeota

Casa de massagem é abordada na Aldeota

Em uma operação para localizar a presença de adolescentes, na prática da prostituição, além de identificar mulheres vítimas do tráfico nacional e internacional de seres humanos, o Escritório de Enfrentamento e Prevenção ao Tráfico de Seres Humanos e Assistência à Vítima (EEPTSH) e o Juizado da Infância e da Juventude abordaram na noite desta sexta-feira (26) três casas de massagem, frequentadas por garotas de programa, nos bairros Aldeota, Dionísio Torres e Edson Queiroz. A operação não conseguiu realizar nenhum flagrante e ninguém foi preso.

Foto: Edimar Soares / O POVO

Sindepol elege nova diretoria

Com 189 votos contra 64, a chapa de oposição “Reconstrução com Ética”, encabeçada pelos delegados Milton Castelo e Edval Amorim, foi eleita no início da noite desta sexta-feira (26) para um mandato de três anos à frente do Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Ceará (Sindepol). A posse está marcada para 21 de abril.

Em seu primeiro discurso como candidato eleito, Milton Castelo reiterou as promessas de campanha, como o novo estatuto da Polícia Civil, o aumento no número de vagas para delegados, além do teto salarial da categoria, equiparado ao do Governador do Estado.

Enquanto isso, o delegado Edval Amorim disse que “agora o sindicato terá agora uma nova postura contra os exageros do secretário (Roberto Monteiro, da Segurança Pública e Defesa Social – SSPDS)”. Amorim criticou as declarações do secretário de que o delegado no Ceará não sabe investigar.

TV Verdes Mares apresenta esquema de cobertura das eleições 2010 para os partidos

Como vai ser a cobrtura das eleições deste ano no Ceará? Bem, a TVVerdes Mares, por meio do seu Departamento e Jornalismo, já está se mexendo.

Nesta manhã, na sala de reuniões do Sistema Verdes Mares, o diretor do setor, Marcos Gomide, reuniu representantes de todos os partidos políticos no Ceará e apresentou o plano de cobertura da emissora.

Na ocasião, todas as datas de debates para candidatos a governador – num primeiro e segundo turno, e também para os candidatos a senador foram divulgadas.

Mais uma vez, no que diz respeito a debate, estarão de fora os pequenos partidos que, para compensar, devem ocupar espaço comentrevista nos noticiosos da TV Verdes Mares. Pelo menos é essa a determinação da Rede Globo para a sua afiliada.

Na briga por vagas na Executiva, José Airton tá de olho é na "boutique" dela?

zeairton

Eis artigo do publicitário e marqueteiro político Ricardo Alcântara, Com o título “Ele está de olho na boutique dela”, faz análise da briguinha que o deputado federal José Airton trava com a prefeita Luizianne Lins, nova dirigente estadual do PT, por espaços na futura executiva. Confira:

 
Houve um tempo, e não faz tanto tempo assim, em que o cargo maldito na direção do PT era o de tesoureiro. Ao seu ocupante cabia a árdua tarefa – missão impossível, em alguns casos – de produzir receita a partir do nada.
 
E, assim, lÁ ia o tesoureiro petista, pessoalmente, controlar a venda de chaveiros e camisetas, cobrar ingressos de adesão a jantares e passar a sacola na esquina vermelha – avenidas da Universidade com 13 de Maio.
 
Hoje, ao que parece, é a função mais cobiçada, mesmo após os escândalos que mancharam a imagem do cargo, a julgar pela reação do deputado José Airton, que reivindica o cargo para o seu grupo. Não recua. Alega acordos.
 
O petista, que já esteve bem próximo de uma botija mais suculenta, a receita do governo estadual, rejeitou até, em favor da tesouraria, a indicação para o cargo mais importante da direção – a secretaria geral.
 
É, no mínimo, estranho que alguém se julgue prejudicado quando negocia o cargo de tesoureiro e recebe, quase um bônus, a oferta de outra função com atribuições que lhe garantiriam, pelo menos em tese, maior força política.
 
A prefeita se recusa em atendê-lo. Referência maior do partido na captação de recursos para a campanha, Luizianne pretende manter controle sobre quanto entra, vindo de onde, de quem e – claro – para onde sai.
 
Houve um tempo, e não faz tanto tempo assim, em que todo dia se podia ler nas páginas de jornais o espetáculo democrático dos companheiros do PT em disputa por suas idéias. Hoje, brigam pelo controle do dinheiro.

Ricardo Alcântara

Publicitário e Marqueteiro Político.

UFC adere ao Enem

A Universidade Federal do Ceará (UFC) irá aderir ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), já no Vestibular deste ano. O comunicado foi feito pelo próprio reitor Jesualdo Farias, durante entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (26), na Casa José de Alencar, no bairro Alagadiço Novo. Pela manhã, Jesualdo Farias, também presidente do Conselho Universitário, havia adiado a decisão por causa de um princípio de tumulto durante um protesto de integrantes do Diretório Central dos Estudantes (DCE).

CGU realiza 31ª sorteio para definir municípios que serão fiscalizados

“A Controladoria-Geral da União (CGU) sorteia, nesta segunda-feira (01/03), em Brasília, os 60 municípios a serem incluídos na 31ª edição do Programa de Fiscalização de Municípios a partir de sorteios públicos, que apura como foram aplicados os recursos repassados pela União para a execução descentralizada de programas federais.

Desde o lançamento do Programa, em 2003, já foram sorteados 1.530 municípios. Desses, 107 foram sorteados, e fiscalizados, duas vezes, e outros dois municípios, três vezes: Bannach, no Pará, e Alvarães, no Amazonas. Portanto, ao todo, o Programa já realizou 1.641 fiscalizações.

O ministro-chefe da CGU, Jorge Hage, estará presente ao sorteio, que será realizado às 9 horas, no auditório da Caixa Econômica Federal (Agência Planalto), por meio dos mesmos equipamentos empregados nas extrações das loterias federais. Vale lembrar que as capitais e os municípios com mais de 500 mil habitantes não participam do sorteio. Desde 2007, essas cidades passaram a ser objeto de um programa contínuo de fiscalização.

O que é fiscalizado

Em municípios com menos de 20 mil habitantes, a fiscalização alcança todos os recursos repassados pelo Governo Federal. Já nos municípios com população superior a 20 mil habitantes, as áreas a serem fiscalizadas serão definidas por sorteio. Elas foram divididas em cinco grupos: Comércio, Serviços, Agricultura e Cultura; Organização Agrária, Energia e Gestão Ambiental; Segurança Pública, Indústria, Ciência e Tecnologia; Habitação, Saneamento e Urbanismo; e Comunicações, Previdência, Trabalho, Desporto e Lazer.

Nos municípios cuja população esteja situada entre 20 mil e 100 mil habitantes, serão adicionados programas/ações nas áreas de Assistência Social, Educação e Saúde. Já, nos municípios com mais de 100 mil habitantes, serão adicionados programas/ações de apenas uma dessas três áreas, escolhida a partir de sorteio.”

(Site do CGU)

Que tal levar o estaleiro para Sobral?

marceloooo 

Eis mais um artigo sobre o projeto do estaleiro do Ceará, que gera polêmica por causa do local: praia do Titanzinho. O governador Cid Gomes (PSB) quer naquela área, mas a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), é contra. Quem assina é o médico e escritor Marcelo Gurgel, que aproveita para sugerir: por que não levá-lo para Sobral, a terra natal de Cid Gomes? Confira:

Estaleiro X Estalagens no Titanzinho

O assunto dominante na mídia cearense, nas semanas precedentes aos festejos mominos, foi a instalação de um estaleiro privado, na Praia do Titanzinho, notícia que certamente voltará, a plena carga, após a trégua do Carnaval, passando a ocupar os espaços da comunicação local. Com relação a esse investimento, o governo do estado tem empenhado todas as suas fichas, causando surpresa a objeção da nossa alcaidessa, normalmente submissa aos ditames do Sr. Governador.

O cerne da polêmica reside, principalmente, na localização escolhida, uma praia reduto de surfistas, situada no bairro Serviluz, em Fortaleza. Arautos de diferentes facções, com distinta extração técnica ou política, movidos mais pela paixão do que pela razão, alinham-se, contra ou a favor do local cogitado para o empreendimento, assacando-lhe as desvantagens ou vantagens locacionais, respectivamente, enquanto adeptos de uma terceira via optam pelo simples e radical banimento da empreitada do litoral alencarino, alegando os prováveis efeitos devastadores que essa indústria naval acarretaria ao ambiente.

É inusitado, todavia, que os argumentos em jogo não tenham sido canalizados para uma demonstração mais cabal, do tipo análise de custo-benefício, complementada por simulações de análise de sensibilidade, cobrindo um longo prazo. Se é que isso foi providenciado, é lamentável não ter chegado ao conhecimento público.

Para encerrar essa pândega, é melhor é pensar que, por enquanto, para o Titanzinho, seria mais prudente instalar estalagens, transformando parte dos seus moradores em estalajadeiros, pulverizando assim benefícios em prol de uma enorme diversidade de agentes econômicos, transmutados em microempresários, mais devotados ao ecoturismo, ao invés de serviçais da forja de Vulcano, produtores de escudos contra Titãs.

Não custa lembrar que ali é o paraíso dos surfistas residentes em suas imediações, de lá tendo saído Tita Tavares, uma atleta de renome internacional que maravilha o mundo com suas acrobacias em cima de uma prancha.

Quanto ao estaleiro, jocosamente, seria conveniente transferi-lo para Sobral, implantando-o às margens do rio Acaraú, apostando no vaticínio de uma cassandra, autora de uma suposta profecia, que circulou aqui, há uns três anos, advertindo que um avassalador tsunami varreria o litoral cearense, fazendo de Fortaleza uma nova Atlântida, uma cidade submersa, e convertendo a Princesa do Norte em cidade litorânea, guindando-a ao “status” de nova capital do Ceará.

Nessa ocasião, assegurando o bom humor futurístico, e, naturalmente, não turístico, ao cabo de alguns pares de anos, quando o desastre natural se consumar, o estaleiro recém-construído estaria postado à beira-mar, de onde escoaria, para singrar os sete mares, as oito embarcações nele produzidas, por encomenda da Transpetro, e, quem sabe, compondo uma série batizada de Titanic I, II, III …. e por aí vai.

Marcelo Gurgel Carlos da Silva
Economista da Saúde

Papa Bento XVI visitará santuário de Fátima

“O papa Bento XVI visitará durante quatro dias Portugal, em uma viagem no qual irá ao santuário de Fátima e realizará várias atividades nas cidades de Lisboa e Porto entre os dias 11 e 14 de maio.

O presidente da comissão organizadora desta visita e bispo auxiliar de Lisboa, Carlos Azevedo, disse em entrevista coletiva para apresentar a imagem oficial desta viagem que cerca de 150 mil pessoas devem se concentrar na capital portuguesa para ver o pontífice.

O slogan da visita a Portugal do papa, “Contigo caminhamos na esperança”, assim como as imagens e logotipo hoje apresentados pretendem “dirigir a população portuguesa a uma experiência espiritual de missão e sabedoria”, explicou Azevedo.

O bispo assinalou que em Lisboa o papa irá ao Palácio de Belém para se reunir com o presidente português, Aníbal Cavaco Silva, e também figuram em sua agenda reuniões com o primeiro-ministro, José Sócrates, e o ministro de Assuntos Exteriores, Luis Amado.

Além disso, na capital portuguesa, o pontífice participará de um encontro com personalidades da cultura que acontecerá no Centro Cultural de Belém no dia 12 de maio.

Esse mesmo dia, Bento XVI irá ao santuário de Fátima, onde permanecerá até o dia 13, realizará uma eucaristia e se reunirá com membros da Igreja e da pastoral social. No santuário de Fátima o papa presidirá as cerimônias do aniversário das aparições de Nossa Senhora em 1917. A visita do papa a Portugal acontece a convite do chefe de Estado, o conservador Aníbal Cavaco Silva.

Este será o momento “mais emblemático” da viagem, segundo Azevedo, já que “a razão principal da visita é o aniversário da beatificação há 10 anos dos dois pastores – Jacinta e Francisco – aos quais apareceu Nossa Senhora”. Já no dia 14 de maio, o papa realizará outra eucaristia na Avenida dos Aliados da qual, segundo as estimativas da organização, poderiam participar mais de 250 mil pessoas.

Entre as personalidades que irão a Portugal para tomar parte na visita do papa estão os arcebispos de Madri, Antonio María Rouco Varela, e de Barcelona, Lluís María Martínez i Sistach, e o bispo de Bilbao, Ricardo Blázquez.

Além disso, se deslocarão até Lisboa membros das conferências episcopais dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (Palop), menos os da brasileira que realizam nas mesmas datas uma assembleia plenária.”

(EFE)

MPT-CE obtém na Justiça destituição de sindicalistas

“O Ministério Público do Trabalho (MPT) conseguiu, na Justiça, destituir dos cargos de presidente dos Sindicatos dos Estivadores e dos Operadores Portuários, respectivamente, Luiz Domingos de Lima e José Costa Neto. A decisão tomada pelo juiz titular da 7ª Vara do Trabalho de Fortaleza, Jefferson Quesado Júnior, atendeu à ação civil pública proposta pelo procurador do Trabalho Francisco José Parente Vasconcelos Júnior.

A ação foi ajuizada após o MPT constatar, em inquérito civil, que os dois dirigentes sindicais tiveram condenação criminal transitada em julgado (quando finda a possibilidade de qualquer recurso), após apreciação da Justiça Federal no Ceará (1ª instância) e do Tribunal Regional Federal da 5ª Região-TRF (2ª instância). “O conjunto de provas evidencia a gravidade das condutas praticadas pelos réus, inabilitando-os, conforme previsão legal, para o desempenho das funções de dirigente sindical”, explica o procurador.

Conforme o processo nº 97.0001880-6, que tramitou na 11ª Vara Federal, os dois sindicalistas, quando foram presidente (Luiz Domingos de Lima) e tesoureiro (José Costa Neto) no Sindicato dos Estivadores, cometeram o crime de apropriação indébita (artigo 168, do Código Penal). Eles haviam sido denunciados pelo Ministério Público Federal por terem deixado de recolher contribuições previdenciárias e depósitos de FGTS nas contas vinculadas dos trabalhadores, além de deixar de realizar pagamentos de salário-família e outros benefícios referentes a contratos (serviços de descarga de navios) firmados entre empresas de navegação (como a RDR Comércio Importação e Exportação Ltda) e o sindicato, entre 1994 a 1996, inclusive com indícios de falsificação de quitações na folha de pagamento dos benefícios.

Na sentença condenatória proferida pela 11ª Vara da Justiça Federal, além da apropriação indébita de recursos, foi apontado o concurso material (quando o agente pratica dois ou mais crimes, idênticos ou não). O entendimento foi reafirmado pelo TRF. O procurador do Trabalho mencionou, na ação, que os dois sindicatos vêm celebrando acordos coletivos duvidosos, sem ampla divulgação dos editais de convocação, acarretando prejuízos aos trabalhadores. Ele cita que, inclusive, o MPT conseguiu, em dezembro último, anular perante o Tribunal Regional do Trabalho, acordo coletivo firmado pelo Sindicato dos Estivadores, no ano passado, que trazia prejuízos aos trabalhadores.

“Não se pode admitir a manutenção de dirigentes sindicais que, traindo a confiança dos trabalhadores, passem a malversar o patrimônio social”, ponderou Vasconcelos Júnior. E acrescentou: “A sociedade não pode ser representada por pessoas que tenham condutas transgressoras das normas legais que regem os direitos sociais”. Ele frisa que a condenação criminal transitada em julgada tem como efeito imediato a suspensão dos direitos políticos. Para o exercício de mandato sindical, estar em pleno exercício dos direitos políticos é uma exigência contida na Consolidação das Leis do Trabalho.

O juiz Jefferson Quesado também acolheu os pedidos do procurador para declarar nulos os atos praticados pelos dois dirigentes sindicais a partir de 27 de janeiro de 2009 (data do trânsito em julgado do processo criminal) e nomear junta governativa (administradores provisórios) para as duas entidades, de modo a não gerar prejuízos às categorias. As juntas governativas deverão promover, no prazo de 60 dias, nova eleição para os cargos de diretoria.

 (Site do MPT-CE)

Ciro volta a prever disputa sem Serra e avalia que Aécio está no jogo

O deputado federal e presidenciável do PSB, Ciro Gomes, voltou a prever, nesta sexta-feira, que o governador de São Paulo, José Serra,  não será o candidato do PSDB a presidente da República. Para ele, Serra vai acabar tentando reeleição por não acreditar na vitória. 

“Eu acredito que ele (Serra) não vai ser candidato!”, acentuou Ciro, prevendo que o governador de Minas, Aécio Neves, voltaria ao jogo sucessório.  Nesse caso, o quadro mudaria completamente, zera tudo, obserovu o parlamentar, durante entrevista ao programa Debates do POVO, da rádio O POVO/CBN, de Fortaleza.

Ciro reiterou que é candidato a presidente da República e chegou a dizer até que se for eleito convidará Tasso Jereissati para ser seu ministro. Indagado sobre o fato de Jereissati não descartar a possibilidade de sair vice de Serra, o presidenciável observou que o tucano está indeciso “porque foi lançado e disse não não carta nem descarta”. 

Sobre Dilma Roussef, pré-candidata petista, admitiu subir no palanque dela se não tiver codições de sair candidato. Ressalvou, porém, que no caso de Aécio Neves entrar como candidato, nesse caso os petistas o convocariam para ser candidato a presidente como forma de forçar um segundo turno.

Ciro é contra PT ocupar a vice e indicar um senador

“O governador Cid Gomes (PSB) vai conduzir o processo e eu vou seguir o que ele indicar”, aunciou, nesta sexta-feira, o presidenciável e deputado federal Ciro Gomes (PSB), ao ser indagado sobre a disputa sucessória no Estado, durante entrevista ao programa Debates do POVo, da rádio O POVO/CBN, de Fortaleza.

Ciro não poupou elogios ao irmão, definindo-o como um “jovem talento” , e destacando que Cid vem fazendo uma gestão importante e com perspectivas de futuro para o Estado.

Ele aproveitou para criticar a postura do PT cearense, agora sob comando da prefeita Luizianne Lins, de querer manter o cargo de vice-governador – hoje com o professor Francisco Pinheiro, e indicar uma das vagas de senador, no caso o ministro José Pimentel (Previdência Social). Acha que o partido não teria tantas condições para tais exigências.

Ciro aproveitou para renovar apoio ao deputado federal Eunício Oliveira (PMDB), pré-candidato ao Senado, chegando até a dizer que pediu para que ele “tivesse juizo” , evitando conflitos com o PT. Recentemente, Eunício criticou a postura petista de querer duas vagas, observando que o partido não teria envergadura para tal pedida.