Blog do Eliomar

Últimos posts

Primeira escola para gays do País terá curso de drag queen

“A cidade de Campinas, no interior paulista, terá a primeira escola para jovens gays do país. Com recursos do Ministério da Cultura e do governo do estado, a ONG E-Jovem vai abrir a escola em março, com cursos gratuitos de dança, canto, TV-Web e produção de fanzines.

Dezenas de adolescentes homossexuais e heterossexuais já fizeram as inscrições para as aulas, que terão 20 alunos por turma.

Na grade curricular do ano que vem, já está previsto um curso para formação de drag queens.”

(Globo Online)

Duas mortes na CE da Lagoa do Banana

“Um grave acidente envolvendo uma camionete F-250 e uma Hilux, na CE-085 (Estruturante), deixou duas pessoas mortas na manhã deste domingo, 24. A colisão aconteceu na entrada para a área da Lagoa do Banana, em Caucaia.

O acidente ocorreu quando o condutor da F-250, José de Arimatéia Lima, tentava ultrapassar um terceiro veículo e acabou colidindo de frente com a Hilux, que vinha em sentido contrário com cinco pessoas a bordo.

O condutor da Hilux e uma passageira morreram no local. Uma pessoa ferida foi levada em estado grave por um helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) ao Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro de Fortaleza. Os outros dois passageiros da Hilux não sofreram ferimentos graves.

O condutor da F-250 foi detido no local do acidente e encaminhado à Delegacia Metropolitana de Caucaia. As informações são da 2ª Companhia do 6º BPM.”

(POVO On line)

PMs assaltados na Barra do Ceará

Dois policiais militares foram assaltados na manhã deste domingo, na praça do Conjunto Polar (Barra do Ceará), em Fortaleza. Segundo informações dos PMs, dois homens em uma motocicleta fizeram a abordagem e levaram deles as armas.

A Polícia já iniciou as buscas pelos indivíduos, que teriam levado também coletes à prova de bala dos policiais.

(Ciops)

Pimentel alerta: Tentar fazer Dilma parecer com Lula é ilusão

dilmaviaja

“Amigo de Dilma Rousseff há 42 anos, desde os tempos da luta contra a ditadura, o petista Fernando Pimentel, ex-prefeito de BH, é personagem central do “estado-maior” da campanha da ministra, que se reúne toda semana.

Ele diz que Dilma deve se mostrar ao eleitor como é e que a tentativa de fazê-la parecida com o presidente Lula é ilusão:

– Não é operária, não passou fome e não nasceu no Nordeste. Nunca vai ser igual (ao Lula).

Para Pimentel, Dilma não deve tentar esconder a fama de durona nem reproduzir a linguagem do presidente e sua forma de cativar o público.”

(O Globo)

Lula inicia calendário de viagens 2010 por Pernambuco

“Com a po­pu­la­ri­da­de em alta, o pre­si­den­te Luiz Inácio Lula da Silva (PT) che­ga­rá ao seu Estado natal para cum­prir três com­pro­mis­sos na pró­xi­ma quar­ta-feira, dia 27. O pe­tis­ta de­sem­bar­ca­rá em Pernambu­co para sua pri­mei­ra vi­si­ta ofi­cial, em 2010, jus­ta­men­te no pe­río­do em que PT e PSDB en­gros­sa­ram os ata­ques na pre­pa­ra­ção para o plei­to de ou­tu­bro. Ele trará con­si­go, de­bai­xo da asa, a mi­nis­tra-can­di­da­ta Dilma Rous­seff (PT/Casa Civil), que ainda não de­co­lou nas pes­qui­sas. A agen­da do pre­si­den­te é ad­mi­nis­tra­ti­va, mas, como tem feito ao longo de suas pas­sa­gens por aqui, Lula deve po­li­ti­zar a vi­si­ta ao com­pa­rar seus fei­tos aos do ex-pre­si­den­te Fernando Henri­que Cardoso (PSDB).

Na pri­mei­ra reu­nião mi­nis­te­rial do ano, rea­li­za­da na úl­ti­ma quin­ta-feira, em Brasília, Lula de­ta­lhou aos au­xi­lia­res como deve ser a es­tra­té­gia elei­to­ral neste ano. Para o pe­tis­ta, a dis­pu­ta com a opo­si­ção deve ser na base do “quem sou eu, quem és tu”, fa­zen­do uma com­pa­ra­ção com as ges­tões tu­ca­nas. Em 2009, Lula es­te­ve nove vezes em Pernambuco. Vale res­sal­tar que a Presidência da República pode al­te­rar o ro­tei­ro do pre­si­den­te, em de­cor­rên­cia de algum im­pre­vis­to.

O pri­mei­ro com­pro­mis­so do pe­tis­ta será logo após o de­sem­bar­que. Em uma sala vip do Aeroporto Interna­cional dos Guararapes/Gil­berto Freyre, Lula e o go­ver­na­dor Eduardo Campos (PSB) as­si­na­rão o de­cre­to para im­plan­ta­ção de uma Zona de Pro­cessamento de Exportação (ZPE), no Com­plexo Portuário de Suape. Às 14h30, eles inau­gu­ra­rão uma Unidade de Pronto-Atendi­men­to (Upa), em Paulista, no Grande Re­cife. Trata-se da ter­cei­ra Upa a ser en­tre­gue neste mês – as ou­tras duas foram cons­truí­das em Olinda e Igarassu. Orçada em R$ 4,2 mi­lhões, a Upa de Paulista teve uma parte dos re­cur­sos ad­vin­dos do Governo Federal. As três uni­da­des têm como fun­ção au­xi­liar o Hospital Metro­politano Norte Miguel Arraes (HMA), em Paulista, inau­gu­ra­do por Eduardo Campos em de­zem­bro de 2009.

Em se­gui­da, o pre­si­den­te pres­ti­gia­rá ce­ri­mô­nia em me­mó­ria às ví­ti­mas do Holo­causto, no Bairro do Recife, even­to or­ga­ni­za­do pela co­mu­ni­da­de ju­dai­ca. O ato tem pre­vi­são de iní­cio para às 17h. O pe­tis­ta e sua co­mi­ti­va vi­si­ta­rão duas ex­po­si­ções. A pri­mei­ra, em um pré­dio do Ministério da Cultura, na rua do Bom Jesus, em ho­me­na­gem a Anne Frank, jovem de ori­gem ju­dai­ca morta du­ran­te o Holo­causto, cujo diá­rio, es­cri­to du­ran­te o pe­río­do em que ficou escondida dos nazistas, a trans­for­mou em sím­bo­lo da luta con­tra o Nazismo. A se­gun­da ex­po­si­ção será na Sinagoga Kahal Zur Israel, a pri­mei­ra da América Latina, tam­bém na rua do Bom Jesus, no Recife Antigo. Na oca­sião, Lula verá qua­dros pin­ta­dos por crian­ças de ori­gem ju­dai­ca nos cam­pos de con­cen­tra­ção na­zis­tas. Depois, o pre­si­den­te fará vi­si­ta guia­da pelo tem­plo. Ao final, ele e as ou­tras au­to­ri­da­des dis­cur­sa­rão em fren­te à Sina­goga. Do Recife, a co­mi­ti­va lu­lis­ta segue para Davos, na Suíça, onde o pre­si­den­te re­ce­be­rá o Prêmio de Estadista Global do Fórum Econômico Mundial.”

(Folha de Pernambuco)

Homicídios a faca no Interior

Dois homicídios foram registrados na madrugada deste domingo no Interior cearense. Segundo boletim do Comando de Policialmento do Interior, os casos ocorreram em Quixadá (Sertão Central) e Pindoretama (Região Metropolitana de Fortaleza).

Vítima de golpes de faca, em meio a uma discussão banal segundo a polícia, morreu em Quixadá Francisco Everardo Pereira. O acusado não teve o nome revelado. Já em Pindoretama, também a facadas, morreu Amadeu Silva do nascimento. O acusado é Paulo Sousa Silva, que está foragido. Também discussão banal, de acordo com o Ciops.

Centrais sindicais querem apoiar um único nome para a presidência da República

“As seis centrais sindicais reconhecidas pelo Ministério do Trabalho aprovaram a realização de uma conferência nacional, em forma de marcha, que ocorrerá em São Paulo no dia 1º de junho, quando será lançado um programa político conjunto. Após a conferência, o documento será direcionado à campanha que mais se aproximar das propostas.
 
A ideia, segundo os líderes, é fechar o apoio ao candidato que será apoiado nas eleições de outubro já em junho. “Vamos dizer, com o programa na mão, qual é o candidato ou candidata que tem condição de implantar esse projeto”, afirmou Wagner Gomes, presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB).

Em reunião na sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT) ontem, os líderes sindicais decidiram, por unanimidade, discutir nos próximos seis meses as propostas e demandas consensuais, que serão agrupadas em um documento. É a primeira vez que todas as centrais acordam a mesma plataforma programática.

Até o fim de maio, as centrais se comprometeram a promover discussões com secretariado interno e assembleias com trabalhadores para elencar o programa unitário.

Para Francisco Canindé, secretário-geral da União Geral dos Trabalhadores (UGT), a marcha dos trabalhadores que tradicionalmente ocorre em dezembro só se realizará se houver “um cataclisma eleitoral”. Este é um ano especial, diz Canindé, “então o principal ato das centrais sindicais neste ano será o do dia 1º de junho, quando definiremos posição”.

As eleições presidenciais de 2010 servem, segundo os sindicalistas, para aumentar a participação da classe trabalhadora nas discussões do futuro, como o pré-sal, que também foi tema da reunião.

O presidente da CUT, Artur Henrique, destacou que a principal pauta do sindicalismo no ano será a aprovação, por parte do Congresso, do projeto que reduz a jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais.

Segundo Henrique, as seis centrais estarão juntas em Brasília no dia 2 de fevereiro, quando termina o recesso parlamentar. “Carregaremos a atuação das centrais unidas no primeiro semestre, antes da Copa do Mundo e do período eleitoral”, garantiu.

A resolução de unir as seis centrais em torno de um projeto único para influenciar o debate eleitoral, no entanto, foi o principal gatilho. “O 1º de junho será um dia histórico para o país. A ideia de juntar os líderes sindicais, mobilizar o conjunto das centrais, e o fato de que essa discussão será precedida por debates profundos nos sindicatos, é um marco”, afirmou Carlos Alberto Pereira, secretário-geral da Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB).

O plano de realizar uma conferência com todas as seis centrais – CUT, Força Sindical, CTB, NCST, CGTB e UGT – é inédito não apenas por juntar centrais que nasceram de cisões da CUT, mas, especialmente, por aglutinar CUT e Força Sindical em torno de um mesmo projeto.

João Carlos Gonçalves, secretário-geral da Força Sindical, no entanto, reforçou que “cada central é autônoma”. “É crucial desenvolvermos uma pauta unificada, mas o documento final precisa pautar todos os partidos, candidatos e candidatas”, afirmou.”

(Com Agências)

Época – Mensalão do Panetone começou no Governo de Joaquim Roriz

“A Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal, revelou ao país cenas estarrecedoras sobre um esquema de caixa dois e pagamentos de propinas a políticos de Brasília. Primeiro, surgiram os vídeos de políticos escondendo dinheiro em sacolas, meias e até na cueca. Em seguida, a insólita declaração, às vésperas do Natal, de que o dinheiro nas mãos do governador de Brasília, José Roberto Arruda, se destinava à compra de panetones. Agora, a PF investiga documentos e anotações apreendidos nas casas e nos gabinetes dos principais assessores de Arruda. Na casa de Domingos Lamoglia, ex-chefe de gabinete de Arruda, os policiais encontraram duas cartas que têm potencial para ganhar lugar de destaque no acervo das peças sobre corrupção no país.

Investigadores afirmam que o autor das cartas é Pedro Passos, um empresário que ganhou fama na capital ao ter sido acusado de grilar terras públicas, depois vendidas como lotes urbanos. Passos tornou-se político apoiado pelo ex-governador Joaquim Roriz. Em 2002, foi eleito deputado distrital. Reeleito quatro anos depois, acabou renunciando em agosto de 2007, após ser acusado pela PF de receber propina em outro escândalo de corrupção.

Nas duas correspondências não datadas apreendidas pela PF o autor relata a Arruda suas dificuldades financeiras, causadas, escreve ele, por estar há 18 meses sem receber propina. Em seguida, pede dinheiro ao governador. Numa das cartas, endereçada a Arruda, ele diz que, para aliviar o aperto em suas finanças, precisa de “R$ 1.500 agora, o mais rápido possível, urgente” e “R$ 100 por mês, por mais ou menos um ano”. Segundo os investigadores, os valores seriam, na realidade, R$ 1,5 milhão e R$ 100 mil. Numa tentativa de sensibilizar o governador, o autor das cartas descreve como funcionava seu fluxo de caixa no governo Roriz e o espaço político que ele ocupava. Diz o documento:

“Reprise da minha situação anterior:

1º – Detran: + ou – 150 mês.
2º – Valério: 50 mês.
3º – Estrutura da CLDF.
4º – Maior espaço no GDF.
5º – Diversos outros negócios decorrentes do mandato.”

De acordo com os investigadores, o “Valério” da carta seria Valério Neves, ex-chefe de gabinete de Roriz no governo de Brasília e no Senado e, há muitos anos, assessor de confiança do ex-governador. ÉPOCA ouviu ex-secretários e assessores que tiveram forte influência nas administrações de Roriz. Sob a condição de não ser identificados, eles disseram que havia uma mensalidade paga a deputados distritais e até a conselheiros do Tribunal de Contas do Distrito Federal. Esses ex-colaboradores afirmam que Valério era o responsável pela operação. Os valores mensais, de acordo com eles, variavam de R$ 30 mil a R$ 70 mil, de acordo com a importância do político. Por esse critério, Pedro Passos, com seus R$ 50 mil, estaria cotado numa posição intermediária. Roriz negou a ÉPOCA ter pagado qualquer propina.”

(Revista Época)

Patrícia quer campanha na mídia para divulgar a licença-maternidade ampliada

patti

“A senadora Patrícia Saboya (PDT-CE) vai pedir ao Governo que realize uma campanha, pelo rádio e pela televisão, para informar às trabalhadoras que, a partir desta segunda-feira (25), elas podem reivindicar dois meses adicionais de licença-maternidade, além dos quatro a que já têm direito. A Receita Federal publicou na sexta-feira (22) Instrução Normativa detalhando como as empresas devem agir para que o benefício seja concedido. A senadora é a autora do projeto, transformado em lei (lei 11.770/08), que possibilita os dois meses adicionais de licença-maternidade.

Para que as trabalhadoras tenham acesso aos seis meses completos de licença-maternidade a empresa deve aderir, pela internet, ao programa “Empresa Cidadã”, da Receita Federal. O valor gasto pela companhia neste pagamento adicional poderá ser descontado do imposto de renda devido. A adesão da empresa não é obrigatória. Os primeiros quatro meses de licença-maternidade são pagos pelo empregador, que é reembolsado pela Previdência Social.

Só terão direito ao benefício trabalhadoras de empresas que fazem opção pela declaração de imposto de renda pelo lucro real, o que exclui empresas que pagam pelo chamado lucro presumido ou optantes do Simples federal. Cerca de 150 mil empresas declaram pelo lucro real, o que abrange quase metade dos trabalhadores da iniciativa privada. No geral, os governos e as prefeituras adotaram a licença de seis meses para suas servidoras. Detalhe: o projeto que saiu do Congresso previa o benefício para trabalhadoras de qualquer empresa, mas o presidente da República vetou sua concessão às firmas que pagam IR pelo lucro presumido.

O projeto da senadora Patrícia Saboya (PLS 281/05) foi aprovado pelo Senado em outubro de 2007, sendo enviado ao exame dos deputados, onde foi votado em setembro de 2008. O presidente da República sancionou a proposta uma semana depois, mas sua regulamentação, por decreto presidencial, demorou cerca de 15 meses para sair, o que ocorreu no dia 23 de dezembro último (decreto 7.053/09). A senadora atribui o atraso à Receita Federal, que “obviamente não quer perder arrecadação, especialmente em um ano de dificuldades financeiras, como foi 2009″.

A lei e sua regulamentação também garantem licença remunerada de 60 dias à trabalhadora que adotar ou obtiver a guarda judicial para fins de adoção de criança, desde que ela tenha até um ano de idade. Se for criança de um a quatro anos, a licença será de 30 dias, período que é reduzido para 15 dias quando se tratar de criança entre quatro anos e oito anos de idade.”

(Agência Senado)

Enterro do ex-prefeito de Boa Viagem ocorre neste sábado

O ex-prefeito de Boa Viagem, José Vieira Filho (PR), o conhecido “Mazim”, será enterrado às 16 horas deste sábado, na Fazenda Jantar, de sua propriedade, que fica a 9 km da sede do Município. “Mazim” morreu ontem à noite e vinha, há anos, lutando contra o câncer.

Ele era casado com a ex-deputada estadual Maria Dias. Também era tio do deputado estadual petista Artur Bruno.

BNB anunciará resultados 2009

O presidente do Banco do Nordeste do Brasil, Roberto Smith, e o superintendente estadual do BNB no Ceará, Isidro Moraes de Siqueira, darão entrevista coletiva na próxima terça-feira, às 9 horas, no auditório do gabinete da Presidência da Instituição, em Fortaleza. 

Na ocasião, serão anunciados os resultados operacionais da instituição no Nordeste e no Estado do Ceará ao longo de 2009, com ênfase para as aplicações do FNE, Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste.

Nova lei do inquilinato entra em vigor a partir de segunda-feira

alugar

“Entram em vigor na segunda-feira as modificações aprovadas pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva na nova Lei do Inquilinato (Lei nº 12.112/2009). As mudanças prometem mais rigor com os inadimplentes e mais celeridade nos processos de despejo. A caução pode voltar a ser usada e o seguro-fiança também deve ficar mais acessível.

Quanto aos preços dos aluguéis, há especialistas do mercado que acreditem em uma tendência de queda, enquanto outros temem o aumento das manobras oportunistas por parte de proprietários.

A expectativa de envolvidos no mercado imobiliário é de que os despejos, que hoje costumam demorar entre 12 e 14 meses, se concretizem em 6 ou 7 meses, por causa da simplificação dos trâmites legais no período entre a decisão judicial e a retirada do locatário do imóvel.

“Foi suprimida a segunda notificação judicial ao inadimplente, aquela notificação na qual ele ?foge? do oficial de justiça”, afirma Jaques Bushatsky, diretor de legislação do inquilinato do Sindicato da Habitação (Secovi-SP)

O novo texto da lei prevê, também, o despejo do inadimplente em 15 dias nos casos de contratos sem garantia de fiador ou seguro fiança. Segundo Bushatsky, o novo dispositivo, aliado ao aumento da confiança dos proprietários de imóveis na velocidade da Justiça, pode estimular o aumento de oferta de imóveis e, com isso, puxar para baixo os preços.

“Não há um dado preciso, mas existem muitos imóveis vazios que o dono não quer alugar com medo de ter problemas. As mudanças podem incentivá-los a alugar, e com isso a oferta sobe”, avalia o diretor do Secovi-SP.

Por outro lado, outras modificações levantam a hipótese contrária, de aumento de preços. Na legislação em vigor hoje, o locatário pode se valer da purgação de mora duas vezes a cada 12 meses, ou seja, pode ter ganho de causa na Justiça caso atrase o pagamento.

A nova regra estipula o limite de uma purgação de mora a cada 24 meses, o que, segundo o advogado Mário Cerveira Filho, do escritório Cerveira e Dornellas, pode até encarecer o aluguel tanto residencial quanto comercial.

“Depois do primeiro atraso, o inquilino fica na mão do dono”, afirma Cerveira Filho. “O proprietário pode pedir um preço maior, esperar outro deslize e, assim, alugar mais caro para um outro interessado.”

(Agência Estado)

União expulsou em sete anos mais de 2.300 servidores

“O Governo Federal aplicou punições expulsivas a 2.398 agentes públicos por envolvimento em práticas ilícitas, no período entre janeiro de 2003 e dezembro de 2009. Os dados constam do último levantamento elaborado pela Controladoria-Geral da União (CGU) e divulgado hoje (13), que consolida as informações sobre demissões, destituições de cargos comissionados e cassações de aposentadorias aplicadas a servidores públicos do Poder Executivo Federal. Do total de penas expulsivas no período, as demissões somaram exatos 2.069 casos; as destituições de cargos em comissão, 184, e as cassações de aposentadorias, 145.

Somente no ano de 2009, foram 429 os servidores penalizados por práticas ilícitas no exercício da função, o que representa um aumento de 20% em relação ao ano anterior (2008), que apresentou um total de 347 agentes públicos expulsos do serviço público. O principal tipo de punição aplicada em 2009 também foi a demissão, com 364 casos. Foram aplicadas ainda 24 penas de cassação de aposentadoria e 41 de destituição de cargo em comissão.

No acumulado dos últimos seis anos (2003 a 2009), o principal motivo das expulsões foi valer-se do cargo para obtenção de vantagens, respondendo por 1.236 casos, o que representa 32,39% do total. A improbidade administrativa vem a seguir, com 714 casos (18,71%); as situações de recebimento de propina somaram 232 (6,08%) e os de lesão aos cofres públicos, 171, representando 4,48%.

A intensificação do combate à impunidade na Administração Pública Federal é uma das diretrizes do trabalho da Controladoria-Geral da União, coordenadora do Sistema de Correição da Administração Pública Federal, que conta hoje com uma unidade em cada ministério e é dirigido pela Corregedoria-Geral, órgão integrante da estrutura da CGU.”

(Site da CGU)

Projeto do estaleiro vira ponto de divergência entre Cid Gomes e Luizianne Lins

acrisisena

A Câmara Municipal promete iniciar suas atividades, a partir de fevereiro, em clima dos mais quentes. Isso por conta da decisão tomada pelo governador Cid Gomes (PSB) de querer instalar na praia do Titanzinho um estaleiro.

Cid Gomes reuniu, inclusive, durante almoço na semana passada, no Palácio Iracema, um grupo de vereadores votados naquela área. Entre estes, estava o presiddente dza Casa, Salmito Filho (PT). O Governo considera o local ideal para o estaleiro, mas a comunidade não quer.

Para o líder da prefeita na Câmara, Acrísio Sena (PT), em contato com o Blog neste sábado, o estaleiro “não é um projeto para ser debatido apenas com vereador que foi votado no Titanzinho, mas uma questão que diz respeito a toda a cidade e que deve ter esse mesmo debate ampliado”.

Acrísio se diz preocupado com a instalação de uma indústria naval dentro de Fortaleza, deixando claro que a prefeita Luizianne Lins é contra essa idéia, porque mexerá com toda a orla constituindo-se  “numa quebra na política que a Prefietutra realiza no litoral da Capital.”

“A prefeita está investindo no projeto Vila do Mar, na revitalização da praia de Iracema, numa nova formatação para a Beira Mar e deve ainda atender à área da praia do Futuro. Esse estaleiro devia ir para outro local no litoral da Região Metropolitana porque é incompatível com as ações urbanísticas tocadas pelo município.”, destaca Acrísio. Ele adianta que a prefeitura tem também um projeto de urbanização para o Titanzinho e que se intitula “Aldeia da Praia”, preservando o mar para os moradores do Serviluz.

Conforme o líder da prefeita, a construção de estaleiros tem sido algo abandonado nos Páíses de Primeiro Mundo por provocar sérios danos à natureza e se constituir numa ação predatório do  meio ambiente”.

VAMOS NÓS – Pelo visto, o mar não promete ser de maré mansa nessa história.

Projeto quer obrigar PMs e bombeiros a ter curso superior

“A Câmara analisa o Projeto de Lei 6329/09, que institui a obrigatoriedade da conclusão de curso superior para ingresso nas carreiras da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. Pela proposta, do deputado Capitão Assumção (PSB-ES), o edital de seleção dos militares deve conter ainda outros pré-requisitos, que serão definidos pelos governos estaduais.

De acordo com o texto, a exigência não interfere na carreira dos atuais policiais e bombeiros, uma vez que só será válida para editais publicados após a vigência da lei.

Para o autor do projeto, a medida visa melhorar a qualidade na prestação dos serviços por parte dos agentes de segurança pública. Para ele, a escolaridade de nível médio exigida atualmente permite que pessoas sem qualificação ingressem nos quadros da Polícia Militar. “Essa situação se reflete na atuação ostensiva e na abordagem ao cidadão”, observa.

Segundo o parlamentar, muitas vezes o despreparo desses profissionais em relação a suas obrigações e seus direitos chega a ser motivo de perseguições e acusações falsas. Assumção destaca que a obrigatoriedade do diploma de graduação já foi instituída para ingresso na carreira de agente da Polícia Rodoviária Federal e contribuiu para melhorar a prestação de serviços.

Assumção admite, no entanto, que a exigência de nível superior não será a solução definitiva para garantir a qualidade dos serviços de segurança oferecidos à comunidade. Ele lembra inclusive que há bons militares em todas as corporações do País que não possuem diploma de graduação.”

Veja a íntegra da proposta

(Agência Câmara)

Clássico-rei será no Castelão

povo

O estádio Castelão estará disponível para a realização do próximo clássico entre Ceará e Fortaleza, no dia 31 de janeiro. A informação foi concedida em primeira mão ao O POVO pelo secretário do Esporte do Estado, Ferruccio Feitosa, no início da tarde de ontem, durante encontro com a diretoria do Grupo de Comunicação O POVO.

De acordo com Ferruccio, o gramado, em processo final de reforma, estará em perfeita condição para receber o Clássico-Rei. “Conseguimos acelerar a obra e tudo estará pronto para o jogo“, informou.

O Castelão foi fechado no último dia 11 de dezembro para a reforma. A obra foi orçada em R$ 493 mil, com previsão de término para 11 de fevereiro, impossibilitando inicialmente de atender ao primeiro Clássico-Rei do ano. Na semana passada, o estádio do Junco, em Sobral, chegou a ser confirmado como local da partida.

Na próxima segunda-feira, Ferruccio comunicará oficialmente à Federação Cearense de Futebol (FCF) o término antecipado da reforma. De acordo com a assessoria de imprensa da FCF, com a garantia de Ferruccio de que o estádio estará disponível, o local do Clássico-Rei será transferido de Sobral para Fortaleza.

De acordo com o regulamento do Estadual, a FCF tem até 72 horas antes do jogo (próxima quinta-feira) para alterar o estádio. ”

(O POVO)

PF detecta doações sem recibo a políticos feitas pela Camargo Corrêa

“Planilha apreendida pela Polícia Federal durante a Operação Castelo de Areia aponta que o grupo Camargo Corrêa doou R$ 4 milhões em dinheiro a candidatos e partidos políticos, nas eleições de 2006, sem recibo nem registro no Tribunal Superior Eleitoral. O documento foi encontrado em um pendrive (dispositivo que armazena dados) apreendido pela PF em março do ano passado na casa de Pietro Bianchi, um dos diretores da construtora. A Folha teve acesso à íntegra do relatório final da PF sobre o caso e aos documentos apreendidos com na operação. A defesa da empresa diz que todo o material apreendido durante a Castelo de Areia, inclusive a planilha de doações, está sub judice e, se o Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmar a decisão liminar que suspendeu a operação, todo o material será considerado ilegal (leia texto nesta página).

A planilha que foi apreendida com Bianchi, apontado pela PF como o responsável dentro da Camargo Corrêa por todos os gastos “por fora” referentes às obras e aos repasses a agentes públicos, traz 232 doações a candidatos ou partidos, num total de R$ 34,94 milhões. Desse total, 195 doações referem-se a transferências feitas em cheques ou transações bancárias. Estas são acompanhadas pelo número de recibo e foram devidamente declaradas ao TSE como repasses oficiais.

Entre os políticos mencionados como tendo recebido valores em dinheiro e sem recibo estão o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), com R$ 510 mil, e os ex-deputados federais Robson Tuma (então no PFL), com R$ 175 mil, e Delfim Netto (PMDB-SP), com duas anotações de R$ 100 mil cada uma. Aparecem ainda os deputados José Genoino (PT-SP), listado como “Genuímo”, e que teria recebido R$ 90 mil; Antonio Palocci (PT-SP), com dois registros de R$ 50 mil; Jilmar Tatto (PT-SP), com R$ 50 mil, e João Paulo Cunha (PT-SP), com R$ 70 mil. Também está na lista o vice-governador de São Paulo, Alberto Goldman (PSDB), com R$ 50 mil. Os políticos localizados pela reportagem afirmaram não ter recebido doações ilegais.”

(Folha de São Paulo)

Alta estação – Fortaleza bate recorde em matéria de turistas

bismarckk

Secretário Bismarck Maia (Setur) comemora.

“Praia lotada até em dia nublado, fila na bica para tirar o sal, caranguejo em falta nas noites de quinta-feira, restaurantes cheios. Encontrar uma vaga para estacionar na Beira Mar ou no Dragão do Mar é um teste de paciência. As baladas se multiplicam e as filas também.

De acordo com estimativas da Secretaria do Turismo do Ceará (Setur), entre os dias 15 de dezembro e 15 de fevereiro, o turismo vai gerar uma renda de R$ 2,1 bilhões no Estado. O número pode se revelar bem maior no fim da temporada.

Antes da alta estação começar, a Setur anunciou um aumento de 14% no número de turistas que visitam o estado via Fortaleza, mas a previsão já foi superada. “Nunca houve uma temporada tão boa no Ceará“, comemora o secretário Bismarck Maia, ainda sem divulgar os números consolidados dessas férias. Mais de 830 mil turistas vão passar por aqui entre 15 de dezembro e 15 de fevereiro.

A alta estação muda o cotidiano de Fortaleza. Tem gente que adora e tem quem se irrite. “Não gosto muito dessa época não. Costumo fazer cooper na Beira Mar e paro nesses meses porque não tem condição de caminhar no calçadão. Deixo de ir pra barraca de praia e pra algumas baladas“, diz a fonoaudióloga Gerusa Oliveira, 32. Já a amiga, Liana Aguiar, 30, adora. “Tem mais festa e gente bonita!“.

Nas ruas, a maioria parece gostar do clima de férias, apesar da disputa por espaço. Sônia Monteiro, 34, quase desistiu de ir à Beira Mar num domingo de janeiro. Às 21 horas, rodou a avenida quatro vezes até encontrar uma vaga. “Mas no fim valeu a pena. Às vezes a gente nem desfruta tanto e o pessoal paga tão caro pra vir pra cá“, diz.

Depois da peleja do estacionamento, ela incorporou a turista e comprou vários vestidinhos na feirinha. Mesmo quem não está de folga entra no clima alto astral de férias. A professora universitária Leni Nobre, 53, arranjou tempo para curtir a praia em plena quarta-feira com um grupo de amigos turistas. “Não podia ficar de fora. Já fui em show de humor, passeei na Beira Mar. Até me orgulho de morar numa cidade assim“.

Com tanta gente circulando, o atendimento, principalmente na praia, às vezes fica comprometido. “Além de ser difícil pegar uma mesa, tudo demora, o coco vem quente, não tem morango e uva hoje, esse tipo de coisa“, enumera a turista paulista Maria Estela Drugowich de Andrade.

Outra má impressão de turistas é a sujeira na cidade. “Acho que é porque tem muita gente, né!? Reparo que as ruas estão cheias de lixo“, diz a mineira Claudia Coco. O problema crônico realmente piora na alta estação porque o volume de resíduos cresce muito. Para se ter uma ideia, a Emlurb recolhe o dobro de lixo na Beira Mar na alta estação. São 21 toneladas diárias quando na baixa temporada são 10,5. ”

(O POVO)