Blog do Eliomar

Últimos posts

Instituto Chico Mendes retira cerca de área na Prainha do Canto Verde

O Instituto Chico Mendes retirou, na última sexta-feira, cerca que proprietário colocou sem autorização, na hoje “Reserva Extrativista da Prainha do Canto Verde”, situada em Beberibe (Litoral Leste).

O proprietário é o empresário Tales de Sá Cavalcante, controlador da Rede de Ensino Particular Farias Brito. Ele já havia sido notificado para a retirada da cerca e não o fez.

O empresário da rede de ensino privado contesta judicialmente a criação da Reserva Extrativista. Ele também entrou com ação de usucapião, afirmando ser dono de boa parte da área da comunidade.

DCE/UFC ameaça parar processo de emissão de carteiras

293 9

O Diretório Central dos Estudantes (DCE), da Universidade Federal do Ceará, ameaça parar o processo de emissão das carteiras estudantis 2011. A direção da entidade diz não concordar com o modelo implantado pela Prefeirtura de Fortaleza, que não teve debate. O modelo é tipo cartão de crédito.

Alega ainda o DCE não ter tempo de liberar todas as carteiras até o dia 26, o prazo final nesse processo. 

VAMOS NÓS: Essa história precisa ser melhor contada. Será que o TCM barrou algo oriudo do Município? Será que a Prefeitura atrasou repasse? Será que o DCE arranja desculpa para explicar problema gerencial? Eis indagações que os estudantes fazem nos corredores da universidade.

MPT-CE tem novo procurador-chefe

“O procurador-chefe substituto da PRT-7ª Região, Nicodemos Fabrício Maia, foi confirmado como novo procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho (MPT) no Ceará. Ele assumirá a chefia em janeiro próximo, sucedendo, durante o biênio 2011/2012, o atual procurador-chefe, Francisco Gérson Marques de Lima, cujo mandato se encerra em 31 de dezembro.

A decisão unânime dos procuradores ratifica o acordo firmado desde 2004 para que a chefia do MPT cearense seja renovada, a cada dois anos, utilizando-se o critério de antiguidade entre os membros com atuação na Regional. Até 2006, o cargo foi ocupado pela procuradora regional do Trabalho Hilda Leopoldina Pinheiro Barreto Furtado. No biênio 2007/2008, comandou a Regional o procurador do Trabalho Cláudio Alcântara Meireles, sucedido, em 2009/2010 por Gérson Marques.”

PERFIL 

Nicodemos Fabrício Maia é graduado em Direito e em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e bacharel em Teologia pela Faculdade de Teologia Logos (Faetel/SP). É mestre em Ciências Sociais pela UFRN e professor de Direito na Faculdade Christus. Ingressou no MPT em junho de 1996, quando tomou posse em Natal-RN. Em setembro de 2000, conseguiu lotação provisória em Fortaleza e teve sua remoção definitiva confirmada em março de 2001.

(Site do MPT-CE)

TCM do Ceará em clima de eleição

Três nomes já estão na disputa pela presidência do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), que terá eleições no próximo dia 2: Chico Aguiar, Pedro Ângelo e Manuel Veras. Há informações de que Chico Aguiar seria o nome da simpatia do Palácio Iracema.

O escolhido deverá substituir Ernesto Saboya, que deixará o cargo em alta. Além de ter implantado um projeto moderno de informatização do TCM, com repercussões no trabalho de aprimoramento do controle de contas públicas, ele instalou o Portal da Transparência. Trata-se de um mecanismo que dá ao contribuinte acesso a informações sobre gasgtos de prefeituras, Câmaras Municipais e órgãos vinculados.

Saboya também deixa quase pronta a nova sede do TCM, em obras no Centro Administrativo do Cambeba.

Palocci na Secretaria Geral da Presidência

“A bolsa de apostas para a composição do governo de Dilma Rousseff coloca como praticamente certa a indicação do coordenador do governo de transição, Antônio Palocci, para assumir a Secretaria Geral da Presidência da República. Segundo uma fonte que se reuniu com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o nome do chefe de gabinete de Lula, Gilberto Carvalho, também chegou a ser cogitado para o posto.

A Secretaria Geral da Presidência, atualmente ocupada pelo mineiro Luiz Dulci, seria repaginada, a fim de que Palocci ajudasse Dilma na negociação com governadores e prefeitos, inclusive para temas como a reforma tributária. Ele também negociaria a revisão dos índices dos fundos de participação dos Estados e a partilha dos royalties do petróleo, conforme adiantou o jornal O Estado de S. Paulo.

Outro nome dado como certo no ministério é o do senador Aloizio Mercadante (PT-SP), que teria sacrificado uma reeleição quase certa para se candidatar ao governo de São Paulo, a pedido de Lula. Uma das pastas cotadas para Mercadante é o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio.”

(Estadão.com)

Meireles confirma que sai do BC

“O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, confirmou há pouco no Senado que não ficará à frente da instituição no futuro governo da presidente eleita, Dilma Rousseff. Meirelles deve permanecer no cargo até o dia 31 de dezembro.

A afirmação foi feita no início da audiência onde Meirelles foi convidado junto com dirigentes da Caixa Econômica para falarem sobre o rombo de R$ 2,5 bilhões do banco de Silvio Santos, o Panamericano. “A minha intenção e objetivo eram, e são, concluir o meu trabalho juntamente com o presidente Lula”, ressaltou Meirelles.

“Regras de boas praticas de governança de Bancos Centrais aconselham que um presidente de Banco Central não fique mais do que dois mandatos, que no Brasil coincide com o mandato do presidente da Republica. Portanto, é o momento adequado para encerrar a missão”, acrescentou.

O mais cotado para assumir a vaga de Meirelles no BC é Alexandre Tombini, diretor de Normas da instituição. Além de Tombini, também deve ser confirmado, no dia de hoje, o nome de Miriam Belchior para o ministério do Planejamento. O anúncio da nova equipe econômica deve ser feito no final da tarde por Dilma.”

 (Blog do Noblat)

Conab libera milho para o Ceará, mas preço é alvo de protesto

O secretário do Desenvolvimento Rural do Estado, Antônio Amorim, está em Brasília. Ali, ele terá audiências no Ministério da Agricultura para tentar reduzir o preço da saca de 60 quilos do milho que a Conab colocou à disposição dos agricultores e produtores para evitar crise em razão da safra do produto que não foi boa neste ano. Com o secretário, participarão da conversa o presidente em exercício da Federação da Agricultura do Estado, Flávio Saboya, um membro da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado, e o superintendente estadual da Conab, José Afonso.

O preço, que estava em 22,14 a saca, conforme o secretário, subiu para R$ 35,00, o que aumenta as dificuldades dos setores que precisam do milho. “Como se não bastasse a estiagem, agora vem milho caro. Temos que resolver essa situação”, disse o secretário Amorim, antes de embarcar na madrugada desta quarta-feira. A Conab liberou 52 mil toneladas procedentes do Mato Grosso. O superintendente do órgão, José Afonso diz que o preço é compatível, em razão do custo do frete. “Era pra custar R$ 37,00 ou R$ 38,00 e nós não cobramos isso”, acentuou.

Já o presidente da Federação da Agriocultura do Estado, Flávio Saboya, considera elevado e avalia que dá para negociar um meio termo. Na avaliação do secretário Amorim, esse meio termo seria a saca ser vendida a R$ 25,00.

Cartão Único do Estado cria exército de endividados

190 2

Entidades representativas dos servidores públicos estaduais alertam: é grande o número de servidores inadimplentes com o Cartão Único, que é usado pela categoria para compras e obtenção de empréstimo consignado.

Há uma cobrança para que o Governo do Estado divulgue o número hoje de servidores na pindaíba por causa dos consignados. Pelo menos. Ou crie novas regras ou faça campanha entre a categoria para evitar o uso exagerado do Cartão Único.

Secretaria da Saúde do Estado conclui convocação de aprovados em concurso

Saiu no Diário Oficial do Estado (19/11) a convocação dos 194 aprovados no último concurso da Secretaria da Saúde do Estado. Com isso, a pasta fecha essa conta, informou, nesta quarta-feira, o secretário estadual da Saúde, Arruda Bastos, que viajou para Brasília. Ali, ele receberá prêmio de gestão pública de excelência, concedido pelo governo federal, para dois hospitais do Estado: Alberto Sabin e de Messejana. O ato contará com a presença do presidente Lula.

Arruda Bastos informou que essa premiação chega como um importante reconhecimento ao esforço que o governo estadual faz num setor que recebe grandes investimentos. Ele destacou policlínicas, centros especializados de odotologia e unidades de pronto-atendimento, além de dois hospitais regionais: um em Juazeiro do Norte, a ser inaugurado dia 10 de dezembro coma presença de Lula, e outro em Sobral, a ser entregue em junho de 2011.

DETALHE – Agora só falta a Secretaria da Saúde do Estado pressionar pefeitos para que chamem os aprovados no concurso do Programa Saúde da Família.

Livro questiona uso da TV pública digital

213 1

O que muda nas TVs públicas com a chegada da TV digital interativa? Que papel político devem assumir estas emissoras, para que a tecnologia facilite a que sejam menos governamentais e mais centradas no interesse coletivo, no diálogo e na inclusão? Eis as questões que levaram o jornalista Alberto Perdigão a escrever o livro “Comunicação Pública e TV Digital: interatividade
ou imperatividade na TV pública”. O trabalho é o primeiro resultado da pesquisa que Perdigão vem realizando sobre a utilização das novas tecnologias da informação e comunicação aplicáveis à televisão para o fortalecimento da gestão pública e da democracia.

A publicação será lançada às 17 horas desta quarta-feira, no auditório do Campus do Itaperi, e é uma produção da Editora da Universidade Estadual do Ceará – EdUece. Conta com 260 páginas, divida em cinco capítulos. O lançamento desse livro faz parte da programação da XV Semana Universitária, que movimenta a Uece até sexta-feira e marca ainda os 35 anos dessa Instituição.

PERFIL DO AUTOR

O jornalista e professor universitário Alberto Perdigão (47) é mestre em Políticas Públicas e Sociedade, especialista em Comunicação Social Propaganda e Publicidade e tem curso de aperfeiçoamento em Roteiro para Rádio e Televisão na Radiotelevisión Española – RTVE. Ensina Telejornalismo na Universidade de Fortaleza – Unifor. Atua em projetos de comunicação pública, TV pública e interatividade digital. Participa dos grupos de pesquisa Interação Humano Computador (na linha Qualidade da Interação e em Uso para TV Digital), na Unifor, e de Hipertexto Gêneros Digitais e Educação à Distância – Hiperged (linha Práticas Discursivas e Estratégias de Textualização), na Universidade Federal do Ceará. Foi apresentador de aulas pela televisão, repórter, chefe de reportagem, editor do núcleo da Rede Globo em Fortaleza e
editor-apresentador do telejornal Bom Dia Ceará.

SERVIÇO

* Outros lançamentos do livro de Alberto Perdigão estão programados para o Rio de Janeiro (2 e 6/12), Teresina (7/12), Brasília (9/12).

* Contato com o jornalista – (85) 9909.8639) ou aperdigao@terra.com.br.

PSDB quer regulamentar vacância no cargo de presidente em caso de morte

145 2

O PSDB resolveu regulamentar artigo da Constituição Federal que trata da vacância do cargo em caso de morte do presidente e do vice-presidente. O deputado federal Raimundo Gomes de Matos, que responde pelo comando tucano estadual no momento e integra o diretório nacional da legenda, é o autor de projeto de lei nesse sentido.

O parlamentar garante não estar agourando ninguém – sabe que Dilma Rousseff supera um linfoma, mas explica que desde 1988, quando da promulgação da Carta Magna, essa questão ficou em aberto.

Gomes de Matos propõe a regulamentação abrindo para um pleito indireto de presidente da República.

(Coluna Vertical, do O POVO)

PF confirma notícia do Blog

A Polícia Federal confirmou ontem a prisão do empresário Raimundo Morais Filho, ocorrida na última quarta-feira, conforme adiantou este Blog. A PF, no entanto, ainda não se pronunciou sobre o caso, e apenas informou ter atendido a um “mandado de segurança”, sem informar o autor do pedido ou o motivo. O advogado Paulo Quezado não confirmou se estará à frente da defesa, mas disse que nesta quarta-feira estará com a família de Morais.

Familiares confirmam para o Blog que terão esse encontro com Quezado e se dizem preocupados com a possibilidade de Raimundo Morais ser transferido para o presídio.

Deflagrada em março, a Operação Província, da Polícia Federal, chegou ao nome de Morais ao levantar indícios de desvio de verbas públicas em licitações de prefeituras cearenses.

NOVA RUSSAS

O Ministério Público do Estado do Ceará ingressou ontem com a primeira ação civil pública de improbidade administrativa resultante da operação, contra o prefeito de Nova Russas, Marcos Alberto Martins Torres. A ação pede o afastamento e a indisponibilidade de bens do prefeito e indicia outras 17 pessoas, dentre elas quatro servidores públicos e seis empresários. O prefeito Marcos Alberto nega participação no esquema e se diz vítima de Morais.

Denúncia de pedofilia contra padre cearense chega ao Vaticano

A Arquidiocese de Fortaleza encaminhou ao Vaticano no primeiro semestre deste ano a primeira denúncia de pedofilia envolvendo um religioso no Ceará. O caso chegou à Arquidiocese através do Tribunal Eclesiástico, que recebeu a denúncia no começo de 2010 através de parentes da vítima.

O nome do padre e as condições em que se deram o fato são mantidos em sigilo. Segundo o presidente do Tribunal Eclesiástico, padre José Fernandes de Oliveira, o processo está tramitando. Ele disse também que “as denúncias são graves e por isso o Vaticano foi comunicado”.

O Tribunal Eclesiástico no Ceará é a instância máxima da Igreja Católica responsável por receber e julgar possíveis denúncias contra religiosos. Antes do caso enviado ao Vaticano, o padre José Fernandes afirma que nunca tinha chegado denúncia semelhante para ser analisada.

Com relação a denúncias contra religiosos, José Fernandes diz que “a orientação é se tentar primeiro conciliar, e só em último caso é que se decide pela abertura de processo”. Antes disso, ainda, se tenta encaminhar ao bispo imediatamente superior para dar uma orientação. Este ano, além do caso de pedofilia, outros dois religiosos foram suspensos cautelarmente da ordem (suspensos das atividades) pelo tribunal por estarem respondendo a processos na corte.

Acusação

O padre José Fernandes também se negou a informar que tipo de acusações foram feitas contra os outros dois religiosos este ano, alegando que o processo corre em segredo de justiça. O presidente do Tribunal, porém, descartou que tivessem relação com denúncias de pedofilia. Os três casos chamaram a atenção do religioso, por ser “um número grande” se comparado a períodos anteriores. “Eles foram até meus alunos, bons alunos, e por isso me surpreenderam as denúncias”.

José Fernandes preside o Tribunal Eclesiástico desde 1982 e antes de 2010 apenas quatro religiosos tinham sido afastados das atividades por acusações contra suas condutas. Um desses casos se deu em 2006 com a expulsão de um padre da sua congregação. José Fernandes disse que não poderia revelar detalhes da acusação, nem qual a congregação a qual pertencia. O padre diz ainda que o acusado poderia até ter retornado à Igreja caso mudasse de conduta, mas não demonstrou interesse.

Outros dois padres foram suspensos em 2004 por desobediência a ordens dos bispos que não permitiram que se candidatassem a prefeito e vereador de cidades interioranas. Esses foram julgados e condenados e não mais voltaram à Igreja. Houve também o caso de uma religiosa que foi afastada da congregação e nunca mais se interessou em voltar. José Fernandes também se negou a fornecer detalhes do processo.

* Por Luis Henrique Campos, do O POVO.

Dégagé comemora 10 anos de mercado

503 17

Sônia Lage e Eugênia Nogueira.

A Dégagé, uma das mais respeitadas empresas de assessoria de comunicação e realização de eventos nas áreas de cultura, varejo, política e esporte do Ceará, está comemorando 10 anos. Resultado de muito trabalho e dedicação dessas duas jovens aí da foto que, além de profissionais competentes, são pessoas maravilhosas. 

* Conhecer a Dégagé aqui www.degage.com.br.

Três nomes da área econômica de Dilma com a mão de Lula

“Os três principais nomes que serão anunciados hoje pela presidente eleita, Dilma Rousseff, para sua equipe econômica tiveram grande influência do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. São mais ligados a Lula do que a Dilma. Conforme antecipou ontem O GLOBO, a trinca será formada pela gerente do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Miriam Belchior, que assumirá o Ministério do Planejamento; pelo diretor de Normas do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, que irá para a presidência da instituição; e por Guido Mantega, que permanecerá no Ministério da Fazenda. Esse não era o desenho original pensado por Dilma.

Pesaram na decisão da presidente eleita a força do continuísmo e o esforço por um gesto de conciliação na transição. Segundo interlocutores, o nome preferido de Dilma para comandar a Fazenda era o do presidente do BNDES, Luciano Coutinho, que ficará no cargo e deve ser confirmado hoje. O secretário de Política Econômica, Nelson Barbosa, era pensado para o Planejamento. Os dois são os economistas mais consultados por Dilma.

Hoje, antes de participar de uma audiência pública no Senado, o presidente do BC, Henrique Meirelles, dará entrevista para falar do caso do banco PanAmericano, que quase quebrou devido a fraudes, e confirmará que deixará o cargo no último dia deste ano. Meirelles e Dilma teriam um encontro ainda ontem à noite. Também ontem à noite, Dilma voltou a se encontrar com Lula no Palácio da Alvorada. Dilma não gostou do fato de Meirelles ter exigido manter a autonomia do BC para permanecer no cargo, como noticiado semana passada. Hoje, Meirelles dirá que considera concluído seu trabalho à frente do BC de manutenção da estabilidade econômica do país.

A escolha de Tombini foi uma decisão pragmática de Dilma — para evitar solavancos na política econômica —, mas também teve grande influência de Lula. Ainda na semana passada, Lula comentou com parlamentares que Tombini seria o futuro presidente do BC, e que o nome era do agrado do próprio Meirelles. Apesar das concessões a Lula, Dilma sinalizou que quer comandar pessoalmente o processo decisório da política econômica e influir na troca de cargos importantes da Fazenda, como a Receita. Ela já avisou que deseja uma equipe harmônica. Ou seja, não adotará o modelo de Lula de estimular divergências para construir o consenso.

O nome de Miriam Belchior não era a opção original para o Planejamento. Apesar de ser subordinada a Dilma na Casa Civil, Miriam sempre foi ligada a Lula e ao chefe de Gabinete, Gilberto Carvalho. Nos bastidores, Carvalho defendeu a indicação de Miriam. Quando Lula quis nomeá-la para chefiar a Casa Civil, em março, foi a própria Dilma quem pediu a Lula pela sua então secretária-executiva, Erenice Guerra.

Miriam integra o seleto grupo de auxiliares diretos de confiança máxima de Lula. Ela e Carvalho foram secretários em Santo André (SP), na gestão do então prefeito Celso Daniel, morto em 2002, com quem Miriam foi casada.”

(O Globo)

Paulo Abraão cotado para Secretário Nacional dos Direitos Humanos no Governo Dilma

303 3

Essa é de uma fonte de Brasília.

O presidente da Comissão Nacional de Anistia, Paulo Abraão, está cotado para assumir a Secretaria Nacional dos Direitos Humanos da Presidência da República.

Ele conta com o apoio de setores políticos ligados a Dilma Rousseff, de lideranças da área dos direitos humanos e de personalidades comprometidas com essa luta.

Fazenda do ex-presidente da Vasp vai a leilão

“A fazenda Piratininga, que foi do ex-presidente da Vasp Wagner Canhedo, será leiloada nesta quarta-feira, no Fórum Trabalhista Ruy Barbosa, em São Paulo. O lance mínimo pela propriedade, com todos os pertences como imóveis, automóveis e até cabeças de gado, é de R$ 430 milhões. O valor do leilão será usado para pagar os funcionários da companhia que não receberam a indenização.

Localizada em São Miguel do Araguaia (GO), a fazenda de 130,5 mil alqueires foi avaliada em R$ 615,375 milhões, e conta com duas casas principais e diversas outras edificações, como igreja, clube, quadras, escritório, depósito, duas fábricas, padaria, curral e até um estádio de futebol, além de casas de funcionários.”

(Portal Terra)

Portugal deve ter greve geral nesta 4ª feira

450 1

“Trabalhadores portugueses dos setores público e privado devem responder de forma massiva nesta quarta-feira a uma convocação de greve geral feita pelos dois principais sindicatos do país, unidos pela primeira vez em 20 anos para denunciar a austeridade imposta pelo governo sob pressão dos mercados. Após os importantes movimentos sociais vividos por Grécia, Espanha e França, agora será a vez de Portugal, onde os sindicatos esperam “a maior greve da história” do país. “A mobilização dos trabalhadores é enorme”, garantiu na segunda-feira o secretário-geral do principal sindicato, CGTP, Manuel Carvalho da Silva.

No momento em que Portugal aparece como potencial novo alvo dos mercados e pode ser obrigado a solicitar uma ajuda financeira externa, assim como Grécia e Irlanda, o líder sindical instou o governo socialista de José Sócrates a rejeitar “a chantagem dos agiotas internacionais” e sua “receita de sacrifícios”. O Parlamento português prepara-se para votar de forma definitiva na sexta-feira um orçamento de austeridade sem precedentes, para cortar o déficit de 7,3% para 4,6% do Produto Interno Bruto (PIB).

Este plano de ajuste inclui a diminuição de salários, alta de impostos e diminuição de benefícios sociais. Sua aplicação daria lugar a uma forte queda do poder aquisitivo em um país onde o salário mínimo é inferior a 800 euros. “É inaceitável que os trabalhadores façam praticamente todos os sacrifícios”, denunciou, por sua vez, João Proença, da UGT, central sindical historicamente próxima ao Partido Socialista. “Não se pode aceitar que a primeira, segunda e terceira prioridade de Portugal seja seu déficit”, acrescentou o sindicalista, lembrando que o índice de desemprego está em 10,9%. Vários sindicatos se alinharam atrás da CGTP e da UGT e são anunciadas greves nos bancos, na imprensa, no setor petroleiro e nos transportes.

(AFP)

Cid defende prorrogação do Fundo de Combate à pobreza e da Lei Kandir

“O governador Cid Gomes (PSB) e outros cinco governadores de estados brasileiros defenderam, nesta terça-feira, 23, em Brasília, a prorrogação do Fundo de Combate à Pobreza e do prazo de crédito do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que está incluído na Lei Kandir. A vigência de ambos, do fundo e do crédito do ICMS, acaba este ano. O ministro de Relações Institucionais da Presidência da República, Alexandre Padilha, disse que concorda com o pleito apresentado pelos governadores durante reunião com o presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer.

“Somos absolutamente favoráveis ao que foi apresentado pelos governadores, durante a reunião, no que se refere à prorrogação do Fundo de Combate à Pobreza, que tem um impacto importante no orçamento dos estados, e à prorrogação do prazo de crédito de ICMS que está incluído na Lei Kandir”, disse Padilha, ao deixar a residência oficial do presidente da Câmara, onde ocorreu a reunião.

Segundo ele, não foram, no entanto, discutidos os repasses do governo federal para os estados, via Lei Kandir. “Isso está sendo discutido no âmbito do Orçamento”, disse o ministro. Padilha acrescentou que o governo também concorda com a proposta dos governadores de que a Câmara não deve aprovar nenhum projeto que gere impacto para estados, municípios e União neste final de mandato, como a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 300, que define um piso salarial nacional para policiais militares e bombeiros.

“O ministro Paulo Bernardo [do Planejamento] disse que isso geraria impacto orçamentário de R$ 43 bilhões para União e estados. Além do mais, essa PEC poderá acarretar em um efeito cascata, para aumentar o salário de outras categorias e isso prejudicaria ainda mais a situação”, explicou.

O governador reeleito da Bahia, Jaques Wagner, disse que há um compromisso dos líderes na Câmara dos Deputados a não aprovarem a PEC 300. “Se forem criados pisos salariais para essas categorias, daqui a pouco os governadores terão cerceado o seu direito de fazer sua administração de pessoal, que depende do orçamento de cada um. Então, há um compromisso da Câmara, e os líderes externaram isso, independentemente da concordância ou não do mérito”, disse Wagner.

Além do governador de Cid Gomes e do governador da Bahia, estiveram na reunião os governadores eleitos de São Paulo, Geraldo Alckmin; de Minas Gerais, Antonio Anastasia; do Espírito Santo, Renato Casagrande; e também o vice-governador eleito do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão.”

(Agência Brasil)