Blog do Eliomar

Últimos posts

Olavo de Carvalho lança desafio aos ministros do Supremo

Olavo de Carvalho, o guru do presidente Jair Bolsonaro – que parecia estar distante de polêmicas – decidiu lançar um desafio aos 11 ministros do Supremo Tribunal Federal. É o que informa a Coluna Radar, da Veja Online

Se algum deles (ou todos juntos!) topar um debate, está dentro. O tema? A visão dele sobre comportamento e a decisão do STF de criminalizar a homofobia:

“Na minha opinião, nenhum dos juízes do STF está qualificado intelectualmente para distinguir entre ‘opinião contrária’ e ‘preconceito’. Posso prová-lo se tiverem a coragem de se expor a um debate. Podem vir todos juntos.”

(Foto – Reprodução do Youtube)

Semana da Saúde Mental promove cidadania de pessoas com transtornos, diz vereadora

“É preciso esclarecer, prevenir e orientar sobre saúde mental, além de auxiliar na promoção da cidadania para a inclusão das pessoas com sofrimento mental”.

A declaração é da vereadora Larissa Gaspar, após aprovação esta semana do Projeto de Lei 0437/2018, de sua autoria, que institui a Semana Municipal de Conscientização e Orientação sobre Saúde Mental.

Com a decisão do plenário da Câmara Municipal de Fortaleza, fica instituído que a semana comemorativa ocorrerá, anualmente, na terceira semana de maio, com o objetivo de sensibilizar a comunidade sobre a discriminação sofrida pelas pessoas com sofrimento mental e a sua inserção na família, na comunidade e na sociedade.

Larissa Gaspar destacou ainda que a proposta busca promover espaço para discussão sobre saúde mental e interlocução por meio de manifestação de gestores, conselhos, associações, ONGs, movimentos sociais e serviços que oferecem atendimento à pessoa com sofrimento mental.

A vereadora tem realizado, periodicamente, visitas aos Centros de Atenção Psicossocial de Fortaleza (CAPS), como forma de cobrar soluções para os problemas e garantir a qualidade no atendimento. Outra iniciativa do mandato foi a realização de concurso público para profissionais da área e reforma nas unidades, por meio do Projeto de Indicação 630/2017.

(Foto: Divulgação)

Ipea – Inflação desacelera para todas as classes sociais

A inflação desacelerou para todas as classes sociais, especialmente para a faixa de renda mais baixa, informou hoje (14) o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Segundo o Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda, em maio houve desaceleração pelo segundo mês consecutivo.

De acordo com o Ipea, a deflação no preço dos alimentos beneficiou as famílias de renda mais baixa, que tiveram inflação de 0,10%, enquanto as famílias mais ricas tiveram inflação de 0,18%. No acumulado em 12 meses, de junho de 2018 a maio de 2019, a inflação das famílias mais pobres é de 5,05%, superior à taxa de 4,4% das famílias com maior poder aquisitivo.

A pesquisa mostra que, dos 16 subgrupos que compõem o segmento de alimentação no domicílio, 10 apresentaram deflação em maio. Os itens com as maiores quedas de preço foram tubérculos (-,3%), hortaliças (-4,6%), cereais (-5,0%) e frutas (-2,9%). Os produtos têm maior peso na cesta de consumo das famílias mais pobres. Por isso, a queda nos preços ajudou a anular, em parte, os efeitos da alta de energia elétrica (2,2%), gás de botijão (1,4%) e produtos farmacêuticos (0,82%), diz o Ipea.

Já a inflação das famílias mais ricas foi impactada pela alta de 2,6% no preço da gasolina e no aumento de planos de saúde (0,80%) e serviços médicos (0,56%). Os alimentos contribuíram para a desaceleração, mas em ritmo mais lento.

Segundo o Ipea, na comparação com o mês de maio do ano passado, os alimentos foram responsáveis pela redução da taxa de inflação de todas as classes de renda. No caso das famílias com menor poder aquisitivo, houve recuo de 0,31 ponto percentual e a inflação caiu de 0,41% para 0,10%. Para os mais ricos, a queda foi de 0,20 ponto percentual: a taxa caiu de 0,38% em maio de 2018 para 0,18% em maio de 2019.

O Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda é calculado mensalmente, com base nas variações de preços de bens e serviços disponibilizados pelo Sistema Nacional de Índice de Preços ao Consumidor (SNIPC) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

(Agência Brasil)

Fortaleza registra 83% de cobertura vacinal contra a gripe

Está em 83 por cento, no momento, o percentual obtido pela campanha de vacinação contra a gripe, em Fortaleza. A informação é da secretária municipal da Saúde, Joana Maciel.

“Mas nós temos até julho para atingir a meta de 90%”, diz a secretária, lembrando que os postos de saúde está atendendo a todos os segmentos da população.

Por falar em postos, ela informou que, na próxima terça-feira, será dada a ordem de serviço para completa reforma do Posto de Saúde das Alamedas dos Palmares, na Regional VI.

(Foto – Divulgação)

Bolsonaro vai demitir o presidente dos Correios: “Ele se comporta como um sindicalista”

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (14), em café da manhã com jornalistas, no Palácio do Planalto, que o presidente dos Correios, Juarez Aparecido Paula Cunha, será demitido do cargo. Na semana passada, em audiência pública na Comissão de Legislação Participativa Câmara dos Deputados, o chefe dos Correios criticou a entrega da empresa para a iniciativa privada.

“Ele se comporta como um sindicalista”, disse Bolsonaro. O presidente da República também criticou o fato de Juarez Aparecido ter tirado fotos com parlamentares de oposição e sindicalistas durante a audiência.

Em abril, Bolsonaro já havia autorizado estudos para a desestatização da companhia e voltou a dizer que o tema ganhou força no governo na semana passada, em uma publicação no Twitter.

Com 356 anos de existência, a empresa é subordinada hoje ao Ministério das Comunicações, Ciência, Tecnologia e Inovação. Após prejuízos registrados entre 2013 e 2016, a estatal registrou lucro de R$ 161 milhões em 2018 e de R$ 667,3 milhões em 2017.

(Agência Brasil)

Comitiva de deputados estaduais visita canteiro de obras da transposição na Região do Cariri

A Comissão Especial de Acompanhamento das Obras da Transposição, da Assembleia Legislativa, visita, nesta sexta-feira, a cidade de Penaforte (Região do Cariri). À tarde, parlamentares e secretários de Estado seguem para o trecho da obra do Cinturão das Águas, em Missão Velha, por onde deve entrar a água do rio São Francisco.

O objetivo, segundo o deputado Guilherme Landim (PDT), é conferir o andamento desse projeto, que está devagar, quase parando, porque havia parado a remessa de verbas do Ministério do Desenvolvimento Regional. Nesta semana, com a aprovação de crédito extra para o governo federal, um acordo garantiu a inclusão de R$ 500 milhões para a Transposição.

Na comitiva que visita os canteiros do Cinturão das Águas estão os deputados estaduais Guilherme Landim (PDT), Marcos Sobreira (PDT), Nizo Costa (PSB), Nezinho Farias (PDT), Augusta Brito (PCdoB), Nelinho (PSDB), Antônio Granja (PDT) e Walter Cavalcante (MDB).

Boa sorte, senhores!

(Foto – ALCE)

Eduardo Girão: “Arma de fogo é solução?”

Com o título “Arma de fogo é solução?”, eis artigo do senador Eduardo Girão (Podemos), que está no O POVO desta sexta-feira. Um dos mentores da campanha pelo desarmamento no País, ele cita estatísticas para se colocar contra o armamentismo. Confira:

O Brasil vive uma profunda crise na segurança pública, e estamos em meio a um grande paradoxo: somos um dos países mais violentos do mundo e, ao mesmo tempo, um dos mais cristãos. Aqui se mata mais do que na Síria, país em guerra civil há anos. São mais de 60 mil assassinatos por ano, e mais de 70% desses provocados por armas de fogo. Depois de edição dos decretos presidenciais, que libera o porte de armas, o Senado Federal foi chamado a se posicionar com urgência.

Segundo estatísticas oficiais, mais de 120 mil vidas foram poupadas desde 2003, início da vigência do Estatuto do Desarmamento. Os defensores do decreto dizem que é preciso armar os cidadãos porque a segurança pública está falida. Segundo o Centro de Política sobre Violência dos EUA, para cada reação defensiva bem-sucedida com arma de fogo, em outras 34 vezes uma arma é utilizada para homicídio. Além disso, em qualquer ataque violento, o cidadão de bem armado estará sempre em desvantagem, em virtude do fator surpresa, que é do criminoso, e a sua arma acaba migrando e fortalecendo o crime.

Quanto mais armas, mais violência, mais mortes. Segundo o Ipea, para cada 1% de aumento do número de armas em circulação, a taxa de homicídios aumenta em 2%. O fácil acesso vai perigosamente aumentar índices de homicídios por motivos fúteis, como em conflitos de trânsito, brigas em bares ou desentendimentos domésticos. A única saída para essa gravíssima crise é a reestruturação da segurança pública com apreensão de armas ilegais, controle do tráfico nas fronteiras, fortalecimento das polícias e repressão do crime.

Num País onde mais de 80% da população se declara cristã, é fundamental recordar o posicionamento claro e firme de Jesus sobre esse assunto: “Amai os vossos inimigos e fazei o bem aos que vos odeiam”; “Todos os que empunham a espada, pela espada morrerão”; “Bem-aventurados os mansos” e “os pacificadores”; “Não resistais ao mal”.

Ao inaugurar uma saudação pessoal invocando a paz, o Mestre apresenta qual o roteiro para o processo civilizatório da humanidade. Os verdadeiros cristãos precisam ousar e retirar a letra “R” da palavra “arma”, que nos remete à ideia de reação, e entrarmos no universo de possibilidades da palavra “ama”, que nos permite uma ação ascendente em direção à uma condição divina de filhos de Deus.

*Eduardo Girão

Senador do Podemos.

(Foto – Alex Gomes)

Evaristo Nogueira cobra promessa de contratações feita pelo presidente do Ceará

79 1

Evaristo Nogueira, narrador e comentarista de futebol, lamenta que o time do Ceará tenha perdido jogo para um dos piores times da Série A, do Brasileirão, no caso o Vasco. Foi nessa noite de quinta-feira, no Rio  (1X0), com o alvinegro mantendo o tabu de nunca ter derrotado a equipe carioca em São Januário.

Para Evaristo, vale, mais do que nunca agora, a promessa feita pelo presidente do Ceará Sporting, Robinson de Castro e Silva: contratar goleiro e um “matador”.

DETALHE – Por falar em Vavá Maravilha, ele está arrasando nas transmissões esportivas na Rádio O POVO/CBN.

Greve Geral – Caminhada de protesto em Fortaleza embalada por funk

238 2

Neste dia de greve geral em Fortaleza, uma caminhada pelas ruas do Centro brada contra a proposta de reforma da Previdência do governo Bolsonaro.

Nela, sindicalistas, estudantes, profissionais liberais, movimentos sociais, partidos de esquerda e gente que, ao longo do percurso, vai aderindo ao som de um funk contra o governo federal.

O ato faz parte de uma mobilização nacional em defesa também de verbas para a educação.

Várias ruas do Centro estão com o trânsito parado. Os manifestantes seguem com destino ao Campus do Benfica, onde haverá ato de protesto.

(Vídeo – WhatsApp)

TCE tem plano de cargos e carreiras aprovado pela Assembleia Legislativa

O projeto de n° 48/19, do Tribunal de Contas do Estado, que estrutura e aprova o novo Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração do TCE foi aprovado, por unanimidade, nessa quinta-feira, pela Assembleia Legislativa.

A matéria recebeu três emendas do deputado Júlio César Filho (Cidadania) e uma emenda de plenário do deputado Elmano Freitas (PT), que traz importante avanço: garante a equiparação salarial dos servidores do extinto Tribunal de Contas dos Municípios com o pessoal do TCE em situação semelhante e, excepcionalmente, suspende a progressão funcional no exercício de 2020.

O presidente do TCE, conselheiro Edilberto Pontes, comemora.

(Foto – TCE)

Jornalista Moacir Maia ganhará título de Cidadão de Fortaleza

168 1

O jornalista Moacir Maia, que coordena a Área de Comunicação da Prefeitura, vai receber o título de Cidadão Fortalezense na próxima terça-feira, às 19h30min, durante sessão solene na Câmara Municipal. A iniciativa é do vereador Dr. Porto (PRTB), com outorga do presidente da Casa, Antônio Henrique (PDT).

Moacir é coordenador de Comunicação Social da Prefeitura desde 2013, na gestão do prefeito Roberto Cláudio (PDT-CE), Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Ceará e pós-graduado com MBA em Marketing pela Fundação Instituto de Administração (FIA), na Universidade de São Paulo (USP), tem 35 anos de atuação no mercado.

Atuou em veículos como Rádio Verdes Mares (1983 a 1986), TV Verdes Mares (1986 a 2007), onde trabalhou por mais de 20 anos tendo atuado como apresentador e repórter do Núcleo da Rede Globo, e Jornal Diário do Nordeste (2003 a 2007), onde escreveu a coluna de Economia do periódico. Além disso, o jornalista é servidor público estadual desde 1986, quando ingressou na TV Ceará, onde apresentou por 22 anos o Programa Cena Pública.

Professor licenciado do curso de Jornalismo do Centro Universitário Estácio do Ceará. O futuro cidadão fortalezense foi ainda assessor de Comunicação da Presidência da Assembleia Legislativa do Ceará, de 2011 a 2012 e nasceu em Limoeiro do Norte.

(Foto – ALCE)

Anvisa suspende venda de 51 planos de saúde de 11 operadoras

Cinquenta e um planos de saúde de 11 operadoras tiveram a comercialização proibida a partir de hoje (14). A decisão da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), anunciada no último dia 7, impede que esses planos recebam novos clientes até que sejam comprovadas melhorias no atendimento.

Os 600 mil beneficiários desses planos não são afetados pela medida, já que as operadoras são obrigadas a continuar oferecendo cobertura para os clientes.

A suspensão é parte do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento, que faz avaliações trimestrais dos planos, com base em reclamações de clientes acerca de questões como cobertura assistencial, prazo máximo de atendimento e rede de atenção, entre outras.

Vinte e sete planos de dez operadoras, que haviam sido suspensos em avaliações anteriores, conseguiram melhorar seu atendimento e tiveram autorização para voltar a ser comercializados a partir de hoje.

SERVIÇO

*Confira a lista aqui.

Deputada Tábata Amaral cumpre agenda entre Fortaleza e Sobral

296 3

A deputada federal Tábata Amaral (PDT-SP) está no Ceará para cumprir agenda no eixo Fortaleza-Sobral.

Nesta sexta-feira, às 10 horas, na Estácio (Meireles), entre alguns compromissos, ela participará de um debate sobre o tema Educação, e, às 16 horas, vai ao Cuca Mondubim.

No sábado, Tábata, atendendo a convite do prefeito Ivo Gomes (PDT), estará em Sobral, onde conhecerá uma escola de tempo integral e dará aula abrindo o Programa Enem desse município.

Tábata aos 25 anos e no primeiro mandato em Brasília, é filha de um cobrador de ônibus e de uma diarista e graduada em Ciência Política e Astrofísica.

(Foto – Arquivo Pessoal, do Facebook)

Governador ainda deve convocação de concursos realizados em 2018

263 3

O governador Camilo Santana (PT) prometeu nomear os aprovados da turma 2 do concurso do Corpo de Bombeiros. Foi durante contato com internautas, via página no Facebook, nesta semana.

Ele, no entanto, não divulgou a data, mas o líder do governo na Assembleia Legislativa, Júlio César Filho, garante que a convocação virá em breve. E sem risco de expirar prazos.

Camilo ainda deve convocação de aprovados em concursos realizados, ano passado, pelas secretaria da Educação e Cultura.

(Foto – Divulgação)

Presidente do Sindiônibus lamenta: estão furando os pneus dos ônibus

256 2

O presidente do Sindiônibus, Dimas Barreira, informou, nesta sexta-feira, que alguns ônibus estão parando porque os pneus estão sendo furados. Ele adianta que motoristas estão sendo ameaçados, caso não obedeçam e deixem de circular.

“Revoltante. Perturbação da ordem que o Brasil aceita  como se fosse movimento social”, desabafa Barreira.

Há ônibus parados na avenida da Universidade e em alguns pontos do Centro.

A ação faz parte da mobilização nacional pró-greve geral contra a proposta de reforma da Previdência do governo Bolsonaro. Dimas não apontou grupos que poderiam estar adotando essa medida.

(Foto – Arquivo e WhatsApp)

ProUni 2019 – Termina nesta sexta-feira prazo de inscrição

Hoje (14) é o último dia para que os interessados em concorrer a uma bolsa de estudos em instituição de ensino superior particular se inscrevam no Programa Universidade para Todos (ProUni). A inscrição deverá ser feita pela internet, no site do Prouni, até as 23h59, no horário de Brasília. Até o final do prazo de inscrição, os candidatos podem alterar as opções de curso. Cada estudante pode escolher até duas opções. Será considerada válida a última inscrição confirmada.

Ao todo, serão ofertadas para o segundo semestre deste ano 169.226 bolsas de estudos em instituições particulares de ensino superior, sendo 68.087 bolsas integrais, de 100% do valor da mensalidade e 101.139 parciais, que cobrem 50% do valor da mensalidade.

As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. As bolsas parciais contemplam os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.

Quem pode se inscrever

Podem se inscrever candidatos que não tenham diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. Além disso, os estudantes precisam ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral.

É preciso ter obtido ainda nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem. O cálculo é feito a partir da soma das notas das cinco provas, dividida por cinco. Outra exigência é a de que o aluno não tenha tirado zero na redação.

Também podem participar do programa estudantes com deficiência e professores da rede pública.

Nota de corte

Diariamente o sistema do Prouni calcula a nota de corte, que é a menor para ficar entre os potencialmente pré-selecionados de cada curso, com base no número de bolsas disponíveis e no total de candidatos inscritos no curso, por modalidade de concorrência.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), a nota de corte é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento da inscrição. Ela não é garantia de pré-seleção para a bolsa ofertada. O sistema do Prouni não faz o cálculo em tempo real. A nota de corte é modificada de acordo com a nota dos inscritos.

Calendário

A divulgação do resultado da primeira chamada está prevista para 18 de junho. A segunda chamada será no dia 2 de julho.

O candidato pré-selecionado deverá comparecer à respectiva instituição de ensino superior para comprovação das informações no período de 18 a 25 de junho, caso tenha sido selecionado na primeira chamada, e de 2 a 8 de julho na segunda.

O prazo para participar da lista de espera é de 15 a 16 de julho. A lista fica disponível no site para consulta pelas instituições no dia 18 de julho.

(Agência Brasil)

STF decide criminalizar homofobia como forma de racismo

Após seis sessões de julgamento, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (13) criminalizar a homofobia como forma de racismo. Ao finalizar o julgamento da questão, a Corte declarou a omissão do Congresso em aprovar a matéria e determinou que casos de agressões contra o público LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e travestis) sejam enquadrados como o crime de racismo até que uma norma específica seja aprovada pelo Congresso Nacional.

Por 8 votos a 3, os ministros entenderam que o Congresso não pode deixar de tomar as medidas legislativas que foram determinadas pela Constituição para combater atos de discriminação. A maioria também afirmou que a Corte não está legislando, mas apenas determinando o cumprimento da Constituição.

Pela tese definida no julgamento, a homofobia também poderá ser utilizada como qualificadora de motivo torpe no caso de homicídios dolosos ocorridos contra homossexuais.

Religiosos e fiéis não poderão ser punidos por racismo ao externarem suas convicções doutrinárias sobre orientação sexual desde que suas manifestações não configurem discurso discriminatório.

Votos A ministra Carmém Lúcia disse que a Constituição garante que ninguém será submetido a tratamento desumano – Antonio Cruz/Agência Brasil
Na sessão desta quinta-feira, a ministra Cármen Lúcia seguiu a maioria formada no julgamento do dia 23 de maio e entendeu que a Constituição garante que ninguém será submetido a tratamento desumano. “Numa sociedade discriminatória como a que vivemos, a mulher é diferente, o negro é diferente, o homossexual é diferente, o transexual é o diferente, diferente de quem traçou o modelo porque tinha poder para ser o espelho. Preconceito tem a ver com poder e comando”, disse.

Em seguida, o ministro Ricardo Lewandowski votou pela omissão do Congresso, mas entendeu que a conduta de homofobia não pode ser enquadrada como racismo pelo Judiciário, mas somente pelo Legislativo. O presidente do STF, Dias Toffoli, também seguiu o mesmo entendimento.

“A extensão do tipo penal para abarcar situações não especificamente tipificadas pela norma penal incriminadora parece-me atentar contra o princípio da reserva legal, que constitui uma fundamental garantia dos cidadãos, que promove a segurança jurídica de todos”, disse Lewandowski.

Gilmar Mendes também seguiu a maioria e disse que a Constituição obriga a criminalização de condutas discriminatórias.

“Estamos a falar do reconhecimento do direito de minorias, direitos fundamentais básicos. Os mandamentos constitucionais de criminalização do racismo e todas as formas de criminalização não se restringem a demandar uma formalização de políticas públicas voltadas a essa finalidade”, disse Mendes.

Marco Aurélio divergiu da maioria a favor da criminalização e disse que o STF está invadindo a competência do Congresso Nacional ao tipificar crimes.

Os ministros Celso de Mello e Edson Fachin, relatores das ações julgadas, além dos ministros Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux votaram nas sessões anteriores a favor da criminalização.

Julgamento O ministro Ricardo Lewandowski entendeu que a conduta de homofobia não pode ser enquadrada como racismo pelo Judiciário – Antonio Cruz/Agência Brasil
O caso foi discutido na Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO) nº 26 e no Mandado de Injunção nº 4.733, ações protocoladas pelo PPS e pela Associação Brasileiras de Gays, Lésbicas e Transgêneros (ABGLT).

As entidades defenderam que a minoria LGBT deve ser incluída no conceito de “raça social”, e os agressores punidos na forma do crime de racismo, cuja conduta é inafiançável e imprescritível. A pena varia entre um e cinco anos de reclusão, de acordo com a conduta.

Em fevereiro, no início do julgamento, o advogado-geral da União (AGU), André Mendonça, reprovou qualquer tipo de conduta ilícita em relação à liberdade de orientação sexual, mas entendeu que o Judiciário não tem poderes legais para legislar sobre matéria penal, somente o Congresso.

A mesma posição foi defendida pelo representante da Associação Nacional de Juristas Evangélicos (Anajure), o advogado da entidade defendeu que o Congresso tenha a palavra final sobre o caso. Segundo a entidade, a comunidade LGBT deve ter seus direitos protegidos, mas é preciso assegurar que religiosos não sejam punidos por pregaram os textos bíblicos.

Pelo atual ordenamento jurídico, a tipificação de crimes cabe ao Poder Legislativo, responsável pela criação das leis. O crime de homofobia não está tipificado na legislação penal brasileira.

No mês passado, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal aprovou a mesma matéria, tipificando condutas preconceituosas contra pessoas LGBT. A medida ainda precisa ser aprovada pelo plenário da Casa.

(Agência Brasil)

PEC Nordeste – Ministra da Agricultura não vem e quem brilha é o presidente do BNB

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que não veio para o Seminário da Pecuária Nordestina, o PEC Nordeste, ficou em Brasília tratando, no Ministério da Economia, do tão aguardado Plano Safra 2019/2020. O plano será anunciado na próxima terça-feira.

Aliás, neste seminário, no Centro de Eventos, que vai até sábado, quem brilhou mesmo foi o presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim.

Ele anunciou reforço do Prodeter, programa de interiorização e investimentos voltado para o setor da pecuária, e acabou mais aplaudido do que o representante de Tereza Cristina no encontro, no caso o ex-deputado federal Danilo Forte, hoje assessor especial da pasta da Agricultura.

(Foto – BNB)