Blog do Eliomar

Últimos posts

Receita libera megalote de restituições

A Receita Federal deposita, nesta segunda-feira, as restituições referentes aos exercícios de 2009 e 2008 do Imposto de Renda para um total de 2.138.113 contribuintes, totalizando R$ 2 bilhões. Para o exercício de 2009, serão creditadas restituições para 2.125.588 contribuintes, totalizando R$ 1.967.796.186,84, acrescidos de 5,39% (Selic de maio a novembro/2009).

Já para o lote residual de 2008, as restituições totalizam R$ 32.203.813,16, com correção de 17,46% (Selic de maio de 2008 a novembro de 2009). Foram contemplados 12.525 contribuintes.

SERVIÇO

Para saber se terá a restituição liberada nesse lote, o contribuinte poderá acessar a página da Receita na internet (www.receita.fazenda.gov.br) ou ligar para o Receitafone 146, informando o número do CPF.

Ministro vem abrir Festival Internacional do Camarão

gregolin

O ministro Altemir Gregolin (Pesca e Aquicultura) virá ao Ceará ainda neste mês. Segundo sua asssessoria, ele abrirá, dia 26 próximo, na cidade de Acaraú (Litoral Oeste), o I Festival Internacional do Camarão.

O evento, apoiado por entidades da área e Sebrae, vai se estender até 29 próximo. Além de expor avanços do setor pesqueiro, o festival contará com o melhor da gastronomia cearense derivado de camarão, shows e oficinas de capacitação. 

Também experiências de alguns países com a pesca do camarão serão apresentadas, segudo a organização.

Rodoanel – Vítimas do acidente devem ser indenizadas

“O motorista do caminhão que foi atingido pelas vigas que desabaram na obra do Rodoanel na Rodovia Régis Bittencourt não se lembra como saiu de dentro do veículo. O  acidente ocorreu em Embu, na Grande São Paulo, na noite de sexta-feira (13). Outros dois veículos foram atingidos, ferindo mais duas pessoas. Segundo a dona de casa Cleuza dos Santos, seu marido, Reginaldo Aparecido Pereira, ainda está abalado.  

“Ele chora e fala ‘eu não acredito que eu estou aqui’. Foi uma coisa de Deus mesmo. Mas graças a Deus ele está vivo, e só dele estar vivo para mim, é a maior alegria da minha vida”, disse a dona de casa Cleuza dos Santos.

O caminhoneiro quebrou a clavícula, e deve receber alta do Hospital Geral de Pirajussara, em Taboão da Serra, na Grande São Paulo, nesta segunda-feira (16). O outro ferido no acidente que continua internado, Carlos Fernando Rangel, quebrou o pulso esquerdo e foi operado. Os médicos do Hospital Alvorada vão avaliar nesta segunda se ele vai precisar de uma cirurgia.

Além dos dois, a estudante de administração Luana Coradi também ficou ferida. Ela foi a primeira a ter alta. Feliz por ter escapado com vida, ela não pensa em passar pelo local do acidente de carro tão cedo. “Só depois que estiver certo que elas [as vigas] não vão mais cair, aí eu passei. Mas eu não vou testar, não vou ser teste não”, afirmou a jovem.

O trecho onde ocorreu o acidente, no sentido São Paulo da rodovia, na região de Embu, na Grande São Paulo, é o principal caminho para a jovem. O carro no qual ela estava ficou destruído e teve que ser retirado da pista com um guincho.

Cada uma das três vigas do viaduto que vai passar por cima da rodovia tinha 45 metros de comprimento e pesava 85 toneladas. Elas desabaram quatro dias depois de terem sido colocadas.

O governo do Estado de São Paulo informou que o consórcio responsável pelas obras do Rodoanel terá de indenizar as vítimas, se ficar comprovada a responsabilidade das empresas no acidente.”

(POrtal G1)

Pimentel fala na Fiesp nesta 2ª feira

pimntll

O ministro da Previdência Social, José Pimentel, deixou Fortaleza nas últimas horas, após fim de semana de contatos com bases de olho na sua pretensão de disputar vaga de senador em 2010. Na agenda dele, nesta segunda-feira, está a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Ali, Pimentel, participará da reunião mensal do Conselho Superior de Estudos Avançados, que começa às 10 horas desta segunda-feira.

Pimentel vai expor as novas regras que alterarão os cálculos previdenciários já em 2010. Segundo diz, as mudanças incidirão principalmente sobre o Fator Acidentário de Prevenção (FAP) – mecanismo que subsidia o cálculo do seguro-acidente. A proposta da nova metodologia vem da Comissão Tripartite de Saúde e Segurança no Trabalho, instituída em julho de 2008.

Em contrapartida, o núcleo de relações trabalhistas do Departamento Sindical da Fiesp realizou estudo mostrando que as novas regras do FAP acarretarão aumento da carga tributária para as empresas. A pesquisa levanta pontos de divergência com base nas experiências relatadas pelas empresas e apura que, sob os novos parâmetros, as cobranças dos encargos vão recair sobre 866 das 1,3 mil atividades econômicas.

Presidente da Fiec otimista com o Brasil em 2010

“O setor industrial cearense trabalha com a expectativa de que o pior já passou e a economia brasileira deverá experimentar, ano que vem, um crescimento de 5%. É o que diz o presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Robeto Macedo, ressaltando no entanto: “Se s obras do PAC avançarem“.

Macedo vê pouca celeridade nos projetos desse pacote de obras tão badalado pelo Governo Federal, observando que poderiam estar gerando muitos empregos e renda há um bom tempo.

Para não ser apontado como negativista, afirma torcer por um 2010 próspero. Quem sabe, naquela de que em ano eleição os governantes adoram fazem milagres. ”

(Coluna Vertical, do O POVO)

Apagão – Lobão vai ao Senado para evitar convocação de Dilma

“Os líderes da base governista fecham hoje uma estratégia para evitar uma convocação da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, para explicar as causas do apagão ocorrido na última semana. Os governistas pretendem acertar com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, o melhor dia desta semana para que ele preste esclarecimentos ao Senado sobre as possíveis causas do blecaute que atingiu 18 estados na última terça-feira.

A ideia é que o ministro se apresente espontaneamente amanhã na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) ou na quarta-feira na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) antecipando-se à votação de um requerimento do líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), convidando Lobão e Dilma.

Para os governistas, o gesto de Lobão poderá esvaziar a estratégia da oposição que tenta, desde a semana passada, trazer a ministra Dilma, pré-candidata petista à sucessão presidencial, para o centro dos debates sobre o apagão. Mas os oposicionistas dizem que não vão desistir de um convite ou uma convocação de Dilma. O argumento usado pelo DEM e pelo PSDB é o de que Dilma foi quem comandou a elaboração e aprovação do marco regulatório do sistema elétrico brasileiro.

— Dilma foi a mãe do marco regulatório, que pode estar por trás da inibição de investimentos públicos e privados para o setor. Ela não explica tudo do governo? Por que não vem explicar coisas de sua área? — argumentou o líder do DEM, senador José Agripino (RN). Leia mais em O Globo

líderes da base governista fecham hoje uma estratégia para evitar uma convocação da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, para explicar as causas do apagão ocorrido na última semana. Os governistas pretendem acertar com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, o melhor dia desta semana para que ele preste esclarecimentos ao Senado sobre as possíveis causas do blecaute que atingiu 18 estados na última terça-feira.

A ideia é que o ministro se apresente espontaneamente amanhã na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) ou na quarta-feira na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) antecipando-se à votação de um requerimento do líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), convidando Lobão e Dilma.

Para os governistas, o gesto de Lobão poderá esvaziar a estratégia da oposição que tenta, desde a semana passada, trazer a ministra Dilma, pré-candidata petista à sucessão presidencial, para o centro dos debates sobre o apagão. Mas os oposicionistas dizem que não vão desistir de um convite ou uma convocação de Dilma. O argumento usado pelo DEM e pelo PSDB é o de que Dilma foi quem comandou a elaboração e aprovação do marco regulatório do sistema elétrico brasileiro.

— Dilma foi a mãe do marco regulatório, que pode estar por trás da inibição de investimentos públicos e privados para o setor. Ela não explica tudo do governo? Por que não vem explicar coisas de sua área? — argumentou o líder do DEM, senador José Agripino (RN).”

(O Globo)

CNJ abre consulta pública sobre proposta de transparência dos gastos do Judiciário

“O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu abrir consulta pública para que a população e os magistrados se manifestem sobre a proposta de resolução do CNJ que dispõe sobre a transparência dos gastos do Judiciário brasileiro. Até o  próximo  dia 30, os interessados poderão enviar suas críticas e sugestões à proposta de resolução que está disponível para consulta  na página de abertura do  portal WWW.cnj.jus.br . A consulta pública foi sugerida pelo conselheiro Marcelo Neves e aprovada pelo plenário na última sessão plenária, realizada no dia 10 de novembro. Ao apresentar a proposta de resolução, o conselheiro afirmou  se tratar de “um projeto a ser subordinado à sociedade e ao judiciário brasileiro”.

A proposta de resolução do CNJ pretende regulamentar a publicação de informações referentes à administração financeira e orçamentária dos tribunais. O objetivo é dar transparência aos gastos do Judiciário, deixando-os disponíveis para consulta pela internet. A proposta inicial de resolução elaborada pelo Conselho prevê que, entre os gastos que poderão ser visualizados pela internet, estão despesas com pessoal, gratificações, aluguel, diárias, serviços de comunicação, limpeza, conservação e também os recursos utilizados para construção e reforma de imóveis. Pela proposta de resolução atual, os tribunais deveriam atualizar até o décimo dia de cada mês, a partir de fevereiro de 2010, os gastos gerais com pessoal e serviços. Além disso, teriam até o dia 31 de janeiro de 2010 para informar os demonstrativos detalhados dos anos de 2007, 2008 e 2009.

A publicação mensal das despesas para consulta na internet é realizada pelo Conselho desde junho desse ano. No link  Transparência, disponível no endereço eletrônico WWW.cnj.jus.br , o internauta tem acesso aos gastos mensais do CNJ como remuneração de pessoal, funções comissionadas e diárias. A ideia de transparência nos gastos públicos é defendida pelo presidente do Conselho, ministro Gilmar Mendes, que é favorável à criação de um  sistema  integrado de  administração  financeira do Judiciário, a exemplo do  Siafi,  utilizado no Governo Federal. Após a finalização da consulta pública, o texto final da resolução será apresentado novamente ao plenário do Conselho. ”

(Site do CNJ)

Restrições do TCU só atingem 4% das 232 obras do PAC

“Alvo preferencial das críticas do governo Lula quanto à paralisação de obras federais, a atuação do TCU (Tribunal de Contas da União) afeta uma proporção pequena das ações do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) com baixa taxa de execução neste ano.

Levantamento feito pela Folha identificou, nos ministérios dos Transportes e das Cidades, 232 projetos classificados como prioritários que, até setembro, haviam recebido menos de um quinto das verbas previstas no Orçamento deste ano. Trata-se de 40% dos projetos do PAC nas duas pastas, ou um terço do total do programa bancado com dinheiro do Tesouro.

Dessas obras com pouco ou nenhum desembolso de recursos da União, somente nove -4% do total- estão sujeitas a algum tipo de restrição do TCU, segundo cruzamento realizado com informações prestadas pelo tribunal.
São cinco ações postas sob suspeita pelo TCU nos Transportes e quatro nas Cidades, que somam R$ 612,5 milhões na lei orçamentária deste ano, ou 3% dos quase R$ 22 bilhões disponíveis para o PAC nesses ministérios, os líderes em investimentos na Esplanada.

A maior delas é a construção da ferrovia Norte-Sul (TO), para a qual há reservados R$ 454 milhões -R$ 75,3 milhões já pagos. O TCU encontrou sinais de sobrepreço em cinco contratos do projeto, incluído no índice de obras com indícios de irregularidades graves que acompanha o Orçamento.

Burocracia
Baixas taxas de execução são o sintoma mais visível de atraso em um investimento, embora, em alguns exemplos, o cronograma da obra possa concentrar quase todos os pagamentos no final do ano. Na maior parte das vezes, são os mesmos projetos que se arrastam desde orçamentos passados, com ou sem obstáculos legais.

É o caso do porto fluvial de São Gabriel da Cachoeira (AM), no alto rio Negro, prometido em setembro pelo ministro Alfredo Nascimento (Transportes) a partir de uma parceria com o governo estadual. A mesma promessa havia sido feita dois anos antes pelo ministro, ao lado de Lula e comitiva.

O projeto, de fato, ganhou ares de prioridade. Foi incluído no então recém-lançado PAC e mereceu R$ 2,4 milhões no Orçamento do ano seguinte e R$ 5,7 milhões neste ano -sem ter recebido nenhum centavo até o momento.
Na visita de 2007 a São Gabriel, Lula apresentou uma descrição mais prosaica do atraso em investimentos. “É preciso a gente ficar esperto”, disse, “porque muitas vezes eu estou aqui anunciando, mas daqui a três meses eu pergunto, e a obra não saiu; daqui a quatro meses eu pergunto, e a obra não saiu; daqui a dez meses eu pergunto, e a obra não saiu”. No mesmo discurso, o presidente também declarou já saber “onde está a burocracia que emperra as coisas”.

Nos meses seguintes, antes do confronto com o TCU, a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), gerente do PAC e provável candidata do PT ao Planalto, entraria em atrito com a área ambiental -sob queixas de atraso nos licenciamentos para obras, a ministra Marina Silva deixou o governo e se tornou outra postulante à sucessão.

Outros empecilhos, mesmo mais numerosos, não permitem um ataque tão particular. Uma pesquisa passada à Folha pela AGU (Advocacia Geral da União) diz que, de 4.419 ações judiciais relativas ao PAC propostas até outubro, 2.048 diziam respeito a desapropriações de terras.

Só as obras de restauração e duplicação da BR-101 em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul resultaram em 460 ações. Procurado, o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) também citou as desapropriações como motivo do atraso da duplicação da BR-040 em Minas Gerais.

Em outros três exemplos, citados espontaneamente, o órgão mencionou exigências de estudos de impacto ambiental na BR-319 (AM), questões indígenas em torno da BR-429 (RO) e, no caso da BR-135, preocupações do Ministério da Cultura com a preservação de cavernas na Bahia.
Na semana passada, o cruzamento da lista com as informações do TCU foi passado à Casa Civil e ao Ministério do Planejamento. As pastas, assim como o Ministério das Cidades, não comentaram os dados.”

(Folha)

Sefaz prepara nova lista de produtos com redução de alíquota de ICMS

O secretário da Fazenda, Mauro Filho, promete divulgar, nesta semana, a lista de mais 10 produtos que terão redução na alíquota de ICMS. Essa política da área fazendára estadual ocorre desde o começo do ano e tem por objetivo reduzir a carga de tributo para promover aumento na arrecadação.

Esse tipo de anúncio é feito de dois em dois meses e, conforme o secretário Mauro Filho, tem dado bons resultados. A cada mês, há incremento na arrecadação da ordem de até 26%.

Bem, mas há um probleminha: falta o secrtário convocar concursados. Há cerca de 50 da turma de 2007 informando estar aguardando ser chamado.

CDL marca data para entrega de prêmio de Jornalismo

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) vai realizar, na próxima sexta-feira, a partir das 19 horas, em sua sede, a entrega do Prêmio CDL de Comunicação. Segundo a assessora de imprensa da entidade, jornalista Eugênia Nogueira, haverá tambem a festa de confraternização da CDL com a imprensa.

A CDL, bom lembrar, abrirá dia 20, a partir das 17h30min, na Praça do Ferreira, a campanha Natal de Luz. Com coral infantil, chegada do Papai Noel e show de Vanessa da Mata.

OAB-CE cobra nomeação de concursados

A Ordem dos Advogados do Brasil, regional do Ceará, está divulgando nota oficial em que cobra a nomeação de concursados do Tribunal de Justiça do Estado. Este Blog recebeu a nota, pois foi neste espaço a publicização de que o TJ continua entre os piores lugares na campanha Meta 2. Confira:

A OAB-CE fez gestões junto ao Corregedor Nacional de Justiça, ministro Gilson Dipp através de ofício Nº 80 AT-09, no sentido que seja determinado ao Tribunal de Justiça do Estado do Ceará a imediata nomeação dos aprovados no último concurso público realizado pela Corte Estadual. A contratação de pessoal se faz urgente em face da precariedade dos serviços judiciários.

De acordo com o último relatório “Justiça em Números”, a Justiça do Estado do Ceará possui um dos piores indicadores, em decorrência, também, da ausência de servidores devidamente capacitados, a despeito de o Tribunal de Justiça ter realizado concurso para o preenchimento de vagas existentes.

Conforme foi explicitado no ofício endereçado ao Corregedor, a má prestação jurisdicional, em decorrência da ausência de servidores, tem levado magistrados a suspender novas audiências por tempo indeterminado, suspender prazos processuais, realizar atendimento ao público e administrar as varas.

Vale destacar que diante da pressão da sociedade, que clama por um Judiciário mais célere e com mais servidores, o Tribunal de Justiça, na gestão do então Desembargador Presidente Fernando Ximenes, lançou, através do Edital nº 1, publicado em 31/07/2008, concurso público para provimento de 200 vagas em cargos de nível superior e médio para servidor, mais cadastro reserva, em até cinco vezes o número de vagas disponibilizado por cargo.

Entretanto, somente em Agosto de 2009, o referido certame foi homologado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, estando aprovados e devidamente habilitados para o exercício dos cargos 250 (duzentos e cinqüenta) candidatos para o cargo de Oficial de Justiça, 300 (trezentos), para o cargo de Analista Judiciário Área Judiciária, 175 (cento e setenta e cinco), para o cargo de Técnico Judiciário, totalizando o número de 1.000 (mil) aprovados para as mais diversas áreas e especialidades.

O Tribunal de Justiça já deu início às nomeações dos aprovados, entretanto, a quantidade de nomeados é ínfima em relação à verdadeira necessidade do Judiciário Cearense, já que várias comarcas NÃO possuem servidores do Poder Judiciário, com seu quadro formado, integralmente, por servidores cedidos pelo Poder Municipal.

Durante a recente realização de Inspeção no Poder Judiciário do Estado do Ceará por este Conselho Nacional de Justiça, a OAB/CE deu ciência da existência de quase 900(novecentos) candidatos aprovados e devidamente habilitados em concurso público de provas e títulos, aguardando nomeação.

Desta forma, a OAB/CE requer, por fim, que seja feita manifestação expressa Corregedoria Nacional de Justiça no relatório de inspeção final, determinando ao Tribunal de Justiça do Estado do Ceará a adoção de medidas urgentes e necessárias para que sejam nomeados os candidatos aprovados no Concurso Público do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, substituindo-se gradualmente os servidores cedidos de outros poderes e funcionários terceirizados, que atualmente ocupam esses cargos.

Hélio Leitão,
Presidente da OAB-CE

Chapeuzinho Vermelho e o Apagão

dilmmah

Eis artigo interessante de Ruth de Aquino, diretora da sucursal de ÉPOCA no Rio de Janeiro. Ela aborda o apagão do setor elétrico a partir da fábula “Chapeuzinho vemelho e o lobo mau” Confira:

A fábula d semana – o apagão – colocou em evidência um personagem que andava sumido, o Lobão. Num primeiro momento, ninguém sabia onde andava a avó (do PAC). Temeu-se por Dilma porque o Lobão é emburrado e de poucas palavras. Ele deu o conto por “encerrado”. Depois se soube que a ex-ministra de Minas e Energia estava cuidando da floresta. Nós – OS Chapeuzinhos Vermelhos – somos tão ingênuos que acreditamos que raios deixaram 18 Estados do Brasil às escuras por até quatro horas.

Nós também acreditamos que a floresta será salva, especialmente porque o Grande caçador de votos depende do Verde para não deixar a “fada-marina” enfeitiçar eleitores e atrapalhar a sucessão em 2010.

Quando a avó do PAC ressurgiu com todo o vigor, todos respiraram aliviados. O Ministro Edison Lobão, ex-governador do Maranhão, em sua hesitação de meias palavras, consegue menos empatia com o público do que a chefe DA Casa Civil, Dilma Rousseff. Já estava ficando embaraçoso ver e escutar as desculpas de Lobão. E Dilma caiu na armadilha DA oposição, que a provocou. “Quem escondeu a ministra?” A pré-candidata (conhecida no Nordeste como “a mulher do Lula”) hoje sobe em todos OS bons palanques – do pré-sal, do pós-sal, do pré-pós-PAC. Não falta a uma festa ou inauguração. Quando o palanque é frágil, ela some na floresta para preparar o discurso ambientalista que apresentará em Copenhague em dezembro.

Como o país inteiro sabe, e o Chapeuzinho Vermelho também, Dilma é contra o desmatamento desde criancinha. Tanto que nem o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, consegue mais aparecer. Depois de reunião ministerial em São Paulo sobre metas para reduzir emissão de gases, mandaram Minc sair de fininho para Dilma falar com a imprensa. Seja pelo “efeito cabocla” – de Marina Silva como candidata pelo PV –, seja por um súbito despertar para a questão ambiental, Dilma aos poucos tenta vestir o colete de campeã DA causa Verde. A ministra comemorou na quinta-feira o menor desmatamento annual DA Amazônia desde 1988 – e apagou DA foto oficial a senadora do Acre, que saiu do governo derrotada pelo desenvolvimentismo de Dilma.

O apagão pôs em evidência o ministro Lobão. Enquanto ele Falava, a avó Dilma cuidava DA floresta Os efeitos do blecaute sobre o governo são modestos, se comparados aos efeitos de Dilma sobre si mesma. Será que Lula escondeu sua candidata durante 40 horas e jogou o Lobão às feras com o objetivo de desvinculá-la de um evento tão impopular? Falta de luz e água, muito mais que um desconforto político, é uma tragédia social, com prejuízos inestimáveis para pessoas comuns. Ou será que submeteram Dilma a um curso relâmpago de marketing para ela reaparecer positivamente, com luz e água restauradas no país e argumentos na ponta DA língua?

Se ela tiver recebido treinamento intensivo, melhor trocar enquanto é tempo OS magos de imagem. Lula pode também providenciar uma transposição de personalidade. Dilma não passa em nenhum Enem de simpatia ou serenidade, mesmo se receber antes a prova. É só colocar um microfone diante dela, é só uma repórter fazer uma observação simples e pertinente. “Ministra, a senhora garantiu há duas semanas que não havia mais risco de apagão porque agora o país tem planejamento”. A ministra encrespa as mãos, engrossa a voz: “Minha filha, você está confundindo duas coisas. O que houve foi um apagão, não um blecaute. Blecaute é barbeiragem”. Era uma referência ao racionamento de 2001.

Indagada se o país poderia sofrer outro apagão, já que o sistema de Itaipu seria vulnerável a intempéries, Dilma rebateu: “Minha querida, nós, humanos, temos um problema imenso. Nós não controlamos chuva, vento e raio. Sempre quisemos, mas não conseguimos ainda. Talvez algum dia, né?”.

Talvez algum dia, ministra, a senhora encare as perguntas como elas são. Perguntas são feitas em busca de respostas. Talvez a senhora mude o tom. Seria bom entender que a água rola, a Terra gira, e que não adianta Lula tentar blindar a avó do PAC se ela se mostrar mais arrogante que o Lobo Mau. Não somos o Chapeuzinho e o PT deixou de ser vermelho.

Brasil é o primeiro no ranking do combate à fome

“A organização não governamental (ONG) Action Aid Internacional vai conceder um prêmio ao Brasil pelos esforços no combate à fome. Segundo um ranking organizado pela entidade, o país teve o melhor desempenho na redução do problema, seguido pela China e Índia.

Segundo o diretor internacional da Action Aid, Adriano Campolina, o principal motivo para que o Brasil seja o líder do ranking foi o fato de 10 milhões de pessoas terem saído da pobreza extrema nos últimos anos. De acordo com ele, o Brasil conseguiu a redução combinando o crescimento econômico com políticas de combate à pobreza e agricultura familiar.

“A fome é um fenômeno muito complexo, você não consegue acabar com ela imediatamente. Mas a redução do Brasil foi extremamente substancial, não só rápida como sustentada. Foram políticas coordenadas que deram ênfase à transferência de renda e ao mesmo tempo à agricultura familiar e à produção sustentável”, destacou Campolina.

Cúpula Mundial de Segurança Alimentar
Nesta segunda-feira (16), quando terá início em Roma a Cúpula Mundial de Segurança Alimentar, promovida pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), a ONG pretende entregar o prêmio ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele participa da abertura do evento e deverá apresentar as experiência brasileiras que conseguiram reduzir a subnutrição no país como o Bolsa Família, o Fome Zero e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).”

(Agência Brasil)

Atriz Glória Pires diz que chorou com filme sobre Lula

gloriaa

“A atriz Glória Pires, que interpreta dona Lindu, a mãe do presidente, em “Lula, o Filho do Brasil”, falou à coluna Mônica Bergamo sobre o filme, que estreia em circuito comercial em janeiro.

“Eu vi uma cópia bruta, uma primeira montagem que mandaram para Paris. Gostei muito do que vi. Agora, eu, particularmente, acho muito difícil me assistir. É uma coisa extremamente desconfortável para mim, eu tenho muita dificuldade. Então, cada estreia é um sofrimento. Eu não consigo relaxar, não consigo”, contou Glória por telefone de Paris, onde passa uma temporada.

“Eu quero que as pessoas assistam ao filme. E que levem um lençol. Eu chorei muito. O filme é muito bonito, tocante. Vi num CD com uma marca d’água escrito Glória Pires [para evitar pirataria]. Então fica aquele Glória Pires o tempo inteiro na tela, sabe? Pra ver um filme assim, e pra ter me emocionado, olha lá, hein?”

(Folha Online)

Energia elétrica do Brasil custa o dobro da dos EUA

“Além de insegura – como comprovou o blecaute de terça-feira -, a energia elétrica no Brasil é cara. Tão cara que supera o preço dos Estados Unidos. É o que mostra matéria de Henrique Gomes Batista e Liana Melo, publicada neste domingo no GLOBO. Enquanto aqui o custo do megawatt hora (MWh) foi de US$ 138 em 2007, as empresas americanas pagaram naquele ano US$ 64 por MWh. De lá para cá, a situação não melhorou nada.

Em uma década, a energia paga pelas indústrias brasileiras subiu 247,39% contra uma inflação acumulada, de 1999 até setembro último, de 93,74% medida pelo IPCA, do IBGE. Nas residências, o aumento, no mesmo período, foi de 113,94%.

O pior é que a energia tende a ficar ainda mais cara, porque pouco mais de 80% da energia nova que está prevista para entrar no sistema vêm das térmicas, que custam até seis vezes mais que a das hidrelétricas, além de poluir mais.”

(Globo Online)

Fortaleza antiga – “Fonte dos Cavalinhos”

fontee

Ontem

fonte2

Hoje

A “Fonte dos Cavalinhos“, que hoje se encontra instalada na praça Murilo Borges, em frente ao prédio do BNB, no Centro de Fortaleza, foi comprada pelo então prefeito Alvaro Weyne. Chegou da Alemanha em 1930 e foi instalada para a inauguração da Praça da Lagoinha.

No início dos anos 60, saiu da praça da Lagoinha para ser instalada no centro da praça Clóvis Beviláqua e depois, em 1965, no cruzamento entre a avenidas da Universidade e 13 de Maio.

Já no começo dos anos 70, para desaforgar o trânsito no local, a Prefeitura
resolveu remover a fonte do cruzamento. Ela foi desmontada e ficou
guardada no depósito da então Superintendência Municipal de Obras e Viação (SUMOV). Em 1982, foi restaurada, remontada e colocada na então recém-construida Praça Murilo Borges.

(Colaboração – Marcos Almeida)

Vem aí Prêmio Gandhi de Comunicação 2010

O Prêmio Gandhi de Comunicação 2010 vem aí com R$ 30 mil em prêmios divididos em sete categorias, reconhecendo as melhores matérias jornalísticas e peças publicitárias sobre cultura de paz. O concurso, uma promoção da Agência da Boa Notícia, será lançado quinta-feira próxima, às 19horas, no auditório do Sebrae.

No ato, o diretor da Federação Nacional dos Jornalistas, Guto Camargo, fará palestra sobre “Cenários da Comunicação no Brasil” e debate o tema com o público e os jornalistas Agostinho Gósson e Adísia Sá.

SERVIÇO

Podem concorrer ao Prêmio Gandhi profissionais e estudantes de Jornalismo e Publicidade. Mais informações: www.boanoticia.org.br