Blog do Eliomar

Últimos posts

Drenagem de trecho da Avenida Domingos Olímpio não passa no teste

alagados

A Prefeitura de Fortaleza, por meio do Transform, fez uma obra de drenagem na avenida Domingos Olímpio próximo à avenida Aguanambi, mas, pelo visto, não adiantou. Com a chuva desta manhã, o trecho voltou a apresentar alagamento.

O local ganhou até asfalto novo e o dinheiro, pelo visto, foi pro ralo, segundo reclamavam vários motoristas desviando da área.

E é porque não choveu tanto assim.

(Foto – Paulo Moska)

Câmara pode votar nesta 4ª feira capitalização da Petrobras

“A base governista na Câmara dos Deputados espera votar nesta quarta-feira (10) a proposta de capitalização da Petrobras, ligada ao plano de investimentos no petróleo da camada do pré-sal. Os oposicionistas acham que a falta de quórum às vésperas do Carnaval pode esvaziar o debate e adiar os planos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de aprovar um dos pontos menos polêmicos da iniciativa petrolífera.

Neste ano eleitoral, os oposicionistas avaliam que aprovar rapidamente os projetos do pré-sal é dar combustível à pré-candidatura da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, preferida de Lula na sucessão ao Palácio do Planalto. A petista é gestora das iniciativas do pré-sal, uma das bandeiras do atual governo para a campanha eleitoral.

O líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), quer convocar uma sessão extraordinária na Casa para votar o projeto que prevê a cessão de até 5 bilhões de barris de petróleo para a estatal. O regime de partilha na exploração do petróleo pré-sal – que gera confrontos inclusive dentro da base aliada – teria resolução definitiva apenas dentro de mais algumas semanas, segundo governistas.

O deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), alinhado com os interesses do governador fluminense, Sérgio Cabral, afirmou que a capitalização da Petrobras foi escolhida para ser votada porque “é o projeto menos polêmico” e previu que os pontos mais difíceis só devem ser retomados depois do Carnaval. Na sessão de terça-feira, o quórum presente já era bem baixo – chegou a apenas 304 parlamentares de 513 no fim da tarde.

O líder do DEM na Câmara, Paulo Bornhausen (SC), afirmou que nem o projeto de capitalização da Petrobras conta com grande simpatia dos oposicionistas. “Não sabemos o motivo de o governo estar com tanta pressa para algo que não vai se refletir nessa eleição, mas sim na perspectiva de dez anos”, disse. “Não queremos parar tudo, mas é preciso avaliar com o devido cuidado. E isso toma tempo.”

Os projetos do pré-sal na Câmara, dizem os oposicionistas, só serão votados depois da apreciação dos vetos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à lei Orçamentária, cujo resultado da votação da noite de terça-feira será anunciado nas próximas horas. A decisão do mandatário serviu para manter investimentos em quatro empreendimentos da Petrobras incluídos na lista de obras com indícios de irregularidades do Tribunal de Contas da União (TCU).”

(Folha Online)

Cultura atraca no Porto do Mucuripe

docas_convite.indd

Capa do livro.

A Companhia Docas do Ceará e a Local Foto vão realizar, na próxima sexta-feira, o lançamento do livro “Docas do M ucuripe” de Paulo Gutemberg e Sérgio Carvalho.

A programação terá início às 19 horas, na praça Amigos da Marinha, no Porto do Mucuripe, em Fortaleza.

O ato integra a programação cultural da Companha Docas que, com esse tipo de evento, mostra que o mar ali não está só para peixe.

Cobrança de Eunício irrita petistas

“Não faltaram argumentos ao deputado estadual Artur Bruno (PT) para rebater as últimas declarações do deputado federal Eunício Oliveira (PMDB), que afirmou, como publicado ontem no O POVO, não aceitar a postura do PT de exigir ao mesmo tempo o posto de vice do governador Cid Gomes (PSB) e uma das duas vagas ao Senado nas próximas eleições.

Indignado, Bruno disse ter se surpreendido com a “deselegância“ de Eunício e cobrou um pedido de desculpas do peemedebista. “Por que não termos responsabilidade, maturidade e equilíbrio para discutirmos, com respeito à dignidade dos partidos, todas as reivindicações?“, questionou o petista no plenário da Assembleia ontem.

Em entrevista ao O POVO, Eunício defendeu que o PT do Ceará não tem tamanho suficiente para exigir dois postos importantes nas eleições de outubro e que precisa fazer uma opção. “Não dá para quem tem um metro e meio querer ter três metros“, disse, como publicado na edição de ontem.

Com posição contrária, Bruno disse que as aspirações do PT são legítimas e que não existe partido “mais ou menos importante“ na coligação que reúne, entre outras legendas, PSB e PCdoB. “Quero lamentar profundamente as palavras do deputado Eunício. Entendo esse comportamento como estresse político e pessoal, mas não é desta forma que ele conquistará apoio e a militância do PT. Espero que se desculpe para podermos retomar o diálogo“, declarou.

Em consonância com Bruno, o líder do Governo na Casa, Nelson Mantins (PT), afirmou, durante entrevista coletiva, que o PT “não vai abrir mão de maneira nenhuma de ter um candidato ao Senado“. Esse candidato, afirma, será o ministro da Previdência José Pimentel.

O petista argumenta ser uma orientação nacional que o PT lance candidato ao Senado. O objetivo é garantir uma base sólida na Casa. “A maior dificuldade que o presidente Lula teve pra governar nesses oito anos foi a falta de maioria tranquila no Senado“. Sobre o posto de vice na chapa de Cid, a meta é trabalhar para se manter ao lado do governador.

“Exemplo“
Quem acabou tendo que partir para a defesa de Eunício foi o deputado Manoel de Castro (PMDB). Segundo ele, o pré-candidato ao Senado costuma “utilizar esse exemplo“ & que o PT tem “um metro e meio“ & com “muita facilidade“. Entretanto, não seria para diminuir a sigla. Ele também reforçou a postura “altruística“ do PMDB nas últimas eleições e argumentou que o objetivo de todos os partidos é aumentar seus espaços políticos. E lembrou: “O tempo de TV do PMDB vale muito, e para muita gente“.

(O POVO)

Instituto do PT será alvo de devassa

“O Tribunal de Justiça de São Paulo impôs ontem período amplo e irrestrito para a quebra do sigilo bancário, financeiro e fiscal do Instituto Florestan Fernandes, ligado ao PT, alvo de investigação do Ministério Público. Com o voto do desembargador Marrey Uint, da 3ª Câmara de Direito Público, caiu a única divergência que havia com relação ao prazo da devassa.

O julgamento começou há duas semanas. Os dois votos iniciais já decretaram a quebra do sigilo, mas ficou a pendência sobre o tempo abrangido pela medida. O desembargador Antonio Carlos Malheiros, relator, queria limitar a busca em um ano e meio, de 28 de julho de 2003 a 1º de dezembro de 2004. Paulo Magalhães da Costa Coelho, presidente da Câmara, manifestou-se pela abertura total de dados, desde o início das atividades do instituto, voto que ontem foi acompanhado por Uint.

A Promotoria do Patrimônio Público e Social suspeita que o instituto foi favorecido em subcontratações da gestão Marta Suplicy (2001-2004). Os promotores querem rastrear R$ 12,8 milhões que a prefeitura repassou à entidade. Para eles, o dinheiro foi destinado ao PT.

Em agosto de 2009, o instituto comunicou o encerramento das atividades. A entidade não admite suspeitas sobre a conduta de seus integrantes e diz não temer a quebra do sigilo. Desde que o julgamento teve início no TJ, Marta não se manifestou sobre a investigação.

“A leitura da peça inicial da ação cautelar nos dá conta não de uma sucessão de coincidências, mas de fatos concretos, que estão respaldados por documentos, a indicar a malversação de dinheiro público e a fraude”, assinalou Uint. Ele diz que “a ligação de Marta Suplicy (com a entidade) não é discutida, nem contestada, uma vez que ela foi uma das participantes de sua fundação, tendo sido sua presidente”.

(Estadão)

Preso no Cariri acusado de assaltos no Ceará e na Paraíba

Está preso em Lavras da Mangabeira (Região do Cariri) o indivíduo Vicente Ferreira Machado (30). Ao ser preso por porte ilegal de armas, policiais descobriram que Vicente Ferreira é acusado de uma série de roubos e assaltos no Ceará e na Paraíba.

Há expectativas de que ele seja transferido para Fortaleza para que as investigações acerca de suas ações criminosas possam ser aprofundadas.

Judiciário do Ceará promove campanha contra agressões à mulher

“Conscientizar a população de que a violência contra a mulher é crime e, ao mesmo tempo, buscar reduzir o número de casos de agressões. Esses são os objetivos do Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher da Comarca de Fortaleza, que vai promover, a partir desta quarta-feira, campanha de prevenção da Violência Contra a Mulher. A ação vai até sexta-feira. 

Entre as medidas que serão adotadas estão a distribuição de dois guias práticos de combate à violência e um panfleto com recomendações para uma vida de paz. Todas as peças foram desenvolvidas pelo Juizado da Mulher.

O material informativo será distribuído na parte da tarde e na noite da quinta e sexta-feira num estande do Juizado instalado no Shopping Benfica, localizado no cruzamento das avenidas 13 de Maio e Carapinima. Ali também serão repassadas informações sobre os aspectos práticos e legais da Lei Maria da Penha. Os panfletos que serão distribuídos foram feitos respeitando-se as características de ambos os sexos, assim haverá um para as mulheres e outro para os homens.

(Com site do TJ-CE)

Projeto quer pai usando FGTS para comprar a casa própria do filho

“A Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal vota nesta quarta-feira (10) o Projeto de Lei nº 375/2009 que possibilita aos trabalhadores usar recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para que seus filhos casados e maiores de 21 anos possam comprar a casa própria. O projeto é de autoria do senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) e conta com parecer favorável da relatora, senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO).

Pela proposta do senador pernambucano, o trabalhador poderá movimentar a conta vinculada para a aquisição de imóvel para descendente de primeiro grau, desde que este não seja proprietário ou promitente comprador de imóvel. Além disso, o beneficiado terá de ser maior de 21 anos e ter vínculo matrimonial ou comprovada união estável.

“O FGTS é um patrimônio do trabalhador. Assim, sua utilização deve ser em prol, acima de tudo, do interesse do trabalhador, pois a razão principal para a criação do Fundo foi a criação de uma poupança para o trabalhador, a despeito da possibilidade de se usar os recursos do Fundo para financiar investimentos”, argumentou Jarbas Vasconcelos.

A atual legislação do FGTS traz alguns dispositivos que permitem o saque ou movimentação para contemplar a liberação dos saldos em contas vinculadas, sendo que as hipóteses mais comuns são a demissão sem justa causa e a aposentadoria. Há, ainda, outras hipóteses em que a liberação torna-se possível como medida social compensatória, como para atender problema grave de saúde ou mesmo em casos de calamidade pública.

“O saldo do FGTS deveria ter maior possibilidade de utilização, daí porque apresentamos o presente projeto de lei, com o intuito de permitir a liberação dos recursos do trabalhador para o pagamento de parte das prestações, de amortização extraordinária e de liquidação de financiamento”, explicou Jarbas. Após a votação na CCJ do Senado, o projeto de lei de Jarbas Vasconcelos segue para apreciação pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS), em caráter terminativo – não precisa de nova votação no plenário do Senado da República.”

(Agência Senado

Ciro diz que FHC tem inveja de Lula e chama Serra de figura detestável

“O deputado Ciro Gomes (PSB-CE) decidiu entrar no bate-boca entre o PT e o PSDB e acusou o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso de ter “inveja” do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, além de não ter “moral para falar mal” da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, candidata do PT à sucessão de Lula. Ao se referir ao pré-candidato do PSDB à presidência da República, Ciro xingou José Serra de “figura detestável”. 

Veja também:

linkMarta defende nome de Ciro para governo de São Paulo

linkLula diz que fará seu sucessor para evitar ‘retrocesso’

linkVamos comparar obra por obra, avisa Dilma

linkCrítica de FHC a Dilma gera discussão no Senado

linkEm artigo, FHC faz criticas a Lula e ao PT

 

“A vaidade misturada com a inveja que o Fernando Henrique tem de Lula é que provoca isso”, afirmou. Para atacar FHC, Ciro lembrou as denúncias de compra de votos para aprovação da emenda que implantou a reeleição no Brasil. Argumentou ainda que, assim como Lula, Fernando Henrique também escolheu José Serra, na época seu ministro, candidato à sucessão presidencial. “A Dilma do FHC foi o Serra. O Fernando Henrique continua querendo impor essa figura detestável que é o Serra.”

 

Duas vezes derrotado na disputa pela presidência da República (1998 e 2002), Ciro Gomes reconheceu que Dilma Rousseff não tem experiência eleitoral, mas se negou a responder se ela apenas é o “reflexo de um líder”, como declarou o ex-presidente FHC. “Dilma não tem vivência eleitoral. Esse dote ela não tem. Mas ela tem todos os dotes: é o melhor quadro que Lula e o PT poderiam apresentar”, ressaltou. Ao garantir que é candidato à presidência da República pelo PSB, o deputado disse que o PT e o PSDB têm interesse em retirá-lo da disputa. “A única afinidade (dos dois partidos) é a tentativa de reduzir a um Fla-Flu. O Serra e o PT gostariam muito de retirar a minha oportunidade.”

 

Para Ciro Gomes, tanto o PSDB quanto o PT se uniram “às mesmas figuras do passado” do PMDB. Ele citou nominalmente os líderes do governo no Senado, Romero Jucá (RR), e do PMDB, senador Renan Calheiros (AL), lembrando que ambos ocuparam cargos de destaque nos dois governos. “FHC se atracou com o que há de mais atrasado no Brasil. O Lula se atracou com as mesmas figuras do passado”, observou.

 

Na avaliação do deputado, Dilma Rousseff, se eleita, repetirá a mesma fórmula usada por Lula e FHC. “Se for eu, será diferente”, assegurou. “Serra representa o passado. A Dilma é o presente e eu represento o futuro”, disse. O deputado voltou a criticar a aliança entre PT/PMDB. “Todos os partidos têm seus defeitos e virtudes. Não sou contra o PMDB. Sou contra a frouxidão moral que representa a aliança PMDB/PT nesse momento”, alegou.

 

Cortejado pelo PT para ser candidato ao governo de São Paulo, Ciro Gomes insiste em manter sua candidatura à presidência da República. Afirmou desconhecer uma reunião, no dia 23, anunciada por petistas e por aliados, como o PC do B, para discutir seu futuro eleitoral. Ciro reafirmou que só vai retirar seu nome da disputa presidencial, se for um pedido do PSB. No carnaval, ele se encontrará com o governador de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos, em Recife. “Se o PSB quiser a retirada da minha candidatura à presidência, eu aceito docemente. Se pedir para me candidatar ao governo de São Paulo, vou espernear muito e depois resolver”, concluiu Ciro. Ele defendeu, no entanto, que o partido lance um nome, o de Paulo Skaf, na corrida eleitoral paulista. “Time que não joga, não forma torcida.”

(Agência Estado)

Câmara promove Vinícius de Moraes a diplomata

vini

“A Câmara dos Deputados aprovou, nesta terça-feira (9), um projeto de lei que promove o poeta e músico Vinicius de Moraes ao cargo de ministro de primeira classe dentro da carreira diplomática do Ministério de Relações Exteriores. Vinícius morreu em 1980 e tinha sido exonerado do cargo de primeiro-secretário durante a ditadura militar. O projeto segue agora para o Senado Federal.

Em 2006, uma cerimônia de homenagem reintegrou o poeta ao quadro do Itamaraty. A promoção pós-morte permitirá que os dependentes de Vinicius possam receber pensão relativa ao novo cargo.No Itamaraty, o poeta exerceu cargos em Los Angeles, Paris e Montevidéu. Quando foi exonerado pela ditadura militar, Vinicius não exercia cargo no exterior.”

(C0m Voz do Brasil)

Concurso de marchinhas no Blog

Essa é da Coluna Vertical S/A, assinada pelo jornaista Jocélio Leal no O POVO:

“A irreverência do bloco Sanatório Geral, que este ano sairá no domingo e também na terça-feira de Carnaval do Benfica, pega no pé do Governo do Estado usando o bom humor. Os alvos do bloco, apoiado pela Prefeitura, são dois & o futuro Aquário estadual e o estaleiro, equipamento privado, mas que tem a natural simpatia do governador Cid Gomes. Ontem, uma foliã fantasiada de Dondoca exibia um cartaz: “Movimento pela construção do Estaleiro no Iate Clube“. Já no CD do bloco, uma das marchinhas é intitulada Fortaleza Aquática. Confira um trecho:

Passeando de avião com minha sogra

Tomei banho de aquário na Europa

Dei cangapé, tainha, mortal

Voltei pra casa com uma ideia genial!

Se o sertão vai virar mar eu não sei

Mas Fortaleza um açude virará

(refrão)

Tibum, tibum, tibum

Tibum, tibum, tibum

Que grande ideia Fortaleza virar água

VAMOS NÓS – Isso nos dá uma grande ideia: quem quiser, pode postar sugestão de temas para marcinhas ou até fazer sua marchinha (dizer em qual música se baseou, se quiser) e nos mandar via comentários ou pelo eliomarmar@uol.com.br

Se aparecer alguém que toque legal, prometo: gravo para a TV O POVO, onde tenho o “Flash do Eliomar”, e veiculo aqui. E marchinha criativa pode até ganhar prêmio.

Tasso contesta números do PAC e diz que PSDB não teme comparações

tasso

“Coube ao senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) dar a largada para os debates em plenário acerca da corrida à sucessão do presidente Lula. Esta tarde, o senador cearense, um dos mais fortes opositores ao governo, lançou dúvidas sobre os números do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que deve ser um dos carros-chefe da provável candidatura da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, à presidência.

Jereissati contestou informação do governo, divulgada no último balanço do PAC, de que foram investidos, entre 2007 e 2009, R$ 137 bilhões em financiamentos habitacionais. “Se as fontes de recursos consideradas para esse cálculo forem a Caderneta de Poupança e o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), é possível calcular que esses números estão superestimados em, pelo menos, R$ 58 bilhões”, disse o senador tucano.

Tasso Jereissati afirma que estes R$ 58 bilhões foram utilizados para aquisição de imóveis usados, e não imóveis novos. “E sendo utilizado na aquisição de imóveis já existentes, não geraram novos empregos, não geraram novos investimentos, nem geraram renda. Portanto, não constituem investimentos do PAC”.

Polarização

O senador tucano levantou este questionamento para afirmar que o PSDB não tem medo da polarização da campanha entre PT e PSDB, nem das comparações entre os oito anos de governo Lula com os oito anos de governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. “Pelo contrário. Nós temos plena consciência de que os oito anos de governo Fernando Henrique Cardoso fizeram a grande revolução, que possibilitou que o Brasil entrasse no período de crescimento econômico que nós estamos vivendo hoje”, afirmou o senador, para ressaltar que a comparação pode ocorrer, mas não em cima de tasso“números maquiados”.

A part ir das críticas de Jereissati, senadores do governo e da oposição não perderam a chance de elogiar ou criticar a ministra. “A ministra Dilma é uma figura de silicone, ou seja, é uma figura que está sendo moldada à imagem e semelhança do presidente Lula”, criticou Flexa Ribeiro (PSDB-PA). Segundo Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), o presidente Lula e a ministra Dilma agem como se o Brasil tivesse sido fundado a partir de 1º de janeiro de 2003, quando Lula tomou posse. “Isto é uma vergonha, isto é uma mentira, isto é uma farsa, isto tem que ser combatido”, disse o pernambucano.

Defesa

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) saiu em defesa da pré-candidata do PT. Rebatendo crítica feita pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso de que Dilma Rousseff era apenas o reflexo de um líder, o senador petista afirmou que, no próximo dia 20, durante o Congresso Nacional do PT, Dilma será “saudada como uma líder ver dadeira, não será apenas o reflexo de um líder”.”

(Agência Estado)

Governador dará a arrancada do "Minha Casa Minha"

O governador Cid Gomes (PSB) e o secretário das Cidades, Joaquim Cartaxo, vão reunir, nesta quarta-feira, prefeitos dos municípios de até 50 mil habitantes. O encontro, que ocorrerá às 16h, no Palácio Iracema, tem por objetivo dar início à implementação da segunda fase do Programa Minha Casa Minha Vida. O investimento será de R$ 75 milhões, sendo R$ 13,5 milhões do Estado e R$ 61,5 milhões do Governo Federal.

Dentre os projetos apresentados por governos estaduais ao Governo Federal, o Ceará foi que aprovou a maior quantidade de projetos para municípios com até 50 mil habitantes. Serão 4.500 unidades habitacionais, em 108 cidades, o que equivale a 24,1% da segunda etapa do projeto do Governo Federal.

CRITÉRIOS

As famílias beneficiadas serão cadastradas pelas prefeituras até o próximo dia 26 e deverão atender aos seguintes critérios:

·   Renda familiar de até três salários mínimos;

·   Não ser proprietária, cessionária, arrendatária dos programas do Governo Federal ou promitentes compradoras de imóvel residencial urbano ou rural em qualquer localidade do país;

·   Não tenha sido beneficiada, a qualquer época, com subsídios oriundos dos recursos orçamentários da União ou de descontos habitacionais concedidos com recursos do FGTS, destinados à aquisição de unidade habitacional;

·   Não seja detentora de financiamento imobiliário ativo em qualquer localidade do território nacional.

VAMOS NÓS – Quer dizer que já resolveram as pendências do programa como questões de saneamento, o que era uma queixa dos construtores? Tomara que esse programa saia mesmo do papel, pois de divulgação e conversa já deu pra encher uma casa.

Prefeito Tin Gomes comanda mobilização contra a dengue

tio

O prefeito em exercício de Fortaleza, Tin Gomes (PHS), comandará, nesta quarta-feira, mobilização contra a dengue no bairro Curió, situado na área da Regional VI. A concentração ocorrerá às 14h30min em frente ao CSF Terezinha Parente (Rua Nelson Coelho, 209).

Ali, Tin Gomes dará uma entrevista coletiva para detalhar as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti. Os bairros escolhidos para o desenvolvimento das ações estão entre os de maior incidência de infestação do mosquito transmissor da Dengue.
 
Dentre as ações a serem implementadas durante a mobilização, destacam-se: Projeto Quintal Limpo, desenvolvido em parceria com as secretarias municipais de Educação e Saúde e um trabalho de conscientização da população, por meio da distribuição de panfletos e de sacos de lixo para o acondicionamento dos resíduos produzidos pelas comunidades residentes nesses bairros.
 
Na quinta-feira, 11, as ações terça continuidade nos bairros Goiabeiras (SER I), a partir das 9 horas, na Avenida Senador Roberto Kennedy, 58, e Vila União (SER IV), a partir das 14h30min, na Praça da Igreja  Matriz do Vila União ( en frente ao Clube Vila União).

Sindicalistas do Ceará pressionam em Brasília pela redução da jornada de trabalho

 A bancada federal do Ceará recebeu, nesta terça-feira, documento em defesa da aprovação da PEC que reduz a jornada de trabalho semanal para 40 horas, sem redução de salários e com 75% adicionais sobre as horas extras. O documento foi entregue pelo presidente da CUT do Ceará, Jerônimo do Nascimento, e pela presidenta da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetan), Graça Costa.

O grupo fez corpo a corpo junto aos parlamentares do Estado pedindo apoio à aprovação da matéria. A iniciativa faz parte das atividades de mobilização nacional realizadas pela CUT reuniu dirigentes sindicais de várias regiões do País.

Marta agora é Ciro e avisa: "É melhor um cabra arretado do que um picolé de chuchu"

martas

“A ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), decidiu sair em defesa do nome do deputado Ciro Gomes (PSB-CE) para disputar o governo de São Paulo nas próximas eleições. Recentemente, a petista havia se mostrado descontente com a possibilidade de o partido não ter uma candidatura própria para concorrer ao governo do Estado. Entretanto, após a desistência do deputado Antônio Palocci (PT-SP) e as incertezas sobre o nome do senador Aloizio Mercadante (PT-SP), a ex-prefeita resolveu mudar o discurso.

“É melhor um cabra arretado [Ciro Gomes] do que um picolé de chuchu [apelido de Geraldo Alckmin, um dos pré-candidatos do PSDB ao governo de São Paulo]”, disse ela durante a posse do Diretório Municipal do PT de São Paulo. Marta, que também aproveitou o discurso para criticar a gestão do governador e possível candidato do PSDB à Presidência, José Serra (PSDB), afirmou que São Paulo terá papel fundamental para levar a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) à Presidência da República.

“O trabalho que a gente desenvolver em São Paulo é a condição para a Dilma estourar lá em cima [na Presidência]. E nós vamos fazer esse trabalho, seja com Ciro, seja com candidato próprio”. Na última sexta-feira (6), Marta havia dito que iria apoiar o senador Aloizio Mercadante (PT) se ele decidir sair candidato ao governo do Estado. “Se o Mercadante tomar essa decisão, eu vou ser a primeira a sair na rua. Mas, é uma decisão difícil e pessoal. Ele é um quadro importante no Senado, que pode ajudar muito a Dilma”, disse a ex-prefeita.

Marta, que ainda é um dos nomes da lista de possibilidades do PT para concorrer ao governo do Estado, disse ter certeza que será candidata a algum cargo em outubro, seja no Legislativo ou no Executivo. “Sou um soldado do partido. Posso ser candidata ao Senado, ao governo ou à Câmara”, disse petista. Ainda nesta semana, lideranças do PT devem se reunir mais uma vez com Ciro Gomes para tentar convencê-lo a sair candidato a governador de São Paulo, como é o desejo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Caso ele decida insistir em concorrer à Presidência, além de Marta e Mercadante, o PT têm outros quatro nomes na lista de possibilidade para disputar o palácio dos Bandeirantes com candidatura própria: o prefeito de Osasco, Emidio de Souza, o ex-presidente da Câmara Arlindo Chinaglia,o ministro Fernando Haddad (Educação) e o senador Eduardo Suplicy.”

(Folha Online)