Blog do Eliomar

Últimos posts

Dois presos fogem do quartel do Corpo de Bombeiros

144 1

“Dois homens fugiram do Quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros, bairro Jacarecanga, na noite deste domingo, 17. De acordo com informações repassadas ao O POVO Online pelo capitão Márcio Albert, assessor de comunicação da corporação, a fuga foi percebida por volta de 18 horas.

Fugiram José Cláudio Leite, acusado de sequestro, e o português Luiz Jorge Lopes Morreira, acusado de estelionato na Europa e preso em Fortaleza por bigamia – ele havia casado duas vezes, com uma portuguesa e uma brasileira. Segundo o capitão, foi aberto inquérito para apurar como os dois presos saíram da cela, que não tinha sinais de arrombamento.

José Cláudio é acusado de participar do sequestro de um estudante em junho de 2008, quando ele saía de uma escola particular no bairro Papicu. Ainda de acordo com o capitão, os homens devem ter deixado o prédio pulando o muro de trás, já que não passaram pelos guardas que ficam na frente do prédio.”

(O POVO Online)

Tudo pronto para o III Festival UFC da Cultura

“O  Teatro Universitário Paschoal Carlos Magno abarigará atividades do III Festival UFC de Cultura, que começa nesta segunda-feira e se estenderá atésexta-feira, com atividades voltadas para as artes cênicas. A programação, aberta ao público, começa às 16 horas, na sala Gracinha Soares, com aula-espetáculo do ator, dramaturgo e produtor Ricardo Guilherme, um dos mais importantes nomes do teatro cearense.

A encenação retrata o cinquentenário do Curso de Arte Dramática (CAD) da UFC, primeiro curso técnico de Teatro do Estado. Antes da apresentação, Ricardo Guilherme inaugura oficialmente, no Teatro Paschoal de Carlos Magno, a sala DOC Teatro, um espaço de preservação da memória das artes cênicas cearenses, com fotografias, vídeos, áudios, livros e outros materiais doados pelo próprio ator. A proposta é tornar o acervo disponível à sociedade, para consultas e pesquisas.

A programação teatral do III Festival UFC de Cultura segue na terça-feira (19), a partir das 17h, também na sala Gracinha Soares, com o espetáculo de experimentação de dança “Pererê”. Na quarta-feira (20), às 20h, no mesmo local, o coordenador da graduação em Artes Cênicas da UFC, Prof. Gil Brandão, faz uma apresentação dramática de poemas do escritor português Fernando Pessoa, através do espetáculo “Pessoa Persona”.

Pouco antes, às 19 horas, na praça central do Campus do Pici, estudantes e professores do Instituto de Cultura e Arte (ICA) da UFC realizam a ação artística “Caleidoscópio Trans for mar” – uma mistura de dança, teatro, canto e cinema.

O encerramento da programação será feito na quinta-feira (21), a partir das 20 horas, com uma homenagem póstuma à atriz e professora Gracinha Soares, uma das personagens mais marcantes na história do CAD e do Teatro Universitário.

Nesse dia, haverá exposição fotográfica em memória à artista e, ainda, o espetáculo “Ramadança”, em que Ricardo Guilherme interpreta uma rainha de Maracatu. O autor também lança a publicação do texto “Loa”, na qual ele supera velhos debates sobre o maracatu e mergulha em uma profunda análise política e antropológica dos costumes fortalezenses.”

(Site da UFC)

Taxa básica de juros deve ficar em 10,75%, preveem analistas do mercado financeiro

“Analistas do mercado financeiro consultados pelo Banco Central (BC) esperam a manutenção da taxa básica de juros, a Selic, no patamar de 10,75% ao ano, na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), marcada para esta terça-feira, 19, e para a quarta-feira, 20.

Para os analistas, a Selic, instrumento de controle da inflação, também não deve ser alterada na última reunião do ano, nos dias 7 e 8 de dezembro. O Copom eleva os juros para estimular a poupança e conter a expansão excessiva da demanda. O comitê também pode não mexer nos juros básicos quando acredita que o patamar da taxa é suficiente para gerar equilíbrio entre o que se produz, o que se compra e os preços. Pode ainda reduzir a taxa Selic se o objetivo for aquecer o mercado consumidor e estimular a atividade econômica.

Segundo o boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira, 18, pelo BC, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve ficar acima do centro da meta de inflação (4,5%) neste ano e em 2011, na avaliação dos analistas. Mas a expectativa está abaixo do limite superior de 6,5%. A projeção para o IPCA neste ano está em 5,20%, contra 5,15% da semana passada. Essa estimativa tem crescido nos últimos dias. Há quatro semanas, a projeção era de 5,01%. Para 2011, a expectativa para o IPCA oscilou de 4,98% para 4,99%. Essa estimativa era de 4,95% há quatro semanas.
 
O boletim Focus também traz projeções para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI). A previsão referente a esse índice passou de 9,64% para 9,68%, neste ano, e de 5,08% para 5,14%, em 2011. A expectativa para o Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M) oscilou de 9,57% para 9,73%, em 2010, e de 5,07% para 5,25%, no próximo ano.
A projeção para o Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), neste ano, passou de 5,24% para 5,33%. Para 2011, subiu de 4,63% para 4,66%. A expectativa dos analistas para os preços administrados caiu de 3,53% para 3,50%, em 2010, e de 4,75% para 4,70%, em 2011.
Os preços administrados são aqueles cobrados por serviços monitorados, como combustíveis, energia elétrica, telefonia, medicamentos, água, educação, saneamento, transporte urbano coletivo, entre outros.” 

(Agência Brasil)

2º Turno – Tucano diz que PV ficou neutro para manter cargos em Estados como o Ceará

283 2

O deputado federal Raimundo Gomes de Matos, vice-presidente regional do PSDB, lamentou, nesta segunda-feira, que a senadora Marina Silva tenha adotado uma postura neutra com relação ao segundo turno da eleição presidencial. O PV e Marina, que disputou a presidência da República e ajudou, com mais de 20 milhões de votos, a forçar o segundo turno, decidiram não optar por Serra (PSDB) ou Dilma Rousseff (PT)  durante encontro nacional realizado nesse domingo, em São Paulo.

“A gente lamenta essa postura do PV e da senadora Marina. Todos esperavam que Marina, que se saiu bem nas eleições e como líder do seu partido, se posicionasse”, disse o parlamentar.

Raimundo Gomes, no entanto, não se disse surpreso, observando que a decisão de Marina deve ter sido resultado da pressão de diretórios regionais do PV que acharam melhor evitar brigas e manter posições em cargos públicos. Ele citou como exemplo disso o PV do Ceará, onde, por conveniências, detém posições na esfera estadual.

Polêmica do aborto faz bispos racharem

“A discussão da questão do aborto na campanha eleitoral, que está dividindo os católicos por causa do veto de alguns bispos à candidata petista Dilma Rousseff, provocou um racha no episcopado em nível nacional e deverá deixar sequelas na vida da Igreja, seja qual for o resultado do segundo turno, em 31 de outubro.

A polêmica terá também reflexos na eleição para a presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em maio do próximo ano, quando um grupo conservador, contrário à atual linha de diálogo, tentaria tomar o poder para adotar uma posição mais dura de oposição ao governo. Pelo menos, na hipótese de Dilma vir a ser a vencedora.

A confusão foi armada pelo apoio dado pela direção do Regional Sul 1, que reúne as 41 dioceses de São Paulo, em 26 de agosto, a uma nota intitulada Apelo a Todos os Brasileiros e Brasileiras, da Comissão em Defesa da Vida, que recomendava aos eleitores que “independentemente de suas convicções ideológicas ou religiosas”, dessem seu voto “somente a candidatos ou candidatas e partidos contrários à descriminalização do aborto”.

O autor ou inspirador do texto foi o padre Berardo Graz, da diocese de Guarulhos, cujo bispo, d. Luiz Gonzaga Bergonzini, encampou o manifesto e citou, entre os vetados, o nome de Dilma. Passado o primeiro turno, d. Luiz Gonzaga reiterou sua posição, alegando que, embora a petista tenha feito uma profissão de fé em defesa da vida, não se podia acreditar nela. “Dilma, que se faz agora de santinha para dizer que é contra o aborto, já mudou de opinião três vezes.”

Artigos e entrevistas de d. Luiz Gonzaga irritaram outros membros do episcopado paulista, principalmente porque grupos de católicos contrários ao aborto e à candidatura Dilma distribuíram milhares de cópias da nota do Regional Sul 1 de apoio ao manifesto da comissão coordenada pelo padre Berardo.

A distribuição do material em paróquias de outras dioceses, à revelia de seus bispos, pôs mais lenha na fogueira. O texto se multiplicou também em mensagens pela internet, espalhando-se por todo o País.”

(Agência Estado)

Expectativa da economia não é boa para 2011

“Enquanto Dilma Rousseff e José Serra praticamente ignoram o debate dos temas macroeconômicos, as expectativas de analistas e investidores para o próximo ano vêm piorando ao longo da campanha eleitoral.

A petista e o tucano ostentam a condição de economistas em seus programas de rádio e TV, mas pouco ou nada se sabe sobre o que pretendem fazer a respeito das políticas fiscal, de administração das receitas e gastos públicos; monetária, de controle dos juros e da inflação; e cambial, referente à relação entre o real e as moedas de outros países.

Nos três casos, o futuro presidente terá de tomar medidas para responder a incertezas que se acumularam nos últimos meses e tornaram o cenário para 2011, embora sem ameaça visível de crise, menos benigno do que parecia antes do início oficial da corrida ao Planalto. A preocupação mais imediata é com a credibilidade do Orçamento federal.

Desde o ano passado, o governo não tem conseguido cumprir as metas de superavit primário, ou seja, a parcela da arrecadação de impostos e outros recursos poupada para abater a dívida pública.

Segundo pesquisa do Banco Central, o mercado não acredita no anunciado superavit de 3,3% do Produto Interno Bruto em 2011. As projeções dos especialistas, que convergiam para 3% até julho, hoje estão em 2,8% do PIB. A diferença em relação à meta é de quase R$ 20 bilhões, ou um ano e meio de Bolsa Família.”

(Folha Online)

Cid diz que não é adepto da vingança. Sobre secretariado, só a partir de novembro

O governador Cid Gomes (PSB) afirmou, nesta manhã de segunda-feira, que não é adepto da vingança. Ele chegou a observar: “Vingança? Só na imaginação”. Essa foi sua reação, ao ser perguntado, durante entrevista ao programa Paulo Oliveira, na rádio Verdes Mares AM, sobre críticas e ofensas sofridas durante a campanha eleitoral.

Cid reiterou que, sobre ofensas como a de ter tido seu nome envolvido em acusações de suposto esquema com prefeituras e possível desvio de R$ 300 milhões, já ter entrado na Justiça. “Entrei na Justiça contra cada uma das agressões na campanha”, informou.

Sobre a campanha, disse ter perdido cinco quilos e que circulou todo o Estado, quando teve condições de conhecer mais de perto os problemas, no que deixou claro: vai fazer uma gestão em busca da geração de empregos e que não poderá se acomodar com os avanços. Nesse aspecto, voltou a lamentar a perda do estaleiro, empreendimento que, na praia do Titanzinho, geraria cerca de 4,5 mil empregos para a população dessa área de Fortaleza.

Nesse episódio, ele encontrou oposição da prefeita Luizianne Lins (PT), que defendeu a preservação da praia do Titanzinho como ponto para ser explorado em termos turísticos. A partir desse fato, as relações políticas entre Cid e Luizianne ficaram estremecidas.

O governador prometeu também: a partir de novembro, avaliará o que deu certo com a equipe para reforçar o que foi feito e aprimorar o que precisa ser aprimorado. Cid anunciou também que vai despachar no Palácio da Abolição, hoje em reforma. Atualmente, ele despacha no Palácio Iracema.

Nada lhe foi perguntado sobre sua relação com o senador tucano Tasso Jereissati, de quem ficou distante a partir do momento em que optou pelo apoio a Eunício Oliveira (PMDB) e José Pimentel (PT) para o Senado. Cid chegou ao Governo em 2006 apoiado por Tasso, que acabou não endossando a reeleição de Lúcio Alcântara.

Bancários assina acordo com banqueiros nesta 3º feira

O presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará, Carlos Eduardo Bezerra, seguiu, nesta segunda-feira, para Brasília. Ali, ele participará de reunião de avaliação da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Instituições Financeiras (Contrafi) pós-greve dos bancários. Segundo Bezerra, a categoria saiu vitoriosa da paralisação, pois conseguiu avanços importantes.

Entre avanços, reajuste de 7,5%, o que dá um ganho real sobre a inflação de 3,08%, assim como aumento na participação dos lucros na ordem de 14,3%.

Carlos Eduardo Bezerra, que integrou a coordenação nacional da greve dos bancários, estará nesta terça-feira em São Paulo para participar do ato de assinatura do acordo coletivo da categoria com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

Funceme torce por "chuva" em seu roçado técnico

389 1

“O Ceará está vivendo uma perspectiva de bom inverno em 2011, segundo técnicos da Funceme. Entre vários fatores positivos, a ausência do fenômeno ‘el niño” no oceano Pacífico. Mas entre aqueles que formam o órgão, o clima é de terra seca. Mais dois técnicos estão dando adeus à Funceme porque passaram em concurso público e ganharão bem mais do que os R$ 3.500,00 mensais que percebem.

No setor, há expectativas de que o novo Governo Cid Gomes possa, finalmente, implantar um plano de cargos, carreiras e salários condizente com um contingente formado por mestres e doutores. Cid Gomes até que investiu na Funceme, que ganhará um moderno radar meteorológico, reconhecem os técnicos. Mas falta agora investir em recursos humanos num órgão que, hoje, tem credibilidade no estudo do clima.”   

(Coluna Vertical, do O POVO)

MPE – Novo desembargador pode sair nesta semana

O Ministério pùblico Estadual aguarda, para esta semana, a escolha, por parte do governador Cid Gomes, do nome de lista tríplice eleita pelo TJ do Estado, que ocupara vaga de desembargador no chamado quinto constitucional. Cid tem 15 dias para manifestar sua escolha.

A vaga a ser preenchida por um dos Procuradores de Justiça surgiu no dia 12 maio deste ano, em razão da posse do ex-desembargador, Raul Araújo Filho, como ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Este assumiu a vaga do Tribunal Superior decorrente da aposentadoria do então ministro Paulo Gallotti.

Confira os três nomes:

PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE – Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará (UFC) e pós-graduado em Aperfeiçoamento, Especialização e Mestrado, também pela UFC, Paulo Banhos foi promotor de Justiça das Comarcas de Saboeiro, São Gonçalo do Amarante, Senador Pompeu e Fortaleza. Foi fundador e primeiro diretor da Escola Superior do Ministério Público (ESMP), além de ter atuado como assessor da Procuradoria Geral de Justiça, diretor da Revista do Ministério Público, chefe de Gabinete do Procurador Geral, professor do Curso de Pós-Graduação e Aperfeiçoamento do Ministério Público, entre outras funções. Atualmente, além de procurador, é professor adjunto da Faculdade de Direito da UFC e professor da ESMP.

JOSÉ VALDO SILVA – Graduado em Direito pela UFC, ingressou no Ministério Público estadual em 1974. Como Promotor de Justiça, exerceu a titularidade das Promotorias de Justiça das Comarcas de Tamboril, Assaré e Sobral, além da Promotoria Criminal da Comarca de Fortaleza. Foi promovido para o cargo de Procurador de Justiça em 25 de fevereiro de 2003. Exerceu também a função de Ouvidor Geral do Ministério Público do Ceará, entre maio de 1988 e janeiro de 2001. Atuou como representante do MP nas Comarcas de Nova Russas, Ipu, Ipueiras, Santa Quitéria, Beberibe, Tianguá e Redenção. Em Fortaleza, foi designado para diversas promotorias criminais.

MARCOS TIBÉRIO CASTELO AIRES – Ingressou no MP por concurso público em 1978. Exerceu o cargo de Promotor de Justiça nas Comarcas de Solonópole, Tianguá e Lavras da Mangabeira. Em 1989, foi promovido para a Comarca de Fortaleza, exercendo, inicialmente, funções na 1ª Vara de Delitos de Trânsito, posteriormente redefinida como 18ª Vara de Família pelo Código de Organização Judiciária do Ceará. É procurador de Justiça desde 2007, atuando na área criminal. Além dessa função, é coordenador do Núcleo de Processos Administrativos e Procedimentos Disciplinares do Ministério Público do Estado do Ceará (NUPAD), vice-corregedor geral do MP estadual e presidente da Comissão Permanente de Inquérito Administrativo, responsável pelo processamento de faltas disciplinares por parte de servidores e membros. É, ainda, especialista em Direito Processual Penal pela Universidade de Fortaleza (Unifor).

Cid dá entrevista ao programa do Paulo Oliveira

Nesta segunda-feira, às 7 horas, o governador reeleito Cid Gomes (PSB) começará seu dia dando entrevista ao programa do Paulo Oliveira, na rádio Verdes Mares AM. Ele vai falar principalmente sobre seus planos para uma nova administração.

Na última vez em que esteve nesse programa, Cid ficou tão descontraído que não dispensou cantar trecho de música de Fernando Mendes.

Num debate morno, Dilma reconhece erro de Erenice e Serra nega doações ilegais

“Pela primeira vez, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, admitiu neste domingo (17) no debate RedeTV/Folha de S.Paulo que sua ex-braço direito, Erenice Guerra, “errou” no período que passou à frente da Casa Civil, de onde saiu acusada de tráfico de influência. O presidenciável tucano José Serra, por sua vez, negou que sua campanha recebesse doações ilegais vindas de um ex-diretor do Dersa.

A líder nas pesquisas de intenção de voto, que por muito tempo evitou condenar a ex-assessora, afirmou que não concorda com contratação de parentes e amigos no serviço público. Erenice tinha o filho, Israel, trabalhando na Casa Civil, assim como indicados dele. “As pessoas erram e a Erenice errou”, disse Dilma, em resposta a uma pergunta de jornalista, no terceiro bloco do debate.

“Quero deixar claro que eu considero a situação da Erenice com muita indignação. Não concordo com a contratação de parentes e de amigos. Eu tenho um compromisso em combater o nepotismo e o tráfico de influência”, afirmou. “Nós investigamos, e a Erenice saiu do governo. A Polícia Federal está investigando o caso e 16 pessoas foram interrogadas. Isso significa que nós apuramos aquilo que acontece.”

O candidato do PSDB, por sua vez, teve de responder sobre o ex-diretor de Engenharia da Dersa, empresa de estradas paulistas, Paulo Vieira de Souza. Conhecido como Paulo Preto, ele foi acusado de arrecadar ilegalmente cerca de R$ 4 milhões para financiar campanhas de tucanos paulistas. Para Serra, essa acusação faz parte de uma “estratégia do pega ladrão” do PT.

“Esse é o método. Disseram que alguém tinha recebido uma contribuição para essa campanha e não tinha entregue. Eu sou a vitima. Isso não aconteceu na minha campanha”, afirmou. “Alguém teria pego e não entregue para a campanha. Nunca veio ninguém reclamar que o dinheiro não chegou”, afirmou o tucano.

Serra disse que o caso de Paulo Preto é diferente dos escândalos na Casa Civil e criticou o apelido dado ao ex-assessor, que disse desconhecer no início da semana para depois admitir que sabia de quem se tratava. “Eu não o conhecia assim. Esse é um apelido racista. Como ele é descendente de africanos, deram esse apelido”, disse.

Em sua resposta sobre Erenice, Dilma aproveitou para criticar o adversário. “Isso é propina na obra mais importante do governo de São Paulo, o Rodoanel. Essa denúncia é de maio, não é de ontem.”, disse ela. “Nós investigamos.”

Privatizações e segurança

A petista centrou ataques nas privatizações feitas no governo Fernando Henrique Cardoso e na gestão de Serra em São Paulo. Ela afirmou que o tucano Serra quis dificultar uma operação na qual a Petrobras compraria a Gás Brasiliano, uma empresa paulista de distribuição de gás. O presidenciável fez, então, o ataque mais duro do início do debate “[A campanha do PT] mente o tempo todo e uma das principais questões é a da privatização”, disse.

“Esse não é o assunto que depende do governo de São Paulo. O governo Lula e a Dilma fizeram mais concessões a empresas privadas do que o Fernando Henrique. É por causa de eleição [que criticam privatizações]”, afirmou Serra, que questionou a rival sobre um tema mais ameno: cursos profissionalizantes.

Na resposta, Dilma afirmou que Lula não fez mais escolas técnicas porque na gestão de FHC “foi feita uma lei proibindo que se criassem escolas técnicas no Brasil a não ser que os Estados e os municípios assumissem a manutenção”. “Nós mudamos essa legislação e passamos a investir”, disse.

As polêmicas religiosas que permearam a primeira semana de campanha no segundo turno não apareceram no primeiro bloco do debate. A única referência nesse sentido foi feita por Dilma, ao dizer que espera ser “eleita, graças a Deus”.

No quarto bloco, Dilma acusou o governo tucano em São Paulo de abandonar a segurança e permitir que o PCC (Primeiro Comando da Capital) dominasse de dentro dos presídios o tráfico de drogas. “Tenho um compromisso: é livrar São Paulo do PCC”, disse. E completou afirmando que o PSDB é responsável pelo “domínio do trafico pelo PCC das cadeias”.”

(Portal Uol)

Vice de Serra terá encontro com jovens e evangélicos em Fortaleza nesta 2ª feira

271 5

Saiu, nesta noite de domingo, a programação que o deputado federal Índio da Costa (DEM-RJ), candidato a vice da chapa de José Serra, cumprirá nesta segunda-feira em Fortaleza.

Índio chegará por volta do meio-dia e, às 13 horas, participará de almoço com jovens empresários em local a ser definido pela assessoria do postulante nesta manhã de segunda-feira.

O candidato a vice terá encontro com a coordenação da campanha pró-Serra no Estado e também reuniões com o senador tucano Tasso Jereissati e com o ex-governador Lúcio Alcântara.

Às 19 horas, Índio da Costa, ao lado de Tasso, participará no Barbra’s Cambeba, de um encontro envolvendo pastores e líderes evangélicos.

DETALHE – Pedro Fiúza, que foi vice do candidato derrotado ao Governo, Marcoss Cals (PSDB), coordena essa programação de Índio da Costa.

Cid assiste a uma missa em Canindé um dia depois de Serra

Um dia depois da passagem do candidato tucano à presidência da República, José Serra, pelo município de Canindé (120 km de Fortaleza), eis que quem esteve por ali, neste fim de tarde de domingo, foi o governador Cid Gomes (PSB).

Cid ali compareceu, tendo ao seu lado o deputado estadual reeleito Zezinho Albuquerque (PSB), na condição de chefe do executivo estadual, conferindo o encerramento dos festejos alusivos ao padroeiro, São Francisco das Chagas.

No sábado, José Serra assistiu a uma missa, tendo ao lado o senador tucano Tasso Jereissati e lideranças como o ex-governador Lucio Alcântara, ocasião em que houve manifestação de um padre contra uso político de celebrações em campanha. Cid, presente à missa, não esboçou nenhum tipo de manifestação, a não ser a de agradecer, fora da basílica, o apoio recebido do eleitorado à sua reeleição.

No Ceará, Cid trabalha a candidatura da petista Dilma Rousseff.

Mineiros volta ao local do drama, assistem a uma missa e colegas reclamam de atraso salarial

“Treze dos 33 mineiros resgatados na semana passada de uma mina no Chile, a 622 metros de profundidade, participaram hoje (17) de uma missa no Acampamento Esperança, para lembrar os 70 dias que durou o drama, no local onde ficaram concentradas as famílias enquanto aguardavam a operação de salvamento.

De acordo com a agência de notícias argentina Telam, a volta dos mineiros ao acampamento foi acompanhada por uma multidão de curiosos e por trabalhadores que exigiam melhores salários. Os carabineiros (polícia chilena) tiveram que fazer a proteção dos mineiros, devido ao grande número de pessoas, incluindo jornalistas, que foram à Mina San José para a cerimônia.

Ao mesmo tempo em que se realizava a missa, um grupo de trabalhadores da empresa San Esteban, responsável pela mina, exigia pagamentos atrasados. Eles levavam cartazes que diziam “San Esteban, não somos 33, somos 300” e “70 dias sem dinheiro e sem trabalho. Não nos roubem”. Os trabalhadores ameaçaram ocupar o acampamento se não houver uma solução para o problema.

A empresa San Esteban está envolvida num processo judicial em que poderá arrendar seus ativos para outra mineradora com maior capacidade financeira ou entrar em falência. Além disso, precisa  pagar os salários atrasados de mais de 300 trabalhadores que estão sem trabalho depois que foram canceladas as operações da mina, devido ao acidente que deixou os 33 mineiros soterrados até o resgate na semana passada.”

(Agência Brasil)

Bombeiros controlam mais uma queimada no Interior

Um incêndio foi registrado em área situada na localidade de Serieme, a 19 quilômetros da cidade de Paramoti (Sertão de Canindé), nesta tarde de domingo. O Corpo de Bombeiros foi acionado e isolou todo o local, evitando que o fogo se alastrasse pela região.

Segundo bombeiros, o fogo foi mais provocado pelas altas temperatura desta época do ano ou mesmo ponta de cigarro.

Acidente na Ibiapaba envolve atletas de time de futebol e deixa dois mortos

“Um acidente envolvendo um caminhão e um veículo Corsa teve como consequência a morte de duas pessoas, na tarde deste domingo (17). A colisão ocorreu por volta das 14h30min na CE-187, km 169, entre os municípios de São Benedito e Ubajara (Regão da Ibiapaba).

Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o caminhão levava um time de futebol do interior do Estado (ainda não identificado), mas acabou colidindo com o carro. Ainda segundo a PRE, outras pessoas ficaram feridas e o atendimento é lento, já que o local é de difícil acesso.”

(Jangadeiro Online)