Blog do Eliomar

Últimos posts

Serra não acredita que Dilma se beneficiará da popularidade de Lula

“Pressionado pelo DEM e por setores do PSDB preocupados com a antecipação da corrida eleitoral, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), preferiu minimizar a capacidade eleitoral da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, candidata do Planalto à Presidência. Na presença da cúpula do PSDB, incluindo o governador mineiro Aécio Neves, Serra desdenhou do que seria a maior virtude eleitoral de Dilma – a de beneficiária direta da popularidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu estoque de votos.

“O Brasil não se transformou em capitania hereditária. O povo sabe escolher o seu destino”, afirmou Serra, num encontro do PSDB em Goiânia. No século XVI, o rei de Portugal D. João III dividiu as terras brasileiras em faixas, denominadas Capitanias Hereditárias. Em troca de administrá-las e protegê-las, os donos podiam explorar suas riquezas e transmitir a propriedade desses territórios aos seus descendentes.

Serra tentou comparar isso com a convicção de petistas de que Lula poderá transmitir sua alta popularidade à candidatura de Dilma. Na semana passada, Dilma foi ciceroneada por Lula em palanques e comícios pelo Nordeste durante três dias de visita às obras de transposição do Rio São Francisco. A caravana, segundo a oposição, conteve todos os elementos de uma campanha eleitoral antecipada.

“O presidente Lula tem todo o direito de apoiar um candidato, de fazê-lo. Mas não vivemos num regime de capitania hereditária em que o presidente apoia e automaticamente o candidato está consagrado. O presidente não pode fazer uma nomeação”, ressaltou. A declaração do governador foi dada em discurso aos militantes tucanos e, depois, repetida aos jornalistas.

Ao lado de Aécio, com quem disputa a vaga de candidato presidencial do PSDB, Serra ouviu apelos de tucanos a favor de agilidade na escolha do nome da legenda que disputará à sucessão de Lula. “Nós esperamos uma decisão rápida, até janeiro”, afirmou em discurso o senador Marconi Perillo (GO).”

 (POrtal G1)

PCdoB reelege Patinhas presidente, tendo na vice a mulher de Inácio Arruda

patinhass

Nada de novo na conferência estadual realizada neste sábado, em Fortaleza, pelo PCdoB. O partido renovou, mais uma vez, o comando partidário tendo reconduzido Carlos Augusto Diógenes, o “Patinhas”. Com 17 anos à frente da legenda, ele fica garantido para a próxima Copa.

Nos demais cargos da cúpula comunista cearense houve renovação, segundo informou para o Blog o senador Inácio Arruda. Na vice-presidência, a médica, líder sindical e mulher de Inácio, Terezinha Braga; na secretaria-geral, Abel Rodrigues; e nas finanças, Sônia Pinheiro (não é a jornalista, hein?).

Benedito Bizerril, que era cotado para comandar o partido, contentou-se com a presidência da Fundação Maurício Grabois, o braço científico do PCdoB; Luís Carlos Paes, reconduzido para o comando da legenda na Capital, ganhou assento na direção estadual.

CONCLUSÃO – O PCdoB continua um feudo dos mesmos comunstas da nossa juventude na UFC.  Reveza um nome aqui, outro ali, mas tudo fica na mesma. E com os mesmos. E é porque a legenda fez cinco prefeitos e ganhou espaços nos legislativos nos últimos pleitos.

José Dirceu critica Gilmar Mendes

“O presidente do STF, Gilmar Mendes, adora fazer o julgamento público das coisas, ainda que, como chefe da “Suprema Corte”, devia muitas vezes reservar-se ao direito de ficar calado. A última postura intervencionista do jurista, que classificou a viagem da comitiva presidencial de “momento de palanque” e acusou Lula de estar “testando a Justiça Eleitoral”, gerou a reação do ex-ministro José Dirceu, outro falastrão, embora nesse caso seja esse o papel que lhe reste.

“As duas declarações de Gilmar Mendes devem ser entendidas como um ‘momento’ de político” do ministro, para não dizer tucano e ofender o ministro, e um ‘teste’ ao estatuto de ministro do STF que o proíbe de manifestações políticas”, disparou o petista.”

(Blog da Folha)

Barrichello larga na frente e salva audiência da Fórmula I

barrichelo

Pois é, o brasileiro Rubens Barrichello conseguiu neste sábado a vantagem que precisava para a largada do Grande Prêmio do Brasil em Interlagos ao fazer o tempo de 1min19s576 para largar na pole position, além de contar com o desempenho fraco do inglês Jenson Button, que não conseguiu se garantir na parte final do treino de classificação.

(Este Blog com Portal Uol)

Agora o que chamou mesmo a atenção foi a cobertura da Globo em torno de Barrichello. Foi um show de endeusamento daqueles de fazer inveja a grandes campeões. O Galvão Bueno, então, era só elogios ao seu neoquerido “Rubinho”. 

Mas é assim mesmo: a emissora precisa motivar o telespectador para ter audiência na Fórmula I sem Felipe Massa.

Lula escolhe trilha sonora do filme que contará sua trajetória de vida

“Parte da trilha sonora do filme Lula, o Filho do Brasil foi escolhida a dedo adivinhe por quem? Sim, ele mesmo. Três músicas do CD que sai em dezembro pela EMI foram selecionadas por Lula. As outras dez foram aprovadas por ele. O critério usado foi o de serem músicas marcantes em sua vida. Zezé di Camargo e Luciano entram na trilha com Meu Primeiro Amor. Nossa Canção, de Luiz Ayrão, mais conhecida pela gravação de Roberto Carlos nos anos 60, foi regravada por Nana Caymmi. E, finalmente, Desesperar, Jamais, da dupla Ivan Lins e Vitor Martins. Entre as aprovadas, aparece desde Altemar Dutra até Celly Campello, passando pelo hino da seleção de 1970, Pra Frente, Brasil.”

(Coluna Radar – Veja)

Dnit-CE manda resposta para Blog sobre transporte de risco de trabalhadores da BR-116

Do superintendente estadual do Dnit, Guedes Ceará, este Blog recebeu nota sobre post aqui veiculado expondo trabalhadores na Operação Tapa-Buracos do órgão sendo transportados sobre caminhões sem qualquer segurança. Confira:

P rezado Eliomar,

Sobre nota do seu Blog –  “Vida de gado”, esclareço que não tínhamos conhecimento dessa forma de transporte dos funcionários.

Vamos, portanto, notificar a empresa sobre essa irregularidade.

Atenciosamente,

Guedes Ceará,

Superintendente do DNIT-CE

Lula ganha camisa do time do Ceará

lulaceara

Eis o mimo que o presidente Lula ganhou do deputado estadual Dedé Teixeira (PT), quando de sua passagem pela cidade de Mauriti (Região do Cariri), no momento em que inspecionava obras da transposição do rio São Francsco: uma camisa oficial do time do Ceará, o “Mais Querido”.

Lula agradeceu e desejou boa sorte ao time que, se Deus quiser, vai estar ano que vem na primeira divisão do Brasileirão.

(Foto: Ricardo Stuckert/PR)

DETALHE – Pra quem já torce Corinthians, torcer Ceará é fácil, fácil…

Por usar cueca de Superman, Suplicy será advertido. E o Sarney…

cuecaa

Suplicy usou a cueca para o Pânico, da Redetv.

“O corregedor do Senado, Romeu Tuma (PTB-SP), anunciou que abrirá, na próxima terça-feira, uma investigação preliminar sobre o fato de o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) ter andado com uma cueca sobre a roupa na Casa a pedido de um programa humorístico. Para Tuma, a ação pode configurar quebra de decoro parlamentar. Uma das penas para a quebra de decoro é a cassação de mandato. “Em princípio, em tese, sim, poderia ser quebra de decoro, mas ainda não conheço bem as circunstâncias e os objetivos disso”, disse Tuma.

Ele pediu a sua assessoria que reúna todo o material publicado sobre o fato e manifestou desconforto com a atitude do colega. “Fiquei profundamente chocado e amargurado. Numa fase de tentativa de recuperação da imagem do parlamento ele toma essa atitude indesejável só para agradar programa de televisão. Isto fere a dignidade e o respeito de cada um de nós”. Após a investigação, Tuma decidirá se encaminha o caso para a Mesa Diretora, que poderá repassar o tema para o Conselho de Ética.

Questionado se as acusações contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), não eram mais graves do que a ação de Suplicy, o corregedor afirmou que este caso não passou pelas suas mãos.”

(Com Agências)

VAMOS NÓS – Dá para levar a sério um Senado desses, onde o uso de uma cueca de Superman pesa muito mais do que o desvio de verba pública?

Ex-prefeita de São Luís do Curu será julgada em 1º grau

“A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) negou provimento ao agravo de instrumento interposto pela ex-prefeita do município de São Luís do Curu, Marinez Rodrigues de Oliveira. Com a decisão, o processo ajuizado contra ela pelo Ministério Público estadual (MPE) deverá ser julgada pelo Juízo de 1º Grau e não pelo TJCE.

Conforme os autos, o Ministério Público estadual propôs ação civil pública contra a ex-gestora municipal por supostas condutas indicativas de improbidade administrativa. A propositura da ação teve por base o parecer do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), que desaprovou as contas da ex-prefeita, referentes ao exercício de 1999, quando ela era Secretária de Ação Social do referido Município. Ela teria feito doações no valor de R$ 21.368,80, não tendo apresentado o documento comprovatório das referidas doações. Além disso, constatou-se a ausência de envio de notas fiscais de despesas referentes à Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), bem como ao credor “A. Barbosa de Souza-Me”, no valor de R$ 4.288,31, relativas também ao exercício do mencionado ano.

Em 08 de abril de 2008, a juíza substituta da Comarca de São Luís do Curu, Ana Cláudia Gomes de Melo, proferiu despacho interlocutório e recebeu a ação civil pública. A magistrada reconheceu que a documentação era suficiente para legitimar o processamento do feito, apresentando indícios suficientes de autoria e materialidade capazes de tornar apto o recebimento da exordial.

Inconformada, a ex-gestora interpôs agravo de instrumento (2008.0014.9325-2/0) junto ao TJCE, requerendo a anulação da decisão da magistrada. Ela sustenta incompetência absoluta da juíza de 1º Grau para processar e julgar a ação, uma vez que os atos objetos da demanda foram praticados no período de sua gestão como prefeita, e não como secretaria, devendo o processo ser julgado pelo Tribunal de Justiça do Ceará.

Ao julgar o agravo, a 2ª Câmara Cível negou provimento ao recurso. De acordo com a relatora do processo, desembargadora Gizela Nunes da Costa, “a prerrogativa de foro deferida ao prefeito municipal na Carta Magna cessa com o término do mandato eletivo, no caso dos agentes políticos, conforme entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF)”.

A Turma constatou que os atos objetos da questão são referentes ao período em que ela exercia o cargo de secretária de Ação Social e não de prefeita, o que impossibilita a prerrogativa de foro. Com esse posicionamento, a Câmara determinou que a competência para processar e julgar a ação é, de fato, do Juízo da Comarca de São Luís do Curu.”

(Site do TJ-CE)

Creci-CE acusado de obra irregular

Creci-fachada

De uma leitora, que pediu para não ser identificada, recebi a seguinte mensagem:

«Escrevo para denunciar, através de seu blog, denúncia de construção totalmente irregular na rua Padre Luís Figueira nº 324 [bairro Aldeota].

Como você pode verificar nas fotos em anexo, não há nenhuma placa indicativa  de que a referida obra nos fundos deste terreno teria sido examinada e aprovada pela Prefeitura Municipal.

Talvez por isto, a construção avance noite afora, inclusive nos domingos. Creci - Obra

Para quem conhece Fortaleza seria mais uma queixa rotineira de agressão urbana, não fora tal obra ser da (i)responsabilidade, veja você, do Conselho Regional de Corretores Imobiliários (Creci)!!!

Por fim, embora já tenha oferecido denúncia na Semam-PMF (processo nº….), gostaria, se possível, manter-me anônima, caso você decida acolher minha mensagem.»

Apela-se para que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Controle Urbano [Semam] verifique o que está acontecendo na obra em referência. Pelo menos uma irregularidade pode ser observada: a falta da placa indicativa da obra.”

(Do Blog do Plínio Bortolotti, com link ao lado)

Presidente da CBF quer desafiar a Globo e mudar horário de jogos

rcardoot

“Com o prestígio em alta, trânsito livre no Palácio do Planalto e no Congresso Nacional, cortejado por ministros, governadores e prefeitos, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2014, Ricardo Teixeira, está disposto a enfrentar uma de suas maiores aliadas nos últimos anos, a TV Globo. Em entrevista na sede da CBF, na quinta-feira, o dirigente deixou clara a intenção de antecipar para as 20 horas o início de jogos de meio de semana do Campeonato Brasileiro de 2010.

Atualmente, em geral, partidas de maior importância começam às 21h50, nas quartas-feiras, para agradar à emissora. Teixeira vai além e propõe que eventual mudança no calendário seja analisada de forma “séria e detalhada”. Ele se diz favorável à adaptação ao calendário europeu e defende o sistema de pontos corridos, desde 2003 usado no torneio nacional.

“Como presidente da CBF não posso só ficar preocupado com índice (de audiência) de TV. Tenho de ficar preocupado com o torcedor no estádio também. Não adianta fazer jogo com estádio vazio”, disse Teixeira, presidente da entidade desde 1989 e que, portanto, teve 20 anos para fazer mudanças.

A relação da CBF com a emissora vive momento de crise. Ambos os lados negociam a renovação do contrato para a transmissão dos jogos da seleção e uma das hipóteses que a Agência Estado apurou é a de que a CBF faça acordos pontuais – por exemplo, um jogo por vez. A Rede Globo, por meio de sua assessoria, informou que vai seguir a decisão da CBF. A emissora também se limitou a adiantar que estudará a sugestão de adaptação do futebol local ao calendário europeu.”

(Veja Online)

VAMOS NÓS – Para quem já escapou de uma CPI, até que o Ricardão Teixeira está posando de macho. Mas será que ele vai mesmo peitar a Rede Globo, aquela que manda e desmanda no campeonato brasileiro fazendo com que, por exemplo, nós de Fortaleza tenhamos que assisitir a jogos quase 10 da noite, correndo todos os riscos? Vamos torcer pelo melhor. Para o torcedor, é claro.

PCdoB decide futuro de Patinhas, o Eterno

O comitê estadual do PCdoB está reunido, nesta manhã de sábado, para eleger sua nova diretoria. O atual presidente estadual, Carlos Augusto Diógenes, o Patinhas, após 17 anos de mando, já avisou que não quer continuar, mas os caciques comunistas como o senador Inácio Arruda não abrem mão de sua manutenção.

Crlos Augusto até avisou que não quer continuar na presidência da sigla, alegando que “é preciso renovar as lideranças comunistas“, mas as apostas dão conta de que ele deve emplacar mais um mandato e assim ficr garantido, digamos, para a Copa 2014.

Só uma grande surpresa pode mudar esse cenário.

Depois de giro pelo interior pernambucano, Dilma investirá em territórios tucanos

“Depois de passar três dias viajando pelo Nordeste ao lado do presidente Lula, a ministra Dilma Rousseff iniciará a semana visitando dois municípios de São Paulo, Estado governado pelo PSDB. Dilma já foi avisada por marqueteiros de que terá de investir no Estado para neutralizar a marca de seu principal adversário, o governador José Serra. Depois, investirá em outro território tucano, fazendo visita de dois dias a Minas, terra de outro presidenciável do PSDB, o governador Aécio Neves.

Na segunda-feira, Dilma estará em Araraquara, cidade governada pelo peemedebista Marcelo Barbieri, muito ligado ao presidente estadual do PMDB, Orestes Quércia, que já ofereceu apoio a Serra. Barbieri trabalhou na Casa Civil, quando esta era comandada pelo ex-ministro José Dirceu.

Na cidade, a ministra vai visitar um estádio de futebol construído nos moldes exigidos para a Copa do Mundo, que foi pago com recursos do Ministério do Esporte. Em São Paulo, Dilma também espera contar com a ajuda do presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), aspirante a vice em sua chapa.

Em seguida, a ministra irá a São Carlos, cujo prefeito é o petista Oswaldo Borba. Lá ela visita as obras de um hospital-escola construído com recursos federais. À noite, estará ao lado de Lula na cerimônia de premiação das empresas mais admiradas no Brasil, promovido pela revista Carta Capital.

Na quarta-feira, Dilma embarcará ao lado de Lula para Ouro Preto (MG), onde participará da solenidade de lançamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) das cidades históricas. E começará pelo território do tucano Aécio. À noite, o presidente e a ministra seguem para Belo Horizonte, para lançamento do BH Digital, programa do Ministério das Comunicações, do mineiro Hélio Costa, que quer sair candidato ao governo do Estado, pelo PMDB.”

(Agência Estado)

Proibição de imagem de presos na TV continua em debate

O caso da exoneração de três delegados por desrespeito a uma determinação do secretário Roberto Monteiro (SSPDS) proibindo imagm de presos em programas policiais de TV continua rendendo. O delegado Ronaldo Bastos assina artigo no jornal O POVO deste sábado e trata do tema. A leitura é recomendada até porque Bastos´já foi corregedor-geral dos Órgãos de Policia do Estado. Confira:

A exoneração de delegados por exibição de presos à imprensa gerou uma crise. O secretário de Segurança, Roberto Monteiro , alegou que o trio descumpriu uma ordem de 2007, que a prática era antiga e não adotou providência porque a Polícia dispunha de pequeno efetivo. A proibição é justa.

A exibição de presos para deleite dos aficionados por programas policiais na hora do almoço é um tempero indigesto, cujo paladar só agrada aos que dele extraem proveitos pessoais. O Sindicato dos Delegados promoveu reuniões, fez ameaças de entrega de cargos e esperneou, porém, nunca disse claramente ao que se opunha.

Estamos diante de uma série de erros. Os exonerados pela sua atitude. O Sindicato pela inépcia na análise do fato. O secretário por ter adiado em dois anos as medidas para fazer cumprir a sua ordem. A alegação de falta de contingente, antes de atenuar a sua responsabilidade, agrava. Ao pensamento me acorre a fila daqueles que foram expostos à execração pública neste intervalo em que a defesa dos direitos humanos foi relegada em prol do contingente.

Quantos cidadãos foram estigmatizados e quantos destinos foram modificados para sempre? Eu falo de trabalhadores que, por conta de um porre, foram humilhados com a pecha de “papudinhos“. De prostitutas e travestis ridicularizados, dos negros que, pela cor da pele, foram confundidos com ladrões. Todos eles continuaram a ser expostos e humilhados para que o contingente mantivesse o seu tamanho.

Afinal, para que servem os contingentes policiais senão para garantir a integridade física e moral dos seres humanos e para preservar os direitos fundamentais do cidadão? Eu não sei quem vai pagar por isso, mas às vezes me dá uma vontade de dizer: queremos de volta o secretário Roberto Monteiro!

Ronaldo Bastos – Delegado Membro da Anistia Internacional.

Os “truculentos” também amam

cirogomm

Em sua passagem por Cabrobó, sertão pernambucano, engajado à comitiva de Lula que visitou obras da transposição do rio São Francisco, o presidencável Ciro Gomes (PSB) mostrou popularidade.

VAMOS NÓS – Pois é, o Ciro pode até ser truculento vez em quando, como chegou a dizer a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), recentemente, em entrevista ao O POVO, mas é também amado por muitos.

(Foto – JC Online)

Cid cumpre agenda na Zona Norte

O governador Cid Gomes está neste sábado em sua querida Sobral (Zona Norte). Ali, num misto de descanso depois de ter percorrido parte das obras da transposição do rio São Francisco engajado à comitiva de Lula, e compromisso oficial. É que no distrito de Jaibaras ele assina ordem de serviço.

Depois, à noite, ele seguirá para Massapê, alimpertinho, onde vai inaugurar uma delegacia.

Ecos 2010 – A onça e outros bichos

Num artigo publicado no O POVO deste sábado, o professor Antonio Mourão Cavalcante volta a abordar a questão da sucessão estadual 2010. Para ele, um quadro dos mais confusos, que promete muitas emoções. Confira:
Bem que eu tinha razão! O embate eleitoral, do próximo ano, em nosso Estado, será extremamente disputado e ninguém pode cantar vitória antes de tempo.

Existem muito cenários possíveis. Estes começam a ser desenhados. O primeiro, armado há algum tempo, seria a candidatura de Ciro à presidência pelo PSB. A consequência mais imediata seria o atrelamento da campanha do Cid ao palanque do irmão e vice-versa. Seria. O nominado plano B – Ciro e Dilma, pelo Planalto – não tem mais respaldo nas avaliações palacianas. O “pega“ vai ser plebiscitário: Dilma x Serra…. Ciro ainda vai resistir algum tempo, mas o alerta do dono do partido, Eduardo Campos, ele já recebeu. Está vivenciando a fase, segundo o jargão forense, do Jus Esperniandi.

Restará a Cid o jogar-se de corpo inteiro nos braços da candidata do PT. Neste caso, deverá dizer em alto e bom som, que seus candidatos ao Senado são José Pimentel e Eunício Oliveira. Tasso Jereissati, não. Terá fôlego e tripas para tal?

É nesse clima de indefinição & se tu estás comigo, não podes ser contra mim! & que entra a proposta de Roberto Pessoa. Ele sabe, como hábil articulador, que em política não existem vazios. Ele ocupa esse espaço. Vai fazendo proselitismo e plantando esperança. Dará certo? Só o tempo dirá. Com quem fará aliança? Só o tempo dirá. Não tem pressa. A decisão ocorre em abril do próximo ano.

Na verdade, a grande indefinição local corre por causa da presença de Ciro e Cid, ambos em grande destaque e a candidatura de Tasso Jereissati ao Senado. Além dos ditos partidos de esquerda que cresceram e tem relevante peso na hora das decisões.

Querer colocar tudo isso num mesmo barco e remar para a vitória foi uma aposta muito simplória do governador Cid Gomes. Chegando o momento da onça beber água, a coisa ficou diferente. Política não se consolida com contradições…

Antonio Mourão Cavalcante – Médico e antropólogo. Professor universitário.

* Professor Mourão tem Blog no O POVO Online – é o blogdomourão.com.br 

E apareceu a agenda de Lina Vieira…

linna

“Em agosto passado, primeiro numa entrevista e depois em depoimento no Congresso, a ex-secretária da Receita Federal Lina Vieira acusou a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, de tê-la convocado para uma reunião no Palácio do Planalto.

Na conversa, a ministra teria pedido que Lina interferisse no andamento de uma investigação tributária que incomodava a família do presidente do Senado, José Sarney. Se comprovado, o encontro criaria sérios constrangimentos legais à ministra, pré-candidata do PT à Presidência da República.

Dilma, porém, sempre negou com veemência a existência da reunião. A ex-secretária, por sua vez, nunca apresentou provas convincentes, além do próprio testemunho, de que a conversa realmente existira. O dia? Lina não se lembrava.

O mês? Lina dizia que fora próximo ao fim de 2008, talvez em dezembro. Quando questionada sobre a imprecisão, justificava afirmando que todos os detalhes estavam registrados em sua agenda pessoal. E a agenda? Perdida em meio a uma infinidade de documentos empilhados quando de sua mudança de Brasília para Natal, onde mora.

Dois meses após deixar todas essas perguntas no ar, a agenda que pode ajudar a aclarar o caso finalmente apareceu – e, segundo Lina, mostra o dia, a hora e o assunto tratado no encontro com a ministra-chefe da Casa Civil.

A ex-secretária da Receita fez uma anotação a mão em 9 de outubro de 2008, logo em seguida à reunião com Dilma. Ela escreveu: “Dar retorno à ministra sobre família Sarney”. De acordo com um amigo de Lina, a quem ela confidenciou ter achado a agenda, bem como detalhes ainda não revelados sobre o encontro, a reunião ocorreu pela manhã, próximo ao horário do almoço, fora da relação de compromissos oficiais da ministra.

Convocada às pressas para a reunião, a ex-secretária conta que chegou a desmarcar o bilhete de um voo entre Brasília e São Paulo, emitido para o início da tarde de 9 de outubro, por causa da convocação inesperada.

A passagem foi reemitida para as 19h30, quando Lina embarcou com destino a São Paulo. A ex-secretária também está de posse de outro documento que, acredita, pode esclarecer quem está falando a verdade.

Trata-se de um CD-ROM com todas as mensagens eletrônicas trocadas entre ela e seus assessores durante os onze meses em que comandou a Receita Federal.

Procurada por VEJA em Natal, Lina disse que a polêmica com Dilma produziu grandes transtornos a ela e sua família e que, por isso, não gostaria mais de se manifestar sobre o caso. “Agora eu só falo sobre esse assunto ao Ministério Público, caso seja convocada”, afirmou.

A descoberta da agenda de Lina acontece em um momento especial para a ministra Dilma Rousseff, que, com a saúde recuperada, volta a empinar sua candidatura à Presidência. Apesar de ainda patinar nas pesquisas, a ministra tem conseguido apoios importantes, resultado de sua dupla jornada como ministra e candidata à sucessão de Lula.

Nos últimos dez dias, sempre fora de seu expediente como ministra, Dilma, a candidata, abraçou Jader Barbalho no Pará, discursou numa conferência do PCdoB na Bahia, seduziu PDT e PR em jantares individuais em Brasília e fez as últimas costuras em torno do anúncio, previsto para esta semana, no qual o PMDB vai declarar a intenção de apoiar sua candidatura à sucessão do presidente Lula.

A candidata ainda arrumou tempo para ser homenageada em um culto evangélico em São Paulo e, quatro dias depois, tomar um banho de “axé” numa igreja da Bahia. A agenda de Dilma, a candidata, está cada vez mais parecida com a agenda de Dilma, a ministra.

Na semana passada, ao acompanhar o presidente Lula em uma visita de três dias a Pernambuco, a ministra dormiu em um barracão, fez discursos exaltados e chegou a participar de “inauguração” até de auditório de canteiro de obra. A obra, a transposição do Rio São Francisco, teve apenas 15% de sua totalidade executada até agora.

Ainda que a ministra não seja oficialmente candidata, a estrutura de sua campanha impressiona. Dilma já tem marqueteiro (João Santana, o mesmo de Lula), dois coordenadores de campanha (o ex-ministro Antonio Palocci e o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel) e um guru para a internet com fama internacional (Ben Self, uma das estrelas da campanha que ajudou a eleger Barack Obama presidente dos Estados Unidos em 2008). O estrategista informal é Fran-klin Martins, ministro-chefe da Secretaria de Comunicação.

O registro feito pela ex-secretária em sua agenda pessoal não é, obviamente, prova irrefutável de que a reunião realmente ocorreu e, consequentemente, de que Dilma não disse a verdade. Mas sua existência é um avanço considerável, sobretudo quando analisado em conjunto com informações já conhecidas.

Na ocasião da denúncia, Lina chegou a ser desafiada por Franklin Martins, que a chamou de mentirosa. Em agosto passado, o senador Romero Jucá, um dos principais defensores do governo no Congresso, divulgou um relatório com as entradas oficiais de Lina no Palácio do Planalto.

De acordo com Jucá, a ex-secretária esteve no Planalto quatro vezes – em outubro de 2008 e nos meses de janeiro, fevereiro e maio de 2009. O único ingresso registrado no ano passado, portanto, ocorreu em 9 de outubro, às 10h13. Lina, segundo os registros oficiais, deixou o Planalto às 11h29 do mesmo dia.

Na época, interessava ao governo divulgar a informação porque, embora afirmasse não lembrar com exatidão a data do encontro, Lina dizia que a reunião teria ocorrido no fim do ano, provavelmente em dezembro.

A falta de registro de um ingresso de Lina naquele mês, portanto, seria um indício de que a ex-secretária mentia ao confirmar o encontro com a ministra. Agora, com o surgimento da agenda, e da anotação de que o encontro com Dilma ocorreu no mesmo dia 9 de outubro, a tentativa de desmentir a ex-secretária pode acabar confirmando sua versão.”

(Revista Veja)