Blog do Eliomar

Últimos posts

Sede do PTB/CE é arrombada

“A sede estadual do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) localizada no bairro Vila União, em Fortaleza, foi arrombada na madrugada deste domingo, 26. De acordo com o funcionário do partido Francisco Sousa, foram furtados um aparelho de fax e uma impressora.

Os criminosos teriam revirado todo o local, deixando vários papéis e documentos jogados pelo chão, além de portas e gavetas abertas. Ainda segundo o funcionário, os cadeados das portas principais da sede do partidos estavam violados.”

(O POVO Online)

Tudo pronto para a IV Caminhada da Família

133 1

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=YxYgd7rlQdk[/youtube]

Eis a cantora Jack, a atração da IV Caminhada da Família, que encerrará a festa da paróquia de São Vicente de Paulo, em Fortaleza. Ela puxará sobre trio elétrico essa caminhada, que sairá da igreja, a partir da 17 horas, e se encerrará com missa na Praça da Imprensa.

A expectativa do padre Raimundo Neto é reunir cerca de cinco mil fieis.

Serra e Marina focam SP/MG/RJ para forçar o 2º turno

“Na reta final das eleições, os candidatos José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV) aproveitarão a última semana de campanha para reforçar estratégias nos principais colégios eleitorais e calibrar o discurso para o eleitor indeciso em busca de um segundo turno.

Com chances de vencer no primeiro turno, Dilma Rousseff (PT) aposta e se prepara para os dois últimos debates na TV.

Nos bastidores, o PT acredita ser possível a vitória no primeiro turno, dia 3 de outubro, mas também tem preparado dirigentes e militantes para um enfrentamento no segundo turno, se necessário.

Já o comando tucano articula aumento da exposição de Serra no Rio e em São Paulo.

Diante da oscilação negativa de Dilma nas últimas pesquisas de intenção de votos, o comando político da campanha reforça a necessidade de adotar cautela na reta final e considera que os momentos decisivos serão os dois últimos debates, na TV Record, neste domingo, 25, e especialmente o da TV Globo, o de maior audiência.

Principal cabo eleitoral de Dilma, o presidente Lula também arrefeceu o tom do discurso contra a mídia em comício realizado em Porto Alegre na sexta-feira, 24.

Após sucessivas críticas de parcialidade da mídia e de adotar uma retórica agressiva contra a oposição, Lula destacou a importância da imprensa e afirmou que “é preciso ter humildade”.

“Estamos confiantes, mas sem salto alto, e vamos continuar na mesma linha de campanha”, disse o presidente do PT, José Eduardo Dutra, coordenador da campanha de Dilma. “O que salta aos olhos é que após um mês de intenso bombardeio a Dilma não perdeu votos.”

Segundo o presidente do PT, a despeito da pequena oscilação, as pesquisas deixam claro que Dilma Rousseff tem voto consolidado.

O aumento da vantagem de José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV), afirmou Dutra, ocorreu sobretudo a partir dos votos de indecisos, e não houve perda de votos da petista.”

(Agência Estado)

23 candidatos já estiveram atrás das grades

“Eles estarão nas urnas eletrônicas do país no próximo domingo (3), esperando pelo seu voto. Mas já estiveram em momentos recentes na cadeia. Na última semana antes das eleições, o Congresso em Foco pintou-se de amarelo para lembrar que o ato de votar exige atenção redobrada. E, nesse sentido, o site tem apresentado situações que merecem um sinal de alerta. São fatos públicos, lembrados apenas para balizar a escolha do eleitor. 

Levantamento do Congresso em Foco mostra que 23 postulantes passaram pelo cárcere em decorrência de investigações aprofundadas contra crimes como formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, fraudes em licitações, corrupção passiva e desvio de recursos em obras públicas. Mesmo com os desgastes gerados, os candidatos encontram-se firmes na disputa e há menos de uma semana de concorrer a um novo mandato.

Ao todo, foram 14 operações especiais realizadas nos últimos anos e que prenderam, além dos atuais 23 candidatos presentes na disputa eleitoral, mais de 200 acusados, entre assessores especiais nas Assembleias dos estados, pessoas ligadas ao Poder Judiciário, servidores concursados e dirigentes de partidos.

O partido Democratas (DEM) e o Partido Progressista (PP) somam o maior número de candidatos detidos nas operações da Polícia Federal e Civil. Ambos tiveram quatro filiados com os passos vigiados e acusados de cometerem crimes graves de corrupção. Em seguida aparecem as legendas PDT, PSDB, PTB, PSL e PRTB, todas com dois representantes detidos por denúncias investigadas pelos Ministérios Públicos Federais nos estados.

Veja a lista dos candidatos que já foram presos

Waldez, Jader, Neudo, Maluf

Alagoas e Amapá são os estados que lideram no número de candidatos detidos. Ambos contam com três parlamentares presos em flagrante nas operações Ressurge, Taturana e na recente Mãos Limpas, que envolveu o atual governador do Amapá, Pedro Paulo Dias (PP), o ex-governador Waldez Góis (PDT) e o presidente do Tribunal de Contas do estado, José Júlio Miranda.

Além dos políticos do Amapá detidos recentemente na Operação Mãos Limpas, a lista de candidatos que já foram presos inclui o candidato a senador pelo Pará Jader Barbalho (PMDB), levado algemado durante a Operação Navalha, acusado de comandar uma “organização criminosa” que fraudou em R$ 132 milhões a extinta Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam). Jader é apontado como beneficiário dieto do esquema e de ter pessoalmente desviado R$ 14 milhões.  Neudo Campos , candidato pelo PP de Roraima a deputado fedral foi preso em 2003 na Operação Gafanhoto, acusado de liderar um esquema de falsas folhas de pagamento no Estado, chamado de esquema dos “gafanhotos”. Paulo Maluf, que tenta a reeleição como deputado federal pelo PP de São Paulo, foi preso pela Polícia Federal em 2005, acusado de crimes como corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Ele ainda tem seu nome incluído como procurado pela Interpol: se deixar o país, será imediatamente preso.

Posicionamento

O Congresso em Foco entrou em contato com os candidatos para obter esclarecimentos a respeito das operações que resultaram nas prisões. Dos poucos retornos obtidos, a maior parte atribui excessos cometidos pelos agentes das polícias e acusações infundadas ou resultantes de desafetos políticos. Além disso, as defesas dos candidatos destacam o fato de não haver nenhum impedimento político, à luz da atual Lei eleitoral, que impressa a participação no pleito em razão dos processos em acusações não terem sido julgados.

Mesmo com processos e fichas criminais positivas, os candidatos não tiveram os registros na campanha indeferidos pelas justiças eleitorais nos estados. O fato dos processos ainda estarem em andamento, e não existir condenação, permite que os acusados disputem as eleições dentro dos atuais parâmetros estabelecidos pela atual Lei eleitoral. A possibilidade de mudança ainda é objeto de discussão por parte das entidades que militam no assunto com o objetivo de afastar da corrida eleitoral candidatos que já tenham sido presos.”

(Congresso em Foco)

Eleições 2010 – Aliados de Dilma Rousseff lideram no Nordeste

“A uma semana do primeiro turno das eleições, as pesquisas de intenções de voto apontam que a maioria dos candidatos ao governo dos Estados no Nordeste que lideram as pesquisas declararam voto na candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff. Eles lideram em oito dos nove Estados da região.

Os números mostram que o cenário eleitoral nordestino sofreu uma mudança significativa entre 2002, ano quando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi eleito pelo primeira vez para a Presidência, e o desenhado pelas pesquisas de 2010.

Há oito anos, seis dos nove governadores eleitos da região não votaram em Lula –pelo menos no primeiro turno. Nos quatro primeiros anos, a oposição governava os três maiores Estados –Bahia, com Paulo Souto (então PFL); Ceará, com Lúcio Alcântara (PSDB); e Pernambuco, com Jarbas Vasconcelos (PMDB).

Em 2006, quando já tinha grande popularidade na região, Lula viu dobrar o número de governadores eleitos no Nordeste –saltou de três para seis. De quebra, tirou os opositores do comando de Bahia, Ceará e Pernambuco com as eleições de Jaques Wagner (PT), Cid Gomes (PSB) e Eduardo Campos (PSB). Ambos tentam a reeleição agora, com grandes chances de vitória já no primeiro turno.

Primeiro turno

Se os resultados das pesquisas forem confirmadas na urnas, apenas o Rio Grande do Norte não elegerá no Nordeste um candidato que vota em Dilma. No caso, uma candidata: Rosalba Carlini (DEM).

Já na Paraíba, a vitória de um candidato é praticamente certa, já que os dois principais candidatos –José Maranhão (PMDB) e Ricardo Coutinho (PSB)– votam na petista.

Os números das intenções de voto apontam também que há possibilidades de a eleição ser definida no primeiro turno para candidatos pró-Dilma em Sergipe (Marcelo Déda-PT), Pernambuco (Eduardo Campos-PSB), Bahia (Jaques Wagner-PT) e Ceará (Cid Gomes-PSB).

No Maranhão, Roseane Sarney (PMDB) também alimenta esperança de levar no primeiro turno.

Em Alagoas, a disputa é a mais acirrada da região, com Fernando Collor de Mello (PTB), Ronaldo Lessa (PDT) e Teotonio Vilela Filho (PSDB) empatados tecnicamente, com diferença de apenas dois pontos percentuais entre o primeiro e o terceiro colocado.

A disputa também segue indefinida no Piauí, onde Wilson Martins (PSB) lidera, seguido de perto por Sílvio Mendes (PSDB) e João Vicente (PTB). Nos dois Estados, os candidatos do PTB declararam voto para Dilma, embora o partido esteja na coligação de José Serra.”

(Folha Online)

Marcos e Tasso e um domingo de carreatas e missa

Tasso em recente passagem por Caucaia.

O candida a governador Marcos Cals e o postulante ao Senado, Tasso Jereissati (PSDB), participam, nesta manhã de domingo, de uma carreata nos barros da Grande Messejana,em Fortaleza. A carreata é organizada pelo deputado estadual e postulante à reeleiçaão Fernando Hugo (PSDB).

No fim da tarde, os candidatos assistirão à missa a ser celebrada pelo padre Raimundo Neto, na Praça da Imprensa, quando do encerramento da IV Caminhada da Família e dos festejos de São Vicente de Paulo.

Depis desse ato, Marcos e Tasso rumarão para Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza), onde haverá carreata.

(Foto – Paulo Moska

IJF já registra 12 mortes e superlotação

O Instituto Doutor José Frota já registrou 12 mortes de sexta-feira até a manhã deste domingo. Entre esses, mortes violentas e outras provocadas por acidente de moto. O quadro ali é de superlotação, segundo informação dos funcionários do hospital.

O boletim oficial de atendimentos do IJF só sai na manhã de segunda-feira. Ou seja, esse quadro tende a aumentar, pois ainda temos todo o domingo e a madrugada de segunda-feira pela frente.

(Com Rádio Cidade AM)

Cid faz carreata rumo ao 1º turno

Cid em ato de campanha.

O governador Cid Gomes (PSB) e os candidatos ao Senado – Eunício Oliveira (PMDB e José Pimentel (PT) puxarão carreata gigante, nesta manhã de domingo. A partir do Conjunto José Walter. A carreta cortará boa parte da cidade e se encerrará com ato na Praia do Futuro.

Concentrará grande parte dos candidatos a cargos proporcionais, em clima de vitória já no primeiro turno, segundo a organização.

Em todas as pesquisas eleitorais, Cid Gomes continua liderando.

Lula faz ofensiva para eleger o maior número de senadores. Ceará na lista

219 3

“Na reta final da campanha, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, principal cabo eleitoral de Dilma Rousseff (PT) na disputa presidencial, intensificou esforços para tentar eleger, em 3 de outubro, o maior número de senadores de sua base aliada. Desde o início da campanha eleitoral, Lula vem repetindo a aliados que fará o que for necessário para assegurar a Dilma uma base sólida no Congresso para um eventual governo a partir de 2011.

A ordem é evitar que a petista, se eleita, enfrente as mesmas dificuldades vividas por ele próprio em oito anos de governo. No Senado, Lula acumulou derrotas como a derrubada da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), em 2007. Em seus discursos, Lula faz questão de frisar, sempre que pode, que há, por parte do governo, a preocupação em relação à base de apoio que seu sucessor irá herdar a partir de 2011. “Não podemos deixar a Dilma na mão de senadores como eu fiquei”, afirmou Lula, em comício realizado em Ribeirão Preto (SP), na semana passada.

Como parte da estratégia, o presidente reservou espaço na agenda nas últimas duas semanas para gravar mensagens de apoio a vários postulantes a uma cadeira na Casa. Em São Paulo, por exemplo, ele gravou, no meio da semana, mensagem de apoio conjunta para Marta Suplicy (PT) e Netinho de Paula (PC do B).  Dirigentes petistas avaliam que a presença de Lula na TV minimize as chances de uma surpresa na reta final da campanha. A preocupação, no momento, é com a possibilidade de tucano Aloysio Nunes Ferreira herdar boa parte dos votos do peemedebista Orestes Quércia, que deixou a disputa para tratar um câncer.

Internamente, Lula tem se movimentado para tentar aparar as arestas entre Marta e Netinho  – a coordenação petista em São Paulo enfrentou dificuldades, durante todo o período eleitoral, para unir os candidatos em um mesmo evento. Marta optou por um voo solo: contratou seu próprio marqueteiro – Duda Mendonça – e, sempre que pode, evitava fazer corpo-a-corpo ao lado de Netinho.

Lula entrou em campo também em Minas Gerais, onde o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel (PT) figura na terceira posição entre os candidatos ao Senado – atrás do ex-governador Aécio Neves (PSDB) e do ex-presidente Itamar Franco (PPS). Assim como fez em São Paulo, o presidente gravou mensagens de apoio para o aliado. “Ele está ajudando bastante, tem consciência de que o Senado será importantíssimo”, afirmou Pimentel.

Além do ex-prefeito, ganharam mensagens exclusivas de Lula candidatos como Marcelo Crivella (PRB) e Lindberg Farias (PT) – empenho que já resultou na queda do opositor Cesar Maia (DEM), então favorito para abocanhar a segunda vaga. Vanessa Grazziotin (PC do B), no Amazonas, Eunício Oliveira (PMDB) e José Pimentel (PT), em Pernambuco, também receberam apoio de Lula na TV. Amazonas e Ceará são os Estados pelos quais foram eleitos dois dos mais ferrenhos críticos do presidente Lula: Arthur Virgílio (PSDB-AM) e Tasso Jereissati (PSDB-CE).

Atualmente o governo conta com 46 parlamentares na Casa filiados a partidos aliados. O problema, no entanto, são as dissidências dentro das siglas – caso, por exemplo, do senador Pedro Simon (PMDB), um dos mais críticos opositores do governo. Com base em projeções feitas pelo Diap, o departamento intersindical de assessoria parlamentar, devem ser eleitos 38 senadores da base aliada – entre as 54 vagas em disputa.”

(Portal iG)

Tasso: "Honestidade é fundamental na política"

201 2

Durante caminhada em Pacatuba, neste sábado, o senador Tasso Jereissati (PSDB) defendeu a renovação política ao criticar a onda de corrupção que, segundo ele, é presenciada todo dia e a toda hora no País. “Isso é muito sério”, disse Tasso, ao dimensionar os prejuízos que os desvios de verbas geram. “Se você somar tudo daria para fazer milhares de escolas, centenas de hospitais. Dá pra pagar bem aos professores, pagar bem aos médicos, fazer saneamento básico. E isso só não é feito por causa da corrupção”, ressaltou.

De acordo com ele, uma das principais preocupações do eleitor no próximo dia 3 de outubro é analisar o candidato com muito critério. “É um pedido que faço a vocês: olhe se ele é Ficha Limpa, se não está envolvido em corrupção. Vamos dizer um não a tudo isso de uma vez por todas” , acrescentou.O senador garantiu que se for reeleito, além de continuar trabalhando pelos cearenses, vai incentivar a formação de novos líderes, que tragam sangue e idéias novas para que a corrupção seja uma página apagada pelo menos aqui no Ceará.  Tasso defendeu a honestidade e a ética como valores fundamentais na política. “A ética e a honestidade devem ser a tônica desta campanha”, disse.

DETALHE – Tasso e Marcos Cals cumprem agenda, neste sábado, em Crato, Juazeiro e Fortaleza. Na capital, ambos participarão, nesta noite, de um Vigilhão que acontecerá no Espaçob G4, na avenida Osório de Paiva. Já, neste domingo.

TSE defere registro da candidatura de Marcelo Silva

146 2

A candidatura de Marcelo Silva (PV) ao Governo do Estado foi deferida, neste sábado, pelo Tribunal Superior Eleitoral. A decisão definitiva sai a apenas nove dias da eleição, fato que para o candidato prejudicou muito a sua campanha.

“Eu fui colocado na vala comum, tratado frequentemente pela imprensa como um ficha suja, quando na verdade não sou. Eu não tenho nenhuma improbidade administrativa”. Marcelo teve seu registro negado no TRE. Hoje o TSE considerou que “não há […] informação nos autos de que tais contas teriam sido apreciadas pela Câmara Municipal, órgão competente para o seu julgamento […] não incidindo, portanto, a hipótese de inelegibilidade”.

A campanha de Marcelo Silva continuou normalmente depois da decisão do TRE que barrou sua candidatura. “Sempre me mantive firme porque tenho a consciência tranquila de que não sou ficha suja e sabia que a justiça maior me daria razão neste caso, me inocentando e deferirindo minha candidatura”, afirmou Marcelo.

(Com Assessoria do TSE)

Eleições 2010 – Luizianne comanda dois comícios em território dominado por Tasso Jereissati

245 4

A prefeita Luizianne Lins comandará, neste sábado, dois grandes comícios: um em Maracanaú, às 19 horas; e outro em Caucaia, às 20 horas. Os atos integram a programação da reta final do movimento Setembro Vermelho, que quer consolidar em todo do Estado o apoio à eleição do candidato a senador pelo PT, José Pimentel.

 Mas por que concentrações em Maracanaú e Caucaia. Segundo as pesquisas, nesses municípios o candidato tucano Tasso Jereissati está em primeiro nas pesquisas, bem como em alta na Capital cearense, reduto petista. Luizianne tenta recuperar terreno pró-Pimentel.

Já o último comíciol pró-Pimentel será na quinta-feira que vem, na Praça do Ferreira, a partir das 19 horas. Luizianne promete novidades e lideranças nacionais no palanque.

DETALHE – Esses dois comícios não contam com a presença do candidato Eunício Oliveira, do PMDB.

Roberto Jefferson lança CD romântico

“Em seu perfil no Twitter, ele se define como “advogado, presidente do PTB, cantor amador e motociclista”. Aos 57 anos, Roberto Jefferson lança seu primeiro CD com músicas românticas, intitulado “On the Road” (“Na Estrada”, em português). No repertório, estão músicas como “Fly me to the Moon” e “Let me Try Again”, sucessos na voz do já falecido Frank Sinatra.

Jefferson já foi um dos apresentadores do extinto programa O Povo na TV, do SBT. Deputado federal por seis mandatos (1983-2005), ficou famoso em 1990, quando integrava a ‘tropa de choque’ de Fernando Collor, durante o processo de impeachment. Voltou aos holofotes em 2005, quando a revista Veja divulgou seu suposto envolvimento em um escândalo de corrupção nos Correios. Avistando uma possível instauração de CPI, Jefferson denunciou o esquema do mensalão, que se baseava na compra de deputados federais da base aliada ao governo federal. No mesmo ano, teve seu mandato cassado.

Abaixo, um vídeo de Jefferson cantando no programa de Jô Soares, em 2005, quando o ex-deputado colhia destaque na mídia nacional por suas denúncias do mensalão. A canção escolhida, foi segundo o próprio Jefferson, uma analogia a situação vivida na época: “Nervos de Aço”, de Lupicínio Rodrigues.

(Com Blog da Folha)

Engarrafamentos em Fortaleza prejudicam a todos os setores

171 4

Patrícia caminha por três bairros, diariamente

A candidata a deputada estadual Patrícia Saboya, que na última quarta-feira (22) cancelou uma carreata no bairro Carlito Pamplona, em respeito ao Dia Mundial sem Carro, disse que, por dia, perde entre três a quatro horas no trânsito de Fortaleza.

Patrícia, que diariamente percorre três bairros da Capital, em sua campanha à Assembleia Legislativa, afirmou para este Blog que já não há caminhos alternativos para fugir dos engarrafamentos.

“O planejamento da cidade não avançou nesses últimos seis anos, enquanto a indústria automobilística expandiu as suas vendas, em uma eficiente estratégia de marketing. Não houve alargamentos de ruas ou avenidas, tampouco construções de novas vias ou viadutos. Também não há incentivo ao uso de transporte público, diante das superlotações e do grande tempo de espera. Os terminais de ônibus estão com estruturas inadequadas e não houve expansão do projeto”, observou Patrícia.

O topiqueiro Crispim, também conhecido como Big Brother, encontrou na irreverência um jeito de driblar o estresse nos engarrafamentos. Ele distrai os passageiros da linha 55 (Unifor / North Shopping) com comentários engraçados sobre o trânsito.

“Gente, o trânsito está ruim porque hoje é sexta-feira (24). Os alunos da Unifor vão de carro para entrar nas baladas. Os lascados têm que voltar para casa de topique, não é mesmo ?”, brincou Crispim, para a gargalhada dos usuários.

“Gente, eu falo dirigindo mas nunca me envolvi em acidentes. Pelo menos nesses dois dias, desde que consegui tirar a minha carteira de motorista”, completou o topiqueiro, para novas gargalhadas.

Falando sério, o topiqueiro lembra que há alguns anos conseguia realizar até nove viagens no trajeto. “Hoje eu não passou de cinco, por causa dos engarrafamentos”, lamentou.

Aécio protege Itamar para chegar mais forte ao Senado

124 1

“Com Antonio Anastasia à frente na disputa pelo governo de Minas, o ex-governador Aécio Neves (PSDB) tenta agora evitar que Itamar Franco (PPS) perca o segundo lugar na disputa ao Senado para o PT. O espaço de TV do ex-presidente foi ampliado.

Tanto Anastasia quanto Itamar são parte da estratégia de fazer com que Aécio chegue mais fortalecido ao Senado. Ele é o principal cabo eleitoral dos dois candidatos e por isso a vitória deles estará incorporada à de Aécio.

Itamar é ainda parte do projeto aecista de trabalhar por um Senado mais independente do Executivo, seja quem for o presidente eleito. Se for Dilma Rousseff (PT), Aécio também se destacará na oposição ao governo.”

(Folha Online)

PT entra com ação para derrubar exigência de dois documentos na hora de votar

162 2

“O PT entrou com ação nesta sexta-feira no Supremo Tribunal Federa (STF) questionando a validade do dispositivo legal que obriga a apresentação do título de eleitor e de um documento de identidade com foto na hora de votar. A exigência foi aprovada pelo Congresso Nacional no ano passado.

Os advogados do PT pedem, em caráter de urgência, que o STF derrube a necessidade de apresentação de dois documentos na hora de votar. O objetivo é permitir que o eleitor identificado por documento oficial com foto fique desobrigado de apresentar o título.

“Sem sombra de dúvida, a norma que buscava conferir a segurança no momento da identificação do eleitor, mediante a consulta a um documento oficial com foto, transmudou-se em burocracia desnecessária no momento de votação”, diz a ação.

Citando brechas jurídicas que poderiam suscitar a inconstitucionalidade da lei, a ação argumenta que não se deve impor ao cidadão a responsabilidade de fazer dupla prova da sua condição civil e eleitoral. “Seria um exagero de consequências negativas, sobretudo para a expressão da soberania das pessoas mais simples de nosso país”.

(Site Última Instância)

VAMOS NÓS – Por que o PT quer barrar exigência comemorada pela cidadania, até porque reforça a segurança e a identificação do eleitor? Será que ainda há muito brasileiro sem a documentação? Ora, se o Bolsa Família exige tanta documentação, por que a preocupação? Sinceramente, não entendi.

Um Guerreiro não morre

172 1

Eis artigo do profssor Antonio Mourão Cavalcante publicado no O POVO deste sábado. Intitulado “Um Guerreiro não morre”, faz uma homenagem à memória do ex-vereador de Fortaleza, Araújo de Castro, um dos fundadores do PDT cearense, que partiu na última semana. Confira:

Não consegui lhe ver, mestre Araújo, naquela urna cheia de pétalas brancas. Apurei mais a vista. Prestei mais atenção. Não. Você não estava ali. José Araújo de Castro nasceu em Crateús e disso ele se orgulhava. Falava do Rio Poti com ternura e medo. Lembrava as cheias, quase levando tudo. E a fartura que espalhava pelo sertão. Depois a cidade grande, Fortaleza, onde veio tentar a vida. Sempre morou no bairro de Otávio Bonfim, junto aos frades franciscanos. Pouca gente sabe, mas a raiz mais profunda de Araújo era a fé cristã. Se ele não estivesse em casa, era porque tinha saído para alguma reunião ou reza na Igreja de Nossa Senhora das Dores.

Mas sua grande paixão mesmo era a família. A esposa Maria dos Anjos que ele chamava carinhosamente de “minha nega”. E, amor quase igual, à filha Ana Paula. Os olhos do homem brilhavam quando falava da carreira extraordinária da filha como advogada e professora universitária. Com a esposa, trocava conversas e escondia as doenças. Não queria preocupá-la.

O sentimento público o fez político. Ganhou todas as eleições em que se apresentou como candidato. Vinha dos tempos da resistência democrática, o Modebra. Na época, ele não podia se manifestar brizolista. Dava cadeia. Depois, criado o PDT, foi pioneiro no Ceará. Tornou-se o eterno secretário geral. Conhecia toda a estrutura do partido e toda a legislação eleitoral. Por extrema modéstia, preferia agir nos bastidores, sem arrogância.

Nunca largou o bastão. Virou símbolo do partido. Mas o tempo foi enfraquecendo o corpo/carcaça do velho militante. O PDT foi perdendo o ímpeto, virando uma sigla de aluguel. Isso jamais abalou as suas convicções. Estava sempre encontrando alento para resistir e não se entregar.

Mestre, em verdade, eu não lhe vi ali, naquele caixão. Não é possível… Um homem como você não morre, se encanta. As sementes são feitas para gerar o amanhã.

Antonio Mourão Cavalcante – Médico, antropólogo e professor universitário
a_mourao@hotmail.com

VAMOS NÓS – Vários pedetistas, em especial os históricos, lamentam, até agora, que a Câmara Municipal de Fortaleza, onde Araújo de Castro atuou por cerca de 20 anos, não tenha publicado nota de pesar.

Cirurgiões cardiovasculares querem reajuste da tabela de procedimentos do SUS

138 1

“A Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular espera estabelecer logo um acordo com o Ministério da Saúde sobre o reajuste do percentual dos procedimentos feitos pela categoria por intermédio do Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo o presidente da entidade, Gilberto Venossi, pela primeira vez, as negociações “foram conduzidas de maneira profissional”. Enquanto esperam pela conclusão das tratativas, cirurgiões de alguns estados estão mobilizados para pressionar as autoridades a aumentar o valor da tabela do SUS pelos seus serviços. No Rio de Janeiro, por exemplo, eles querem que o governo estadual atenda à reivindicação.

O presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular, está otimista em relação ao desfecho da negociação. “Não vamos nos desgastar. Está faltando pouco. Ambas as partes [ministério e cirurgiões] fizeram muitos esforços. Queremos atender o povo com melhor qualidade. Não queremos mais listas de espera”, disse Venossi. Durante esta semana, três pessoas com cardiopatia morreram em Goiânia enquanto aguardavam cirurgias. A entidade lamentou as mortes ocorridas na capital de Goiás,

No Rio de Janeiro, os cirurgiões cardiovasculares intensificaram o movimento para pressionar o governo a atender a reivindicação. Eles anunciaram que vão suspender as operações a partir de 28 de outubro, caso a tabela do SUS não seja revisada. A categoria quer, por exemplo, que o valor do implante de uma ponte de safena passe de R$ 940 para R$ 6,5 mil. Hoje, informam, os planos de saúde pagam entre R$ 13,6 mil e R$ 18 mil pelo procedimento.

Durante inauguração de uma Clínica da Família, na zona oeste do Rio, o secretário estadual de Saúde, Sérgio Côrtes, enfatizou que a negociação está sendo conduzida pelo Ministério da Saúde, onde um grupo de trabalho está estudando a revisão da tabela.

Côrtes afirmou que, no momento, não há possibilidade de a secretaria complementar a quantia, como prevê o SUS. “Temos que pensar em todo o investimento na área de saúde. Não podemos pensar especificamente em uma especialidade. Temos que ver investimentos na área de neurocirurgia, de ortopedia e, principalmente, na prevenção dessas doenças.”

No entanto, o presidente da Cooperativa Fluminense, Ronald Peixoto, quer retomar a negociação com o estado. Segundo ele, sem a retomada das tratativas, a categoria “não vai continuar pagando para trabalhar”. “Não somos empregados do estado e nem de lugar nenhum. Somos profissionais liberais e não vamos atender mais. Demos 90 dias para alguém vir conversar conosco e a situação ainda não foi resolvida.”

A situação no Rio é semelhante à de outros estados. Em São Paulo, os médicos começam a se organizar em uma cooperativa para pressionar o governo e os planos a pagar melhor pelos procedimentos cirúrgicos cardiovasculares. Na Bahia, o Ministério Público Federal está intermediando as negociações.

Na avaliação da Cooperativa Fluminense, a situação pode ser resolvida com um acordo nos moldes do que foi fechado no Espírito Santo. Lá, os cirurgiões cardiovasculares conseguiram fazer com que o valor do procedimento passasse para R$ 6,5 mil. Além disso, houve aumento de repasses para as equipes médicas e para os hospitais que fazem as cirurgias. “Queremos alguma coisa parecida”, disse Peixoto.”

(Agência Brasil)