Blog do Eliomar

Últimos posts

Confiança do consumidor reage entre setembro e outubro

O Índice de Confiança do Consumidor, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), cresceu 4 pontos de setembro para outubro. Com a alta, o indicador chegou a 86,1 pontos, em uma escala de zero a 200, um patamar ainda baixo em termos históricos.

A alta foi provocada pelo aumento da confiança em relação ao futuro, medida pelo Índice de Expectativas, que avançou 6,1 pontos e chegou a 99 (o patamar mais alto desde abril deste ano).

Já a confiança no momento presente teve queda. O Índice da Situação Atual recuou 0,4 ponto e chegou a 71,9 pontos.

Segundo a coordenadora da Sondagem do Consumidor da FGV, Viviane Seda, o resultado mostra que o consumidor está esperançoso e otimista em relação aos próximos meses, mesmo sem ainda ter um resultado das urnas.

“O fim do período eleitoral diminui a incerteza política e gera expectativa de mudanças na condução da política econômica para o início do novo governo”, disse a pesquisadora.

(Agência Brasil)

O Brasil tem duas saídas: o Aeroporto ou o Liberalismo

Com o título “O Brasil tem duas saídas: o aeroporto ou o liberalismo”, eis artigo de Rodrigo Marinho, advogado, professor de Direito, mestre em Direito Constitucional, membro do conselho administrativo do Instituto Mises Brasil e filiado ao Partido Novo. Ele aborda a expectativa do Partido Novo ganhar o governo de Minas. Confira:

Os liberais tiveram significativas vitórias nas eleições de 2018, o partido Novo elegeu 8 (oito) deputados federais, além de estaduais por todo País e distrital em Brasília. Além disso, diversos candidatos que defendem a liberdade foram eleitos em vários partidos, o que dá uma esperança de que as ideias liberais sejam finalmente implantadas no Brasil.

O homem mais lúcido do Brasil – as melhores frases de Roberto Campos título do livro publicado pela editora Resistência Cultural, dizia que o “Brasil só tinha duas saídas: o aeroporto ou liberalismo”. Parece que Minas Gerais vai optar pelo liberalismo com Romeu Zema, do partido Novo.

Romeu Zema, candidato a governador pelo Novo em Minas Gerais está no segundo turno com uma possibilidade real de ser eleito. Zema é um empresário conhecido na sua região, proprietário de uma rede varejista que leva o seu nome.

A disputa parecia girar em torno de dois candidatos e dois partidos que vinham se engalfinhando há anos, Fernando Pimentel e Antônio Anastasia, PT e PSDB, respectivamente. Esses partidos vêm se revezando no controle do governo de Minas e acreditavam que isso ocorreria novamente.

O Novo participava de sua primeira eleição para o Congresso Nacional e, por conta disso, não tinha como ter os cinco deputados federais eleitos, número necessário que obrigava as TVs a convidar Guilherme Boulos, do Psol, e Cabo Daciolo, do Patriota, mas não obrigava convidar João Amoedo, salvo se fosse do interesse das emissoras, o que, obviamente, prejudicou muito o candidato à Presidência pelo Novo.

A TV Globo, a seu critério, convidou Romeu Zema, que aquela altura era o quarto colocado nas pesquisas, para o último debate da campanha para governador de Minas e ele arrebentou. Apresentou as ideias de liberdade que podem e vão mudar a realidade local e o Brasil nos anos que virão, propostas que vão diminuir o tamanho do estado, desburocratizar o dia a dia e facilitar os negócios, respeitando a liberdade individual.

Por isso, lhes afirmo, a liberdade vem com tudo em Minas Gerais e seguirá vindo em todo Brasil.

*Rodrigo Saraiva Marinho

rodrigo@marinhoeassociados.com.br

Advogado, professor de Direito, mestre em Direito Constitucional e membro do conselho administrativo do Instituto Mises Brasil.

Primeira coleção de almofadas bordadas a mão por detentas será lançada em Fortaleza

Da Coluna O POVO Economia, da jornalista Neila Fontenele, no O POVO desta quarta-feira:

O Grupo Mulheres do Brasil lançará, no dia 1º de novembro, a primeira coleção de almofadas bordadas a mão por detentas do Instituto Penal Feminino Auri Moura Costa (IPF).

A coleção é fruto do projeto “Bordando a Vida”, realizado em parceria com a Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado por meio da Coordenadoria de Inclusão Social do Preso e do Egresso (Cispe).

A empresária Ethel Whitehurst, líder do GT Raízes Artesanato do Ceará e proprietária da loja Yamor da Ethel, conduziu a criação.

(Foto – Divulgação)

Ziraldo deixa hospital após quase um mês de internação

O cartunista e escritor Ziraldo Alves Pinto recebeu alta na tarde de ontem (23) após quase um mês de internação. O “pai do Menino Maluquinho” estava internado no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, zona sul do Rio, após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico no dia 26 do mês passado.

Depois de 28 dias no hospital, a alta veio como um presente de aniversário para Ziraldo, que completa 86 anos hoje (24). O cartunista estava no Centro de Tratamento Intensivo (CTI), mas apresentou melhoras nos últimas dias, segundo boletim médico.

Sua mais conhecida criação, o Menino Maluquinho, nasceu nos anos 1980 e foi inspirado no filho do escritor. O personagem deu origem a um livro infantil campeão de vendas e a um filme de grande sucesso nos cinemas do país. O livro foi traduzido para o inglês, espanhol, basco, alemão e o italiano e teve adaptações para o cinema, teatro e televisão.

(Agência Brasil)

Ex-prefeito de Medellin confere entrega de torre de segurança da Prefeitura

Moroni, Aníbal Gaviria e Roberto Cláudio.

O prefeito Roberto Cláudio inaugurou, ao lado do vice-prefeito Moroni Torgan, a quarta Célula de Proteção Comunitária (Torre de Segurança) do Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU), localizada na Avenida Leste Oeste, em frente ao Cuca da Barra do Ceará (Regional I). Na solenidade, a presença do ex-prefeito de Médellin (Colômbia), Aníbal Gaviria. Amigo do prefeito e responsável por políticas públicas que ajudaram essa cidade colombiana a reduzir os índices de violência urbana, ele conferiu o ato e destacou ser fundamental a união da ação de polícia com projetos sociais.

Aníbal Gaviria, que veio a Fortaleza para dar palestra na Fiec nesta noite de quarta-feira,IEC, ouviu o prefeito Roberto Cláudio destacar que a troca positiva de experiências com o gestor colombiano tem grande relevância “porque Gaviria recebeu o título de “Cidade Mais Inovadora do Planeta” em 2013, pelo Wall Street Journal e o Urban Land Institute, graças a investimentos focados em políticas sociais. Foram anos de mudança e uma das marcas dele foi valorizar a segurança pública, entender que há um papel importante da municipalidade e que o investimento em educação é transformador e o mais eficiente modo de prevenção da violência”, disse.

Ao lado da torre, também foi instalado o Espaço da Cidadania, estrutura onde a população terá acesso a cursos, emissão de documentos e mediação de conflitos, dentre outros serviços. O equipamento será o ponto de apoio operacional para Policiais Militares e Guardas Municipais, com equipes compostas por 40 guardas municipais e 20 policiais militares.

(Foto – Divulgação

Papai Noel já desembarca no Shopping Iguatemi no dia 4 de novembro

Mal outubro chega ao fim e já aparece informação dando conta da chegada do Papai Noel. Pois é, o Shopping Iguatemi anuncia que seu bom velhinho ali desembarca logo no próximo dia 4 de novembro.

A programação natalina, inclusive, será aberta na data com espetáculo pirotécnico e uma atração musical no palco que será montado no estacionamento do shopping. Nesta edição, o tema será “Natal Medieval do Papai Noel”.

Tudo começa às 18 horas, com o espetáculo “O Quebra-Nozes – O Musical”. Em seguida, a grande atração da noite. O Papai Noel virá do céu e desembarcará de helicóptero no Estacionamento Laranja do Iguatemi para a alegria de um público esperado em 25 mil pessoas.

“Natal Medieval do Papai Noel”

Desenvolvida exclusivamente para o Shopping Iguatemi Fortaleza, a decoração do “Natal Medieval do Papai Noel” tem assinatura de Cecília Dale, marca paulista referência no país em decoração natalina e convida crianças e adultos a se aventurar no universo de castelos, reis, rainhas, magos cavaleiros, arqueiros, princesas e dragões. Para entrar no clima, o cantinho de visitação do Noel terá uma linda torre medieval.

No grande Castelo, é possível avistar o trono do rei e da rainha, bem como assentos reais, uma parede com as fantasias do cavaleiro e da princesa com roupa comprida e sua linda coroa. As crianças que estiveram por trás das paredes poderão ainda tirar fotos como se fossem habitantes do castelo.

No teto e paredes, há bandeiras que mostram toda a tradição e descendência das famílias dos Reis da época. Dentro do castelo, outras surpresas também aguardam os visitantes, como uma passagem secreta dentro de uma das paredes laterais da grande lareira. Passando por essa abertura as crianças encontram um delicioso brinquedão que os leva a uma saída secundária. Do outro lado do castelo, encontra-se uma pista de cavalinhos que estão prontos para correr em suas pistas , levando nas selas seus cavaleiros e amazonas.

Guardando os jardins do castelo está Smokey, o querido dragão vermelho que adora brincar com as crianças. Ele se mexe, bate as asas, mexe suas orelhas, solta fumaça pela boca e tem um grunhido muito característico, mas não sai do seu lago particular. Tudo isso pode ser acionado pelas crianças que esperam a sua vez na fila para cavalgar nas suas montarias.

A decoração tem duas grandes árvores internas, uma com 7,5m de altura, outra com 10m de altura colocada próxima ao castelo. Na área externa do shopping, uma árvore gigante com 20m de altura e uma brilhante estrela dourada na ponta promete encantar a todos. Além do Castelo, os visitantes vão se divertir em atrações como cavalo com carroça, brinquedo com escorregador, espaço para contação de estórias, arcos com flechas para acertar o alvo, dentre outros.

*Mais sobre compras natalinas no O POVO aqui.

Emedebistas derrotados batem à porta de Temer com suas pendências eleitorais

Candidatos do MDB a governos estaduais, que foram derrotados nas urnas, já começaram a baixar no Palácio do Planalto com uma conta em aberto e um pedido de socorro. É o que informa a Coluna Radar, da Veja Online.

Eles estão apelando para que o presidente Michel Temer e seus ministros atuem junto ao partido na tentativa de terem quitadas suas dívidas da campanha.

Houve quem aparecesse com pendências de R$ 2 milhões.

(Foto – Agência Brasil)

PSDB aguarda fim da disputa de segundo turno para definir seu rumo político, diz tucano

O PSDB aguarda o desenrolar da disputa de segundo turno da eleição presidencial para acetar seu rumo político. É o que diz o deputado federal Raimundo Gomes de Matos. Ele não conseguiu a reeleição, mas integra a cúpula estadual dos tucanos.

Raimundo Gomes diz ainda que o partido deverá apostar em reestruturação, depois do fracasso nacional com Geraldo Alckmin e com pouca perspectiva de vitória nos estados onde disputa o governo.

O parlamentar já fala até nas eleições de 2022.

Bolsonaro e Haddad intensificam atos nesta reta final da campanha

A quatro dias do segundo turno, os prazos do calendário eleitoral correm mais rápidos. Amanhã (25) é o último dia para atos políticos. O horário, entretanto, é mais prolongado. Os candidatos à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) têm atuado de maneiras distintas.

Haddad intensificou os atos de campanha, saindo de São Paulo rumo ao Rio de Janeiro e cidades do Nordeste. A previsão é de que até sexta-feira (26) ele ainda participe de atos em Belo Horizonte e cidades de Pernambuco, do Rio Grande do Norte e da Bahia.

Bolsonaro tem permanecido em casa, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, onde costuma receber correligionários e simpatizantes. Ontem (23), parlamentares e prefeitos de vários partidos o visitaram para prestar solidariedade às vésperas das eleições.

No dia 26, o calendário eleitoral é claro: é o último para a veiculação de propaganda eleitoral gratuita. Porém, até sábado (27), véspera das eleições, a legislação permite propaganda “mediante alto-falantes ou amplificadores de som”, distribuição de material gráfico e a promoção de caminhada, carreata, passeata e carro de som.

No dia 28, é o dia da votação. Os eleitores devem se dirigir aos postos das 8h às 17h. No caso do Distrito Federal e de 13 estados, os eleitores escolherão o presidente da República e o governador. Apenas no Rio Grande do Norte, há uma candidata concorrendo às eleições, que é Fátima Bezerra (PT).

(Agência Brasil)

Jair Bolsonaro, um risco para a democracia?

232 2

O jornalista Plínio Bortolotti, um dos participantes do programa Debates do POVO, da Rádio O POVO/CBN (95.5 FM), faz um comentário vapt-vupt sobre a última pesquisa Ibope relacionada à disputa presidencial.

Pelos números, Jair Bolsonaro (PSL) continua liderando a preferência do eleitorado, com 57%, enquanto o petista Fernando Haddad registra 43%.

*Confira mais sobre s Eleições 2018 na Coluna Política de Érico Firmo, do O POVO, aqui.

Cúpula da Forças Armadas teme atos de violência no País após segundo turno

673 7

Integrantes da cúpula das Forças Armadas demonstram preocupação com a possibilidade de o clima de beligerância no país se intensificar após a eleição. É o que revela a Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta quarta-feira.

Comandantes do Exército, da Marinha, da Aeronáutica e outros nomes de alta patente militar têm conversado sobre o receio de que grupos radicais, de ambos os lados, pratiquem atos de violência após o segundo turno. Os militares pregam que o próximo presidente faça da conciliação nacional prioridade após a votação no domingo (28).

O TSE pediu para as Forças ampliarem a segurança de cerca de 350 locais de votação e apuração no domingo, número menor do que o solicitado no primeiro turno, quando foram ao menos 510.

(Foto – Agência Brasil)

Grendene Fortaleza abre vaga para líder técnico

A Grendene abriu vagas para quem está cursando graduação e tem formação técnica concluída em Eletromecânica, Mecatrônica, Mecânica ou áreas afins.

Oferece vaga para Líder Técnico de Injeção em sua unidade de Fortaleza, que queira se integrar à produção da linha das sandálias Melissa. Até o fim do expediente desta quarta-feira, recebe dados dos interessados.

SERVIÇO

*Mais Informações, clique aqui.

Se eleito, Bolsonaro diz que privatizará os Correios

4332 1

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, voltou a falar em privatizações de empresas onerosas que encontram similares na iniciativa privada, que poderão ser privatizadas ou mesmo extintas. O candidato tranquilizou o mercado e os servidores de que tudo será feito com critério, sem que ninguém seja prejudicado.

“O que eu posso garantir ao mercado, aos funcionários e servidores é que tudo será feito com muito critério e nós buscamos o melhor para o Brasil sem levar qualquer percalço aos funcionários ou aos seus acionistas”, disse Bolsonaro, em entrevista à Rede Bandeirantes.

Perguntado se a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) poderia ser privatizada por ter dado prejuízo nos últimos anos, Bolsonaro respondeu que sim. “Seu fundo de pensão foi implodido pela administração petista, diferentemente do passado. Então, os Correios, tendo em vista não fazer um trabalho daquele que nós poderíamos estar recebendo, pode entrar nesse radar da privatização”, avaliou.

Bolsonaro falou também sobre discutir com o Congresso o fim da reeleição para a Presidência da República. “Você pode estudar. Cinco anos de mandato seria bem-vindo, mas não é comigo [caso seja eleito]. Eu não posso, no meu entender, fazer qualquer proposta onde eu seria beneficiado, não importa de que forma”.

(Agência Brasil)

Rumo aos EUA – A Marcha dos Excluídos

Com o título “Rumo aos EUA: Macha dos Excluídos”, eis o Editorial do O POVO desta quarta-feira:

O mundo acompanha, entre indiferente e compassivo – com uma inclinação cada vez maior à compaixão – a marcha de mais de 7 mil migrantes da América Central (a maior parte hondurenhos) em direção aos Estados Unidos, em busca de trabalho e sobrevivência. Os caminhantes já andaram cerca de 700 km desde que deixaram San Pedro Sula, em Honduras, no último dia 13.

Famintos e sedentos – homens, mulheres, crianças e até bebês – dependem da caridade das populações por onde passam para matar a sede e a fome. São famílias e indivíduos que fogem da desestruturação social, do desemprego, da fome e da violência física. Esta última provocada por facções criminosas que atuam no tráfico de drogas e são extremamente violentas e impiedosas. Na verdade, atuam como verdadeiro estado paralelo, ao lado das instituições oficiais, em vários países centro-americanos e também no México, onde se constituem um verdadeiro flagelo.

Essa região também é muita afetada por uma estrutura fundiária muito concentrada nas mãos de poucos – geralmente voltada para monoculturas e com grande presença do capital americano. Sem terras para cultivar e sem emprego por causa das limitações na absorção da mão de obra desse tipo de empreendimento exportador, os excluídos só têm uma perspectiva de escapar de seu beco sem saída: migrar para o “paraíso” americano, no entanto fechado às suas pretensões. Ainda mais na era Trump, que pretende mantê-lo inacessível por trás de muros e cercas vigiadas por um verdadeiro exército de fronteira.

Os americanos, na verdade, têm muita responsabilidade pela situação aflitiva em que se encontram essas populações, pois historicamente, têm sustentado a inamovibilidade das estruturas geradoras de desigualdades sociais, a partir de alianças com as classes tradicionais “terratenientes”. Nunca deixaram de se imiscuir na política interna, patrocinando ou fechando os olhos a golpes de estado, regimes de exceção e repressão aos movimentos de expressão nativa. O último desses episódios foi o golpe que depôs o presidente Manuel Zelaya, em Honduras, retomando uma prática que já estava ficando esquecida, depois da queda das ditaduras no Continente, nos anos 80 e 90.

O presidente Donald Trump tem reagido com irritação e ameaças ao avanço da coluna de migrantes. Promete retaliações tantos aos governos – acusados de inertes – como diretamente aos migrantes que faltam percorrer 1.800 Km para chegar ao muro que separa o México do El Dorado americano.

(Editorial do O POVO)

Comício de Haddad – Mano Brown dá uma de Cid e critica falha de comunicação do PT com o povo

852 5

Em ato para demonstrar apoio da classe artística à candidatura de Fernando Haddad (PT) à Presidência da República, na noite dessa terça (23), no Rio, o rapper Mano Brown criticou o clima de festa e culpou a falha de comunicação do partido com os eleitores das classes populares pela eventual eleição de Jair Bolsonaro (PSL), que considera definida.

“Falar bem do PT para a torcida do PT é fácil. Tem uma multidão que não está aqui que precisa ser conquistada”, disse o cantor e compositor no palco montado nos Arcos da Lapa, ponto turístico do bairro boêmio do Centro da cidade.

“Não tá tendo (sic) motivo para comemorar. Tem, sei lá, quase 30 milhões de votos para alcançar. Não temos nem expectativa nenhuma para alcançar, para diminuir essa margem. Não estou pessimista, estou realista”, disse ele. “Se em algum momento a comunicação do pessoal aqui falhou, vai pagar o preço. Porque a comunicação é a alma. Se não está conseguindo falar a língua do povo vai perder mesmo”, afirmou. “Se nós somos o Partido dos Trabalhadores, tem que entender o que o povo quer. Se não sabe, volta pra base.”

“Não vim aqui para ganhar voto, porque eu acho que já está decidido”, completou.

Presente no evento, o cantor e compositor Caetano Veloso, apoiou o colega: “Eu acho que a fala de Mano Brown é muito importante, porque traz a complexidade do nosso momento”. Além deles, Chico Buarque também estava no comício.

Ao discursar, Haddad disse que entendia e respeitava as críticas de Brown. “O que ele disse é sério”, afirmou, defendendo que é preciso “dar razão” às pessoas que estão votando no rival não porque confiam nele, mas porque “estão desesperadas”. “Temos que, nesta semana, abraçar essas pessoas, que sempre estiveram conosco”, afirmou o petista.

Apesar da fala de Brown, Haddad deu um tom otimista para a reta final da campanha eleitoral. No encerramento do evento, o petista disse sentir, “desde ontem (segunda-feira)”, um clima de “virada” no ar, defendeu que se “abrace” o eleitor de baixa renda que sempre votou no PT.

(Com Veja Online/Foto – BIS)

DETALHE – Cid Gomes, senador eleito pelo PDT, cobrou, durante evento pró-Haddad, em Fortaleza, uma mea culpa do PT por ter feito “muita besteira”.

Grupo de prefeitos vai a Eunício prestar solidariedade e cobrar liberação de recursos

Um grupo de prefeitos cearenses visitou ontem, em Brasília, o senador Eunício Oliveira. Na lista, gestores de cidades como Choró, Morada Nova, Pacujá, Missão Velha e Jaguaribara.

Segundo Marconi Jucá, de Choró, que posava como espécie de porta-voz da turma, o objetivo foi prestar solidariedade ao emedebista, que não conquistou a reeleição, mas, também, lembrar das verbas prometidas para os gestores durante a campanha.

Eunício, que preside o Congresso, é o principal canal de liberação de projetos e recursos no âmbito do governo de Michel Temer para o Estado. Nenhum prefeito adiantou quanto teria de saldo nessa cobrança.

 

Eles deixaram claro que continuarão ao lado de Eunício, caso, no futuro, o emedebista repense e queira disputar mandato. Aliás, Eunício já avisou que vai entrar em tempo sabático.

(Foto – Agência Brasil)

A semana de um Congresso esvaziado

A última terça-feira antes da eleição, um dia de labuta normal para qualquer brasileiro, atraiu pouquíssimos parlamentares ao Congresso Nacional, o local de trabalho das excelências. É o que informa a Veja Online.

No Senado, o presidente Eunício Oliveira (MDB) até tentou, mas apenas 37 engravatados deram as caras. Na Câmara sequer houve sessão.

Ceará vai ganhar o Observatório da intolerância Política e Ideológica

Mariana Lobo, defensora-pública-geral deve participar do ato.

A Defensoria Pública do Estado do Ceará, a Defensoria Pública da União no Ceará, a Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Ceará e o Conselho Estadual de Direitos Humanos vão instalar, às 15h30min desta quarta-feira, o Observatório da Intolerância Política e Ideológica. O ato ocorrerá na sede da Defensoria Pública do Estado.

O Observatório terá o objetivo de ser uma central de denúncias e relatos de violência, mapeando, pelo prazo inicial de um ano, os casos de preconceito, discriminações e intolerância.

Haverá uma coletiva de imprensa durante o lançamento do organismo.

(Foto – Rodrigo Carvalho)