Blog do Eliomar

Últimos posts

Califórnia começa a vender legalmente maconha para uso recreativo

A Califórnia lançou nessa segunda-feira (1º) o maior mercado de maconha recreativa regulamentado do mundo, com dezenas de lojas recém-licenciadas em todo o estado norte-americano atendendo usuários que procuram a droga por seus efeitos psicoativos.

A Califórnia será o sexto estado dos Estados Unidos e, de longe, o mais populoso, a se aventurar para além do uso da maconha medicinal legalizada e permitir a venda de produtos de cannabis de todos os tipos a clientes com pelo menos 21 anos de idade.

Colorado, Washington, Oregon, Alasca e Nevada foram os primeiros a introduzir as vendas de maconha para uso recreativo de forma regulada, licenciada e tributada pelo Estado. Massachusetts e Maine devem seguir no mesmo rumo em 2018.

Com a Califórnia e seus 39,5 milhões de habitantes se juntando oficialmente ao pacote, mais de um em cada cinco norte-americanos agora vivem em Estados onde a maconha recreativa é legal para compra, embora a maconha continue sendo classificada como um narcótico ilegal sob a lei dos Estados Unidos.

O mercado de maconha na Califórnia, o sexto maior do mundo, é avaliado pela maioria dos especialistas em vários bilhões de dólares por ano e espera gerar pelo menos US$ 1 bilhão por ano em receitas tributárias.

“A adesão da Califórnia ao mercado (recreativo) regulado de cannabis é um grande negócio”, disse Heather Azzi, advogada sênior do Projeto de Política de Marijuana, um grupo de defesa da legalização da maconha.

O Uruguai tornou-se o primeiro e único país a legalizar a venda da maconha para uso recreativo nacionalmente, a partir de julho de 2017, mas é muito menor que a Califórnia com uma população de apenas 3,4 milhões de habitantes.

A maioria das jurisdições da Califórnia ainda vai ter que esperar para lançar as vendas recreativas de cannabis neste ano novo.

Muitas cidades, incluindo Los Angeles e San Francisco, não estarão prontas a tempo devido à burocracia adicional exigida pelos governos municipais para que revendedores potenciais obtenham as licenças estaduais.

De acordo com o guia de estabelecimentos autorizados GreenState, publicado pelo San Francisco Chronicle, cerca de quase 50 lojas em toda a Califórnia já estão prontas. Ao longo do ano, espera-se a abertura de centenas de outros estabelecimentos no Estado.

(Agência Brasil)

Prefeitura contabiliza 1,3 milhão de pessoas no Réveillon de Fortaleza

247 1

Foram 12 horas de festa, 18 minutos de show pirotécnico e 1,3 milhão de pessoas no Aterro da Praia de Iracema. No Réveillon 2017, a Prefeitura havia contabilizado um público de 1 milhão. A festa cresceu em público e a queima de fogos se tornou a maior do País.

“Esta é uma festa grandiosa, que está acontecendo a partir da união de esforços que possibilitou a captação de recursos privados. Além de tudo, a partir deste evento, há um impacto positivo para a economia, para a geração de emprego, de renda e de oportunidades para a Cidade”, afirmou o prefeito Roberto Cláudio (PDT).

A campanha Réveillon Solidário, promovida pela Prefeitura em parceria com a Associação Peter Pan, continua. A iniciativa visa à arrecadação de recursos para a continuidade das obras de ampliação do Centro Pediátrico do Câncer e segue até o dia 13 de janeiro. Para doar R$ 5, basta ligar 0500 001 0005. Para doar R$ 15, o número é 0500 001 0015. Para doar R$ 30, ligue 0500 001 0030.

(O POVO Online)

Violência apresenta redução em Tauá. Para Audic Mota, resultado de investimentos do Estado

O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, Audic Mota (PMDB), comemora: houve redução dos índices de violência na Região dos Inhamuns, especialmente no município de Tauá, sua terra natal. Para ele, consequência dos investimentos feitos pelo Governo do Estado como a implantação dos batalhões do Raio e de Divisas.

Conforme levantamento divulgado pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social, Tauá registrou, durante dezembro último, os menores índices de ocorrências em todo o Estado, relacionadas à Crimes Violentos Letais e Intencionais, que incluem os de Homicídio Doloso, Lesão Corporal seguida de morte e Latrocínio (CVLI), bem como aos Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP).

Em relação aos CVLIs, não houve nenhum registro. Quanto aos CVPs, apenas 15.

Oficial do 23º BC é encontrado morto em alojamento de Mossoró

Um oficial do Exército Brasileiro encontrado morto ontem em alojamento de Mossoró, no Rio Grande do Norte, era originalmente destacado no 23º Batalhão de Caçadores (23º BC), em Fortaleza. O tenente foi encontrado pela manhã em alojamento do Ginásio de Esportes Pedro Ciarlini, em Mossoró, onde funciona alojamento da “Operação Potiguar III”, que assumiu na semana passada o comando da Segurança Pública do Rio Grande do Norte.

Apesar de o Exército não ter divulgado nem o nome nem a patente do oficial, a imprensa da região confirmou que a vítima era um tenente, que foi encontrado com lesão feita por arma de fogo.

“Ainda não temos informações concretas. Mas o que já podemos informar é que não houve um crime”, disse o ministro da Defesa, Raul Jungmann, em entrevista coletiva feita na manhã de ontem em Natal. Segundo ele, o caso será investigado pelo Exército.

O tenente fazia parte de um reforço de 300 homens deslocados de Fortaleza e de Crateús para a operação do Rio Grande do Norte. Desde a semana passada, as Forças Armadas assumiram controle da segurança pública no estado, que enfrenta hoje greve de policiais militares.

Desde o início da paralisação, no dia 19 de dezembro, até a manhã de domingo (31), 94 mortes violentas haviam sido registradas no estado, a maioria na região metropolitana de Natal e Mossoró. Somente na última sexta-feira (29), antes do início da Operação Potiguar III, das Forças Armadas, 18 mortes foram contabilizadas.

No dia 30, já com os militares na rua das principais cidades, o número de mortes violentas caiu para 11. No dia 31, foram duas mortes. E após quase duas semanas registrando recordes nos índices de violência, o Rio Grande do Norte teve uma noite de réveillon considerada tranquila.

(Com Agências)

Unicef pede a países da África esforços contra mortalidade infantil

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) pediu hoje (1º) aos países da África Ocidental e Meridional um aumento nos esforços para garantir que cada vez mais recém-nascidos sobrevivam aos primeiros dias de vida neste novo ano.

Segundo dados do Unicef, em 2016 morreram cerca de 2,6 mil crianças por dia durante as primeiras 24 horas de vida. Etiópia e Tanzânia estão entre os dez países com maior taxa de mortalidade no período neonatal do mundo, somando 136 mil óbitos. A maioria desse total está relacionada a causas evitáveis, como nascimentos prematuros, complicações durante o parto e infecções como pneumonia.

A organização indicou que cerca de 48 mil bebês nascerão nesta região (12% do total mundial) e que 58% desses nascimentos ocorrerão na Etiópia e na Tanzânia, bem como em Uganda, no Quênia e em Angola.

A diretora regional do Unicef na África Ocidental e Meridional, Leila Pakkala, pediu aos governos desses países que “mantenham e aumentem seus esforços para salvar as vidas de milhões de crianças mediante a provisão de soluções provadas e de baixo custo”.

No próximo mês, o Unicef iniciará uma campanha denominada “Todas as crianças vivas”, por meio da qual impulsionará soluções sanitárias de qualidade e acessíveis para as mães e os recém-nascidos. O foco da iniciativa será na presença de pessoal qualificado durante o parto e em outras áreas, como o fornecimento de água e eletricidade aos centros de saúde.

(Agência Brasil)

Universidades públicas podem ofertar gratuitamente cursinhos pré-vestibulares

A Comissão de Educação aprovou proposta que autoriza as instituições públicas de educação superior a ofertar gratuitamente, em suas sedes, cursos preparatórios para ingresso na educação superior na modalidade presencial ou a distância.

O texto aprovado é o substitutivo do deputado Damião Feliciano (PDT-PB) ao Projeto de Lei 6135/16, do deputado Pedro Cunha Lima (PSDB-PB). A versão original do projeto determinava que as Universidades públicas criassem cursinhos em até dois anos após a publicação da nova lei.

Pela proposta aprovada, o tempo de duração dos cursos foi reduzido de um ano para seis meses. “Sem prejuízo de sua qualidade e com a intenção de ampliar a oferta de turmas”, justificou Feliciano.

O relator também incluiu artigo para que os docentes dos cursos que forem alunos do ensino superior do ensino da própria instituição, preferencialmente dos cursos de licenciatura, poderão ter as horas trabalhadas computadas em créditos equivalentes aos de disciplina, incluídas nas horas obrigatoriamente dedicadas à prática de ensino ou, ainda, receber bolsas ou auxílios pecuniários, a critério da instituição de ensino.

Ele também limitou a doze meses após a conclusão do ensino médio o prazo para a matrícula dos egressos do ensino público nos cursos preparatórios. “Caso contrário teríamos uma demanda infinita e que jamais seria atendida”, advertiu.

O objetivo do projeto é reduzir o desequilíbrio entre alunos egressos do ensino público daqueles que cursaram escola particular.

“Infelizmente, o sistema público de ensino não prepara adequadamente nossos estudantes para ultrapassar a barreira do vestibular ou de exame equivalente que lhes permita ingressar em uma boa universidade pública. A distorção fica mais patente quando se verifica que nas universidades públicas a presença de egressos do ensino médio privado supera a dos egressos do ensino público, em especial nos cursos de maior e mais difícil concorrência, como Medicina, Direito e as Engenharia. A oferta de vagas aumentou, porém jovens pobres e negros continuam com baixa representação entre os ingressantes na universidade pública”, lamentou Feliciano.

O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Finanças e Tributação e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

(Agência Câmara Notícias)

TLP de 6,76% entra em vigor hoje e passa a indexar empréstimos do BNDES

A partir desta segunda-feira (1º), novos empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ao setor produtivo deixarão de ser regidos pela Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) para serem corrigidos pela Taxa de Longo Prazo (TLP), que está fixada para janeiro em 6,76%. O valor é muito próximo ao da TJLP, fixada em 6,75% ao ano para o primeiro trimestre de 2018, pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

A TLP foi proposta pelo governo e aprovada pelo Congresso Nacional em 2017 para substituir a TJLP como indexador de algumas das principais fontes de financiamento de longo prazo no país, como a remuneração dos recursos do Fundo de Participação do PIS-Pasep, do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e do Fundo da Marinha Mercante (FMM), além da remuneração dos financiamentos concedidos pelo Tesouro Nacional ao BNDES.

Diferentemente da TJLP, que era fixada a cada trimestre pelo Conselho Monetário Nacional, a TLP será calculada mensalmente conforme a inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) mais os rendimentos da NTN-B, título do Tesouro Nacional atrelado ao IPCA.

A transição de uma taxa para outra será gradual e se dará ao longo dos próximos cinco anos. Em 2018, a TLP vai equivaler a 100% da TJLP. Em 2019, a proporção vai cair para 80% da TJLP, sendo reduzida em 20 pontos percentuais ao ano, até a TLP ser exclusivamente corrigida pela inflação e pela NTN-B, em 2023. A expectativa é de que em algum tempo a TLP se aproxime aos juros praticados no mercado financeiro, resultando em pagamento de menos subsídios por parte do governo federal.

(Agência Brasil)

Cinema cearense encerra o ano com premiação em São Paulo

Os produtores do filme “Onde nascem os bravos” querem concorrer neste 2018 a diversos prêmios no cinema nacional e internacional. Em 2017, o filme de produção cearense ganhou o prêmio de Melhor Efeitos Especiais, no “8º Civifilmes – Festival de Cinema Independente”, em São Paulo.

A produção cearense ainda concorreu aos prêmios de Melhor Filme, Melhor Roteiro, Melhor Edição e Melhor Ator Coadjuvante.

Foram 225 filmes inscritos, representando 19 estados, em seus 61 municípios das mais variadas regiões do país, além do Distrito Federal.

Tarifa branca pode baratear conta de luz a partir de hoje

A partir de hoje (1º) uma nova modalidade tarifária de energia elétrica estará disponível para consumidores com média mensal superior a 500 quilowatt/hora (kWh) e para novas ligações. É a tarifa branca, que mostra a variação do valor da energia conforme o dia e o horário do consumo e será oferecida para unidades consumidoras que atendidas em baixa tensão, como residências e pequenos comércios.

Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), todas as distribuidoras do país deverão atender aos pedidos de adesão à tarifa branca das novas ligações e dos consumidores com média mensal superior a 500 kWh.

A tarifa branca dá ao consumidor a possibilidade de pagar valores diferentes em função da hora e do dia da semana em que a energia elétrica é consumida. Se o consumidor usar a energia elétrica nos períodos de menor demanda, como pela manhã, início da tarde e de madrugada, por exemplo, o valor pago pela energia consumida será menor.

Se o consumidor, porém, achar que a tarifa branca não apresenta vantagem, ele pode solicitar sua volta à tarifa convencional. A distribuidora terá 30 dias para atender o pedido. Todavia, se voltar à tarifa branca, o consumidor terá um período de carência de 180 dias. Por isso, é importante que, antes de optar pela tarifa branca, o consumidor examine seu perfil de consumo para ver qual tarifa lhe atende melhor.

De acordo com a Aneel a tarifa branca não é recomendada para quem concentra o consumo nos períodos de ponta e intermediário porque o valor da fatura pode subir. Para ter certeza do seu perfil, o consumidor deve comparar suas contas com a aplicação das duas tarifas. Isso é possível por meio de simulação com base nos hábitos de consumo e equipamentos.

A tarifa branca não se aplica aos consumidores residenciais classificados como baixa renda, beneficiários de descontos previstos em Lei, e à iluminação pública.

(Agência Brasil)

Operação de limpeza da Praia de Iracema deve recolher 70 toneladas de lixo

Nas primeiras horas desta manhã de 2018, a animação das mais de um milhão de pessoas previstas para a festa do Réveillon de Fortaleza deu lugar a toneladas de lixo deixados na Praia de Iracema. Em operação que deve seguir até as 17 horas, 382 profissionais trabalharão na limpeza do local.

“Para limpar todo o local nós mobilizamos 382 pessoas, sendo 327 delas garis e 38 operadores, além de 38 equipamentos”, explicou Adriano Ricardo, engenheiro da Secretaria da Conservação e Serviços Públicos de Fortaleza.

Ainda de acordo com ele, a previsão deste ano é de que sejam recolhidos cerca de 70 toneladas de resíduos sólidos. “Essa costuma ser a média histórica do que é recolhido aqui na festa do Réveillon e o trabalho vai ser concluído até as 17 horas de hoje”. Parte do lixo será destinado ao Aterro Sanitário Metropolitano de Caucaia (Amoc).

(O POVO Online)

Salário mínimo de R$ 954 entra em vigor

O novo salário mínimo começa a valer hoje (1º). Decreto assinado pelo presidente na sexta-feira (29) fixa o seu valor em R$ 954, um aumento de R$ 17. É o menor reajuste do salário mínimo em 24 anos. O valor é inferior ao estimado anteriormente pelo governo, que era R$ 965.

O reajuste foi mais baixo porque a fórmula de correção leva em conta a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior, calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes. Como o resultado do PIB de 2016 foi negativo, o reajuste do salário mínimo foi calculado apenas pelo INPC, estimado pelo governo em 1,81%.

Para o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, o novo valor do salário mínimo para 2018 foi determinado pela aplicação da lei, e não por escolha política.

“O salário mínimo basicamente está definido por lei. A questão é apenas como calcular exatamente a aplicação dos índices de inflação. Porque o salário mínimo é definido por crescimento do PIB e inflação. Então é meramente uma questão de definir esses itens”, disse Meirelles em outubro, ao participar de evento em São Paulo.

Cerca de 45 milhões de pessoas no Brasil recebem o salário mínimo, entre aposentados e pensionistas, cujos benefícios são, ao menos em parte, pagos pelo governo federal.

A atual fórmula de reajuste do salário mínimo foi criada em 2012, ainda no governo da então presidente Dilma Rousseff, e deve valer até 2019.

Como o reajuste ficou abaixo da estimativa anterior, o governo deve economizar cerca de R$ 3,3 bilhões em gastos este ano.

(Agência Brasil)

Papa Francisco pede que se evitem o consumismo e as “conversas vazias”

O papa Francisco aconselhou nesta segunda-feira (1º) que se abandone a “bagagem inútil” da vida em 2018, evitando-se a “banalidade do consumismo e as “conversas vazias”.

O pontífice refletiu sobre como saborear o verdadeiro significado da vida durante a missa de Ano Novo realizada na Basílica de San Pedro. A receita dele para chegar ao essencial inclui realizar um momento de silêncio diário para se estar com Deus.

Fazer isso ajudaria a “evitar que nossa liberdade se veja corroída pela banalidade do consumismo, pelo estrondo dos comerciais, pela torrente de palavras vazias e por ondas avassaladoras de conversas vazias e gritos”, segundo o papa.

Francisco recomendou aos fiéis que deixem para trás “todo tipo de bagagem inútil” para “redescobrir o que realmente importa” e começar de novo.

(Agência Estado)

A história do velho Raimundo

Em artigo sobre 2018, o jornalista Nicolau Araújo avalia o que se espera de um ano de Copa do Mundo e Eleições. Confira:

Seu Raimundo nunca pensou em viver tanto. Com mais essa passagem de ano, já somam 94. Isso, segundo alguns, desde que aprendeu a contar. Décadas, antes, seria escravo. “Ventre Livre nunca existiu mesmo”, diz ele sobre a lei de 1871.

Aliás, confrontar verdades ao longo da História é o seu forte. Na boca do velho Raimundo, até o município de Redenção perdera o status de primeira cidade brasileira a libertar seus escravos.

Na história do velho, o Estado do Ceará estava sem produção, por causa da grande seca de 1877/1879. Os mais fortes escravos haviam sido vendidos para as plantações de café, em São Paulo, e cana-de-açúcar, na Zona da Mata, diante da impossibilidade de paulistas e baianos adquirirem novos escravos africanos, pela imposição da Lei Eusébio de Queirós, de 4 de setembro de 1850, que proibia esse tipo de comércio da África, a partir de então.

Os poucos escravos que restaram no Ceará, doentes ou velhos, se tornaram um problema nas fazendas e para a aristocracia. A partir daí, a história do velho Raimundo se confunde com a História do Ceará.

A passagem do Ano Novo também traz más lembranças a Seu Raimundo. “Antigamente, o mundo se renovava com a data. As pessoas realmente mudavam para melhor”, lembra. Hoje, na visão do velho – aliás, bastante castigada ao longo dos anos -, o Ano Novo marca somente uma contagem regressiva para o Carnaval, agora pré-carnaval.

Em ano de Copa do Mundo e eleições para presidente da República, governadores, senadores, deputados federais e deputados estaduais, então, 2019 já bate à porta.

Dos dois acontecimentos que prometem fazer com que 2018 passe praticamente despercebido, o velho Raimundo somente se recusa a comentar de futebol. Segundo ele, enquanto Neymar – antes, Romário – estiver como esperança do futebol brasileiro, o torcedor não merece ouvir sobre Pelé, Garrincha, Zito, Leônidas da Silva e, mais recente, Zico.

Sobre política, sim! Seu Raimundo comenta como quem assistisse a um filme reprisado – ele até insistiu em falar sobre a chegada da tevê no Brasil, mas não conseguiu um comparativo com a chegada dos eletrônicos e redes sociais.

Falar de Lula é lembrar Getúlio, tendo como base o populismo. Até o trágico fim promete ser o mesmo, sendo o atual politicamente.

Bolsonaro, o velho pouco ouviu falar… mas sabe que é o homem preparado para atacar Lula. Na melhor das hipóteses, consegue desgastar Lula, sim. Se o petista não sair candidato, Seu Raimundo diz que Bolsonaro fica sem ter o que falar.

Sobre Ciro Gomes, o velho Raimundo diz que até vota. “Ciro fala bonito e parece saber o que diz. Alguns da gente é que demoram a entender mais rápido”, confessa.

A conversa foi encerrada, após o pedido de avaliar o presidente Michel Temer. O velho fez cara de mau, bufou e disse: “Com esse aí, agora é que eu não me aposento”!

Kim Jong-un diz que poder nuclear da Coreia do Norte é uma realidade, não apenas ameaça

Em seu último discurso de 2017, o líder norte-coreano Kim Jong-un disse nesse domingo (31) que o poder nuclear da Coreia do Norte é uma realidade, não apenas uma ameaça. Kim disse ainda que o botão para o disparo de uma arma nuclear está em sua mesa.

“O botão nuclear está sempre na minha mesa. Isto não é chantagem mas a realidade”, disse Kim Jong-Un, ao ressaltar que os Estados Unidos precisam reconhecer que o poder nuclear norte-coreano.

“Nós precisamos produzir em massa armas nucleares e mísseis balísticos e acelerar o seu desenvolvimento”, completou.

(Com Agências / Foto: Divulgação)

13 de Maio – Assalto, perseguição e mortes no último dia do ano em bairro nobre de Fortaleza

766 10

Uma ocorrência nesse domingo (31) resultou na morte de um motociclista, na morte de um assaltante e na prisão de dois suspeitos de assalto contra uma pizzaria na avenida 13 de Maio, no bairro de Fátima.

Segundo a Polícia, três homens invadiram a pizzaria e realizaram um arrastão contra clientes e funcionários.

Na fuga, os suspeitos se depararam com a Polícia, quando teve início uma perseguição pelas ruas do bairro. O veículo dos suspeitos colheu uma moto que trafegava por uma rua preferencial.

Na colisão, o motociclista e um suspeito morreram no local. Os outros dois suspeitos ficaram feridos e foram presos.

Justiça manda prender policiais do RN que incitarem paralisação

Policiais militares e civis e do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte que incentivarem a cotinuidade da paralisação dos serviços de segurança pública no estado poderão ser presos. A determinação é do desembargador Claudio Santos, do Plantão Judicial do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

De acordo com a decisão, os responsáveis pelas polícias Militar, Civil e pelo Corpo de Bombeiros devem efetuar “a prisão em flagrante de todos os integrantes ativos e inativos da segurança pública, que, a partir da publicação da decisão, promovam, incentivem, estimulem, concitem ou colaborarem, por qualquer meio de comunicação, para a continuação da greve no sistema de segurança pública do RN, pelo cometimento de crimes de insubordinação, motim (PM) ou desobediência”.

Ele acrescenta que as autoridades deverão abrir processos administrativos para investigar a responsabilidade por “eventuais crimes, seja de motim, insubordinação e/ou desobediência”. O desembargador dá prazo máximo de 30 dias para a conclusão dos processos, cabendo à secretária estadual de Segurança Pública, delegada Sheila Freitas, acompanhar “pessoalmente a efetivação das medidas”.

Claudio Santos decidiu ainda que o secretário estadual de Planejamento e Finanças, Gustavo Nogueira, deverá pagar amanhã (2) os salários atrasados de todos os servidores do estado, especialmente dos policiais. No documento, o desembargador determina ainda que as empresas de transporte público urbano ou intermunicipal concedam gratuidade de passagens para policiais civis e militares.

(Agência Brasil)

Usuários da Uber e 99 Pop reclamam dos preços na noite desse 31 de dezembro

Usuários dos aplicativos de carona Uber e 99 Pop reclamaram dos altos preços das corridas na noite desse domingo, 31, véspera de Ano Novo. Foi o caso do usuário Walber Freitas. Ele afirma que, em dias normais, uma viagem de Uber partindo de sua casa para o trabalho custa, em média, R$ 30. Nesse 31 de dezembro, no entanto, a simulação da corrida com o mesmo percurso mostrou um valor acima do dobro, R$ 67.

Outro usuário relatou situação ainda mais grave: uma corrida, que em outros dias custava aproximadamente R$ 28, nesse domingo, em simulação, estava custando R$ 84.

É comum que em regiões com maior fluxo de pessoas, como é o caso da Praia de Iracema neste Réveillon, a tarifa dinâmica dos aplicativos seja utilizada. Em situações como essa, as empresas alegam que o preço dinâmico funciona de forma automática, com o intuito de equilibrar a oferta e a demanda. Nas redes sociais, muitos usuários reclamaram que, além de demorar para que o aplicativo encontrasse motoristas, os valores das viagens chegaram a custar o dobro do que costumam ser.

(O POVO Online)

Mega da Virada tem 17 apostas ganhadoras

361 1

O ano de 2018 chegou como o melhor nas últimas décadas para 17 novos milionários. Eles irão dividir os R$ 306,7 milhões da Mega da Virada, sorteada na noite desse domingo (31), em São Paulo.

Cada aposta receberá R$ 18,04 milhões. Eles acertaram os números 0306101734 e 37.

Nenhuma aposta vencedora foi feita no Ceará. Foram seis em São Paulo, três na Bahia, duas no Rio de Janeiro, duas em Minas Gerais, duas no Paraná, uma em Santa Catarina e uma no Pará.