Blog do Eliomar

Últimos posts

Grupo Chocalho comemora 25 anos de cultura

auribertcavalcant

O Grupo Chocalho, um dos mais tradicionais da vida cultural de Fortaleza, vai comemorar 25 anos de atividades. Na próxima terça-feira, a partir das 19 horas, no Ideal Clube, haverá ato dando início ao programa festivo.

Na ocasião, segundo o coordenador do grupo, professor e poeta Auriberto Cavalcante, haverá o lançamento da Revista Badalo, mais um espaço de cultura que se abre para os talentos da cidade.

O grupo e a revista serão apresentados pelo ex-governador e intelectual Lúcio Alcântara.

Lei Seca reduz número de mortes no trânsito do Ceará

O número de mortos em acidentes de trânsito registrados no Ceará nos cinco primeiros meses de 2009 foi 23,4% menor do que no mesmo período do ano passado. Os dados são do Detran, que atribui a diminuição aos procedimentos realizados para o cumprimento da Lei Seca, criada há um ano.

Hoje, são 67 bafômetros no Estado e 43 pontos de blitze por semana para fazer com que a lei 11.705, que prevê pena de seis meses a três anos de detenção, multa e suspensão da habilitação seja respeitada.

Essa lei será um dos principais temas do 6º Congresso Brasileiro de Trânsito e Vida e do 2º Congresso Internacional de Trânsito e Vida. Esses encontros ocorrerão em Fortaleza, no período de 12 a 14 próximos, e vão analisar a redução de crimes no trânsito a partir da aplicação da nova lei e o crime de embriaguez ao volante. O autor da Lei Seca, o deputado Federal Hugo Leal, é um dos convidados.

SERVIÇO

* As inscrições para o evento podem ser feitas através do site www.transitoevida.com.br ou pelo telefone (0**71) 3272-1081.

TJ pede ilegalidade das greves de servidores e oficiais de justiça

A presidência do Tribunal de Justiça do Estado entrou com pedido de ilegalidade das greves dos servidores do Poder e dos oficiais de justiça. Um pedido foi encaminhado à 3ª Vara da Fazenda Pública e o outro à 5ª Vara da Fazend Pública respectivamente. O pedido foi formulado na última sexta-feira.

Com relação aos pedidos, o juiz da 3ª Vara da Fazend Pública, Martônio Vasconcelos, achou bom bem aguardar esta segunda-feira para ouvir o que diz o sindicato representativo dos servidores grevistas. A juiza Maria Villalba Abreu de Matos, da 5ª Vara da Fazenda Pública, segue esse mesmo rito com relação aos oficiais de justça.

Os servidores do Poder Judiciário lutam por um novo Plano de Cargos Carreiras e Salários, além de benefícios como plano de saúde e vale-refeição. Os oficiais de justiça também querem melhorias salariais e, principalmente, a convocação de concursados, pois alegam sobrecarga de trabalho.

Duas MPs trancam pauta da Câmara dos Deputados

“O Plenário da Câmara retoma as votações neste segundo semestre com a pauta trancada por duas medidas provisórias. A primeira delas é a MP 460/09, que reduz tributos para os empreendimentos imobiliários do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida.

Já aprovada pela Câmara, essa MP foi modificada pelo Senado e, por isso, volta à pauta. O Senado incluiu uma emenda, estranha ao texto principal, que permite o ressarcimento de créditos-prêmio do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) a empresas que tiveram esse benefício no passado. O governo é contra a emenda e adverte que, segundo estimativas da Receita Federal, ela pode custar até R$ 288 bilhões aos cofres públicos. Já a oposição deve apoiar a emenda, que pode gerar o primeiro embate parlamentar do Plenário neste segundo semestre.

A outra MP a trancar a pauta é a 462/09, que autoriza a União a transferir R$ 1 bilhão para o Fundo de Participação dos Municípios (FPM), a fim de socorrer prefeituras em dificuldades devido à crise econômica.

Há ainda na pauta outras duas medidas provisórias: a 464/09, que libera R$ 1,95 bilhão a estados e municípios para incentivar as exportações; e a 465/09, que autoriza a concessão de subvenção econômica de até R$ 44 bilhões ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para permitir operações de financiamento à aquisição e produção de indústrias de bens de capital e a projetos de inovação tecnológica. A MP 464 tranca a pauta a partir do dia 10 de agosto, e a 465, a partir do dia 30 de agosto.”

(Com Agência Câmara)

“Atos secretos” voltam à pauta na 2ª feira

“O tratamento que o Senado dará aos atos secretos será discutido por integrantes da Mesa Diretora da Casa na próxima segunda-feira (3), quando o Congresso retomará as atividades legislativas.

Sexta-feira, em São Paulo, um relatório sobre o cancelamento desses atos editados nos últimos 14 anos foi apresentado pelo diretor-geral do Senado, Haroldo Tajra, ao presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP).

De acordo com o documento, aproximadamente 80 servidores são passíveis de demissão porque suas nomeações apresentam falhas na publicação.

Além disso, o relatório preliminar também prevê a abertura de processos individuais para demitir servidores nomeados por atos secretos. Entretanto, existe a possibilidade de a Casa recontratar esses servidores caso exista interesse na permanência deles.

À Agência Brasil, assessores da Direção Geral do Senado explicaram que o relatório dividiu os atos secretos em nove grupos distintos. O objetivo é facilitar a análise dos efeitos e implicações financeiras dessas decisões sem publicidade.”

(Congresso em Foco)

Além de Serra, quem circula pelo Ceará é Ciro Gomes

cirogoll

O Ceará sentiu o gostinho de ter dois “presidenciáveis” por aqui, neste sábado. O primeiro foi o governador José Serra (SP), pelo PSDB, que usou o Aeroporto Regional do Cariri, em Juazeiro do Norte, como ponto de embarque e desembarque. Dali, Serra foi até Exu, em Pernambuco, onde conferiu atos que lembraram os 20 anos da morte de Gonzagão. 

O outro presidenciável – pelo menos ainda – é Ciro Gomes (PSB), que aparece cotado para disputar o Governo de São Paulo ano que vem, com objetivo de fustigar a base de Serra. O parlamentar federal conferiu, nesta noite de sábado, na Igreja do Pequeno Grande, em Fortaleza, o casamento da filha do deputado federal Eugênio Rabelo (PP).

Aliás, o casamento foi uma verdadeira festa suprapartidária, pois reuniu, numa mesma igrejinha, sob olhares de Deus, o senador Tasso Jereissati (PSDB), o senador Inácio Arruda (PCdoB) e o ministro José Pimentel (Previdência Social), este o pré-candidto do PT a uma das vagas de senador pela base aliada de Lula no Ceará. De quebra, ali esteve também o deputado federal e pastor evangélico Pedro Ribeiro (PMDB).

Morre Chico da Bomba, ex-prefeito de Coreaú

541 3

Morreu nesta noite de sábado o ex-prefeito de Coreaú, Francisco Cristino Moreira, o conhecido “Chico da Bomba”. A informação nos chega por meio de e-mail do professor Joao Teles, sem maiores detalhes.

Chico da Bomba era uma das lideranças tradicionais de Coreaú.

ANJ repudia censura ao Estadão

Eis a nota divulgada neste sábado pela ANJ sobre censura ao Estadão:

A Associação Nacional de Jornais (ANJ) condena veementemente a decisão do desembargador Dácio Vieira, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), proibindo a publicação, pelo jornal O Estado de S.Paulo e pelo Portal Estadão, de reportagens contendo informações resultantes da operação Faktor, da Polícia Federal, sobre supostas irregularidades praticadas pelo empresário Fernando Sarney. A decisão proíbe ainda os demais veículos de comunicação – emissoras de rádio e televisão, além de jornais de todo o País – de utilizarem ou citarem material publicado por O Estado de S.Paulo, sob pena de, em caso de descumprimento, incorrerem em  multa de R$ 150 mil para “cada ato de violação do presente comando judicial”.

As reportagens que O Estado de S.Paulo vinha publicando baseavam-se em gravações de conversas telefônicas entre o referido empresário e diversas pessoas, entre as quais seu pai, José Sarney, ex-presidente da República e atual presidente do Senado Federal, cuja família, entre outros negócios, controla um grupo de comunicação que inclui jornal, rádio e televisão. Diante disso, a ANJ considera que o fato se reveste de inegável interesse público e que é inaceitável que pessoas ligadas à atividade jornalística recorram a um expediente inconstitucional, conforme recente decisão do Supremo Tribunal Federal, para subtrair ao escrutínio público operações com graves indícios de ilegalidade.

Brasília, 1º de agosto de 2009.

Júlio César Mesquita
Vice-Presidente da ANJ
Responsável pelo Comitê de Liberdade de Expressão

Venezuela começa fechar 34 estações de rádio

“Mais de uma dúzia das 34 estações de rádio que seriam fechadas pelo governo venezuelano saíram do ar no sábado, como parte das ações do presidente Hugo Chávez para ampliar sua revolução socialista para a mídia. A associação de emissoras de rádio afirmou que 13 delas tinham parado de transmitir, após um anúncio na noite de sexta-feira feito pelo órgão regulador do governo, o Conatel, de que 34 delas seriam fechadas porque não cumpriam com as regulações do setor.

O governo venezuelano lançou uma ofensiva para regularizar os meios de comunicação privados com o objetivo de “democratizar o espaço radioelétrico”, mas a oposição afirma que se trata de uma iniciativa para reprimir a liberdade de expressão e sufocar a dissidência. A medida poderia afetar cerca de 240 emissoras de rádio. Há também o receio de fechamento iminente da TV de oposição Globovisión, que o governo acusa de mentir sistematicamente e conspirar contra o presidente Hugo Chávez.”

(Globo Online)

Em Exu, Serra recebeu até cartas com pedidos de emprego

“Teve forte cunho eleitoral a visita que o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), fez agora há pouco à cidade de Exu, no interior do Estado, sob o pretexto de homenagear a memória de Luiz Gonzaga.

No meio do povo, Serra recebeu muitos abraços e até cartas com pedidos de emprego, como costuma ocorrer nas eleições. Até beijos.

Em conversa com os jornalistas, o pré-candidato a presidente tucano disse que era uma visita sentimental, pois ele, quando criança, morava em um bairro que costumava receber os nordestinos que chegavam a São Paulo. Ele chwegou a dizer que se ientificava com os nordestinos.

Serra conheceu o Parque Asa Branca, onde está instalado o Museu do Rei do Baião.”

(JC Online)

Serra desembarca em Juazeiro do Norte evitando falar de campanha

serragov

“Eu não vim como candidato. Vim como amigo e admirador de Luiz Gonzaga. Campanha é no ano que vem”, disse, ao desembarcar nesta tarde de sábado, no Aeroporto Regional Orlando Bezerra, em Juazeiro do Norte (Região do Cariri), o governador de São Paulo e presidenciável tucano, José Serra.

Ele desembarcou com apenas um assessor, mas, mesmo dizendo que não estava buscando simpatias de candidato, não dispensou abraços e mais abraços em populares que ocuparam boa parte do terminal. Gente que teria sido mobilizada pela tucanada caririense. Na recepção dele, o senador Sérgio Guerra (PE), presidente nacional do PSDB e o deputado federal Manuel Salviano.

Serra não deu entrevistas, pois foi logo assediado por populares. Foram poucos os cumprimentos e ele logo entrou no carro e seguiu para Araripe e, de lá para Exu, onde participará de homenagens aos 20 anos da morte de Gonzagão.

A passagem de Serra por Pernambuco deve durar em torno de cinco horas – caso o cronograma seja cumprido e o tucano não resolva se estender um pouco mais. No caminho, para no Vilarejo do Araripe, onde conhecerá o local em que Gonzagão viveu durante a infância. Em seguida, chegará ao Parque Asa Branca, onde será homenageado por sanfoneiros e jantará. Antes de voltar para Juazeiro, acompanhará o início de um forró pé-de-serra previsto para começar entre 21 e 22 horas.

Sarney: “Não aguento mais. Vou negociar uma saída”

“O senador José Sarney lutou muito, mas não conseguiu vencer os fatos. Ao decidir disputar a presidência do Senado, em fevereiro passado, acreditava que o cargo era uma garantia de imunidade para ele e a família – aquela altura já investigada pela Polícia Federal por suspeita de uma multiplicidade de crimes. A visibilidade, porém, teve efeito contrário e acabou colocando o mais longevo dos políticos brasileiros no centro de uma devastadora crise de no Congresso. José Sarney, o último dos coronéis, rendeu-se diante de tantos escândalos. Na semana passada, o senador disse ao presidente Lula que está cansado e que decidiu deixar o cargo.

“Não aguento mais. Vou negociar uma saída”, afirmou, de acordo com um interlocutor privilegiado do presidente Lula. A conversa aconteceu na segunda-feira, pelo telefone, quando o presidente ligou para saber notícias sobre o estado de saúde de Marly Sarney, esposa do presidente do Senado, que se recupera de uma cirurgia em São Paulo. Sarney, de acordo com o relato feito pelo presidente Lula, estava abatido, disse que não conseguia dormir havia dias e se culpava pelo estado de saúde da mulher, que sofreu um acidente doméstico, fraturando o braço e o ombro.

Nos às vezes tortuosos códigos da política, desabafos como o do senador Sarney podem ser interpretados como um simples blefe, uma ameaça velada ou até chantagem de alguém em busca de proteção. Não é o caso. Desde o início da crise, Lula se empenhou pessoalmente na defesa do presidente do Congresso, sem qualquer pudor, a ponto de gerar constrangimentos ao seu partido, quando desautorizou publicamente o líder do PT, senador Aloizio Mercadante, que havia pedido o afastamento do presidente do Congresso. Depois da conversa telefônica com José Sarney, porém, Lula mudou completamente o tom.

Antes disposto a sacrificar um pouco da própria popularidade em troca de um punhado de votos no Congresso e de uma provável aliança com o PMDB na campanha eleitoral de 2010, o presidente vislumbrou a hora de mudar o discurso. Sarney? “Não é um problema meu. Não votei para eleger o presidente Sarney a presidente do Senado, nem para senador. Votei nos senadores de São Paulo. Quem tem que decidir se ele fica presidente é o Senado”, disse o presidente em entrevista. Lula recolheu a bóia. Jamais, portanto, poderá ser acusado de ter associado sua credibilidade à tentativa de manter no cargo um presidente do Congresso envolvido em nepotismo, desvios dinheiros, contas no exterior… E, daqui a alguns dias, Lula pode, quem sabe, invocar até uma conveniente crise de amnésia: Sarney? Que Sarney?…

O presidente, o PMDB e seus aliados já começaram a discutir o futuro do Senado pós-Sarney, mas muito distante daquele que deveria ser o ponto de partida. Lula, por exemplo, está preocupado com questões mais práticas, como a sucessão. Trabalha para que Sarney renuncie, o que obrigaria o Senado a convocar novas eleições em cinco dias, evitando que a Casa ficasse sob o comando do vice-presidente Marconi Perillo, do PSDB. O PMDB, republicano como sempre, quer continuar com a presidência, mas tem dificuldades em encontrar um candidato que seja da absoluta confiança do partido e que tenha a ficha limpa – missão aparentemente impossível.

A desfecho da crise envolvendo Sarney representa um golpe contra as tradicionais oligarquias políticas brasileiras, mas não o definitivo – aliás, longe disso. Antônio Carlos Magalhães, Renan Calheiros, Jader Barbalho e Sarney produziram herdeiros, biológicos ou não, que mantêm vivas as seculares práticas coronelistas. O tamanho e a importância que tem o PMDB no cenário nacional é o maior exemplo disso. Como um câncer em processo de metástase, o partido é o abrigo seguro desse jeito peculiar de fazer política, destes grupos que continuam espalhados pela máquina do estado empenhados exclusivamente em girar a roda do fisiologismo e da corrupção.

Se a renúncia de Sarney se confirmar, alguém é capaz de imaginar que os indicados do senador no setor elétrico serão demitidos? Não, não serão. Eles continuarão lá, fazendo tudo que sempre fizeram, igualzinho ao que manda a cartilha atrasada pela qual rezam a maioria dos políticos brasileiros, independente a qual agremiação pertençam. Afinal, esta é, e vai ainda continuar sendo por muito tempo, a mais eficiente e segura forma de fazer política: trocando votos por cargos, permutando verbas por apoio, empregando parentes e amigos – tudo com o nosso dinheiro.”

(Revista Veja)

TVC faz homenagem à VSM Comunicação

marcoss

A VSM Comunicação, em clima de 20 anos de atividades, recebe homenagem da TV Ceará neste sábado. Marcos André Borges, diretor da empresa, será o entrevistado do programa “Crônicas do Ceará”, a ser exibido às 20 horas.

Marcos André falará sobre a trajetória da VSM, primeira a atuar no segmento de comunicação corporativa no Ceará. Mas eel aproveita para tambem destacar o avanço das novas mídias como, por exemplo, portais, a web 2.0, blogs e ressaltr que, no mercado atual, esses instrumentos de comuncação ganharam força pela instantaneidade e credibilidade.

“O empresariado pouco acreditava nessas ferramentas, mas agora veem a importância desse tipo de midia. Há portais e blogs, mas devemos avaliar aqueles com respaldo e credibilidade”, destca o jornalista.

O programa destaca as personalidades que contribuíram para o desenvolvimento do Estado, resgatando fatos e depoimentos sobre a atuação, trabalho e influência da empresa no cenário local e nacional.

Serra desembarca por Juazeiro do Norte para festejar Gonzagão em Exu

“Por mais que o governador de São Paulo e pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, insista em dizer que sua visita a Exu (Sertão pernambucano) não tem nenhum caráter político, não há como esconder os benefícios que o ato pode trazer para o tucano. Embora seja líder em todas as pesquisas realizadas até o momento, está claro que o Nordeste ainda é o grande calo do presidenciável, que hoje participa de um evento em memória aos 20 anos da morte do Rei do Baião, Luiz Gonzaga, no Parque Asa Branca, no município sertanejo. Serra será ainda homenageado por sanfoneiros locais e participará de um jantar oferecido por Francisco Parente, o Beba, administrador do parque.

As últimas pesquisas divulgadas, datadas de junho, mostram um claro crescimento da pré-candidata do PT, a ministra da Casa Civil Dilma Rousseff, em relação aos levantamentos anteriores. Embora Serra se mantenha na liderança – ainda com uma certa folga, em que pese o crescimento da rival –, é justamente na região Nordeste que se observam dois fatores importantes: é onde o tucano possui os menores índices de intenção de voto e onde a petista mais se destaca.

O Datafolha dá uma mostra de como está a situação atual na região. Em março, Serra possuía 20 pontos de vantagem na intenção de votos em relação a Dilma no Nordeste (34% a 14%). Na pesquisa mais recente, de junho, o instituto aponta queda do tucano e avanço da petista, com a diferença caindo para 10 pontos (29% a 19%).

Por conta desses fatores, existe a preocupação entre tucanos de melhorar a imagem de Serra (que é tido como antipático) na região em que Lula é mais forte. “É claro que essa movimentação de Serra em Exu ajuda a melhorar sua imagem” perante o eleitorado da região, “afinal, Luiz Gonzaga é o maior nome da cultura nordestina”, admitiu um aliado do presidenciável. Em outras palavras: mesmo sem a presença de nomes fortes na região que poderiam capitalizar votos para o tucano – como os senadores Jarbas Vasconcelos (PMDB) e Marco Maciel (DEM), que resolveram não acompanhar Serra na visita –, a simples participação do governador paulista num evento tradicional da região pode render dividendos.”

(Jornal do Commercio Online)

Transposição – Obras chegam ao Ceará

“O deputado estadual Welington Landim (PSB) anunciou, durante entrevista ao Jornal da Integração Regional, da Rádio Sul Cearense, em entrevista ao radialista Farias Júnior, o início das obras do projeto de integração das bacias (Transposição de Águas do Rio São Francisco) no estado do Ceará. Os trabalhos já começaram em Brejo Santo e Mauriti. São 40 km de extensão dentro do estado do Ceará, a partir de Penaforte, divisa com Pernambuco. Somente de Mauriti são mais de 200 operários empregados na obra.

Na entrevista, Welington Landim lembrou do início de sua luta pela execução do projeto de transposição de águas, ainda em 1994, quando assumiu seu primeiro mandato de deputado estadual. Esta luta, aliás, começou há 182 anos com o intentor Porbem de Souza, na cidade do Crato. Welington, que visitou um dos canteiros de obras ao lado de lideranças do Cariri, enfatiza que alguns parlamentares não acreditavam na concretização da obra e que irá fazer pronunciamento na Assembleia Legislativa sobre o fato na próxima semana, no reinício dos trabalhos.

Orgulho de ser brasileiro: Cielo ganha 2ª medalha

“Primeiro e único nadador brasileiro a ter alcançado o feito de ser campeão olímpico e mundial, César Cielo tornou-se neste sábado também o primeiro homem do país a conquistar duas medalhas de ouro em Mundiais ao vencer a final os 50 m livre, em Roma. Com 21s08, ele bateu o recorde da competição, mas não o mundial.

Na quinta-feira, Cielo já havia sido campeão dos 100 m livre, com o tempo de 46s91, novo recorde mundial da distância.”

(Folha Online)

FM Universitária e um domingo dedicado a Gonzagão

gonzaga1

Do jornalista e radialista Nelson Augusto (FM Universitária), recebemos a seguinte nota:

Caro Eliomar,

Eis uma dica para seu conceituado Blog para este domingo – 2 de agosto, aproveitando a saudade de Luiz Gonzaga. São 20 anos da morte do “Rei do Baião”, que serão lembrados pela FM Universitária (www.radiouniversitariafm.com.br ).

7 horas – Sempre aos Domingos – Xotes, xaxados, marchas e baiões cantados por Luiz Gonzaga em gravações das décadas de 40, 50 e 60

10 horas – Brasileirinho – valsas e choros instrumentais tocados por Luiz Gonzaga na sanfona e seu regional ao longo de sua carreira

14 horas – Memória 107 – Show “Volta pra Curtir” feito no Teatro Tereza Raquel no Rio de Janeiro em 1972 com Luiz Gonzaga cantando e contando um pouco da sua história e acompanhado por Dominguinhos (acordeon), Ivanildo Leite (zabumba), Maria Helena (voz e triângulo), Porfírio Costa (baixo elétrico), Raimundinho ( reco-reco), Renato Piau (guitarra) e Toinho ( triângulo). No repertório, entre outras:

1. Boiadeiro/Cigarro de Paia

2. Moda Da Mula Preta / Lorota Boa

3. Siri Jogando Bola / Macapá

4. Qui Nem Jiló / Oiá Eu Aqui de Novo

5. Asa Branca / a Volta Da Asa Branca

6. Assum Preto / Ana Rosa

7. Hora do Adeus

8. Estrada de Canindé / Respeita Januário

9. Numa Sala de Reboco / o Cheiro Da Carolina / o Xote Das Meninas

 P.S. Nos 3 programas nenhuma música interpretada ( cantada ou tocada na sanfona ) por Luiz Gonzaga será repetida

Ao criticar gestão Luizianne, Adisia Sá tem razão, diz Antonio Mourão

O professor Antonio Mourão Cavalcante é autor do artigfo “Devolva-me”, que pode ser conferido no O POVO deste sábndo. No conteúdo, ele diz que a jornalista Adísia Sá, com críticas duras à gestão da prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), tem razão. Confira:

“Adriana Calcanhoto, com justa maestria, regravou uma composição de Renato Barros e Lilian Knapp, famosa nos tempos da Jovem Guarda, Devolva-me: “Rasgue as minhas cartas / E não me procure mais / Assim será melhor / Meu bem!”

Pois agora está com mais de quinze dias que procuro um contato com a Prefeita Municipal de Fortaleza, Professora Luizianne Lins, sem qualquer êxito. Os leões de chácara guardam-na a sete chaves. É impossível falar com a gestora municipal. Seus assessores saem com evasivas. Todos adiam a demanda com respostas pouco convincentes. Dizem qualquer coisa…

O assunto que desejo tratar é do interesse público. Coletivo. Mas, a turma cerca com tal zelo a gestora que não há cristão ou ateu que consiga vê-la e com ela trocar dois dedos de prosa.

Queria não acreditar no que as pessoas me falam, nem no que a imprensa noticia diariamente. Em off as informações são ainda mais pesadas. Queria, sinceramente, que uma administração nominada de – esquerda, socialista, progressista, revolucionária! – tivesse o mínimo de eficácia e apreço pelo povo que a escolheu. Fortaleza está à deriva e não temos a quem recorrer.

No início eu pensei que as críticas da jornalista Adísia Sá, nesse mesmo jornal, eram muito ácidas. Mas, lamentavelmente, agora concordo: é tudo verdade! Adísia, mais uma vez, tinha razão.

Apesar de tudo, guardo um tênue sentimento que Luizianne não seja uma má pessoa. Nem posso imaginar que ela esteja rasgando os valores e os ideais pelos quais tanto lutou. Mas, a patota dela, minha Nossa Senhora da Assunção!..

Faltando mais de três anos, acho muito tempo para Fortaleza aguentar uma administração tão caótica. Alguma coisa precisa ser feita e rápido. Reagir? Dar a volta por cima?

Por enquanto, inquieto, prefiro continuar cantando a musiquinha da Calcanhotto: “Rasgue as minhas cartas / E não me procure mais / Assim será melhor / Meu bem!”

ANTONIO MOURÃO CAVALCANTE
Médico e antropólogo. Professor Universitário
a_mourao@hotmail.com

Vem aí concurso para os ministérios do Desenvolvimento e Previdência Social

“O Ministério do Planejamento autorizou a realização de concursos públicos para preenchimento de 191 vagas no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e de 178 cargos no Ministério da Previdência Social (MPS), de acordo com portarias publicadas no Diário Oficial da União desta sexta-feira.

O concurso do MDIC vai selecionar 136 servidores como agente administrativo, que exige nível médio de escolaridade e oferece salário de aproximadamente R$ 2,1 mil, mais 55 vagas de analista administrativo, com nível superior de escolaridade e salário na faixa de R$ 2,8 mil. Destas, cinco vagas serão para técnico de comunicação social.

Dos cargos a serem preenchidos pelo MPS, 165 serão para agente administrativo, de nível médio e salário de R$ 2,1 mil, e 13 serão para servidores de nível superior, com salários na faixa de R$ 2,5 mil. Serão selecionados três administradores e dez técnicos de comunicação social para integrarem carreiras da Saúde, da Previdência e do Trabalho.

As portarias têm prazo de validade de seis meses, período em que os dois ministérios devem lançar seus editais, e as nomeações dos aprovados, a partir de dezembro deste ano, estarão condicionadas à extinção de igual número de postos de trabalho terceirizados, em desacordo com a legislação.

O Diário Oficial da União também traz portaria que autoriza a nomeação, a partir de outubro, de 297 candidatos aprovados para os cargos de delegado (96 vagas) e de perito criminal (201 vagas) da Polícia Federal. Ambos com salário inicial na faixa de R$ 13,4 mil, podendo chegar, no final da carreira, a R$ 19,7 mil.

(Agência Brasil)