Blog do Eliomar

Últimos posts

Dupla dá show de grosseria no Cariri, conta radialista

showw

Quem conta para o Blog é Roberto Bulhões, um dos nomes de peso da imprensa do Cariri e freelancer do SBT naquela banda do Estado:

“A dupla sertaneja Zezé de Camargo e Luciano – revoltados não se sabe o motivo, voltou a tratar mal alguns profissionais de imprensa na Região do Cariri. Essa não foi a primeira vez que os dois “Filhos de Francisco” mostraram que se acham quase Deus. A dupla, sempre que vemà Região ou faz ponto de apoio quando realiza seus shows em Estados vizinhos, tem demonstrado ser de uma antipatia sem limites.

Coitado daquele profissional que tenta conseguir uma entrevista com os rapazes “todo poderosos”. As recentes vítimas de Zezé de Camargo e Luciano foram alguns profissionais da TV Verde Vale, que esperaram, pacientemente, para conseguir uma entrevista, o que acabou não acontecendo.

A dupla discriminou todos os repórteres da emissora e falou talvez para um ou outro radialista com quem chegou a simpatizar ou que esteve lhe bajulando todo o tempo. A radialista Marleide Duarte (a maior audiência na região)  com toda sua bagagem e serviços prestados ao povo do Cariri e profissional respeitada, chegou a ser agredida com grosserias por parte do cantor Luciano.

DETALHE – A dupla foi uma das atrações do Juaforró, a festança junina patrocinada pela Prefeitura de Juazeiro do Norte.

Governo estadual recebe parcelas de empréstimo da Operação SWAP II

O Governo do Ceará recebeu, nesta terça-feira, as duas parcelas iniciais do empréstimo do Banco Mundial (BIRD), assinado em março último com essa Instituição financeira. No total, são R$ 144.250.528,00, correspondente às liberações de R$ R$ 52.524.918,00 e R$ 91.725.610,00.

O empréstimo faz parte da Operação SWAP II – Projeto de Apoio à Inclusão Social e Crescimento Econômico, cuja finalidade é melhorar a infraestrutura e ampliar avanços sociais.

 A última das seis parcelas restantes desse empréstimo deverá sair até junho de 2012. O SWAP II é um empréstimo multissetorial.

Serra usará agenda oficial para sair de SP. Ceará está no roteiro

“Antes com programação concentrada nos fins de semana, o governador de São Paulo e potencial candidato à Presidência, José Serra, estenderá sua agenda de viagens a outros Estados também nos dias úteis.
Rendendo-se a apelo de aliados, Serra deverá viajar mais pelo país em cumprimento de atividade de governador.

Um dos pontos fracos do tucanato, o Rio será destino mais frequente a partir de agora. Hoje, assiste à posse do presidente da Associação Comercial do Estado, José Luiz Alquéres, presidente da Light e ex-presidente da Alstom no Brasil, investigada na Suíça, na França e no Brasil sob suspeita de pagar comissões ilegais para obter contratos com governos da Ásia e da América Latina, como o de SP.

O governador deverá voltar ao Rio em agenda oficial, para a comemoração dos 200 anos da associação e a feira agropecuária de Rezende.

Segundo tucanos, Serra atenderá a convites oficiais, especialmente os destinados à discussão da crise, como um da associação comercial da Bahia.

O governador -que estará em Goiás no dia 13 para seminário sobre desemprego- também avalia convite da Federação de Indústrias do Ceará.

Afirmando que Serra estará em Mato Grosso e em Maceió nos próximos dias, o vice Alberto Goldman nega que a intensificação da agenda seja fruto da mudança de estratégia. Diz que não é o governador que está mais receptivo aos convites. “Serra está mais requisitado.”

Ele participará ainda de seminários em Pernambuco e na Bahia. Para a definição da agenda, leva-se em conta a magnitude do evento. Antes do embarque, Serra recebe uma radiografia do Estado que visitará.”

(Folha de São Paulo)

Segurança Pública e as “transgressõs disciplinares” de delegados

“Está instalada mais uma crise na Segurança Pública do Estado do Ceará. Desta vez, vieram à tona acusações que envolvem delegados da Polícia Civil e o titular da pasta da Segurança, Roberto Monteiro. O problema começou em agosto do ano passado, quando um ofício elaborado pelo secretário foi encaminhado ao corregedor-geral dos Órgãos da Segurança Pública, José Armando da Costa. No documento, cuja cópia foi obtida pelo Diário do Nordeste, Monteiro solicita a instauração de uma sindicância para apurar ´transgressões disciplinares´ que teriam sido cometidas por delegados da Polícia Civil em um local de crime.

A vítima do crime em questão era o delegado Cid Júnior Peixoto do Amaral, executado pelo procurador de Justiça aposentado Ernandes Lopes Pereira. O secretário relatou que, ao tomar conhecimento do caso, determinou, por telefone, ao comandante-geral da Polícia Militar que assumisse o gerenciamento da crise.

´Determinei também que a Polícia Civil se mantivesse afastada da residência, porquanto a melhor doutrina não aconselharia a atuação de integrantes daquela Corporação, em face do inevitável envolvimento emocional dos seus integrantes´, diz outro trecho do ofício. Logo em seguida, o secretário afirma que ´aquela Instituição (Polícia Civil) carece de profissionais especializados em gerenciamento de crises´, revela o documento.

Ele afirmou, no mesmo ofício, que orientou que somente o superintendente da Polícia Civil, Luiz Carlos Dantas, e o diretor do DPM, Franco Júnior, poderiam ter acesso ao interior do perímetro primário e coadjuvarem no gerenciamento.

O secretário então diz que foi surpreendido, cerca de uma hora depois de suas orientações, ´por uma turba de policiais civis´, desobedecendo suas ordens, violando perímetros táticos e pulando o alto muro da residência. ´A falta de profissionalismo dos infratores foi tamanha que, no caminho entre a residência e a viatura, o homicida foi agredido no rosto por uma mulher. Tamanha irresponsabilidade poderia ter acarretado lesões corporais e até a morte do preso, com as inevitáveis conseqüências negativas para a segurança pública do Estado´, diz outro trecho do documento.

Neste mês, quatro delegados já foram chamados à Corregedoria para prestar depoimento. Um deles foi Francisco Carlos Crisóstomo, na época, superintendente-adjunto da Polícia Civil. Ele foi ouvido ontem em depoimento. ´Apesar do envolvimento emocional com a vítima prendemos o criminoso e libertamos os reféns sem disparar um tiro sequer. Os objetivos principais do gerenciamento de crise são preservar a vida e aplicar a lei. A prioridade número um é preservar a vida de vítimas inocentes, acima de se aplicar a lei´, defendeu, em entrevista exclusiva, ontem, ao Diário do Nordeste. ´Em momento algum o secretário falou na vida dos reféns´, acrescentou Crisóstomo.”

(Diário do Nordeste)

TRE mantém Manuel Santana como prefeito de Juazeiro do Norte

O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral confirmou, nesta noite de terça-feira, a decisão de primeira instância e manteve no cargo o prefeito de Juazeiro do Norte, Manuel Santana (PT). A decisão foi por unanimidade.

Havia pedido de cassação por parte da coligação que apoiou o então candidato, o tucano Manuel Salviano, por abuso do poder econômico. Reno Ximenes atuou como advogado de Santana.

Comissão detecta 663 atos secretos no Senado

“O relatório final da Comissão instalada para levantar os atos secretos no Senado, que está sendo apresentado hoje na reunião da Mesa Diretora do Senado pelo primeiro-secretário da Casa, Heráclito Fortes (DEM-PI), identificou um total de 663 atos baixados e não publicados. O relatório aponta Agaciel Maia, ex-diretor-geral da casa, como responsável pelos procedimentos.

Conforme adiantou o jornal O Estado de S. Paulo no domingo, o relatório final aponta indícios de que houve intenção de esconder esses documentos.

“O uso indiscriminado de boletins suplementares, entre os quais 312 não publicados, contendo 663 atos, que integram o presente relatório, e os demais documentos e fatos examinados pela Comissão constituem indícios de que tenha havido deliberada falta de publicidade dos atos”, diz o texto entregue hoje à Mesa Diretora. A equipe de trabalho ainda recomenda a abertura de uma sindicância para investigar o assunto – o que já foi feito pelo presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP) – e informa que a responsabilidade pelo “Boletim de Administração de Pessoal” é da Diretoria-Geral, até março ocupada por Agaciel Maia.

O relatório sugere ainda medidas de controle para evitar a edição de atos secretos e ressalta a possibilidade de que a ausência de alguns atos possa até ter sido motivada por falha humana ou erros operacionais. Recomenda, por exemplo, a condição de que que os atos sejam publicados 30 dias após a sua assinatura, e a proibição de publicações retroativas, incluindo a criação de uma ferramenta de segurança que garanta isso.

A Comissão informa ainda que, a partir de abril deste ano, a Secretaria de Recursos Humanos passou a publicar esses atos secretos, que, “por qualquer motivo, não estivessem publicados”. Há ainda a sugestão para que as nomeações e exonerações de funcionários sejam divulgadas no Diário Oficial da União e do próprio Senado Federal.”

 

(Agência Estadol)

Obama cita Lula como exemplo na América Latina

obamma

Ele é o cara!

“O presidente americano, Barack Obama, afirmou nesta terça-feira, durante entrevista coletiva na Casa Branca, que o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva é um exemplo para outros países da América Latina.

Questionado sobre a relação dos Estados Unidos com a região, Obama citou Lula e a presidente do Chile, Michelle Bachelet, como líderes da América Latina que mantêm um bom relacionamento com o governo americano.

“Eu penso que o Chile lidera pelo exemplo”, disse o presidente americano, que se encontraria com Bachelet em Washington nesta terça-feira. “Estou usando o Chile como um exemplo, mas o mesmo é verdade para o Brasil.”

“O presidente Lula tem uma orientação política muito diferente da maioria dos americanos”, acrescentou Obama. “Ele surgiu do movimento sindical e era visto como um forte esquerdista.”

“Acontece que ele se mostrou uma pessoa muito prática, que, apesar de manter relações por todo o espectro político da América Latina, realizou todos os tipos de reformas de mercado inteligentes que fizeram o Brasil prosperar”, afirmou o presidente americano.

Ao elogiar Lula e Bachelet, Obama disse que os dois presidentes apontam o caminho que países “onde a tradição democrática não é tão enraizada” deveriam seguir.

“Nós podemos tornar uma causa comum mostrar para esses países que democracia, respeito pelos direitos de propriedade, respeito por economias de mercado e respeito às leis podem levar a uma maior prosperidade”, completou o presidente americano.”

 

(BBC Brasil)

CGU pune Paulo Lustosa e mais oito dirigentes da Funasa

A  edição de hoje (23/05) do Diário Oficial da União (DOU) publica portarias assinadas pelo ministro-chefe da Controladoria-Geral da União (CGU), que aplicam punições a nove dirigentes e servidores da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), envolvidos em irregularidades na contratação das empresas Digilab S/A, prestadora de serviços para a TV Funasa, e Aplauso Organização de Eventos Ltda. Entre os punidos, está um ex-presidente da Fundação.

O processo administrativo disciplinar (PAD) instaurado na Corregedoria-Geral da União, órgão da CGU, para apurar responsabilidades na contratação da Digilab S/A baseou-se em relatório prévio de auditoria da Secretaria Federal de Controle Interno, que considerou irregulares as contas de dirigentes da Funasa no exercício de 2006.

A auditoria já havia detectado vários problemas na contratação de serviços especializados de multimídia, entre os quais: execução do contrato com custo 11 vezes maior que o previsto no projeto; falta de efetividade do projeto da TV; inexistência de estudos para o projeto da TV corporativa e ausência de detalhamento dos custos dos serviços que seriam prestados. As outras duas empresas que participaram da concorrência não tiveram sequer os envelopes com as propostas de preços abertos.

A comissão de processo disciplinar chegou à conclusão de que o contrato assinado em 2006 com a empresa Digilab S/A acarretou prejuízos graves à Funasa. A quantia paga durante os seis meses de contrato, no valor de R$ 6,2 milhões, foi dez vezes maior do que seria pago pela aquisição definitiva de todo o material que estava sendo alugado, que poderia ser adquirido por R$ 620 mil no mercado à época.

Com a comprovação das irregularidades, cinco agentes públicos foram penalizados com a destituição do cargo em comissão: Wagner de Barros Campos (Diretor de Administração); Eduardo Tarcísio Brito Targino (Presidente da Comissão Permanente de Licitação); Paulo Roberto de Albuquerque Garcia Coelho (Coordenador-Geral de Recursos Logísticos); Paulo Sandoval Junior (Coordenador de Modernização e de Sistemas de Informação) e Paulo de Tarso Lustosa da Costa (ex- presidente da Funasa).

Lustosa foi indiciado pela comissão disciplinar por não ter tomado providências para interromper a contratação irregular da Digilab S/A, mesmo tendo tomado conhecimento das constatações do relatório de auditoria interna da Funasa. O parecer da Consultoria Jurídica da CGU, que fundamenta a decisão do ministro Jorge Hage, afirma que Lustosa demonstrou “verdadeiro desprezo e desapego à função pública exercida e aos recursos públicos geridos, agindo, portanto, na contramão do interesse público”. O ex-presidente foi punido com a destituição do cargo público, ficando impedido de exercer outras funções públicas por cinco anos.”

* Do site da CGU leia mais aqui.

Senadores cobram a divulgação dos atos secretos

“Pressionados ao verem seus nomes na lista de beneficiários de atos secretos, vários senadores se eximiram da responsabilidade e colocaram a culpa nos ex-diretores Agaciel Maia (Diretoria-geral) e João Carlos Zoghbi (Recursos Humanos). Os parlamentares também decidiram cobrar do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), a divulgação do teor de todos os atos secretos existentes no Senado.

O senador Augusto Botelho (PT-RR), um dos citados da lista, ainda não oficial, apresentou requerimento à Mesa Diretora propondo que todos os atos sejam divulgados imediatamente. Da tribuna, o ex-presidente do Senado Tião Viana (PT-AC) se disse responsável por todos os atos que assinou, mas descartou culpa na não publicação.

“Foi assim que assinei tudo com o doutor Agaciel. Não pedi para esconderem nada. Não fui conivente com nada. Então, sou responsável. No entanto, se algum criminoso não levou adiante a sua responsabilidade de publicar, de dar publicidade, como manda o artigo 37 da Constituição Federal, não é culpa minha”, argumentou Viana. “Quando olhamos aqui, é impressionante como as coisas têm funcionado nesta Casa. É por isso que a instituição está passando pela agonia que está passando”, defendeu-se o petista, que também teve o nome citado na lista.

Para o senador Epitácio Cafeteira (PTB-MA), acusado de usar a prática de atos secretos para nomear um neto de José Sarney, a publicação feita pelo jornal O Estado de S. Paulo não foi correta. Para ele, a lista deveria ter sido divulgada com os respectivos atos. “A lista não diz os atos que beneficiaram os senadores. Eu, por exemplo, não ia fiscalizar as exonerações. Fiscalizava as nomeações para dar posse”, justificou-se. “Acho que devemos ter uma reparação por parte do jornal porque até hoje não tive nenhum benefício além dos outros senadores”, completou Cafeteira.”

(Agência Brasil)

Diretor-geral do Senado é demitido

“O presidente do Senado, senador José Sarney (PMDB-AP), acaba de convocar ao seu gabinete e demitir o diretor-geral do Senado, Alexandre Gazineo, e o diretor de Recursos Humanos da Casa, Ralph Siqueira. A informação foi divulgada pela assessoria de imprensa de Sarney. Os dois diretores são suspeitos de participação no esquema de edição de atos secretos no Senado para nomeações ou para criação de cargos e privilégios.

O primeiro-secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), anunciou que Haroldo Tajra irá substituir provisoriamente Alexandre Gazineo no cargo de diretor-geral do Senado. Ele informou também que Dóris Peixoto será a nova diretora de Recursos Humanos no lugar de Ralph Siqueira. Dóris é ligada à família Sarney e foi chefe de gabinete de Roseana Sarney.

Ex-diretor adjunto desde 1995, Gazineo substituiu Agaciel Maia, em março último, mas sua situação ficou difícil depois de constatado que ele assinou a maior parte dos atos secretos. O servidor afirma que não participava nem da elaboração nem do encaminhamento dessas medidas sigilosas, que terminavam sendo engavetadas por Agaciel e pelo ex-diretor de Recursos Humanos João Carlos Zoghbi. Os dois serão investigados na sindicância aberta por Sarney.

As demissões são medidas para conter a crise que atinge a Casa, mais recentemente marcada pela descoberta dos atos secretos, usados para nomear parentes, amigos, criar cargos e aumentar salários, revelados pelo Estado.

A investigação em cima das centenas de atos secretos do Senado descobriu um submundo de duas categorias de decisões sob sigilo, como se existissem atos “top secret” e outros classificados oficiosamente como secretos. A primeira ficou sob a guarda do ex-diretor-geral Agaciel Maia. E a outra nas mãos de João Carlos Zoghbi, ex-diretor de Recursos Humanos.”

(Agência Estado)

Em blitz surpresa em presídio, Polícia apreende até sutiã

Dois sutiãs estão entre os objetos apreendidos em vistoria realizada ensta terça-feira, pela Polícia Militar,  na Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL) de Itaitinga (Região Metropolitana de Fortaleza). Segundo os policiais, as peças íntimas poderiam ser utilizadas pelos presos como disfarce para fugas. 
Nessa blitz surpresa, foram apreendidos ainda 26 celulares, 27 carregadores, 28 baterias, 22 fones de ouvidos, três chips, 14 cachimbos de crack, 16 cossocos (faca artesanal), dois mergulhões (utensílios para aquecer água) e um baralho. A polícia ainda está investigando se não há policiais ou outras pessoas facilitando a entrada desse tipo de material no presídio.
(Este Blog com O POVO Online)

Cearense ganha homenagem nacional por lutar contra as drogas

O cearense Osmar Diógenes Parente, que coordena o Instituto Volta a Vida, receberá, nesta quarta-feira, às 20 horas, no Centro de Convenções, o Diploma de Mérito pela Valorização da Vida.

O diploma é instituído pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas e referendado pelo Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República e presidência do Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas.

Cai liminar que permitia Sindifort negociar com Prefeitura em nome dos grevistas

samusa

Grevistas do SAMU com barraca armada em frente à sede.

Suspensa, nesta terça-feira, a liminar que obrigava a Prefeitura de Fortaleza  a negociar com as categorias em greve tendo a participação do Sindicato dos Servidores Públicops de Fortleza (Sindifort). Essa entidade representativa dos servidores havia ontido essa liminar na semana passada.

O presidente do TRT-7ª Região, desembargador federal Antônio José Parente, acatou recurso do procurador-geral do Município, Martônio Mont’Alverne.

Com a decisão, a Prefeitura poderá negociar com as categorias em greve sem a presença obrigatória do Sindifort. 

Ainda estão em greve os servidores do SAMU, AMC, profissionais da Saúde e segmentos dos professores e da Guarda Municipal.

(Foto – Paulo Moska)

Site reúne políticos que já estão no twitter e outras tecnologias

politweets

Os políticos brasilerios estão aderindo às novas tecnologias como Orkut, Twitter, Facebook, etc. Querem dizer o que pensam, mas abrem espaço para interagir com o eleitorado. Claro que uma chance de desabafo direto e de críticas diretamente ao governador, deputado ou senador.

* Clique no site e converse com alguns dos principais políticos que estão na rede.

Novo presidente da AMC toma posse na 6ª feira

O técnico Fernando Bezerra tomará posse como presidente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) na próxima sexta-feira, às 10 horas. Foi o que ele confirmou para este Blog nesta terça-feira.

Bezerra inteira-se de todos os projetos tocados pelo órgão e tenta, segundo assessores, descascar abacaxi deixado pela gestão passada: a greve dos agentes da AMC.

DETALHE – A posse dele ocorrerá sob as bênçãos da cúpula do PMDB estadual, já que sua indicação, ao lado da indicação de Patrícia Aguiar para a Secretaria Municipal do Turismo , é da cota peemeedebista.

Gabeira diz que usou verba indenizatória para contratar firma de namorada

gabeira

O deputado federal Fernando Gabeira (PV-RJ) admitiu que usou R$ 20 mil da verba indenizatória em 2004 para contratar a Lavorare Produções, de sua mulher, Neila Tavares, para produzir um site.

Segundo Gabeira, na época ela era sua namorada. “Desde que nossa relação mudou de patamar, não a contratei mais com verba da Câmara.”

(Folha Online)

Lula reclama: reduz alíquota de impostos, mas empresariado não repassa

“O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reclamou hoje (23) que os empresários não repassam aos consumidores as desonerações de impostos feitas pelo governo. Segundo ele, seria melhor dar esse dinheiro para os pobres consumirem e assim movimentar a economia.

“Falei com eles [empresários]: ‘Olha, em vez de ficar desonerando, é melhor pegar esse dinheiro e dar para os pobres. Se eles tiverem dinheiro para comprar, vocês tem que produzir. A gente desonera e vocês não repassam para o custo do produto. Já desoneramos neste meu mandato R$100 milhões. Imagina isso na mão do povo brasileiro”, discursou.

Desde meados do ano passado, motivado pela crise financeira internacional, o governo desonerou impostos de carros e eletrodomésticos como geladeiras e fogões.

Lula lembrou ainda a perda com a arrecadação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). “Perdemos R$ 40 bilhões do Orçamento da União [que eram] para cuidar da saúde deste país e não vi ninguém reduzir do preço 0,38% da CPMF.”

(Agência Brasil)

TCU deve investigar contratos do Senado

“A Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) aprovou, em reunião encerrada há instantes, três requerimentos, entre os quais o que solicita auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) em contratos para aquisição de produtos e serviços, decorrentes de processo de licitação realizado no Senado.

O presidente da comissão, senador Renato Casagrande (PSB-ES), disse que o TCU pode colaborar com a Casa para prestar esclarecimentos sobre “questionamentos que surgem a todo momento”, referindo-se a denúncias veiculadas pela imprensa sobre atos não publicados pelo Senado.

Também foram aprovadas audiências públicas para tratar do respeito ao meio ambiente nos contratos de financiamentos de instituições financeiras e para avaliar a atuação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, que completou um ano de funcionamento.

 

(Agência Senado)