Blog do Eliomar

Últimos posts

Bloqueadores não interrompem rede de dados e não resolverão criminalidade no Ceará?

Com o título “Bloqueadores não interrompem rede de dados e não resolverão criminalidade no Ceará”, eis a Coluna do jornalista Thiago Paiva, no O POVO desta segunda-feira. Confira:

Por óbvio, a instalação de aparelhos bloqueadores de sinal de celular nos presídios do Ceará não resolveria o problema da criminalidade no Estado, que tem raízes muito mais profundas. O que ainda não foi dito sobre essa temática, porém, é que o sistema também não cumpriria aquilo que dele se espera: acabar com o alto poder de comunicação dos internos do sistema prisional cearense.

Isso por conta de um detalhe importante e desconhecido pela opinião pública: os equipamentos não bloqueiam as redes de dados. Significa dizer, na prática, que os presos não conseguiriam efetuar chamadas convencionais de seus aparelhos, mas as ligações por meio de aplicativos de rede social, como o WhatsApp, utilizando a internet, estariam “liberadas”.

As informações são do secretário da Justiça e da Cidadania (Sejuc) do Rio Grande do Norte, Luís Mauro de Albuquerque, 49. “O ruim do bloqueador é que ele tem uma falha: os dados você consegue transmitir. E eu desconheço que exista tecnologia para bloquear dados, no Brasil ou fora dele”, disse Mauro, em conversa com a coluna.

“O ruim do bloqueador é que ele tem uma falha: os dados você consegue transmitir. E eu desconheço que exista tecnologia para bloquear dados”

Agente de custódia da Polícia Civil do Distrito Federal, o secretário assumiu o sistema prisional potiguar após a crise de janeiro de 2017, quando 26 presos foram mortos, durante rebelião, no presídio de Alcaçuz, na cidade de Nísia Floresta. À época, a Sejuc já utilizava bloqueadores em suas penitenciárias.

Os equipamentos foram adquiridos sem custo de instalação. Apenas o aluguel mensal das máquinas é cobrado: em grandes unidades, aproximadamente, R$ 60 mil. Nas cadeias públicas, menores, R$ 30 mil. O bloqueio é feito por quadrante, com o uso de antenas, afetando somente a unidade prisional. Sinais de rádio de comunicação também têm o sinal suprimido, mas a rede wi-fi continua operante.

Entretanto, em Alcaçuz, os bloqueadores, destruídos durante a rebelião, jamais foram reparados. Mesmo assim, segundo Mauro, nunca mais foram encontrados celulares no interior do prédio. A repressão à comunicação irregular dos detentos é feita por outros métodos, chamados de “procedimentos de rotina”. “Revista e controle total da unidade. O agente está sempre lá dentro. Se o preso sai para o banho de sol, é revistado. Quando volta, é revistado. Sai da cela, é revistado. Volta para a cela, é revistado. Enquanto está no pátio, no banho de sol, a cela também é revistada”, explica.

Mauro diz que a comprovação da inexistência de aparelhos no prédio é feita eletronicamente, com uso de aparelho específico, capaz de localizar os celulares dentro das celas. Nesse cenário, considera a confiança nos agentes um fator determinante. “Não adianta ter aparelhos de Raios-X se quem vê é cego”, prega. Os procedimentos também permitiram que não fosse necessário separar membros de facção por presídio. “Aqui, tenho duas facções dentro da mesma unidade. Muitas vezes sou criticado por isso. Acham arriscado, mas temos controle total, durante 24 horas, e separamos por alas. Não dou espaço para o preso. O espaço que ele ocupa é do Estado e ele vai para onde o Estado determinar”, defende.

Contudo, apesar das falhas, Mauro recomenda a instalação de bloqueadores nos presídios cearenses, como forma de “enfrentamento à dinâmica de atuação do crime dito organizado”. O secretário conhece o cenário do Ceará, pois coordenou a Força de Intervenção Penitenciária Integrada (Fipi), do Ministério da Justiça, que atuou no Estado, em maio de 2016, após a greve dos agentes penitenciários, quando 14 detentos morreram.

“Os bloqueadores descapitalizam as facções no sistema, que funciona como um cofre para os líderes, que têm um exército de escravos explorados. Ele funciona como uma pirâmide: quem está em cima se dá bem, quem está embaixo é explorado”, diz. Cita ainda os golpes aplicados por ligação telefônica convencional como justificativa. Mauro aponta, porém, alternativas mais efetivas para cessar ou reduzir a comunicação dos presos. Para além dos procedimentos e uso de equipamentos eletrônicos já mencionados, propõe uma parceria com as operadoras de telefonia.

“Elas poderiam indicar os números que operam ali, na área dos presídios. Nós daríamos um cadastro verde para elas, com os telefones dos agentes e servidores que estão no local, e ela nos dariam um cadastro vermelho, com a localização dos celulares que seriam dos presos, para a gente ir atrás”, propõe.

O secretário conclui que a medida anularia até mesmo a necessidade de uso dos bloqueadores. “Seria bem mais eficiente, já que os bloqueadores não funcionam com a rede de dados. E se eu soubesse onde os celulares estão, iria só buscar na cela. Bloquear tem um custo. Já essa tecnologia (da localização) existe, não é física e a empresa não teria custo algum. E como se trata de uma área de segurança, não teria o problema da quebra de sigilo ou ilicitude”, encerra.

Presidente do TRF-5 inaugura novas instalações da Justiça Federal em Sobral

O presidente do Tribunal Regional Federal, da 5ª Região, com sede no Recife, desembargador federal Manoel Einhardt, cumprirá agenda no Ceará.

Na quinta-feira, ele vai inaugurar, às 16 horas, as novas instalações da 31ª Vara da Justiça Federal, em Sobral (Zona Norte). No ato, as presenças do governador Camilo Santana (PT) e do prefeito desse município, Ivo Gomes (PDT), além de outros gestores da região e da cúpula da Justiça Federal no Estado.

(Foto – Arthir Souza, da Folha de Pernambuco)

Contas externas registram saldo positivo pelo quarto mês consecutivo

As contas externas brasileiras apresentaram resultado positivo pelo quarto mês consecutivo. Em maio, houve superávit em transações correntes, que são compras e vendas de mercadorias e serviços e transferências de renda do país com o mundo. O resultado ficou positivo em US$ 729 milhões, mas foi bem menor que o registrado em igual mês de 2017, que registrou superávit de US$ 2,751 bilhões. Os dados foram divulgados hoje (25) pelo Banco Central (BC).

Como em janeiro houve déficit, o resultado acumulado nos cinco meses do ano ficou negativo em US$ 4,022 bilhões, contra o déficit de US$ 744 milhões em igual período de 2017.

Entre os componentes das transações correntes está a balança comercial (exportações e importações de mercadorias), que apresentou superávit de US$ 5,558 bilhões no mês passado e US$ 21,972 bilhões, de janeiro a maio deste ano.

A conta de serviços (viagens, transporte, aluguel de investimentos, entre outros) registrou saldo negativo de US$ 2,733 bilhões, em maio, e de US$ 13,623 bilhões, nos cinco meses do ano.

A conta renda primária (lucros e dividendos, pagamentos de juros e salários) ficou com US$ 2,335 bilhões de déficit no mês, e US$ 13,431 bilhões no acumulado do ano.

A conta de renda secundária (renda gerada em uma economia e distribuída para outra, como doações e remessas de dólares, sem contrapartida de serviços ou bens) registrou resultado positivo de US$ 239 milhões no mês e US$ 1,061 bilhão, de janeiro a maio.

Quando o país registra saldo negativo em transações correntes, precisa cobrir o déficit com investimentos ou empréstimos no exterior. A melhor forma de financiamento do saldo negativo é o investimento direto no país (IDP), porque recursos são aplicados no setor produtivo do país. Em maio, esses investimentos chegaram a US$ 2,978 bilhões e nos cinco meses do ano ficaram em US$ 23,344 bilhões.

(Agência Brasil)

Caso Gisele Távora – Conselho de Defesa do Policial em Serviço dará coletiva

O Conselho de Defesa do Policial em Serviço, da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social PDS, dará coletiva nesta terça-feira, às 16h30min, no Hotel Meridional (Centro). Tratará sobre o caso da pedagoga Gisele Távora, que morreu durante uma perseguição policial.

O presidente do Conselho, advogado Ricardo Valente Filho, juntamente com os membros efetivos, Artur Feitosa, Túlio Magno e Otávio Medeiros, estará presente nessa coletiva. Ele diz que o objetivo é passar informações sobre o caso. Ele promete dar novas informações sobre a versão dos policiais envolvidos.

SERVIÇO

*Hotel Meridional – Avenida Dom Manuel , 660.

(Foto -Facebook)

Ipea – Perfil do desempregado no Brasil é mulher, nordestina, entre 18 e 24 anos

O desempregado no Brasil tem um perfil: é mulher, nordestina, e com idade entre 18 e 24 anos. Ela tem ensino fundamental incompleto e mora em regiões metropolitanas. É o que consta da seção Mercado de Trabalho, da Carta de Conjuntura, divulgada hoje (25) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Tendo por base dados obtidos pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o estudo identifica um comportamento distinto da ocupação, dependendo da idade do trabalhador e de seu grau de instrução. De acordo com o Ipea, o recuo da taxa de desocupação ocorre “de modo disseminado em todas as categorias, sendo mais significativo nas regiões Norte e Centro-Oeste e no grupo de trabalhadores com idade entre 25 e 39 anos, com ensino médio incompleto e não residente nas regiões metropolitanas”.

Na comparação com os números obtidos em 2017, os estados que registraram aumento da desocupação foram Piauí, Sergipe, Maranhão, Pernambuco e Rio de Janeiro. Já os estados que apresentaram queda mais acentuada no índice de desemprego foram Amazonas, Tocantins, Goiás e Mato Grosso do Sul.

Idoso

A população ocupada com idade superior a 60 anos aumentou em 8%, percentual bem acima ao do registrado na população de trabalhadores com idade entre 25 e 39 anos, que aumentou 0,9% no primeiro trimestre de 2018, na comparação com o mesmo período de 2017. Entre os com ensino médio incompleto, a ocupação aumentou 10%. Já entre os com ensino fundamental, a ocupação recuou 9%.

Na avaliação do Ipea, o crescimento dos mais idosos na força de trabalho tem ocorrido pelo fato de a parcela de idosos que decidem deixar a força de trabalho e ir para a inatividade vem recuando, e não devido ao aumento do número desses trabalhadores que estão saindo da inatividade e retornando ao mercado de trabalho.

Alguns fatores são citados pelos pesquisadores como relevantes para explicar a permanência dos mais velhos no mercado de trabalho. Um deles está relacionado à busca por um aumento na renda. O outro fator está relacionado ao aumento de expectativa de vida do brasileiro.

Desemprego

Citando números divulgados pelo PNADC, o estudo mostra que em abril o desemprego voltou a cair, após ter apresentado aumento no primeiro trimestre de 2018, na comparação com o último trimestre de 2017. Se comparado aos números de abril do ano passado, o recuo do desemprego ficou em 0,7 ponto percentual (p.p.). A construção civil apresentou saldos mensais positivos mas, no acumulado de 12 meses, o setor continua apresentando “destruição de empregos”, segundo o Ipea.

“Em maio de 2018, esse setor abriu mais de 3 mil vagas com certeira assinada, apresentando um resultado bem superior ao observado no mesmo mês de 2017”. O setor que apresentou maior dinamismo foi o de serviços, com um saldo positivo líquido próximo a 190 mil novos postos de trabalho nos 12 meses até maio.

Autora da pesquisa, Maria Andréia Lameiras avalia que apesar de o mercado ter apresentado sinais de melhora nos últimos trimestres, dados recentes apontam uma estabilidade que “coloca em dúvida o ritmo da recuperação”. Devido à desaceleração do crescimento da população ocupara, a taxa de desocupação vem se mantendo em torno de 12,5%. “Viemos de um período de retração muito grande. Nossa recuperação apresenta bases ainda frágeis, com muita informalidade, o que traz alta volatilidade para o setor, tanto em termos de ocupação, quanto de rendimento”, explicoua pesquisadora do Ipea por meio de nota.

No primeiro trimestre de 2018, o grupo instituído pelos chamados desalentados – pessoas que não procuram emprego por não acreditarem na possibilidade de conseguir uma vaga – voltou a avançar “de forma mais significativa, correspondendo a quase 3% do total da população em idade ativa”. De acordo com o Ipea, o aumento desse grupo “ocorreu por conta da migração de trabalhadores que até então estavam ocupados, mas ao perderem seus postos de trabalho transitaram diretamente para o desalento, ao invés de permanecerem na desocupação”, não estando, portanto, relacionado a pessoas que estavam sem emprego e desistiram de procurar emprego.

(Agência Brasil)

ZEIS do Bom Jardim em processo para escolha do Conselho Gestor

A Zona Especial de Interesse Social (ZEIS) do bairro Bom Jardim promove, nesta semana, a escolha, em assembleia popular, da comissão que organizará o processo para eleger o seu Conselho Gestor. O processo está amparado pelo decreto 14.211, de 21 de maio deste ano.

Os moradores acima de 16 anos, com residência entre as ruas Nova Conquista, Coronel Virgílio Nogueira, José Maurício e Avenida Osório de Paiva (poligonal da ZEIS), poderão comparecer, às 17 horas, a uma das três escolas onde se realizarão as assembleias: segunda (25) na Escola Santo Amaro, terça (26) na Escola Herbert de Souza e quinta (28), na Escola Senador Osires Pontes. Basta participar da assembleia da escola mais próxima à sua casa.

Ao final, terão sido eleitos três moradores e uma organização social, entidade acadêmica ou movimento popular para compor a Comissão Eleitoral ao lado do Iplanfor, Coordenadoria Especial de Participação Social (CEPS) e Regional V.

Após aprovar o Plano Popular da ZEIS Bom Jardim no último sábado, a Rede DLIS do Grande Bom Jardim decidiu pleitear uma vaga na Comissão Eleitoral na condição de movimento popular.

Outras 9 ZEIS estão também realizando suas assembleias para compor as respectivas Comissões Eleitorais. São elas: Dionísio Torres (Vila Vicentina), Lagamar, Moura Brasil, Mucuripe, Pici, Pirambu, Poço da Draga, Praia do Futuro e Serviluz.

Locais das Assembleias para eleição da comissão eleitoral da ZEIS Bom Jardim

25/06 – 17 horas: Escola Santo Amaro – Rua Nova Conquista, 871.
26/06 – 17 horas: Escola Herbert de Souza – Rua Urucutuba, 1599.
28/06 – 17 horas: Escola Senador Osires Pontes – Rua Divina, 150.

SERVIÇO

*Mais informações: CDVHS – 34972162; IPLANFOR – 31051343.

(Foto – Divulgação)

ProUni abre inscrições nesta terça-feira

As inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) começam amanhã (26). Os interessados podem consultar as vagas que serão ofertadas no segundo semestre na página do programa. Ao todo serão oferecidas 174.289 vagas, sendo 68.884 bolsas integrais e 105.405 parciais em 1.460 instituições de ensino superior privadas. As vagas podem ser consultadas por curso, por instituição ou por município.

Para se candidatar, é preciso ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017, ter alcançado no mínimo 450 pontos e ter tido nota superior a zero na redação. Além disso, só podem participar alunos brasileiros sem curso superior e que tenham cursado o ensino médio completo na rede pública ou como bolsista integral na rede privada.

Alunos que fizeram parte do ensino médio na rede pública e a outra parte na rede privada na condição de bolsista ou que sejam deficientes físicos ou professores da rede pública também podem solicitar uma bolsa.

Bolsa integral

O candidato que quiser uma bolsa integral deve ter uma renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais de 50% são destinadas aos alunos que têm uma renda familiar per capita de até três salários mínimos.

Quem conseguir uma bolsa parcial, e não tiver condições financeiras de arcar com a outra metade do valor da mensalidade, pode utilizar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

As inscrições poderão ser feitas de amanhã (26) até sexta-feira (29), na internet. Os resultados com a lista dos candidatos pré-selecionados estarão disponíveis também na página do ProUni, a partir do dia 2 de julho para a primeira chamada, e 16 de julho para a segunda.

Aplicativo

Os candidato podem baixar o aplicativo do ProUni, disponível na Google Play e App Store. A inscrição deve ser feita pela internet, mas pelo aplicativo o estudante pode acompanhar as divulgações das notas de corte dos cursos, pesquisar bolsas e acompanhar todo o calendário do processo seletivo.

(Agência Brasil)

Crise do Brasil – Falta de educação ou de formação dos políticos?

Com o título “Falta de educação ou de formação dos políticos”, eis artigo do professor universitário Pedro Henrique Antero. Para ele, a crise do País é também fruto do despreparo da classe política. Confira:

A crise brasileira é a crise da educação ou da ausência de formação das pessoas. Políticos despreparados ou mal formados em suas famílias têm assumido o poder do País e transformado a nossa organização política num espaço para a realização dos seus negócios e de suas ambições.

A vontade de permanecer no poder por tempo indeterminado, utilizando uma aparência de democracia, tem sido uma das características dos dirigentes da nova república. FHC, em conluio com o Parlamento, criou o instituto da reeleição presidencial. Lula, com dinheiro no bolso, apontou um “poste” para sua sucessão.

PSDB e PT nasceram da mesma cepa e sempre se posicionaram à esquerda do espectro político. Dividem-se hoje pelas divergências acerca do comando do País, mas também pela evolução ideológica ocorrida no seio dos sociais democratas brasileiros. O MDB, por seu lado, tem origens e costumes historicamente corrompidos, pois é oriundo de políticos que fizeram parte do fracassado governo de João Goulart. Assim, o MDB já havia traçado, desde sua fundação, sua estrada de futuro. Ulisses, Tancredo e outros sempre adotaram na política uma postura de concessões fáceis àqueles que não tinham escrúpulo em relação ao dinheiro público.

A crise moral brasileira se abateu com força incomparável nos últimos doze anos de governo. Estamos mergulhados, portanto, numa crise marcada pela falta da educação ou da formação dos dirigentes e pela absoluta ausência de paradigmas morais e éticos dos membros dos principais partidos da República.

Outubro já se aproxima e os candidatos à presidência não empolgaram a população até o momento. Lula, por incrível que pareça, é o líder das pesquisas e luta para ser libertado da prisão.

Escolarizar é preciso. Dar formação moral e religiosa a todos é ainda mais importante.

*Pedro Henrique Antero,

phantero@gmail.com

Cientista Político e professor universitário. 

Dólar abre a semana em baixa de 0,32%

A intervenção do Banco Central (BC) com o anúncio de um leilão de linha (com promessa de recompra) de US$ 3 bilhões para esta semana serviu para reduzir a cotação da moeda norte-americana na abertura do pregão. O dólar abriu o dia recuando 0,32%, cotado a R$ 3,7689 para venda às 9h20, depois de alta de 0,53% registrada na última sexta-feira (22).

O índice Ibovespa abriu o pregão de hoje (25) estável no início da manhã, marcando 0,01% às 10h09 e em seguida com tendência de alta registrando 0,28%, com 70.839 pontos às 10h43.

(Agência Brasil)

Camilo entrega viaturas da PM para municípios da Região dos Inhamuns

Camilo, Audic Mota e lideranças de Parambu

O deputado Audic Mota, primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, participou com o governador Camilo Santana, nesta segunda-feira, 25, do ato de entrega das novas viaturas da Polícia Militar destinadas aos municípios da Região dos Inhamuns. O ato ocorreu em Fortaleza, na Lagoa da Parangaba, sendo prestigiado por lideranças de Parambu como o Padre Márcio e os vereadores  Neto e Erasmo.

Cada unidade policial da Região dos Inhamuns receberá os novos veículos na próxima semana, de acordo com o Comando do 13º Batalhão de Polícia Militar.

As viaturas são resultado de requisição articulada pelo deputado Audic Mota junto ao governador Camilo Santana. Serão atendidos Tauá, Parambu, Arneiroz, Aiuaba, Catarina e Quiterianópolis. Os veículos são do modelo Jeep Renegade, movidos a óleo diesel.

(Foto – Divulgação)

Prefeito vai entregar mais uma escola de tempo integral

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), vai inaugurar, às 18 horas desta segunda-feira, a Escola de Tempo Integral (ETI) Professora Hildete Brasil de Sá Cavalcante, no bairro Mondubim (Regional V). Esta é a 23ª ETI entregue à população fortalezense. A unidade atenderá a cerca de 450 alunos, do 6º ao 9º ano, informa a assessoria de imprensa do Paço Municipal.

O equipamento teve investimento total de R$ 8.767.993,63, oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e do Tesouro Municipal, e possui área total de 4.800 m², sendo 3.906,08 m² de área construída.

A unidade dispõe de 12 salas de aulas temáticas, incluindo os eixos Projeto de Vida e Protagonismo, além de laboratório de Química/Biologia, laboratório de Física/Matemática e dois laboratórios de Informática. Conta, ainda, com biblioteca, cozinha, refeitório, auditório, diretoria, secretaria, coordenação pedagógica e coordenação de área, sala do professor diretor de turma, sala dos professores, pátio com projeto paisagístico, ginásio (com quadra poliesportiva coberta, arquibancadas e alambrados), vestiários e depósitos.

(Foto – Aurélio Alves, do O POVO)

Copa da Rússia – Fifa divulga horário e local de sorteios para definir classificados

A Fifa informou nesta segunda-feira (25) que caso haja empate em todos os critérios no grupo E da Copa do Mundo, em que a seleção brasileira está presente, haverá um sorteio na próxima quarta, às 17h (de Brasília), na Otkrytiye Arena, para definir os classificados para as oitavas de final. A federação internacional divulgou as datas e horários dos possíveis sorteios, a começar pelos grupos A e B, cujas últimas rodadas serão disputadas ainda hoje.

A seleção brasileira lidera o grupo E com quatro pontos, superando a Suíça, segunda colocada, no saldo de gols. A Sérvia, próxima adversária da equipe pentacampeã, tem três, enquanto a Costa Rica ainda não pontuou e está eliminada.

Datas, horários e locais dos possíveis sorteios (horário de Brasília)

– Grupo A: 25 de junho, às 13h, no Luzhniki.
– Grupo B: 25 de junho, às 19h, no Luzhniki.
– Grupo C: 26 de junho, às 13h, no Luzhniki.
– Grupo D: 26 de junho, às 19h, no Luzhniki.
– Grupo E: 27 de junho, às 13h, na na Otkrytiye Arena.
– Grupo F: 27 de junho, às 13h, na na Otkrytiye Arena.
– Grupo G: 28 de junho, às 19h, no Luzhniki.
– Grupo H: 28 de junho, às 13h, no Luzhniki.

(Agência Brasil com EFE)

Mercado financeiro espera por mais inflação e menor crescimento econômico

Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) continuam reduzindo a projeção de crescimento da economia e aumentando a estimativa para a inflação. No sexto aumento seguido, a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu de 3,88% para 4% neste ano. Para 2019, a estimativa segue em 4,10%.

Mesmo com o aumento nas projeções, as estimativas seguem abaixo da meta de 4,5%, com limite inferior de 3% e superior de 6% para este ano. Para 2019, a meta é 4,25% com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%. Para alcançar a meta de inflação, o BC usa como instrumento a taxa básica de juros, a Selic. Na semana passada, o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC decidiu manter a Selic em 6,5% ao ano.

Taxa Selic 

Para as instituições financeiras, a Selic deve permanecer em 6,5% ao ano até o fim de 2018. Para 2019, a expectativa é de aumento da taxa básica, terminando o período em 8% ao ano.

Quando o Copom aumenta a Selic, objetivo é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Quando o Copom diminui os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação.

A manutenção da Selic, como prevê o mercado financeiro, indica que o Copom considera as alterações anteriores suficientes para chegar à meta de inflação, objetivo que deve ser perseguido pelo BC.

Atividade econômica

A estimativa do mercado financeiro para o crescimento da economia continua sendo reduzida. A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – passou de 1,76% para 1,55% na oitava redução seguida.

A previsão de crescimento do PIB para 2019 caiu, pela terceira vez consecutiva, ao passar de 2,70% para 2,60%.

A previsão do mercado financeiro para a cotação do dólar passou de R$ 3,63 para R$ 3,65 no fim deste ano, e permanece em R$ 3,60 para o fim de 2019.

(Agência Brasil)

Agência do Banco do Brasil da avenida Bezerra de Menezes é alvo de furto

A agência do Banco do Brasil, situada na Avenida Bezerra de Menezes (Bairro São Gerardo), em Fortaleza, foi alvo de furto na madrugada desta segunda-feira. A Polícia ainda não informou sobre o valor levado pelo grupo.

Na ação, eles arrombaram a porta principal da agência e tiveram acesso ao cofre. Até agora, ninguém foi preso.

Pelas estatísticas do Sindicato dos Bancários do Ceará, este é o 25º ataque a bancos neste ano.

 

“Operação Câmbio, Desligo” entra na segunda fase

A força-tarefa da Lava-Jato no Rio de Janeiro entrou numa segunda fase da Operação Câmbio, Desligo, aquela que investiga 61 doleiros — 33 foram presos em maio, embora parte deles já tenha sido solta pelo ministro do STF, Gilmar Mendes.

Os procuradores já encontraram as contas de alguns dos clientes dos doleiros.

O material é farto e, segundo o jornalista Lauro Jardim, colunista do O Globo, é nitroglicerina pura.

(Foto  Uanderson Fernandes, Agência Globo)

Ex-secretário-adjunto da Segurança crítica política de segurança do Governo Camilo Santana

Evento em que o Governo entrega mais um Batalhão do Raio no Interior.

Ex-secretário-adjunto da Segurança Pública, Laerte Macambira se diz “preocupado” com tanta expansão de Batalhões do Raio no Estado. Esse projeto nasceu na gestão Lúcio Alcântara, da qual fez parte.

Para Laerte Macambira, há queima de etapas, quando o fundamental seria investir pesado na área de Inteligência. Ele vê certo açodamento também na convocação maciça de policiais militares.

(Foto – Divulgação)

Ministro do Supremo homologa duas delações fechadas pela PF; casos estão sob sigilo

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo, homologou duas delações firmadas pela Polícia Federal. Os casos, sobre parlamentares, estão sob sigilo. Ao menos um dos acordos foi chancelado antes mesmo do julgamento da semana passada em que a corte confirmou a competência da PF para fechar colaborações. O relato de um dos delatores já foi remetido pelo ministro à primeira instância, para onde os autos relativos ao caso foram baixados. O segundo ainda está sob a guarda do STF. A informação é da Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta segunda-feira.

Integrantes do Supremo e do STJ acreditam que, ao autorizar a PF a firmar colaborações, o Supremo contribuiu para diluir poder que estava, até então, restrito ao Ministério Público Federal. Esses juízes esperam que os delegados mantenham uma linha mais dura nas negociações.

Vários magistrados elogiaram o formato imposto a Antonio Palocci, que fechou delação com a PF e teve benefícios condicionados à efetividade da colaboração.

(Foto – Pedro Ladeira, da Folhapress)

UFC está com verbas para investimento retidas em Brasília

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta segunda-feira:

A Universidade Federal do Ceará vive uma situação complicada neste fim de semestre. Segundo o vice-reitor Custódio Almeida, só tem dinheiro para custeio – e olhe lá, e a verba destinada para investimentos ficou presa na burocracia federal e o que sai exige a presença de representante da instituição no Ministério da Educação.

Foi estipulado o valor de R$ 30 milhões nessa rubrica, montante destinado a projetos que a Instituição vem tocando. Com a crise e ajustes das contas da União, veio contingenciamento e, como resultado, surgiu um canteiro de obras paradas na UFC.

Nessa lista, a reforma da residência do Benfica, Parque Olímpico da Educação Física no Campus do Pici, expansões no Campus de Sobral e o prédio do Centro de Letras-Libras.

Custódio diz que, para agravar o quadro, ainda há a legislação eleitoral batendo à porte e que pode barrar as liberações.

(Foto – Evilázio Bezerra)

Fiocruz do Ceará será inaugurada nesta terça-feira

Com a presença de Nísia Trindade Lima, presidente da Fundação Oswaldo Cruz, o governador Camilo Santana e o prefeito do Eusébio, Acilon Gonçalves, vão inaugurar, às 9 horas desta terça-feira, a unidade da Fiocruz Ceará.

O Polo Industrial e Tecnológico da Saúde, localizado no município do Eusébio (Região Metropolitana de Fortaleza, foi resultado de um investimento total da ordem de R$ 170 milhões. A área ocupada é de aproximadamente 73 hectares.

“A Fiocruz vai ser a âncora do Polo Industrial e Tecnológico da Saúde do Ceará, com laboratórios, área de capacitação, estrutura bonita. É uma das instituições de pesquisa na área da saúde mais conceituadas. O Ceará dá um passo importante com a instalação dessa fundação”, destaca o governador Camilo Santana.

No projeto, há também espaços para uma futura fábrica de vacinas.

(Foto – Divulgação)