Blog do Eliomar

Últimos posts

PMDB fará encotro regional em Morada Nova

O PMDB vai realizar no fim deste mês, em Morada Nova, seu primeiro encontro regional. Segundo o secretário-geral da legenda, João Melo, o objetivo é começar a mobilizar as bases de olho nas próximas eleições.

O encontro vai contar com a presença do presidente regional do partido, deputado federal Eunício Oliveira, que, por sina, é o pré-candidato a senador com apoio, segundo João Melo, do governador Cid Gomes (PSB) e da prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT).

A reunião de Morada Nova deverá reunir lideranças de cerca dde 23 municípiso, de acordo com João Melo, cujo nome foi cotado para integrar a nova equipe da prefeita Luizianne Lins, mas ele preferiu não entrar nesse barco. Melo, no entanto, diz torcer para que agora a gestão saia das dificuldades e comece a dar certo.

O bem está vencendo o mal?

Eis um artigo primoroso do professor Antonio Mourão Cavalcante, publicado no O POVO deste sábado. Será mesmo que o bem está vencendo o mal, como nos levar a refletir Mourão? Confira:
As políticas sociais são tentativas de melhorar a convivência humana. Se a dinâmica gera desigualdades, esses projetos tentam compensar e corrigir os desvios. Um governo está atento, quando ele promove ações que busquem o controle e promovam a paz social. Essa tendência deve ser recebida com alegria e espera-se que os frutos não demorem a chegar.

Fico preocupado quando observo, no Brasil, a lentidão dessas práticas bem como o princípio que as norteiam. Sendo claro: estamos sempre atrás do prejuízo. Alguns exemplos: a política de apoio à infância é sempre corretiva. Luta contra as crianças agredidas. Luta contra o trabalho infantil. Luta contra a pedofilia. Apelos para que façamos denúncias. Anônimas e explícitas. Luta contra a violência doméstica.

No campo conjugal prevalece a denúncia contra os maridos violentos. Criamos delegacias de defesa da mulher. A Lei Maria da Penha, que só fala em punição aos machos brabos e cadeia aos renitentes.

Os idosos, igualmente, são defendidos contra a violência de familiares e da rua. Apelam para denúncias de maus tratos aos velhos. Números de telefone à disposição. Processo na Justiça contra os agressores.

Tudo gira em torno do perseguir o errado, numa cruzada de Brancaleoni. O foco é corretivo. Estamos correndo atrás dos prejuízos. Viramos uma sociedade do ajeita aqui, arruma acolá. Tapa buracos. Não realizamos campanhas preventivas. Nem muito menos projetos educativos. Os movimentos não são propositivos, mas correcionais. Nada que estimule iniciativas construtivas. Viramos uma sociedade do culto à cadeia e não a escola. Os governantes ficam felizes quando colocam mais polícia na rua e, tratam os professores de chibata nas mãos.

Por isso, os exemplos que avultam na mídia, todos os dias, referem-se a denúncias, a casos escabrosos, a crimes revoltantes.

Precisamos inventar outra maneira de construir a sociedade.

Antonio Mourão Cavalcante – Médico e antropólogo. Professor Universitário
a_mourao@hotmail.com

BB e Caixa vão aumentar concorrência com cartões

” Os bancos federais receberam uma nova missão do governo: aumentar a concorrência no mercado de cartões de crédito. Depois de liderar a oferta de empréstimos durante a crise, essas instituições começam a pôr em prática um plano ambicioso. Na Caixa Econômica Federal, está sendo preparada uma nova frente de negócios para o segmento de baixa renda e há intenção de emitir até 30 milhões de cartões para esse público. No Banco do Brasil, a instituição começou a oferecer uma terceira marca aos clientes de maior renda, a American Express.

Segundo informação dada ao Estado por fonte diretamente envolvida com o assunto, os bancos públicos vão agir alinhados com o plano da equipe econômica de remodelar o mercado de cartões, que é concentrado em poucas empresas. O Banco Central e os Ministérios da Fazenda e da Justiça trabalham numa proposta de nova regulamentação do setor, que deverá ser divulgada no fim de setembro. A intenção do governo é aumentar a concorrência para elevar o uso dos pagamentos eletrônicos e, ao mesmo tempo, reduzir custos para os clientes e varejo.”

(Agência Estado)

O governador, o estilo e a exposição

cidog

Ciro ficou, nesta sexta-feira, acuado no auditório da Uece.

Pela segunda vez, em menos de 15 dias, o governador Cid Gomes (PSB) assumiu negociações diretas com manifestantes. Primeiro, com professores, durante episódio na Assembleia Legislativa, e, agora, com alunos e alguns docentes da Uece em torno do piso e de melhorias na Instituição.

O gesto é democrático, claro, mas expõe que há algo de errado no meio de campo político oficial. Por que tanta exposição do gestor? Essa estratégia é boa ou perigosa? Que os leitores avaliem.

Lula tem simpatias por uma reforma constitucional

“Deixada de lado pela falta de acordo e por causa da crise institucional que assola a Câmara, a reforma política ganhou um empurrão há quase um mês. Em 8 de junho, o presidente Lula participou de um jantar na residência oficial do presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP). Durante o encontro, o petista abordou o peemedebista em uma pequena roda de políticos e lançou a pergunta: “Temer, quando vamos aprovar uma assembleia constituinte?”

A questão levantada por Lula foi entendida como senha para que a discussão fosse levantada novamente no Congresso. O presidente deixou claro, segundo parlamentares que presenciaram a conversa, o interesse em ver deputados e senadores discutindo uma reforma política dentro de um colegiado específico para isso. A interpretação é que, dessa maneira, temas como funcionamento público de campanha, lista fechada e fidelidade partidária teriam um ambiente mais propício para discussão.

Tramita na Câmara uma série de propostas sobre o assunto. Duas delas, encampadas por deputados do PT, ganham força com o empurrão de Lula. A mais recente foi apresentada na quinta-feira (1) pelo vice-presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS). Com 309 assinaturas, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 384/09 convoca uma assembleia constituinte para revisar os dispositivos da Constituição Federal relativos ao regime de representação política.

A outra proposta tramita há mais tempo na Casa. Apresentada pelo deputado José Genoino PT-SP), a PEC 157/03 prevê a criação de um congresso revisor para fazer uma ampla reforma política. As duas tratam do mesmo tema, ocorreriam durante igual período – oito meses – mas têm uma diferença fundamental. Pela proposta apresentada por Marco Maia, os brasileiros elegeriam os membros da assembleia constituinte. Eles seriam exclusivos do colegiado, não podendo se candidatar também a outro cargo no Legislativo ou Executivo na mesma eleição.

A revisão constitucional seria promulgada após a aprovação do texto em dois turnos por maioria absoluta de votos dos membros da assembleia e por referendo popular realizado até 30 depois da aprovação pelos parlamentares constituintes. Ela seria instalada em 15 de janeiro e funcionaria por no máximo oito meses. As decisões do colegiado entrariam em vigor imediatamente após a data da publicação, podendo valer, na teoria, já para o pleito de 2012.

Já pela PEC 157, os membros seriam escolhidos pelo próprio parlamento entre os que possuírem mandato em 2011. O Congresso revisor funcionaria paralelamente à Câmara e ao Senado, nos moldes da Constituinte de 87/88, e com sessões unicamerais e aprovação das propostas por maioria absoluta. Todos os temas aprovados só valeriam a partir de 2014, depois de referendados pela população em 2012.”

(Congresso em Foco)

Agência do BB de Fortaleza é alvo de furto

A agência do Banco do Brasil situada na avenida Francisco Sá (Bairro Carlito Pamplona), em Fortaleza, foi alvo de furto na madrugada deste sábado. A Polícia foi acionada por volta das 7 horas, quando clientes foram à agência para fazer saques e perceberam que os caixas eletrônicos haviam sido violados.

A perícia conferiu que foi utilizado maçarico para arrombar os caixas eletrônicos para levar o dinheiro. As câmeras de segurança foram vedadas com fitas adesivas, impossibilando identificação dos envolvidos no crime. O valor da quantia levada ainda é desconhecido.

(Com Portal Jangadeiro Online)

Celular não combina com direção

motorista

Olha só o que ocorre, vez em quando, no trânsito já conturbado de Fortaleza: motorista dirigindo e conversando ao celular.

Esse flagrante é de um motorista de um microônbus que circulava, nesta semana, pela avenida Rogaciano Leite, próximo ao Shopping Iguatemi. O clique é de uma leitura do Blog, que diz ter quase batido o carro na traseira desse veículo.

Orquestra Eleazar de Carvalho faz recital nos 177 anos de Crateús

O município de Crateús (Sertão dos Inhamuns) está completando 177 anos de emancipação política. Para comemorar a data, uma intensa programação cultural terá inicio nesta sexta-feira. Um dos pontos altos ocorrerá na próxima segunda-feira, a partir 19 horas, na Praça dos Pirulitos, quando haverá apresentação da Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho (Orcec).

A regência é do maestro Márcio Landi e o repertório abrange obras dos períodos barroco, clássico e romântico, bem como peças de compositores modernos e contemporâneos. A orquestra é formada por 23 músicos de cordas (violinos, violas, violoncelos e contrabaixos), e sua programação artística já contou com a presença de regentes convidados e mais de cem solistas entre músicos nacionais e internacionais.

A Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho é uma ação executada pela Associação Artística de Concertos do Ceará (AACC), com o apoio do Governo do Estado.

Reabilitem a beata mocinha!

1126 5
Eis artigo publicado no O POVO dese sábado assinado pela escritora Nilze Costa e Silva. Ela luta pela reabilitação de Maria Araújo, a “beata mocinha” do milagre do Padre Cícero. Confira:
Da janela da casa nº 239 da antiga Rua do Arame, hoje Padre Cícero, uma senhora me atendeu com cara de espanto, quando perguntei se lá morou a beata Maria de Araújo. Também eu me assustei, pois parecia estar vendo a própria beata, tal a semelhança entre as duas, segundo descrição que colhera nos livros: magra, pele negra, cabelos crespos. Acordei dessa fugaz viagem e antes que a “sósia” me fechasse a janela na cara tratei de explicar-lhe que estava a escrever um romance sobre a protagonista do milagre de Juazeiro e queria saber se naquela casa haveria algo sobre ela: algum escrito, uma foto, uma placa… Dirimidas as dúvidas, ela colocou os cotovelos na janela e respondeu: “Nada! Não tem nada dela aqui não”.

Esta mulher tem, talvez, a mesma idade que teria a beata antes de falecer nesta mesma casa, em 1914. Em torno de 51 anos – de novo viajei. A moradora falou ser freira, que a casa é da diocese, e que mora com outras naquele local há poucos anos. “Mas irmã, em todas as casas onde Padre Cícero morou tem lá suas marcas, seus objetos pessoais, sua história.” Animou-se e disse que sentia muito, mas que realmente não havia nada mesmo na casa, que identificasse a beata. Acrescentou saber de toda a história. Que admirava Maria de Araújo, mas a Igreja apagou todos os vestígios para que ninguém soubesse que ela um dia tivesse existido. Proibiram até que se falasse em seu nome. No entanto, estava havendo um movimento na igreja para reabilitá-la. Que eu podia ir à Capela do Socorro e ver que existe um lindo vitral em sua homenagem, na parte de cima, junto com Padre Cícero e alguns santos. Que na entrada do cemitério acoplado à capela, há uma placa fazendo menção à morte da beata. E só, pois seu corpo desapareceu desde 1930.

Dia 28, passado, abri o jornal O POVO na página sobre o Cariri e fiquei feliz: no local onde nasceu a injustiçada beata vai ser fixada uma placa em sua memória.

Nilze Costa e Silva – Escritora

CORREÇÂO – No título, nós misturamos a Maria Araújo com a Beata Mocinha, segundo nos informa o jornalista Lira Neto que, inclusive, está escrevendo livro sobre o Padre Cícero. Eis o que nos diz Lira:

“Eliomar, meu bom amigo.

A beata Maria de Araújo não é a “Beata Mocinha”. Tratam-se de duas pessoas diferentes. Maria de Araújo foi a protagonista do alegado milagre. Aquela que era apelidada de Mocinha era outra, Joana Tertuliana de Jesus, secretária e tesoureira do padre Cícero.

Grande abraço do amigo. 

Governo contabiliza Patrícia Saboya como apoiadora da permanência de Sarney

patti

A Coluna Painel, da Folha de São Paulo deste sábado, incluiu a senadora Patrícia Saboya (PDT) como apoiadora da permanência de José Sarney à frente do Senado. Confira:

Enquanto Lula cuida do PT, os operadores de José Sarney tentam ampliar sua sustentação em outras siglas da base. Convocado pelo círculo próximo do presidente do Senado, o ministro Carlos Lupi (Trabalho) entrou em campo para minar as resistências de seu partido, o PDT. Na terça, o líder da bancada, Osmar Dias (PR), pediu em plenário o afastamento. Ontem, os sarneyzistas contabilizavam o próprio Osmar e a senadora Patricia Saboya (CE) como apoiadores, ainda que tímidos, da permanência do presidente.
No PR, o ministro Alfredo Nascimento (Transportes) faz marcação sobre os quatro senadores, que já haviam assinado nota dizendo confiar em Sarney.

VAMOS NÓS – Em  conversa com a senadora Patrícia Saboya (PT), que está passando o fim de semana em Fortaleza, ela nos garantiu: quer o afastamento de Sarney. Considera absurdo a permanência de quem está tão mergulhado em escândalos.

Paróquia de Nossa Senhora do Carmo em festa

Tudo pronto para a festa dea Paróquia de Nossa Senhora do Carmo, uma das mais antigas de Fortaleza. Vai ocorrer de 7 a 16 próximos, em clima de alegria, orações e espiritualidade, tendo a coordenação do padre João Jorge. 

Além de novenário, haverá atividade social. Desde a semana passada que uma imagem da santa percorre casas da paróquia mobilizando famílias para a festa que contará, a cada noite, com um pregador e um tema diferente.

SERVIÇO

Informações – (85) 3253 1489.

Operação Pipa – Militares acusados de cobrar propina

“Um major e dois sargentos do Exército também estão sendo investigados por cobrança de propina para cadastrar caminhoneiros na Operação Pipa no Ceará. Ontem, O POVO publicou, com exclusividade, que o Ministério Público Militar (MPM) denunciou em um outro inquérito o 3º sargento Adriano José Almeida Ferreira e o pipeiro José Anicedes Machado de Oliveira por corrupção ativa e passiva. A quebra do sigilo bancário dos dois comprovou a fraude que era praticada em Pedra Branca, localizado no Sertão Central cearense.

Um dos novos casos agora vem do município de Choró, também no Sertão Central. Desta vez envolve um major e um sargento, que teriam cobrado mensalidades para fraudar a lista dos pipeiros inscritos. A investigação está sendo tocada pelo MPM.

Os pagamentos da propina teriam sido por depósitos bancários efetuados diretamente na conta corrente da mulher do sargento. Mais de 40 motoristas são relacionados no programa em Choró e estariam submetidos ao esquema.
Um outro Inquérito Policial Militar (IPM), determinado pelo Comando da 10ª Região Militar, envolve um 1º sargento que foi gestor da Operação Pipa antes do sargento Almeida. Ele também é lotado no 23º Batalhão de Caçadores e está sendo acusado de também cobrar suborno para cadastrar motoristas no programa do Governo Federal. O nome do militar foi levantado justamente durante as investigações que chegaram aos nomes do 3º sargento Almeida e do pipeiro José Anicedes, denunciados no último dia 30 de junho.

O promotor militar Alexandre Saraiva, responsável pelo caso no MPM, confirmou as novas investigações envolvendo outros três militares, mas não quis dar maiores detalhes. Além de quebra de sigilo bancário, já teriam sido requisitados documentos aos coordenadores da operação e vários militares relacionados para depoimentos.

> O POVO procurou o 3º sargento Almeida, mas o militar não quis falar sobre a denúncia do Ministério Público. Já o caminhoneiro José Anicedes, localizado em sua casa, disse que só falaria na Justiça Militar.”

(Jornal O POVO)

Ceará já registrou quatro casos de gripe suína

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) confirma que o Ceará está hoje com quatro casos de Influenza A (H1N1), a gripe suína. São três mulheres, com idade oscilando entre 20 e 25 anos e, que, segundo o presidente do Comitê Estadual de Prevenção e Controle da Influenza A e coordenador de Promoção e Proteção à Saúde da Sesa, Manoel Fonseca, já receberam alta.

Com as novas ocorrências, sobe para quatro o número de pessoas acometidas pelo vírus da gripe suína no Estado, com o diagnóstico confirmado. De seis resultados de exames divulgados ontem, o MS confirmou esses três e outros três foram descartados.

Comissões da Câmara podem ser extintas

“Em meio à polêmica das comissões especiais da Câmara Municipal, cujos membros estão recebendo salários sem nem ao menos frequentar a sede do Legislativo, o presidente da Casa, Salmito Filho (PT), admite que poderá extinguir aquelas que não estejam dando resultado. Uma visível mudança no tom do discurso, já que na última quinta-feira ele garantia que todos os funcionários exerciam plenamente as suas funções.

Ontem, em entrevista ao programa Grande Jornal, transmitido pela rádio O POVO/CBN, o petista afirmou que já pediu à administração da Casa para fazer um levantamento sobre o trabalho de cada comissão.

Em seguida, ressaltou que fará uma análise detalhada de cada relatório. “Se alguma comissão não tiver atendendo à real necessidade, se for o caso, até faremos o ajuste, o aperfeiçoamento, e se for o caso até extinguiremos”, garantiu.

Na edição da última quinta-feira, O POVO mostrou com exclusividade que nove comissões especiais e 17 de seus membros – nomeados no último dia 2 de janeiro -, eram totalmente desconhecidos pelos funcionários que trabalham dos departamentos da Câmara. Ao mesmo tempo, nenhuma prova concreta que indique a existência desses colegiados foi disponibilizada pela presidência da Casa, a quem cabe a responsabilidade de acompanhar cada passo das comissões.

Salmito, mais uma vez, não conseguiu explicar como anda a produtividade de todas as comissões e muito menos como aquelas 17 pessoas foram parar no quadro de funcionários da Câmara Municipal. Durante a entrevista, o petista disse apenas, aparentando nervosismo, que os funcionários foram escolhidos pela Mesa Diretora. “Nós temos decisões da administração da Câmara Municipal de Fortaleza, da Mesa Diretora, e eu assino esses atos de nomeações”, disse.

No entanto, a nomeação dos 17 funcionários ocorreu último dia 2 de janeiro – como consta no Diário Oficial do Município (DOM) publicado em 16 de março -, seis dias antes da primeira reunião da Mesa Diretora, quando Salmito discutiu com os demais membros a composição das dez comissões temáticas da Câmara, que são compostas pelos próprios vereadores.

Falta de controle
Enquanto o presidente Salmito Filho tenta encontrar explicações para a ausência dos funcionários distribuídos nas comissões especiais, lacunas sobre o funcionamento desses colegiados ainda não foram preenchidas. Após quatro dias de investigações, a Câmara Municipal ainda não apresentou uma prova sequer de que essas comissões funcionem e de que todos os seus membros trabalhem.

Em entrevista ao O POVO, no começo da tarde de ontem, o diretor-geral do Legislativo, Reinaldo Salmito, afirmou que ainda não há previsão para a disponibilização das informações solicitadas pelo O POVO – inclusive por meio de ofício – relativas ao trabalho das comissões.O diretor não soube informar nem mesmo o número de membros de cada comissão e o nome dos seus respectivos presidentes, o que pode significar frágil controle sobre os seus subordinados.

Não há avanços também em relação à reunião convocada pelo próprio presidente da Câmara com os presidentes de todas as comissões especiais. “Não vejo sentido nessa reunião, mas se o presidente mandou, tenho que fazer”, reclamou.”

(Jornal O POVO

Coelce terá que indenizar vítimas de descarga elétrica

“Por unanimidade, a 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará reformou sentença  monocrática para reduzir de R$ 10 mil para R$ 8 mil o valor da indenização que a Companhia Energética do Ceará (Coelce) deve pagar à costureira Maria das Graças Freitas da Silva e sua filha, Maria Emanuella de Freitas da Silva, vítimas de acidente provocado por fios de energia elétrica.

A decisão colegiada foi proferida nesta semana e teve como relator do processo o desembargador Francisco Lincoln Araújo e Silva. “Mesmo havendo clandestinidade nas ligações de energia elétrica, tal fato não retira a responsabilidade da prestadora de serviço público”,  afirmou o relator em seu voto.

Consta nos autos que em 5 de maio de 1997, por volta das 9 horas, a costureira e sua filha menor estavam em local público, nas proximidades de sua residência, quando foram surpreendidas por uma descarga elétrica proveniente de um fio de alta tensão de responsabilidade da Coelce. A mãe estava grávida de 4 meses e em virtude do ocorrido, teve perda parcial dos movimentos da mão esquerda, ficando impossibilitada de exercer sua atividade laboral. A filha menor sofreu dano estético, ficando com permanente deformação na mão direita e cicatrizes pelo corpo.

Verifica-se no caderno processual que dias antes do ocorrido, Maria das Graças, juntamente com os seus vizinhos, telefonaram insistentemente à Coelce solicitando providências para consertar a fiação elétrica que estava dando curto circuito em um poste, mas não obtiveram êxito.

Alegando negligência por parte da empresa na manutenção da rede elétrica, as vítimas ajuizaram ação de indenização e reparação por danos. Em 17 de abril de 2001, o juiz da 28ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza, Valdsen da Silva Alves Pereira, julgou a ação procedente e condenou a Coelce a pagar R$ 10 mil por danos morais para cada uma das vítimas. Condenou, também, ao pagamento de pensão para a mãe o equivalente a um salário mínimo mensal, a ser calculado desde a data do acidente até que esta complete 65 anos de idade. Para a filha menor, arbitrou em meio salário mínio mensal, da data do acidente até que ela atinja 65 anos de idade.

Inconformada, a Companhia Elétrica interpôs recurso apelatório (2001.0000.8339-8/0) junto ao Tribunal de Justiça visando reformar a sentença, sob o fundamento de que o acidente só ocorreu devido à imprudência dos moradores da área que realizaram ligações clandestinas (gatos) de energia elétrica.”

(Site do TJ-Ceará)

Gripe suína – Temporão anuncia mudanças no protocolo de atendimento

temporao

“O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou hoje (3) mudanças no protocolo de atendimento da Influenza A (H1N1) – gripe suína. Em casos suspeitos com sintomas leves, o médico deverá encaminhar o paciente para isolamento domiciliar e medicá-lo conforme gripe comum. Nesses casos, não será mais solicitado exame laboratorial para confirmar a doença. Nos casos suspeitos com sintomas graves, os exames e o uso do medicamento específico continuam sendo recomendados.

O Ministério da Saúde já vinha recomendando que, em escolas ou estabelecimentos comerciais nos quais uma pessoa tivesse o diagnóstico confirmado por exame laboratorial, todas as pessoas que frequentassem o local e apresentassem sintomas deveriam ser consideradas infectadas automaticamente. Agora, Temporão estende a decisão a qualquer pessoa que tenha viajado para o exterior ou tido contato com alguém que viajou e está infectado, descartando a necessidade de exame laboratorial para casos leves.

O ministro garantiu que a medida não irá aumentar as chances de que alguém fique sem tratamento, agravando o quadro, ou que o ministério deixe de ter controle sobre a disseminação da doença. “Os médicos vão tratar a doença em caso de diagnóstico clínico, as pessoas não vão deixar de ter tratamento por causa do exame. E, quanto ao monitoramento, o Brasil tem 68 unidades especializadas em todos os estados estruturadas para monitorar os vírus influenza e essa rede colhe material para fornecer informações”, afirmou.

Temporão também pediu à população que ao sentir sintomas de gripe procure um posto de saúde comum ou um médico do plano de saúde. Para evitar superlotação, as unidades de referência só devem ser procuradas em casos graves. “As unidades de referência são hiperespecializadas e a procura por todos que sintam sintomas pode prejudicar o atendimento aos casos graves”, completou.”

(Agência Brasil)

Metrofor – Decisão sobre retomada de obras só na próxima semana

“O Governo do Estado entrou na Justiça por meio de ação cautelar com pedido de liminar pedindo a retomada imediata das obras do Metrô de Fortaleza (Metrofor). Como justificativa, o Governo alegou que a decisão de paralisar a construção do metrô aconteceu de maneira unilateral, prejudicando os cofres públicos e a população, por meio do atraso da obra.

A ação foi protocolada na tarde desta sexta-feira pelo procurador-assistente da Procuradoria Geral do Estado, João Régis. A expectativa é que o pedido seja julgado já na próxima semana.

As obras foram suspensas na última quarta-feira, 1º, após determinação do Tribunal de Contas da União (TCU) em reter 71,23% das verbas para as obras. Com isso, 426 trabalhadores do Consórcio Queiroz Galvão/Camargo Corrêa foram dsispensados e as obras foram paralisadas.”

(O POVO Online)