Blog do Eliomar

Últimos posts

Mercado financeiro volta a estimar queda no crescimento da economia

A estimativa do mercado financeiro para o crescimento da economia segue em queda. É o que mostra o boletim Focus, resultado de pesquisa semanal a instituições financeiras, feita pelo Banco Central(BC) e divulgada às segundas-feiras, em Brasília.

A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – desta vez foi reduzida de 0,93% para 0,87%. Essa foi a 17ª redução consecutiva.

A expectativa das instituições financeiras é que a economia tenha crescimento maior em 2020. A estimativa é de 2,20%, a mesma da semana passada. A previsão para 2021 e 2022 permanece em 2,50%.

Inflação

A estimativa de inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), caiu de 3,84% para 3,82% este ano, na quarta redução seguida.

A meta de inflação de 2019, definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), é de 4,25%, com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%.

A projeção para 2020 caiu de 4% para 3,95%. A meta para o próximo ano é de 4%, com intervalo de tolerância 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Para 2021, o centro da meta é 3,75%, também com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual. O CMN ainda não definiu a meta de inflação para 2022. A previsão do mercado financeiro para a inflação em 2021 e 2022 permanece em 3,75%.

Taxa básica de juros

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, mantida em 6,5% ao ano, na última semana pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

Ao final de 2019, as instituições financeiras esperam que a Selic esteja em 5,75% ao ano, a mesma perspectiva da semana passada.

Para o fim de 2020, a expectativa para a taxa básica volte para 6,5% ao ano, e, no fim de 2021, chegue a 7,5% ao ano.

Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica.

Quando o Comitê de Política Monetária (Copom) aumenta a Selic, a finalidade é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

(Agência Brasil)

Julgamento de habeas corpus de Lula é adiado para agosto

258 6

Será adiado para agosto próximo o julgamento de um habeas corpus do ex-presidente Lula pela 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal. O julgamento deveria ocorrer nesta terça-feira, 25, mas não será concluído neste semestre. A informação é da Veja Online.

A defesa do petista argumenta no pedido que o ex-juiz Sergio Moro, hoje ministro da Justiça e Segurança do governo Bolsonaro, atuou com parcialidade no processo que culminou em sua condenação no processo do tríplex do Guarujá. Baseia-se nas conversas vazadas entre Moro e o procurador Deltan Dalklagnol, divulgadas pelo site The Intecept Brasil.

O habeas corpus de Lula é o último item da lista de julgamento elaborada pela ministra Cármen Lúcia, que assumiu recentemente a presidência da 2ª Turma do STF. Só o voto do ministro Gilmar Mendes tem 40 páginas e a avaliação é que não haverá tempo de concluir a análise na mesma sessão, uma vez que há onze itens antes do HC.

(Foto – Reprodução do Youtube)

Polícia Civil e MP do Ceará deflagram Operação Saratoga II

Nesta manhã de segunda-feira, o Ministério Público do Ceará, através dos promotores de justiça integrantes do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), em investigação procedida em parceira com a Coordenadoria de Inteligência (COIN) da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), deflagraram a Operação Saratoga II. Foram cumpridos 34 mandados de prisão preventiva e 34 mandados de busca e apreensão contra membros de uma organização criminosa com atuação nos municípios de Fortaleza, Aquiraz, Baturité, no sistema prisional do Estado do Ceará e no sistema prisional do Estado do Acre. As informações são da assessoria de imprensa do MPCE.

A investigação, que culminou na Operação Saratoga II, vem sendo conduzida em segredo de justiça e tem como alvo uma organização criminosa com atuação na capital cearense, com o seu comando e seguidores vinculados à região do bairro da Maraponga e adjacências, adiantou a assessoria de imprensa do órgão.

O grupo criminoso investigado atua na modalidade facção criminosa, e tem como principal atividade o tráfico ilícito de entorpecentes e crimes correlatos de drogas, sendo também responsável pela prática de homicídios. Após o cumprimento de todas as medidas cautelares deferidas judicialmente e o consequente levantamento do sigilo, mais informações serão divulgadas.

Os mandados judiciais foram deferidos pela Vara de Delitos de Organizações Criminosas da Comarca de Fortaleza e estão sendo cumpridos com o apoio da Coordenadoria de Planejamento Operacional (COPOL) da SSPDS, da Polícia Civil do Estado do Ceará e Coordenadoria de Inteligência da Secretaria de Administração Penitenciária (COINT). Foram empregados em torno de 70 policiais civis, com ações planejadas pela COPOL. As equipes que participaram da operação são dos Departamentos de Polícia da Capital (DPC), de Polícia Metropolitana (DPM), de Polícia do Interior Norte (DPI-Norte) e de Polícia Especializada (DPE) da Polícia Civil.

Durante as investigações, iniciadas em 2015, já foram presas 53 pessoas investigadas, além da apreensão de 19 armas de fogo, 60 kg de cocaína, 200 kg de maconha e 8 kg de crack.

NASA fez experiência com peles de tilápia; Ceará receberá produto de volta para análises

126 1

Marcelo Borges, Jair Bolsonaro, Edmar Maciel e Odorico Moraes.

Chegarão ao Ceará, nesta semana, as amostras de pele de tilápia que foram levadas para o espaço no último dia 20, dentro de uma experiência realizada pela NASA (Virgínia-EUA) com um grupo de astrônomos da cidade de Campos/RJ.

De posse do produto, que está sendo utilizado em várias áreas da Medicina, Veterinária e Odontologia, os pesquisadores deverão analisar o comportamento das peles após terem sido submetidas a altas pressões atmosféricas, radiações e microgravidade. A ordem é verificar se essas ações causaram alguma interferência nas propriedades médicas da pele de tílápia.

A pesquisa está sendo desenvolvida em seis estados brasileiros (PE, RS, GO, SP, RJ e PR) e igual número de países (EUA, Alemanha, Holanda, Colômbia, Guatemala e Equador), por um grupo de 189 pesquisadores. Isso faz parte da Etapa 63, constituída de 42 projetos.

Os três cientistas que estão à frente da pesquisa, Edmar Maciel, Odorico Moraes e Marcelo Borges, apresentaram a pesquisa ao presidente Jair Bolsonaro, em Brasília, em maio deste ano.

(Foto – Pesidência da República)

STJ em nova audiência sobre reintegração de posse de área da Comunidade Zé Maria do Tomé

O diretor-geral do Dnocs, Ângelo Guerra, estará em audiência nesta segunda-feira, às 17 horas, no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Vai expor os porquês do órgão lutar pela reintegração de posse no que se refere à área hoje ocupada pela Comunidade Zé Maria do Tomé, no perímetro irrigado do Jaguaribe, na Chapada do Apodi, em Limoeiro do Norte (Vale Jaguaribano).

Nesse loca, há cerca de 200 famílias morando e trabalhando desce 2014. O terreno é da União e regulado pelo Dnocs.

Ângelo Guerra informa que o TRF-5ª Região, com sede no Recife, já deu ganho de causa ao Dnocs.

O ministro Luiz Felipe Salomão, do STF, no entanto, chegou a suspender o processo de reintegração e quer ouvir as partes.

André Fernandes: “Eu não vou mudar meu discurso!”; disse que não tem que pedir desculpas a Nezinho

“Eu não vou mudar meu discurso, agora que eu consegui me eleger!”, disse, nesta segunda-feira, o deputado estadual André Fernandes (PSL), durante entrevista coletiva na Assembleia Legislativa.

O parlamentar se disse “independente” e que, da tribuna, ao denunciar colegas em facções criminosas ou outro tipo de assunto, cumpriu o papel de encaminhar para autoridades averiguarem o caso. Deputado, diz ele, não apura.

André afirmou ainda que nunca falou que teria provas a respeito do que levou à tribuna, mas que recebeu denúncias e que apenas fez encaminhamento. Ele lamentou que Elmano Freitas (PT) tenha ido à tribuna dizer que tenha generalizado.

“Eu não generalizei”, defendeu-se o parlamentar, reafirmando que toda  e qualquer denúncia precisa ser investigada.

O parlamentar reiterou que agiu dentro do que rege o Código de Ética e que não vai mudar sua postura. Sobre o caso do deputado estadual Neiznho Farias (PDT, que tratou sobre jogos eletrônicos, André reiterou que não acusou, mas encaminhou ao Ministério Público Estadual. “Se chegar denúncia contra mim, eu quero que mande apurar”, ressalvou Fernandes.

“Deputado Nezinho, sinto muito que seu nome tenha sido exposto, mas não acusei, não denunciei e não expus o nome”, afirmou o deputado que, em suas redes sociais, chegou a dizer que “chutou o pau da barraca”, destacou um jornalista durante a coletiva. Indagado sobre provas, disse: “Eu não sei!”

Ele afirmou que se a fonte que lhe repassou denúncias trouxer mais alguma coisa, vai fazer “aditamento” no que já denunciou. Reiterou que a fonte trouxe indícios e voltou a dizer que apenas encaminhou ao MP estadual.

“Aquele eleitor cidadão do Ceará que tiver denúncia e quiser trazer pra que se encaminhe a um órgão competente, pode trazer”, apelou Fernandes.

Indagado se pediria desculpas a Nezinho Farias, disse que não podia fazer isso, porque “não fui que expus o deputado. Agora, lamento muito  que isso tenha acontecido”. Ele cobrou até quem teria exposto o nome do seu colega. André ainda afirmou não temer cassação.

André deixou claro que não foi notificado sobre Conselho de Ética do legislativo estadual. Em alguns momentos, citou o senador Cid Gomes que teria, acentuou, recebido “propina” de R$ 20 milhões da JBS.

Ele voltou a citar os Ferreira Gomes, ao se dizer perseguido por fazer suas denúncias e lembrar, por exemplo, projetos como o Acquario, até hoje sem sair do papel, embora com dinheiro publico ali aplicado.

(Foto – ALCE)

Adufc Sindicato divulga nota sobre racismo na universidade

A Adufc Sindicato, que representa os professores da Universidade Federal do Ceará, manda nota para o Blog repudiando caso de racismo denunciado na Instituição. Confira:

Nota Oficial

A Diretoria da ADUFC-Sindicato vem a público manifestar-se sobre denúncia de racismo feita por Luiz Fernando de Lima Teixeira, estudante de Ciências Sociais da UFC, nas redes sociais, que relata abordagem abusiva, agressões e mesmo tortura por parte de seguranças da UFC, no Campus do Pici, na segunda-feira à noite (17/06). A situação é de tal gravidade que medidas urgentes se impõem à universidade para mostrar concretamente seu compromisso com os direitos humanos e civis.

Em primeiro lugar, consideramos que o estudante deve ser ouvido e amparado pela instituição, no âmbito do Curso que frequenta e da Unidade Acadêmica a que está vinculado, assim como, sobretudo, no âmbito da Comissão de Direitos Humanos da UFC. A universidade – Reitoria, Conselhos e demais instâncias – não devem procurar minimizar ou esconder o acontecimento, mas reconhecê-lo em toda sua gravidade e se empenhar nas necessárias reparações.

Em segundo lugar, a universidade precisa reconhecer que as políticas de segurança adotadas nos campi têm sido uma fonte inesgotável de episódios de discriminação contra estudantes, por estes serem negros, pobres, periféricos, mulheres ou LGBTs. Tais episódios têm alimentado uma crescente animosidade entre estudantes e seguranças, para a qual a universidade não pode fechar os olhos. É urgente que essas políticas sejam debatidas com toda a comunidade universitária, para garantir maior democratização e transparência nas regras de acesso e segurança adotadas pela universidade nos diferentes locais.

Em terceiro lugar, a universidade precisa tomar providências para garantir a formação em direitos humanos de todo o pessoal de segurança lotado em seus vários campi. Isso é fundamental sobretudo nos tempos que vivemos, de embrutecimento e fascistização. Deve ser exigido da empresa terceirizada o requisito de formação e orientação de seu pessoal para o respeito aos direitos humanos e civis e a universidade mesma deve se comprometer com uma formação complementar.

De nossa parte, para aprofundar a compreensão sobre as situações de racismo e discriminação na universidade e nelas intervir de maneira efetiva, levaremos ao Conselho de Representantes da ADUFC a proposta de realização de um seminário com toda a comunidade universitária, nos vários campi da UFC, com o objetivo de produzir um documento sobre o tema a ser entregue à Reitoria e aos Conselhos Universitários.

Por fim, queremos mais uma vez, como professores, reafirmar nosso compromisso com o respeito aos direitos humanos e dizer que acompanharemos o desenrolar do processo do estudante que fez a denúncia, na perspectiva de garantir que receba a devida atenção e quetenha consequência, tanto em termos de seu caso particular, quanto em termos do combate às situações de racismo e discriminação na universidade. Todo tipo de racismo e discriminação é intolerável e deve ser tratado com o máximo de atenção, rigor e consequência pela instituição. Estaremos atentos.

Não ao racismo!!

Fortaleza, 20 de junho de 2019

*Diretoria da ADUFC (Biênio 2019-2021).

(Foto – Evilazio Bezerra)

PSB traz parlamentares federais para debater em Fortaleza impactos da Reforma da Previdência

O PSB vai promover, a partir das 18h30min desta segunda-feira, no Auditório Castelo Branco. do IFCE, o seminário “Reforma da Previdência e Cortes na Educação”.

O evento terá a presença dos deputados federais Aliel Machado (PR), Vilson Dafetaeng (MG), Denis Bezerra (CE), Tadeu Alencar (PE) e Alessandro Molon (RJ), sob a coordenação do presidente regional do PSB, Odorico Monteiro.

O encontro é voltado para professore e estudantes, que estarão discutindo principalmente impactos da reforma da Previdência na classe trabalhadora como um todo.

(Foto – Agência Câmara)

Mais Médicos ganha reforço em mais de mil municípios

A partir desta segunda-feira (24), mais de mil municípios, localizados em todo o país, além de dez Distritos Sanitários Especiais Indígenas, começarão a receber 1.975 profissionais selecionados para o Mais Médicos, durante o 18º ciclo do programa.

Segundo o Ministério da Saúde, o reforço beneficiará mais de 6 milhões de pessoas que vivem nas áreas mais vulneráveis do Brasil.

Algumas delas com histórica dificuldade de acesso, caso de localidades ribeirinhas, fluviais, quilombolas e indígenas.

Os profissionais selecionados terão até o dia 28 de junho para comparecer aos municípios e iniciar as atividades nas unidades de saúde.

Nesta primeira fase do 18º ciclo do programa, a seleção priorizou a participação de profissionais “formados e habilitados com registro do Conselho Regional de Medicina (CRM)”, preferencialmente “com perfil de atendimento para a Atenção Primária”.

Para tanto, o Ministério da Saúde estabeleceu “critérios de classificação, como títulos de Especialista e/ou Residência Médica em Medicina da Família e Comunidade”.

(Agência Brasil)

Deputados da oposição podem votar nesta semana novo requerimento convocando Sergio Moro

Moro esteve na semana passada, em audiência pública, no Senado.

Deputados do centrão e da oposição vão pressionar o presidente da CCJ da Câmara, Felipe Francischini (PSL-PR), a votar, nesta semana, um requerimento de convocação a Sergio Moro. A informação é da Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta segunda-feira.

Se for aprovado e o ministro não comparecer, ele pode responder por crime de responsabilidade.

Os parlamentares cobram posicionamento duro de Francischini. A avaliação é a de que a Câmara não deve esperar Moro decidir o melhor momento de falar à CCJ.

O ministro cancelou audiência que marcara na quarta (26). Moro está em missão oficial nos EUA.

Líder do prefeito na Câmara já se filiou ao PDT

92 1

O PPL se fundiu com o PCdoB nacionalmente.

Em consequência disso, os vereadores Ésio Feitosa, líder do prefeito Roberto Cláudio na Câmara Municipal, já se filiou ao PDT na última semana.

Gardel Rolim ainda analisa se ingressa no pedetista e Larissa Gaspar vive um impasse: ela queria voltar para o PT, mas há rejeição da parte do presidente municipal, Deodato Ramalho, que disse, em seu Facebook, que Larissa é da base do prefeito.

Larissa Gaspar pode acabar indo para o PSB. Este partido abriu as portas.

(Foto – CMFor)

Nesta semana de São João, prossegue o debate sobre a reforma da Previdência

O avanço nas discussões sobre a reforma da Previdência na Câmara dos Deputados alimenta as esperanças do governo de uma votação em breve na comissão especial criada para debater o tema. As chances de que isso aconteça ainda esta semana, no entanto, são pequenas – em dois dias de discussão na semana passada, 75 deputados foram ouvidos. Ainda faltam 80.

O presidente Jair Bolsonaro já tirou a pressão do Congresso Nacional e disse não ver problema caso a votação do relatório na comissão especial demore mais uma semana para ocorrer. Além das discussões, que devem continuar ao longo dos próximos dias, festas de São João realizadas em diversos estados podem enfraquecer o quórum e dificultar a votação.

“Minha experiência de Parlamento: em festa junina, geralmente, o parlamentar fica no seu estado. É quase uma festa religiosa isso daí. Se atrasar mais uma semana, não tem problema não. Toca o barco”, disse Bolsonaro na última sexta-feira (21), após almoço no Ministério da Defesa.

Entenda

Os deputados debatem o relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) desde a última terça-feira (18). A próxima reunião do colegiado está marcada para esta terça-feira (25) e a tendência é que uma nova reunião seja marcada para o dia seguinte. O presidente da comissão, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), disse que há possibilidade de que a votação comece no mesmo dia em que for encerrada a discussão.

Acordo

Os deputados governistas fizeram um acordo com a oposição: todos que quisessem falar teriam tempo para fazê-lo e, em troca, a oposição não obstruiria a sessão. Após o fim dos debates, o relatório de Moreira será votado na comissão. Em seguida, o texto será apreciado no plenário da Câmara e precisará de uma aprovação de 3/5 dos deputados. Caso aprovada, a proposta segue para apreciação dos senadores.

Alterações

Samuel Moreira fez diversas mudanças em relação à proposta original enviada pela equipe econômica do governo no fim de fevereiro. Dentre elas, retirou o sistema de capitalização da reforma, que determinava que cada trabalhador contribua para a própria aposentadoria. É possível que o governo insista no quesito posteriormente, apresentando uma nova Proposta de Emenda à Constituição (PEC).

Além disso, Moreira manteve a idade mínima de 62 anos para mulheres e de 65 anos para homens após o período de transição, mas alterou o tempo mínimo de contribuição para as mulheres, retornando para os 15 anos vigentes atualmente. O tempo mínimo de contribuição dos homens permanece conforme proposto pelo governo: 20 anos.

As alterações reduziriam a economia com a reforma para R$ 913,4 bilhões até 2029. No entanto, o relator decidiu propor a transferência de 40% de recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para a Previdência Social e aumentar tributos sobre os bancos, o que reforçaria as receitas em R$ 217 bilhões, resultando numa economia final de R$ 1,13 trilhão, próximo do montante inicial de R$ 1,23 trilhão estipulado pela área econômica do governo.

(Agência Brasil)

Companhia Docas do Ceará sob nova direção

A nova presidente da Companhia Docas do Ceará, engenheira civil Mayara Chaves, toma posse no cargo, nesta segunda-feira. Ela entra no lugar do sociólogo César Pinheiro, uma indicação do ex-senador Eunício Oliveira, presidente regional do MDB.

atural do Espírito Santo, Mayhara será a primeira diretora-presidente de uma companhia doca no atual Governo. Formada em Engenharia de Produção pela Faculdades Integradas Espírito Santense (FAESA) e Pós-graduada em Logística Empresarial pela mesma instituição, Mayhara possui ainda MBA em Gerenciamento de Projeto pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e já ocupou o cargo de Diretora de Planejamento e Desenvolvimento da Companhia Docas do Estado do Espírito Santo (CODESA), entre os anos de 2015 e 2018. Atualmente ocupava o posto de assessora Máster de Conselhos e Câmaras da Federação das Indústrias do Espírito Santo.

DETALHE – Após ser empossada, Mayara pedirá licença do cargo por 15 para tratamento da saúde.

Enquete do Senado apontou que 75% aprovavam decreto das armas de Bolsonaro

409 10

Uma enquete realizada pelo DataSenado, na última semana, constatou que a proibição de venda de armas seria aprovada por larga maioria (73%) das pessoas pesquisadas, se o referendo popular tivesse sido efetuado. Foram registradas as opiniões de 154 pessoas que, ao ligarem para o serviço Alô Senado em busca de informações sobre o funcionamento da Casa, se dispuseram a responder a perguntas sobre desarmamento. As informações são do site do Senado.

Um alto percentual – 84% – sabia da aprovação pelo Congresso da proibição de venda de armas aos cidadãos comuns, proposta de iniciativa do senador Renan Calheiros (PMDB-AL). No entanto, apenas 49% tinha conhecimento de que foi autorizada a realização de plebiscito para que o eleitorado se posicione sobre a decisão do Legislativo. A data da consulta popular ainda não foi marcada.

A enquete mostrou também que nada menos do que 71% dos entrevistados estão convencidos de que o porte de armas traz riscos à segurança do cidadão comum, enquanto 56% estão conscientes de que a proibição contribuiria para diminuir, mas não para acabar com a violência e a criminalidade. Mais da metade – 66% – acha que a criminalidade está aumentando em sua cidade, e aponta as drogas como principal ameaça à integridade dos jovens.

O perfil das pessoas ouvidas é o de formadores de opinião, com boa escolaridade – 42% com ensino médio e 28% com grau superior e pós-graduação – tendo prevalecido ligações da região Sudeste (41%) e Nordeste (38%). A maioria (66%) é de homens e 35% estão na faixa de renda de até dois salários mínimos.

Sinditáxi faz mutirão de vacinação contra a gripe

O Sinditáxi do Ceará inicia, a partir desta segunda-feira, um mutirão de vacinação contra a gripe H1N1. A ação ocorrerá a partir das 8 horas, na sede da entidade (Centro), e vai se estender até quarta-feira.

Segundo o presidente da entidade, Francisco Moura, serão aplicadas 1.500 doses da cina, que foram repassadas pela Secretaria Municipal da Saúde.

(Foto – Arquivo)

Quina de São João pode pagar R$ 140 milhões

Mesta segunda-feira, às 20 horas, no Espaço Loterias Caixa no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo, vai acontecer o sorteio da Quina de São João, que pode pagar um prêmio de R$ 140 milhões para quem acertar as cinco dezenas. O prêmio não acumula e será pago a quem acertar a maior quantidade de números sorteados na primeira ou nas demais faixas de premiação.

Segundo a Caixa Econômica Federal, caso haja apenas um ganhador e o dinheiro seja aplicado na poupança, é possível receber mais de R$ 520 mil por mês ou adquirir quase 20 carros populares.

As apostas podem ser realizadas em volantes específicos que já estão disponíveis nas lotéricas e pela internet até as 19h. O preço da aposta com 5 números é de R$ 1,50.

Para quem optar por apostar pela internet, foi disponibilizado um combo especial para a Quina de São João, que contém 20 apostas para o concurso.

(Com Agências)

Assembleia Legislativa e Seduc vão lançar uma parceria “Ao Pé da Letra”

A Assembleia Legislativa, por meio da TV Assembleia e em parceria com a Secretaria da Educação do Estado, vai lançar, em agosto próximo ,um programa de soletrar com alunos da rede pública estadual. O nome: “Ao Pé da letra”.

A ideia foi do próprio presidente da Casa, José Sarto (PDT), que é um leitor voraz. As finais serão no auditório do legislativo estadual e transmitidas pela emissora. Os estudantes já estão participando da fase eliminatória em todo o Ceará.

A iniciativa integra a proposta de nova grade de programação que está sendo elaborada e estreia no segundo semestre. A TV Assembleia está no canal digital 31.1, na NET no canal 11 e na Multiplay no canal 30.

Eis a Assembleia apostando no sucesso do quadro “Soletrando”, da Globo.

*Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta segunda-feira.

(Foto – ALCE)

Editorial do O POVO – “O recado das mulheres no futebol”

Marta fez desabafo após a desclassificação.

Com o título “O recado das mulheres no futebol”, eis o Editorial do O POVO desta segunda-feira:

A participação da seleção brasileira na Copa do Mundo de futebol feminino comprova que há um público imenso no País disposto a consumir informações sobre a modalidade e acompanhar a rotina dos principais torneios existentes.

O desempenho do grupo, que deixa o Mundial nas oitavas de final, é exemplar disso. A posição de protagonismo das mulheres não foi importante apenas dentro do campo, no qual se mostraram técnica e coletivamente preparadas. Mas fora também, ao mobilizar audiência e torcida. É preciso agora que esse interesse se converta em recursos financeiros, apoio e estrutura para a seleção, ainda negligenciada.

Um dos maiores desafios está precisamente no investimento, seja na contratação de mais jornalistas mulheres, seja no patrocínio direto de atletas, pagando-lhes o preço justo – nem um centavo a mais ou a menos do que as empresas já gastam com os homens (a recusa de Marta a receber menos que Neymar, por exemplo, é um importante sinal).

Mas o fortalecimento do futebol feminino depende ainda de uma série de ações conjuntas entre clubes, Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e canais de transmissão. Negociar com as TVs os direitos de exibição de campeonatos de homens e mulheres no mesmo pacote, por exemplo, seria um modo de ajudar a projetar uma liga nacional feminina, etapa sem qual o País não terá meios de consolidar uma base de atletas.

Como se vê, há uma tarefa gigantesca pela frente…

*Confira a íntegra do Editorial do O POVO aqui.

(Foto – Divulgação)