Blog do Eliomar

Últimos posts

Gleisi Hoffmann vem reforçar campanha de filiações ao PT do Ceará

325 1

Gleisi já esteve neste ano  no Ceará.

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, estará. em Fortaleza nesta terça-feira. Segundo a direção estadual petista, ela vem participar da solenidade de posse dos novos titulares dos setoriais do partido. O ato ocorrerá a partir das 9 horas, no auditório da Assembleia Legislativa.

Todos os parlamentares federais e estaduais do PT, além de vereadores e alguns prefeitos, deverão conferir o encontro, que marcará também o lançamento da plataforma digital petista voltada a conquistar novas filiações.

Deverão tomar posse os novos titulares dos setoriais da Mulher, Educação, Cultura, Sindical, LGBT, Agrárias, Meio Ambiente e Direitos Humanos.

(Foto – Paulo MOska)

Prefeito Roberto Cláudio diz ter orgulho de ser renovação no grupo dos Ferreira Gomes

O prefeito Roberto Cláudio (PDT) se juntou aos aliados políticos e respondeu, ontem, as críticas do senador Tasso Jereissati dirigidas ao grupo liderado pelos ex-ministros Cid e Ciro Gomes. Fruto da aliança com os dois irmãos, RC se disse “orgulhoso” de participar de um grupo que dá “oportunidade” para o surgimento de “novas lideranças”, em crítica velada ao bloco opositor liderado pelo senador tucano.

“Quantos jovens não têm surgido dentro desse grupo? Eu, por exemplo: me foi dada a oportunidade de presidir a Assembleia, depois virei prefeito de Fortaleza. O governador Camilo Santana é um jovem, o presidente (da Cmara Municipal) Samito Filho também”, argumenta. “Há um grupo político que dá oportunidade e espaço para que novas lideranças politicas surjam e deem voz ao que pensa”, disse o prefeito ao O POVO, durante reunião com os secretários municipais no Centro de Eventos do Ceará.

O comentário de RC aponta em direção contrária ao movimento da oposição que defende a candidatura de Tasso ao governo como caminho para a “renovação” do Estado.

RC reforçou as críticas que o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) fez ao senador tucano. “Ciro registrou uma coisa muito verdadeira: não temos meio de comunicação, respeitamos a diversidade da imprensa, não temos grandes patrimônios privados”, listou o prefeito.

Embate

A troca de ataques entre os grupos começou após o discurso de Tasso Jereissati na convenção estadual do PSDB, na última sexta-feira, 10, quando o senador atacou o governador Camilo Santana ao dizer que ele é “mandado” pela “oligarquia” dos Ferreira Gomes.

A declaração provocou a reação de Ciro Gomes que devolveu, no mesmo dia, o ataque. “É a oligarquia que tem o senador mais rico do País com patrimônio declarado”, disse Ciro em referência ao tucano. Santana também reagiu as acusações as quais considerou como “absurdas”.

Antes das farpas trocadas na última semana, o senador tucano já havia dirigido comentários elogiosos para Camilo Santana – a quem chegou a destacar um “jeitão tucano” – e também para o prefeito Roberto Cláudio. Em março, durante inauguração de posto de saúde que homenageou a mãe de Tasso, o senador brincou com RC, dizendo que ele estava com “biquinho de tucano crescendo”.

As críticas entre os grupos acontece no contexto de incertezas sobre a situação da oposição cearense para as eleições do ano que vem.

Com as imprecisões sobre a continuidade do PMDB no bloco, o grupo se enfraqueceu e tenta apostar em Tasso Jereissati como esperança para um palanque competitivo em 2018. O senador, no entanto, já declarou que não pretende se candidatar para a vaga no Palácio da Abolição.

(O O POVO – Repórter Rômulo Costa/foto – Mauri Melo)

Maria da Penha defende ampliação do atendimento especializado à mulher

Na última semana, o atendimento a mulheres vítimas de violência doméstica ganhou novas regras, com mais direitos garantidos durante todo o processo. A Lei 13.505, sancionada pelo presidente da República, Michel Temer, adiciona itens à Lei Maria da Penha e traz novas condutas para o atendimento policial e para o trabalho de perícia.

A farmacêutica bioquímica Maria da Penha Maia Fernandes, que deu nome à lei, avaliou que, embora sejam positivas as alterações, essa não deveria ser a maior preocupação dos governantes. “Estão tentando mexer na lei quando, na verdade, o que ela precisa é ser implementada devidamente”, disse sobre a norma que em 2017 completou 11 anos.

Para ela, o mais importante é que os prefeitos tenham em seus municípios, por menores que sejam, um Centro de Referência da Mulher, pois esses são os primeiros locais procurados por mulheres em situação de risco.

Como geralmente os pequenos municípios brasileiros não têm delegacias especializadas no atendimento a mulher, nem juizados especiais, esses centros seriam essenciais para que as vítimas de violência doméstica conhecessem seus direitos e recebessem atendimento psicológico, jurídico e social. “O centro poderia articular, havendo necessidade, atendimento a essa mulher em municípios próximos ou não”, justificou.

Sobre as novidades na lei, que já estão em vigor, Maria da Penha destacou a importância da previsão de que o atendimento policial e pericial especializado às vítimas seja feito, preferencialmente, por pessoas do sexo feminino. “Por mais que o homem tenha sensibilidade, a cultura machista interfere muito. Às vezes delegados aconselham a mulher a voltar para casa, resgatar o relacionamento”, lembrou acrescentando que essas são pequenas modificações que a experiência do dia-a-dia faz perceber que são importantes.

Além desse item, a norma deixa claro que para preservar a integridades física, psíquica e emocional da depoente, a mulher, seus familiares e suas testemunhas devem ter a garantia de que não terão contato direto com investigados ou suspeitos e pessoas relacionadas a eles.

Ainda pelas novas regras, a mulher em situação de violência não deve ser revitimizada ao prestar depoimento. Isso significa que devem ser evitados questionamentos sucessivos sobre o mesmo fato nos âmbitos criminal, cível e administrativo. Da mesma forma, devem-se evitar perguntas sobre a vida privada. A escuta e o interrogatório devem ser feitos em locais com equipamentos próprios e adequados à idade da mulher e à gravidade da violência.

Os depoimentos prestados devem ser registrados em meio eletrônico ou magnético e o material – transcrição do áudio ou mídia com o registro – deve integrar o inquérito. A medida é importante para que a vítima não tenha que repetir o mesmo depoimento em outras fases do processo.

Depois da repercussão negativa entre organizações e órgãos do governo dedicados à defesa da mulher, apenas um artigo do texto original foi vetado pelo presidente Temer. Ele permitiria à polícia aplicar medidas de urgência de proteção a vítimas, em substituição a determinações de um juiz, que seria comunicado num prazo de 24 horas. A principal crítica a essa mudança proposta pelo Legislativo é a de que seriam transferidas para as delegacias de polícia atribuições que cabem originalmente ao Poder Judiciário.

(Agência Brasil)

Terremoto na fronteira entre Irã e Iraque deixa mais de 211 mortos

Um terremoto de magnitude 7,3 atingiu o Iraque neste domingo (12), na fronteira com o Irã, e deixou mais de 210 mortos – principalmente no Irã-, segundo as mídias estatais locais. A informação é do Portal G1, com a agência AFP.

São ao menos 207 mortos e 1.686 feridos no Irã, segundo o vice-presidente da Organização de Gestião de Crises do país, Behnam Saidi, e 4 mortes confirmadas no Iraque. O vice-ministro de Saúde do Irã, Qasem Yan Babaie, afirmou à agência de noticias IRNA que é muito provável que o número de vítimas siga aumentando.

O terremoto ocorreu às 21h18 (horário local, 16h18 em Brasília) e foi sentido em várias províncias do Irã, mas a mais atingida foi Kermanshah, que anunciou três dias de luto. Além de Kermanshah, as populações de Ghasr Shirin, Sarpul e Azgale foram as mais afetadas.

Mais de 90 das vítimas estavam na cidade de Sarpol-e Zahab, em Kermanshah, a cerca de 15 km da fronteira. O principal hospital da cidade foi gravemente danificado.

O tremor foi sentido na Turquia, em Israel e nos Emirados Árabes Unidos, além da capital iraquiana, Bagdá. O epicentro foi registrado a 22 km da cidade iraquiana de Derbendîxan e a 52 km da cidade iraniana de Sarpol-e Z̄ahāb, segundo o Serviço Geológico dos EUA (USGS).

Na briga Tasso-Aécio, Alckmin pode virar o tercius

 

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, não descartou a possibilidade de assumir a presidência do PSDB, após negar esse cenário de forma contundente nos últimos dias. Com a destituição do senador Tasso Jereissati (CE) do comando interino da sigla, na última quinta-feira, dia 9 de novembro, o nome do governador foi levantado por tucanos importantes, como o ex-senador José Aníbal, presidente do Instituto Teotônio Vilela, e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

“Temos dois pré candidatos. Vamos aguardar. Essa é uma decisão coletiva do Brasil inteiro”, disse Alckmin. Além de Tasso, que se declarou candidato na última quarta, dia 8, o governador de Goiás, Marconi Perillo, também afirmou que vai concorrer à presidência do PSDB, que será escolhida em convenção do partido no dia 9 de dezembro.

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), disse ontem que defende Perillo para presidir a sigla, mas “se for necessário” que o governador de São Paulo Geraldo Alckmin assuma o comando da sigla como terceira via “será bom para o partido”.

“Se for necessário que o governador Geraldo Alckmin assuma a presidência do PSDB como um tercius será bom para o partido”, disse o tucano. “Continuo apoiando Marconi Perillo para a presidência do PSDB.”

Nesta semana, o senador Aécio Neves (MG), presidente afastado do partido, destituiu Tasso da presidência interina. A justificativa do mineiro é dar isonomia à escolha do próximo presidente do PSDB, em dezembro, uma vez que Tasso se candidatou ao cargo.

Com a saída de Tasso, assumiu, interinamente, o ex-governador Alberto Goldman. A disputa pelo comando da legenda levou à maior crise interna do PSDB.

(Estadão)

Deu pane no sistema da Ciops

O sistema da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), que verifica nomes, placas de veículos e ocorrências de todos os tipos, saiu do ar a partir das 14h30min de sábado, dificultando o serviço ostensivo geral.

Consequência disso: os operadores da Ciopes estavam tendo que redigir todos os dados na base da velha esferográfica.

Já no domingo, de acordo com o pessoal da área, o sistema voltou a operar normalmente.

Comarca de Maracanaú inicia mutirão de conciliação fiscal nesta segunda-feira

O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da Comarca de Maracanaú começa, a partir desta segunda-feira (13), mutirão de conciliação fiscal relativo a débitos de impostos e taxas municipais. A mobilização, que faz parte do Programa de Refinanciamento (Refis) 2017, prossegue até o próximo dia 17, das 9 às 16 horas, no Fórum Desembargador Osmundo Pontes (Região Metropolitana de Fortaleza). A informação é da assessoria de imprensa do TJCE.

Com a iniciativa, pessoas que possuem dívidas referentes aos Impostos Territorial e Predial Urbano (IPTU) e sobre Serviços (ISS), bem como taxas e infrações de trânsito poderão regularizar o débito com o município. Cerca de cinco mil processos estão aptos a fazer parte da pauta da Semana da Conciliação Fiscal.

Todos os detalhes da ação foram definidos em reuniões realizadas no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) com a desembargadora Tereze Neumann Duarte Chaves, supervisora do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec). As juízas Andréa Pimenta Freitas Pinto (da 1ª Vara Cível e coordenadora do Cejusc de Maracanaú) e Regma Aguiar Dias Janebro (da 3ª Vara Cível, na qual tramitam as ações de execução fiscal) estão à frente da mobilização.

O Cejusc disponibilizará duas salas com quatro mesas para atendimento. A pessoa já sairá do local com o boleto impresso. Os descontos nos juros e nas multas podem chegar a 100%, dependendo do caso. O pagamento pode ser feito de uma única vez ou em até 60 meses, com parcela mínima de R$ 100,00 (pessoas físicas) e de R$ 500,00 (empresas).

SERVIÇO

*Cejusc da Comarca de Maracanaú – Fórum Des. Osmundo Pontes – Rua Luiz Gonzaga Honório de Abreu, 80, Parque Antônio Justa, Maracanaú.

Tasso anda com um pé atrás quando o mote é Alckmin

O senador Tasso Jereissati anda maldizendo Geraldo Alckmin. O senador cearense vê nos movimentos do governador paulista sinais de que ele pode apoiar Marconi Perillo na disputa pelo PSDB.

A informação é da Coluna Radar, da Veja Onine.

Alckmin, na verdade, está na mesma tática de sempre: jogando parado. O que ele queria mesmo era a presidência do PSDB para ele. Assim, teria o controle das verbas do partido em 2018.

Demóstenes Torres ameaça voltar à política

Cassado em 2012 pelo Senado e inelegível até 2027, Demóstenes Torres ameaça voltar ao cenário político.

Segundo informa o colunista Lauro Jardim, do O Globo, o amigo de Carlinhos Cachoeira foi inocentado de alguns processos em Goiás e, de posse dessas decisões, planeja entrar com um pedido de anistia no Senado.

Quer voltar a ser ficha-limpa e disputar a eleição de 2018. Já fez contatos com alguns senadores informando-os de seu desejo.

Mais de 2 milhões de candidatos faltam ao Enem neste domingo

O índice de candidatos que faltaram à segunda prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017, realizada hoje (12), foi de 32%. Cerca de 2,15 milhões de inscritos não compareceram às provas aplicadas neste domingo. Os candidatos responderam hoje questões de matemática e ciências da natureza (química, física e biologia). No domingo passado (5) foram aplicadas as provas de redação, linguagens e ciências humanas.

No primeiro dia de prova, foi registrada uma abstenção de 29,8%, com cerca de 2 milhões de candidatos faltosos. No ano passado, a abstenção média nos dois dias de Enem foi de 29,19%.

Neste ano, um total de 853 candidatos foram eliminados do Enem nos dois dias de prova, sendo 273 no primeiro dia e 580 no segundo dia. A maioria foi eliminada por descumprimento de regras do edital (842), nove por terem sido identificadas irregularidades nos detectores de metais e dois por recusa do dado biométrico.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, classificou esta edição como a mais tranquila aplicação do Enem nos últimos anos, com pouquíssimas ocorrências. Na avaliação dele, o índice de abstenção está dentro da média.

“Historicamente, o primeiro dia tem menos abstenção do que o segundo dia. É um dado que repete um comportamento padrão em exames anteriores. Não vejo isso como uma grande novidade”, disse. Ele lembrou que, a partir deste ano, o participante isento do pagamento da taxa de inscrição do Enem que não compareceu às provas e não justificar a ausência perderá o direito a nova isenção no ano que vem.

O ministro anunciou ainda que, em 2018, a inscrição no Enem será gratuita para todos os candidatos que forem aprovados no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), que será aplicado no próximo domingo (19).

Nos dias 12 e 13 de dezembro, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) fará a segunda aplicação anual do Enem 2017 para alunos que foram prejudicados na primeira aplicação e para as pessoas privadas de liberdade (PPL). De acordo com o instituto, um total de 3.581 alunos vão refazer as provas em dezembro por problemas na aplicação regular, como por exemplo em locais de prova em que houve corte no abastecimento de energia.

(Agência Brasil)

Natal – Operação da Guarda Municipal visa “higienização” da Praça do Ferreira

O Escritório de Direitos Humanos e Assessoria Jurídica Popular Frei Tito de Alencar (EFTA) atendeu na tarde deste domingo (12) ao chamado de pessoas em situação de rua, na Praça do Ferreira, no Centro, que se dizem surpreendidas com uma operação da Guarda Municipal, com apoio da Polícia Militar, para a “higienização” do espaço para os preparativos do período natalino.

Integrantes do escritório cobram a promessa de um abrigo para janeiro de 2018.

(Foto: Divulgação)

Gabarito oficial do Enem 2017 será divulgado na quinta-feira

O gabarito oficial do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será divulgado na próxima quinta-feira (16) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A correção das provas é feita usando a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), em que o valor de cada questão varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item.

Dessa forma, um item em que grande número dos candidatos acertarem será considerado fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. Já o estudante que acertar uma questão com alto índice de erros ganhará mais pontos por aquele item.

Por isso, não é possível calcular a nota final apenas contabilizando o número de erros e acertos em cada uma das provas. Dois candidatos que acertarem o mesmo número de questões podem ter pontuações diferentes. O estudante só tem como saber a nota final no Enem quando o resultado sair.

O Boletim de Desempenho deverá ser disponibilizado aos participantes em 19 de janeiro do próximo ano.

(Agência Brasil)

Mãe da música nordestina – Cineteatro São Luiz realiza show 10 anos sem Marinês

Voz feminina da música nordestina, coroada por Luiz Gonzaga como Rainha do Xaxado (dança típica dos cangaceiros de Lampião), Marinês é homenageada no palco do Cineteatro São Luiz, neste domingo (12), a partir das 18 horas. Quem fará a homenagem, que marca os 10 anos de saudade de Marinês, é a cantora e compositora Sabrina Vaz, que iniciou carreira solo tendo como objetivo a restauração musical da cantora Marinês – a qual muito se assemelha -, e o músico Marcos Farias, filho do sanfoneiro Abdias dos Oito Baixos e de Marinês. Os ingressos podem ser adquiridos a preços populares: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia).

“Pisa na Fulô” e “Peba na Pimenta” são algumas das primeiras canções que ficaram conhecidas através da voz de Marinês, seguidos por mais de 45 discos gravados, todos com grandes sucesso. Como disse Gilberto Gil: “Marinês é a grande mãe da música nordestina”.

Na homenagem, que integra a programação especial do equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), alusiva ao dia da cultura, Marinês e a cultura nordestina são celebradas em um lindo espetáculo.

(Secult)

Segurança pública terá destaque na pauta do Senado nesta semana

O tema segurança pública deve tomar boa parte da atenção dos senadores até o fim do ano. A partir desta próxima semana, começa a chegar ao Senado uma série de propostas para o setor aprovadas recentemente pela Câmara dos Deputados. Além disso, há outros projetos mais antigos em tramitação. O presidente Eunício Oliveira já cobrou agilidade da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ):

– Quero sugerir ao Plenário que façamos uma semana de votações sobre microeconomia e, na sequência, ainda neste semestre, uma semana de debates de matérias sobre segurança pública. Eu falei com o presidente da CCJ para que todos os projetos que estejam lá na comissão relativos à segurança sejam votados e encaminhados ao Plenário – informou durante a sessão de quinta-feira (9), citando pedido feito ao senador Edison Lobão (PMDB-MA).

Entre as propostas a serem votadas, estão o fim da progressão de regime para assassinos de policiais; a Política Nacional de Busca de Pessoas Desaparecidas e a instalação de bloqueadores de celulares nos presídios por parte das operadoras de telefonia móvel.

Os senadores devem analisar também regras mais duras para a saída temporária dos presos, o popular saidão. Conforme o texto já aprovado pela Câmara, se for reincidente, o detento terá de ter cumprido metade da pena, em vez de 1/4 como é atualmente. Além disso, o tempo de saída é diminuído de sete para quatro dias e a quantidade de vezes que a saída temporária poderá ser renovada no ano passa de quatro para apenas uma vez.

Completa o conjunto de propostas a que estabelece a retirada do Código Penal da atenuante para menores de 21 anos. As chamadas circunstâncias agravantes (art. 61) e atenuantes (art. 65) são obrigatoriamente levadas em conta pelo juiz para determinar o tempo da pena. Os deputados, no entanto, mantiveram o benefício para maiores de 70 anos, o que gerou divergências.

(Agência Senado)

Propaganda do PP destaca ações de Roberto Cláudio

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), recebeu destaque na propaganda política do PP, por ações voltadas à saúde da mulher.

Na fala do vereador Eron Moreira, “grandes demandas à saúde da mulher, à prevenção ao câncer de mama. Roberto Cláudio mantendo excelente serviço de mastologia no Gonzaguinha de Messejana. A previsão é torná-lo referência”.

Trump diz que acredita em agências dos EUA e em ingerência russa nas eleições

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse neste domingo (12), em Hanói, que acredita na informação das agências do seu país que averiguam a suposta ingerência da Rússia nas eleições americanas.

Em resposta a perguntas dos jornalistas após uma entrevista coletiva compartilhada com o presidente do Vietnã, Tran Dai Quang, Trump esclareceu que ele nunca disse que tivesse acreditado no presidente russo, Vladimir Putin, que garantiu não ter interferido nas eleições dos EUA.

“O que eu disse, e me surpreende que continue havendo um conflito nisto, o que disse é que eu creio que [Putin] acredita (…) Eu acho que ele acredita que nem ele nem a Rússia interferiram nas eleições”, explicou o presidente, segundo nota oficial da entrevista coletiva.

“Sobre se eu acredito ou não, eu estou com a nossa agência. Eu acredito na informação das nossas agências”, acrescentou Trump.

O diretor da CIA, Mike Pompeo, disse ontem que apoia o relatório da inteligência sobre a ingerência eleitoral da Rússia em 2016.

Trump e Putin falaram em várias ocasiões e passearam juntos durante a cúpula do Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec) que terminou no sábado na cidade portuária de Danang, situada na região central do Vietnã.

Trump conclui hoje uma visita de Estado ao Vietnã, a primeira que faz como chefe da Casa Branca, e viajará à tarde para Manila para participar da cúpula da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean).

(Agência Brasil)

Deputado Guimarães diz que PT vive “novo momento” em campanha nacional por novos filiados

O líder da Minoria na Câmara Federal, deputado José Guimarães (PT-CE), participa da campanha nacional de filiação ao PT, ao apontar na página do Facebook do partido que o PT vive um “novo momento”. Segundo Guimarães, as pessoas agora poderão participar “formalmente, institucionalmente da vida do PT”, através de uma plataforma digital.

“Estamos vivendo um novo momento no PT. Você que é jovem, mulher, trabalhador, trabalhadora, que acredita na democracia, defende o PT, que é simpático às políticas do PT, eu convido: vamos nos filiar ao PT!”, disse o parlamentar cearense.

Chacina do Curió – Um processo que não pode demorar

Editorial do O POVO deste domingo (12) avalia que o desfecho da ação jurídica da Chacina da Grande Messejana precisa se dar em um tempo razoável. Confira:

Neste domingo, faz 2 anos de um dos mais bárbaros crimes acontecidos no Ceará, que ficou conhecido como “Chacina da Grande Messejana” ou “Chacina do Curió”, referências ao local onde um ataque, coordenado e praticado por policiais militares – segundo os autos do processo – resultou em um rastro de sangue, torturas e mortes. A ação deixou 11 pessoas assassinadas, sete gravemente feridas e três com marcas de tortura. A maioria dos mortos era jovens: oito deles tinham entre 16 e 19 anos de idade. A possível causa do massacre, conforme o indiciamento do Ministério Público, teria sido retaliação à comunidade, devido ao assassinato de um policial nas proximidades do bairro.

Depois de nove meses, a investigação, coordenada pela Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Defesa Social (CGD), levou à detenção de 44 policiais militares, que depois tiveram a prisão revogada. O processo tramita na 1ª Vara do Júri do Fórum Clóvis Beviláqua, em três ações distintas, referente aos 34 réus que foram pronunciados pela Justiça, e que serão levados a júri popular (10 dos policiais tiveram seus processos arquivados por falta de evidência).

A tensão que cerca o caso permanece, pois se, a princípio os parentes das vítimas tinham dúvida se a investigação chegaria aos culpados, agora o temor é que a conclusão do processo demore tanto a ponto de deixar impunes os responsáveis pelos crimes. A comunidade continua mobilizada e foi até criada uma entidade para acompanhar o desenrolar do caso, as “Mães do Curió”. Essas mulheres buscam preservar a memória dos filhos e vêm realizando várias atividades para lembrar os dois anos da chacina.

Mesmo sendo razoável supor que um processo dessa complexidade demore a ser julgado, a Justiça não pode perder de vista a gravidade desse caso. Os procedimentos jurídicos têm de ser concluídos em tempo satisfatório, de modo a levar um pouco de paz a essas famílias, que já sofreram demasiadamente.

Também é preciso deixar um exemplo bastante claro, mostrando que ninguém pode se dar o direito de tomar a lei nas próprias mãos, muito menos aqueles investidos pelo Estado para garantir a segurança e a legalidade para todos os cidadãos.