Blog do Eliomar

Últimos posts

Primeira-dama de Fortaleza ganhará comenda

A primeira-dama de Fortaleza, Carol Bezerra, vai receber a Medalha Boticário Ferreira. A Câmara Municipal aprovou projeto de iniciativa do vereador Carlos Mesquita (Pros) nesse sentido.

De acordo com o vereador, Carol tem atuado, com o “Programa Cresça com Seu Filho” de forma decisiva no apoio às crianças de famílias de baixa renda da periferia da Capital.

Ele também destaca que partiu dela a iniciativa de ampliar a rede de creches e escolas de tempo integral, adicionando o programa das academias ao ar livre nas praças.

Falta a Câmara Municipal marcar a data da solenidade.

Candomblé pode entrar na lista de Patrimônio Munidal da Unesco

O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, assumiu, nesta semana, um compromisso com líderes religiosos de comunidades tradicionais de terreiros.

Segundo o colunista Lauro Jardim, do O Globo, em reunião no Rio de Janeiro, o ministro decidiu criar um grupo de trabalho que, entre outras coisas, vai debater a inscrição Candomblé e da Umbanda na lista de Patrimônio Mundial da Unesco.

Os ônibus acessíveis e as promessas

Editorial do O POVO deste sábado (28) avalia a situação do transporte público em Fortaleza. Confira:

Duas matérias na mesma página deste jornal, na quinta-feira (26), tratam de melhorias no transporte público de Fortaleza. Uma delas informa que a temperatura dos ônibus com ar-condicionado será monitorada, de modo a identificar o problemas, tornando mais rápido o reparo. A outra reproduz declaração do prefeito Roberto Cláudio (PDT) afirmando que, até setembro do próximo ano, toda a frota de ônibus da Capital será acessível, a fim de facilitar o embarque e desembarque de pessoas com algum tipo de deficiência. Assim, segundo o prefeito, Fortaleza garantirá o posto de primeira capital brasileira a ter a frota de coletivos totalmente acessíveis.

Felizmente, foi-se o tempo em que o serviço público era considerado uma espécie de favor que se prestava a um setor da população sem recursos para obtê-lo via iniciativa privada. Hoje, os administradores públicos, pelo menos os mais conscientes (entre os quais, sem dúvida, inclui-se Roberto Cláudio), entendem perfeitamente que saúde, educação, transporte e segurança, por exemplo, são direitos inalienáveis do cidadão, seja ele pobre ou rico – e têm de ser garantidos pelo Estado, ou seja, pelos governos federal, estaduais e municipais. De qualquer modo, são sempre louváveis as medidas que visam a facilitar a vida do cidadão.

No entanto, isso não livra nenhum governante de um vezo comum aos políticos, qual seja, fazer promessas que, muitas vezes, sabem que dificilmente cumprirão, mas que se transformam em manchetes de jornais. E esses compromissos poderão ser reciclados mais à frente, pois, como a falta de memória afeta grande número de pessoas, empenhos não cumpridos podem ser repetidos, como se fossem fatos novos, ganhando uma sobrevida.

Em abril de 2013 – com 60% da frota adaptada -, a Empresa de Transporte Urbano (Etufor) informou que a meta era “tornar todos os coletivos de Fortaleza acessíveis” até dezembro de 2014, como divulgado no portal da Prefeitura. Lá se vão quase quatro anos. O novo prazo agora, com garantia de Roberto Cláudio, é setembro de 2018. Além disso, o prefeito afirmou que, até março do próximo ano, todos os ônibus terão também rede de wi-fi (acesso à Internet) instalada. Que assim seja.

Vicente Pinzón e Antônio Bezerra celebram o Dia das Crianças neste fim de semana

Neste fim de semana, mais dois bairros de Fortaleza recebem o “Arte na Praça – edição especial do mês das crianças”. O Vicente Pinzón (Regional II) será contemplado com a ação neste sábado (28) e o Antônio Bezerra (Regional III) neste domingo (29). O evento aconteceu no decorrer do mês de outubro nas praças Amiga da Criança e passou pelos bairros Passaré, Barra do Ceará, Grande Bom Jardim, Conjunto Ceará, Pan-Americano, Conjunto Palmeiras e no Vila Velha.

A iniciativa faz parte do Programa Mais Infância Ceará, idealizado pela primeira-dama do Ceará, Onélia Santana, em parceria com o Programa Fortaleza, Amiga da Criança, coordenado pela primeira-dama de Fortaleza, Carol Bezerra. O objetivo é fortalecer o vínculo familiar, comunitário e auxiliar no desenvolvimento das crianças cearenses, além de promover arte, cultura e lazer.

A programação conta com apresentações artísticas, circenses, palhaços, dança, teatro, contação de histórias, brincadeiras, jogos, pintura em tela, além de serviços como corte de cabelo, pintura de unhas, aferição de pressão, emissão de documentos, entre outros. Os pequenos também aproveitarão as oficinas de desenho, karatê, capoeira, de gesso, pintura de rosto e EVA, além de informações para o combate ao mosquito Aedes Aegypti.

A programação tem o apoio e execução do Governo do Ceará, por meio da Casa Civil, Gabinete da Primeira-Dama do Estado, Polícia Militar do Ceará, Corpo de Bombeiros, Departamento Estadual de Trânsito do Ceará, Secretaria da Cultura (Secult), Secretaria da Saúde (Sesa), Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) e Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus); e da Prefeitura de Fortaleza, por meio do Gabinete da Primeira-Dama do Município, Secretarias Regionais, Guarda Municipal, Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Secretaria Municipal dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS).

SERVIÇO

Arte na Praça – edição especial do mês das crianças

Data: sábado (28)
Horário: 16h às 19h
Local: Praça da Conquista (Rua Lima Barreto com Brisa do Mar, Conjunto São Pedro – Vicente Pinzón)

Data: domingo (29)
Horário: 16h às 19h
Local: Praça Joaquim Nogueira (Rua Padre Perdigão Sampaio, s/n – Antônio Bezerra)

Ceará tenta segunda maior sequência invicta da Série B contra o Internacional

Invicto há 43 dias na Série B do Campeonato Brasileiro, o Ceará poderá atingir a segunda maior marca da competição, na tarde deste sábado (28), diante do Internacional, no Beira Rio, quando poderá somar nove partidas sem derrota. De quebra, o Vozão ainda se manterá distante do quinto colocado na tabela de classificação, o Oeste, que nessa sexta-feira (27) derrotou o Brasil de Pelotas, por 1 a 0, e se mantém três pontos atrás do alvinegro cearense. No primeiro turno, em julho, o Ceará perdeu para o Inter, no Castelão, por 2 a 0.

Com oito rodadas sem derrota, o Vozão já detém a segunda maior série invicta, mas ao lado do Oeste. Com 12 partidas sem perder, o América Mineiro é o recordista da temporada. Atrás do Ceará e do Oeste estão o Internacional e o Juventude, ambos com uma série de seis jogos de invencibilidade.

No entanto, das cinco equipes, o Ceará é o único que poderá estender a marca, pois os outros quatro times já somam derrotas em partidas anteriores.

O Internacional entrará em campo com seis desfalques na equipe, incluindo a dupla Rodrigo Dourado e Leandro Damião, além do zagueiro Klaus, que tem sido decisivo para o time gaúcho em jogos anteriores. O Ceará não contará com três atletas titulares: Raul, Lelê e Tiago Cametá.

O árbitro é o carioca Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa), que há um mês se envolveu em polêmica na partida São Paulo 1×1 Corinthians, quando teria beneficiado em três ocasiões o time do Parque São Jorge, atual líder da Série A.

No apito, o árbitro carioca conduziu quatro partidas do Vozão, sendo três derrotas e apenas uma vitória do time cearense.

Roberto Cláudio e Salmito destacam exercício da cidadania no “Prefeitura e Câmara em Nosso Bairro”

O prefeito Roberto Cláudio e o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho, ambos do PDT, destacaram no início da tarde deste sábado (28), no bairro Panamericano, o programa “Prefeitura e Câmara em Nosso Bairro”, que chegou a sua quinta edição.

Para Roberto Cláudio, o programa permite o pleno exercício da cidadania, quando a população dos bairros apontam para os poderes Executivo e Legislativo as principais demandas das comunidades.

Salmito ressaltou que as reuniões nas comunidades têm permitido um melhor foco na gestão para o atendimento à população. O presidente do Legislativo de Fortaleza destacou, ainda, que as discussões acontecem em período fora das eleições, quando a população costuma ver políticos nas comunidades carentes somente às vésperas da votação nas urnas.

(Fotos: Divulgação)

Apesar de você

Em artigo no O POVO deste sábado (28), o médico, antropólogo e professor universitário Antonio Mourão Cavalcante avalia o que estaria tirando o sono do brasileiro. Confira:

Minha madrugada insone invade a noite adentro… Contemplo o passado, quase genuflexo. A mente passeia no desvão da saudade…

Pudera! Procuro músicas que povoem esse silêncio e – sem querer! – deslizo sobre a voz de Nara Leão. Ela canta Jobim em “Samba do Avião”, uma ode ao Rio de Janeiro: “Minha alma canta / Vejo o Rio de Janeiro/ Estou morrendo de saudade / Rio, teu mar, praias sem fim / Rio, você foi feito pra mim.” Não para aí. Ela evoca mais poemas sobre a Guanabara. Ela mesma eleita musa da Bossa Nova. Rio, puro glamour. A cidade coração do Brasil.

Hoje, uma das capitais mais perigosas do mundo. Tiros. Balas perdidas. Governo corrupto. Em tudo ele metia a mão… Até a alegria das Olimpíadas foi comprada. O que foi feito daquela alegria? Do samba. Dos passistas. Das escolas de samba? De Noel Rosa, Martinho da Vila e Zeca Pagodinho?… Fla x Flu hoje é nome de uma guerra. Pobre Rio de Janeiro. Pobre Brasil… Por que deixamos a Cidade Maravilhosa virar esse desespero? Meu Deus!

Impossível não pensar em Brasília. Foi, por décadas, o símbolo do Brasil novo que queríamos mostrar ao mundo. Orgulho grande. Aquela multidão de nordestinos partindo para construir o sonho, a saga, o país do futuro. Eles atenderam ao chamamento do grande mágico, Juscelino, o Brasil, Brasília. A maravilha do mundo. Os candangos fizeram aparecer aquelas belezas esplêndidas que assustaram o mundo: nos trópicos surgia um gigante! Tínhamos um grande sonho nacional.

Hoje, o que acontece quando lemos notícias sobre Brasília? Morremos de vergonha e ódio… Por que essa elite política desfez, de modo tão cruel, essas esperanças?

O que consola é essa madrugada querendo gestar um novo amanhã. O dia novo começa a ser desejado. Amanhece aqui, perto de mim e junto do Brasil. Ainda sonho, ainda canto: “Apesar de você, amanhã há de ser um novo dia…”

Revisão das medidas educativas do ECA pode ter relatório votado na terça-feira

A Comissão Especial sobre a Revisão das Medidas Educativas do Eca (PL 7197/02)
se reúne nesta terça-feira (31) para discutir e votar o parecer do relator, deputado Aliel Machado (Rede-PR).

Machado defendeu o aumento do período de internação de adolescentes infratores como alternativa à discussão da redução da maioridade penal.

No último dia 24, ele apresentou substitutivo ao projeto do Senado e outros 52 apensados, no qual prevê o aumento para até dez anos do período de internação de adolescentes em regime especial de atendimento socioeducativo, desde que a conduta infracional envolva morte.

Hoje o tempo máximo previsto de internação é de três anos.

Machado propõe gradações para o período máximo de internação, no caso de ato que envolva morte, conforme a idade do infrator:

– entre 12 anos completos e 14 anos incompletos de idade: 3 anos;
– entre 14 anos completos e 16 anos incompletos de idade: 5 anos;
– entre 16 anos completos e 17 anos incompletos de idade: 7 anos; e
– entre 17 anos completos e 18 anos incompletos de idade: 10 anos.

O relator considera que hoje há um equívoco no ECA, ao tratar o adolescente de 12 anos igual o adolescente de 17 anos. “Não pode um adolescente de 12 anos que furtou uma bolacha poder ficar internado até 3 anos, e um adolescente de 17 que cometeu um latrocínio, um homicídio, poder ficar apenas seis meses”, disse.

O texto mantém a previsão, já contida no ECA, de que a autoridade judiciária determine o tempo máximo de internação a que o adolescente será submetido conforme cada caso. Essa decisão deverá ser reavaliada, por decisão fundamentada, no máximo a cada seis meses. A proposta não fixa tempo mínimo de internação. Machado propõe ainda que, após completar 18 anos, o internado cumprirá a medida em estabelecimento separado dos demais.

Durante o videochat, o parlamentar refutou os argumentos de internautas que consideram que os adolescentes infratores são protegidos pela legislação atual. Para ele, o melhor caminho para tratar a criminalidade entre adolescentes não é reduzindo a maioridade penal. “Espanha e Alemanha diminuíram a maioridade penal para 16 anos e se arrependeram, porque aumentou o índice de criminalidade e os gastos do poder público com segurança”, apontou.

O parlamentar salientou ainda que, quando se reduz a maioridade para 16 anos, também se reduz, por exemplo, a idade para beber e dirigir. Ele ressaltou ainda que hoje há um déficit de 400 mil vagas no sistema penitenciário e que o Brasil tem a quarta população carcerária do mundo. “Resolveu o problema só prender?”, questionou. “Este é um discurso equivocado”, completou. “A alternativa é melhorar o ECA.”

A proposta que reduz a maioridade penal para 16 anos já foi aprovada pela Câmara e aguarda a análise do Senado (PEC 33/12).

(Agência Câmara Notícias)

Novo patamar da crise no STF

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (28), pelo jornalista Érico Firmo:

Brigas no Supremo Tribunal Federal (STF) são públicas desde a década passada, mas a desta quinta-feira, 26, atingiu novo patamar. O próprio Gilmar Mendes já havia protagonizado outros momentos. Mas, nunca antes questões tão graves haviam sido colocadas. A postura dos magistrados, a clareza ao apresentar relatórios em julgamentos já foram questionadas. Nesta semana, entretanto, surgiram acusações de conivência com criminosos poderosos, casuísmo ao julgar de acordo com o réu, partidarismo, de mentir e, novamente, em relação à postura.

Até então, o entrevero público mais grave envolvera Gilmar e o então ministro Joaquim Barbosa, em abril de 2009. Foi quase uma conversa de comadres em comparação com o que houve na última quinta.
Naquela ocasião, Joaquim Barbosa reclamou que, ao relatar caso anterior, Gilmar Mendes, então presidente do STF, não havia exposto todos os aspectos envolvidos em determinado caso. “A sua tese ela deveria ter sido exposta em pratos limpos”. Mendes protestou: “Ela foi exposta em pratos limpos. Eu não sonego informação. Vossa excelência me respeite”. A seguir, Gilmar reclamou das ausências com colega. “Talvez vossa excelência esteja faltando às sessões”. Barbosa justificou que estava de licença. Gilmar insistiu: “Vossa excelência falta a sessão e depois vem…”. Barbosa cortou: “Eu estava de licença. Vossa excelência não leu aí”. Carlos Britto pediu vistas para tentar encerrar a briga. Sem sucesso. Só iria piorar.

Em dado momento, Barbosa ressaltou a importância de saber como a decisão iria afetar as pessoas. “Eu sou atento às consequências da minha decisão, das minhas decisões. Só isso”. Gilmar se irritou: “Vossa excelência não tem condições de dar lição a ninguém”. Foi quando Barbosa respondeu com mais virulência. “E nem vossa excelência. Vossa excelência me respeite, vossa excelência não tem condição alguma. Vossa excelência está destruindo a Justiça desse país e vem agora dar lição de moral em mim? Saia a rua, ministro Gilmar. Saia a rua, faz o que eu faço”. Gilmar rebateu: “Eu estou na rua, ministro Joaquim”. Barbosa retrucou: “Vossa excelência não está na rua não, vossa excelência está na mídia, destruindo a credibilidade do Judiciário brasileiro. É isso”.

Então, Barbosa completou com a insinuação mais dura: “Vossa excelência quando se dirige a mim não está falando com os seus capangas do Mato Grosso, ministro Gilmar. Respeite”. Gilmar também cobrou respeito. Marco Aurélio Mello interveio. “Creio que a discussão está descambando para um campo que não se coaduna com a liturgia do Supremo”. Barbosa concordou e culpou Gilmar. “Fiz uma intervenção normal, regular. Reação brutal, como sempre, veio de vossa excelência”.

Gilmar protestou e disse que foi acusado de faltar com a verdade. Barbosa afirmou que não era isso que havia dito. “Eu simplesmente chamei a atenção da Corte para as consequências da decisão e vossa excelência veio com a sua tradicional gentileza e lhaneza”. O presidente decidiu encerrar a sessão e a discussão. “É vossa excelência que dá lição de lhaneza ao Tribunal. Está encerrada a sessão”.

Sem dúvida foi áspero. Todavia, afora a acusação de dispor de capangas, o que houve foi questionamento à clareza de relatório, sobre frequência às sessões, à afinidade ou não de ministro com o sentimento popular, o comportamento na mídia. Aquela briga em 2009 foi dura, obviamente. Mas, comparada com a desta semana, chega a ser quase cordial. Em comum, reclamação contra a agressividade de Gilmar, que devolveu a crítica a Barbosa.

No mais, foi-se muito além. Luís Roberto Barroso e Gilmar acusaram-se mutuamente de libertar quem deveria preso estar. Barroso acusou Gilmar de, “normalmente”, mentir e, pior de tudo, de ser conivente com a “criminalidade do colarinho branco”. E, ainda, de mudar “a jurisprudência de acordo com o réu”. De julgar com “compadrio”. E reclamou de vinculação partidária: “Juiz não pode ter correligionário”.

Não me recordo de ministro do Supremo ter sido questionado de forma tão grave por um de seus pares.

CNBB pede povo nas ruas contra a corrupção

133 2

Dom Sérgio da Rocha é o presidente da CNBB.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou uma nota um dia depois da sessão da Câmara dos Deputados que impediu a investigação do presidente Michel Temer por obstrução à Justiça. A entidade condena a “barganha na liberação de emendas parlamentares pelo governo” e faz um alerta sobre a situação social e política do País.

De acordo com a CNBB, existe um divórcio entre a classe política e a sociedade brasileira.

“A barganha na liberação de emendas parlamentares é uma afronta aos brasileiros”, atestam os líderes religiosos. Eles acrescenta que a retirada de indispensáveis recursos em áreas como saúde, educação e programas sociais “aprofunda o drama da pobreza de milhões de pessoas”. “O divórcio entre o mundo político e a sociedade brasileira é grave”, diz a nota.

Em outro trecho, a nota da CNBB lança um apelo: “É grave tirar a esperança de um povo. Urge ficar atentos, pois situações como esta abrem espaço para salvadores da pátria, radicalismos e fundamentalismos que aumentam a crise e o sofrimento, especialmente dos mais pobres, além de ameaçar a democracia no País.”

Os líderes da CNBB ressaltam ainda que “só uma reação do povo, consciente e organizado, no exercício de sua cidadania, é capaz de purificar a política, banindo de seu meio aqueles que seguem o caminho da corrupção e do desprezo pelo bem comum”.

Ministério divulga lista suja do trabalho escravo

O Ministério do Trabalho divulgou o cadastro de empregadores que tenham submetido trabalhadores a condições análogas às de escravo, conhecida como “lista suja”. A publicação tem informações sobre 131 empregadores autuados em fiscalizações e detalha dados como o número de trabalhadores flagrados nas condições irregulares, endereço do estabelecimento e a data em que ocorrência foi registrada. A lista tem informações desde 2010.

O cadastro foi divulgado após transitada em julgado na Justiça do Trabalho do Distrito Federal ação protocolada em 2016 pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em que, segundo o órgão, a União descumpria ordem judicial que a obrigava a publicar o cadastro dos empregadores condenados administrativamente pelas infrações e atualizá-lo a cada seis meses no máximo. O descumprimento da medida levaria à aplicação de multa diária no valor de R$ 10 mil.

A sentença da Justiça do Trabalho coincidiu com outra decisão sobre a lista suja, na semana passada. Por meio de liminar, a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber suspendeu os efeitos de portaria do Ministério do Trabalho que estabelecia novas regras para a caracterização de trabalho análogo ao escravo e para atualização do cadastro de empregadores que tenham submetido trabalhadores a tal condição.

As novas normas serviriam também para a concessão de seguro-desemprego ao trabalhador que for resgatado em fiscalização do Ministério do Trabalho. A medida da pasta gerou reações contrárias de entidades e organismos internacionais.

A decisão de Rosa Weber acolheu os argumentos do partido Rede Sustentabilidade, segundo o qual a portaria abre margem para a violação de princípios fundamentais da Constituição, entre eles, o da dignidade humana, o do valor social do trabalho e o da livre iniciativa. A liminar da ministra tem validade até o julgamento da ação pelo plenário da Corte.

Jericoacoara vai ganhar uma delegacia

O governador Camilo Santana (PT) garantiu ao deputado estadual João Jaime (DEM) que vai instalar uma delegacia em Jericoacoara, a paradisíaca praia de Jijoca de Jericoacoara (Litoral Oeste). O parlamenta expôs, em audiência, a Camilo a necessidade da medida não só como forma de reforçar a segurança, mas evitar futuras campanhas nas redes sociais que possam prejudicar a imagem de Jeri e a própria imagem do Estado.

“A implantação dessa delegacia vai permitir que, em caso de qualquer delito, seja imediatamente instaurado um inquérito policial. Isso fará com que infratores tenham mais cuidado e pensem duas vezes antes de praticar seus possíveis crimes de qualquer natureza, mais grave ou menos grave”, explica, em sua página no Facebook, o deputado.

Lembra João Jaime que essa delegacia é uma “reivindicação antiga, minha e, agora, uma grande conquista para a população”. Ele destaca que contribuirá para reforçar o sucesso de Jericoacoara no plano nacional e internacional do turismo.

“Espaço diferenciado e voltado para o turista. Este é o modelo de delegacia que nós teremos em Jeri. É que depois da polêmica causada pelo vídeo da atriz Luana Piovani, reforcei meu protesto na Assembleia e voltei a reivindicar ao Governo do Estado”, complementou João Jaime.

Em vídeo, a atriz global faz críticas à segurança de Jericoacoara pós-briga numa casa de show desse distrito.

(Foto – ALCE)

Mega-Sena tem prêmio de R$ 20 milhões neste sábado

O concurso 1.982 da Mega-Sena paga um prêmio de R$ 20 milhões, neste sábado (28), segundo estimativa da Caixa Econômica Federal (CEF). As apostas podem ser feitas até as 19 horas (horário de Brasília), em qualquer agência lotérica, mediante aposta mínima de R$ 3,50.

O concurso 4.518 da Quina também está acumulado e deverá pagar um prêmio de R$ 2,8 milhões.

Projeto “Prefeitura e Câmara em Nosso Bairro” chega à Regional IV

A quinta edição do projeto “Prefeitura e Câmara em Nosso Bairro” chega, neste final de semana, aos bairros Demócrito Rocha, Couto Fernandes e Panamericano, na Regional IV. O prefeito Roberto Cláudio, o presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho, vereadores e secretários municipais participam, ao longo de toda a manhã deste sábado (28), de programação que inclui visitas e prestação de serviços. A ação busca aproximar a comunidade e os órgãos da Prefeitura de Fortaleza, além de promover diálogos sobre as demandas locais e os projetos em execução. A informação é do site da Prefeitura de Fortaleza.

As atividades desta edição foram divididas em dois momentos distintos. Na quinta-feira (26), a Escola Municipal José Batista de Oliveira, situada no bairro Panamericano, foi palco de sessão plenária que possibilitou maior interação entre o poder público e a população no tocante aos desafios locais. A iniciativa, fortalecida por meio do Espaço Cidadania, objetiva ampliar a participação popular nas ações municipais direcionadas a pontos prioritários, como saúde, educação, emprego, cultura, habitação, mobilidade, limpeza, infraestrutura, além de segurança e desenvolvimento social.

Já na manhã deste sábado, a partir das 8 horas, as atividades continuam na Escola Municipal José Batista de Oliveira. No local, serão oferecidos diversos serviços à população, como vacina, verificação de pressão arterial e testes de glicemia; emissão de documentos (RG e CPF) e orientação sobre a importância da certidão de nascimento. Serão disponibilizadas ainda informações sobre o Minha Casa, Minha Vida, além do atendimento do Cadastro Único (Bolsa Família e Benefício da Prestação Continuada ao Idoso).

A partir das 9 horas, o prefeito e o presidente da Câmara de Fortaleza, acompanhados de gestores municipais e vereadores, iniciarão uma série de visitas pelos bairros Couto Fernandes, Panamericano e Demócrito Rocha.

A vez da multa contra os trotes

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (28):

Vem aí multa para quem aplicar trotes contra o Samu, Ciopes, Ciopaer, Defesa Civil e outros órgãos de interesse público. Um projeto de lei de autoria do deputado estadual Danniel Oliveira (PMDB) entrou em fase final de apreciação nas comissões técnicas e deve ir para votação no começo de novembro.

“Hoje cerca de 50% das ligações para esses órgãos públicos são trotes, um absurdo que pode custar a vida de alguém”, explica o parlamentar.

Ele diz que seu projeto estipula multa inicial de R$ 89,00 (Ufir/CE), com o valor dobrando em caso de reincidência e o cancelamento da linha na terceira ocorrência. De acordo com Danniel Oliveira, as telefônicas têm como adotar essa medida, porque dispõem do CPF dos donos das linhas.

Essa medida, de acordo com o deputado, já está sendo adotada em alguns Estados e têm registrado uma redução de 70% nos trotes. “Se não mexer com o bolso, não resolve!”. Ele lamenta que campanhas de educação sejam frágeis para resolver o problema.

Temer passa por cirurgia na próstata e se recupera em hospital de São Paulo

O Hospital Sírio-Libanês informou no final da noite dessa sexta-feira (27) que o presidente Michel Temer foi submetido a uma ressecção da próstata, cirurgia urológica para desobstrução do canal uretal. De acordo com a nota, “a intervenção transcorreu sem intercorrências” e o presidente se recupera em uma unidade de terapia semi-intensiva.

Temer foi internado no hospital, localizado na capital paulista, no início da noite com quadro de retenção urinária por hiperplasia benigna da próstata. O problema foi descoberto na quarta-feira (25), dia da votação da segunda denúncia contra ele na Câmara dos Deputados, quando o presidente foi internado no Hospital do Exército após sentir-se mal e foi constatada a obstrução urológica.

Ainda em Brasília, o presidente foi submetido a uma sondagem vesical, que consiste na introdução de um cateter através da uretra até a bexiga, com o objetivo de drenar a urina. O presidente passou a tarde de quarta-feira no hospital e, quando deixou o local, no início da noite, acenou para a imprensa e disse “estou bem”.

(Agência Brasil)