Blog do Eliomar

Últimos posts

Solto por Gilmar Mendes, Lyra teria distribuído US$ 10 milhões em propina

Solto nessa terça (15) após ter sua prisão preventiva revogada pelo ministro do STF ,Gilmar Mendes, o empresário Milton Lyra aparece em nova denúncia feita pelo MPF. Segundo informa a Veja Online, Lyra, de acordo com a força-tarefa da Lava Jato, teria organizado junto aos doleiros Vinicius Claret, Claudio Barboza e Alessandro Laber um esquema responsável por distribuir mais de 10 milhões de dólares em propina.

Lyra também era próximo de outro acusado, o empresário Arthur Mário Pinheiro Machado, com quem mantinha negócios no exterior. Juntos, os dois teriam lavado quase 20 milhões de dólares.

O MPF diz que Lyra teria praticado, entre os anos de 2013 e 2014, “10 atos de lavagem de dinheiro, de forma reiterada por meio de operações de “dólar-cabo” com Alessandro Laber, Vinicius Claret e Claudio Barboza no valor de USD 10.000.000,00, para disponibilização de valor equivalente em reais, em espécie no Brasil…”.

Lyra estava preso preventivamente por outra ação, após ser apontado pela Polícia Federal como operador do MDB num suposto esquema de fraudes nos fundos de pensão Serpros e Postalis.

Togas vão se reunir em Fortaleza para discutir gargalos da Justiça Federal.

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta quarta-feira:

A presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministra Laurita Vaz, virá abrir o encontro do Centro de Inteligência do Judiciário Federal que ocorrerá, nesta quinta e sexta-feira, na sede da Justiça Federal, em Fortaleza. A informação é do desembargador federal Cid Marconi, que responde, no momento, pela presidência do Tribunal Regional Federal, da 5ª Região, com sede no Recife (PE).

Nesses dois dias de encontro, também com a presença do corregedor-geral do STJ, ministro Raul Araújo, os muitos gargalos que emperram o andamento da Justiça Federal serão discutidos. Cid Marconi cita um que continua uma dor de cabeça para essa esfera: os processos no campo das aposentadorias.

Não, não falou se o evento também avaliará, por exemplo, impactos da Lava Jato para o STJ, principalmente nesses tempos de mudanças no foro privilegiado.

(Foto – STJ)

Camilo, Eunício e Ivo Gomes estarão juntinhos em Sobral

Neste sábado, o governador Camilo santana (PT) e o presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira (MDB), vão estar juntinhos novamente, em clima de muito afago popular. Será em Sobral, na terra dos Ferreira Gomes, quando, tendo o prefeito Ivo Gomes (PDT) por cicerone, anunciarão, no Beco do Cotovelo, investimentos da ordem de R$ 40 milhões para esse município da Zona Norte.

No pacote de bondades, o saneamento básico dos bairros Padre Ibiapina, Domingos Olímpio e Cohab III, onde serão investidos cerca de R$ 20 milhões; o saneamento da sede do distrito de Taperuaba, que custará cerca de R$ 10 milhões; o mesmo valor será direcionado para construção de uma nova estação de tratamento de água, além de outros R$ 3,5 milhões para construção do Centro de Iniciação ao Esporte, que será erguido no bairro Dom José II, na área anteriormente conhecida como pantanal.

Camilo e Eunício, agora mais do que nunca sob as bênçãos dos Ferreira Gomes, transformam a aliança administrativa em favor do Ceará em aliança eleitoral.

(Foto – Divulgação)

USP inscreve para mestrado profissional em matemática, estatística e computação aplicadas à indústria

Aplicar o conhecimento acadêmico para promover soluções inovadoras em empresas e indústrias. Essa é a premissa do Mestrado Profissional em Matemática, Estatística e Computação Aplicadas à Indústria (MECAI), que está com inscrições abertas para ingresso no segundo semestre de 2018. A informação é da assessoria de imprensa dessa universidade.

O programa oferece 20 vagas na ênfase em Ciência de dados: aplicações em agricultura, saúde, finanças e infraestrutura. “O MECAI tem um perfil diferente de um mestrado acadêmico, porque é voltado para profissionais da indústria com formação em estatística, matemática ou computação. A intenção é utilizar a ciência de dados para gerar inovação nas empresas”, afirma Antônio Castelo, coordenador do mestrado e professor do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos.

Oferecido pelo ICMC, o MECAI está ligado ao Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) da FAPESP. “O objetivo é que o aluno melhore a qualidade do setor produtivo da empresa em que atua, seja gerando produtos, patentes ou novos processos, por exemplo”, explica Castelo.

Lançado em 2014, o MECAI formou o primeiro aluno em setembro do ano passado. Analista de risco no Itaú-Unibanco, Daniel Rodrigues desenvolveu uma metodologia estatística voltada para cálculos de risco no setor financeiro. Atualmente, já são 12 pessoas formadas pelo mestrado, e o crescimento do programa fez com que a ênfase se tornasse mais abrangente. Agora, o MECAI inclui profissionais da matemática, estatística e computação que atuam também nas áreas de saúde, agricultura e infraestrutura, e não apenas com finanças.

SERVIÇO

*As inscrições para o MECAI podem ser realizadas até dia 6 de junho, no site da Pós-graduação do ICMC. A divulgação do resultado final está programada para o dia 10 de julho, na página do programa.

*As informações sobre o processo seletivo e critérios de avaliação estão disponíveis no edital: icmc.usp.br/e/8b076.

PRB descarta apoio ao presidenciável Ciro Gomes

Em negociação com outros partidos do centrão para uma possível aliança na disputa presidencial, o PRB avisou que não há chances de a legenda apoiar o ex-ministro Ciro Gomes (PDT). O apoio ao pedetista já é admitido por integrantes das cúpulas do DEM, PP e Solidariedade, siglas que discutem junto com o PRB a possibilidade de apoiarem o mesmo candidato nas eleições deste ano para o Palácio do Planalto.

“Já avisei que com Ciro não vamos. O PRB não caminha com a esquerda. Ele não é de esquerda, mas o partido dele é e o debate que ele tem feito é de esquerda”, afirmou o presidente nacional do PRB, Marcos Pereira, ao Estadão/Broadcast. De acordo com o dirigente, seu partido só aceitaria desistir da candidatura do empresário Flávio Rocha, dono das lojas Riachuelo, se for para apoiar algum nome de centro-direita.

As discussões de DEM, PP, PRB e SD sobre essa possível aliança na disputa presidencial começaram na semana passada. As articulações estão sendo comandadas pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ), pré-candidato do DEM ao Planalto. Com o movimento, ele tenta ganhar protagonismo na negociação eleitoral do campo do centro e, ao mesmo tempo, isolar PSDB e MDB, que negociam possível aliança em torno da candidatura do ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB).

Integrantes das cúpulas desses partidos já se reuniram pessoalmente pelo menos uma vez. O encontro aconteceu na residência oficial da Presidência da Câmara em Brasília. A ideia é tentar trazer para as conversas o PTB, legenda que tem sinalizado apoio a Alckmin, e, em um segundo momento, o Podemos, que tem o senador Álvaro Dias (PR) como presidenciável.

Nas conversas iniciais, a proposta é que, em julho, essas legendas escolham juntas o nome que apresentar melhores condições de ser eleito. Essas condições envolveriam não só bom desempenho nas pesquisas, mas também índices de rejeição e capacidade de gestão. Essa escolha aconteceria até 5 de agosto, prazo que os partidos têm para realizarem suas convenções para decidirem como vão se posicionar nas eleições de outubro.

Vetado pelo PRB, Ciro intensificou ofensiva em busca de apoio do PSB após o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa desistir de ser candidato à Presidência pela legenda. O presidente do PDT, Carlos Lupi, ligou para o presidente do PSB, Carlos Siqueira, e prometeu procurá-lo para uma reunião nesta quarta-feira, em Brasília.

A outra frente é via parlamentares. Integrantes da cúpula do PDT têm abordado deputados do PSB para tentar convencê-los a defenderem aliança do partido com Ciro. A “ofensiva parlamentar” é comandada pelo líder do PDT na Câmara, André Figueiredo (CE), e pelo ex-ministro Cid Gomes, irmão de Ciro e um dos coordenadores da campanha do pedetista ao Palácio do Planalto.

Na semana passada, Cid se encontrou em Brasília com os deputados Júlio Delgado (MG), líder do PSB na Câmara, e Alessandro Molon (PSB-RJ). No dia anterior, falou por telefone com o ex-deputado Beto Albuquerque (RS). O presidente do PSB, Carlos Siqueira, contudo, descarta candidatura própria. Segundo dirigente, após a desistência de Barbosa, restaram duas opções: se coligar a um candidato com “identidade programática” com o PSB ou liberar seus filiados para apoiarem quem quiserem.

(O POVO com Agências)

DETALHE – Flávio Rocha, presidenciável do PRB, vai cumprir agenda no Ceará, nesta quinta, em Fortaleza, e, nesta sexta-feira, em Juazeiro do Norte. Em ritmo de pré-campanha. Confira aqui.

Pesquisa diz que 95% dos internautas navegam na web enquanto veem TV

Assistir à TV e navegar na internet ao mesmo tempo tornou-se um hábito de praticamente todas as pessoas com acesso à web. Segundo pesquisa do Instituto Ibope Conecta, 95% dos brasileiros na rede mundial de computadores têm essa prática como parte do cotidiano. Em 2015, quando houve levantamento semelhante, o índice era de 88%.

Esse hábito se dá principalmente pelo celular. Dos entrevistados, 81% afirmaram usar um dispositivo móvel quando navegam e ficam ligados na TV. Na edição anterior do estudo, o índice era de 65%. Já o computador de mesa perdeu espaço. O percentual de pessoas que dividem a atenção entre esse equipamento e a televisão caiu de 28% para 16% na comparação entre as duas pesquisas.

Mas o que fazem as pessoas enquanto assistem TV? Segundo o levantamento, a maioria acessa redes sociais (53%), como Facebook, WhatsApp e Instagram. Uma parcela menor (44%) aproveita para navegar passando o tempo durante os comerciais. Além destes, 34% disseram usar o tempo para resolver outras coisas e 9% relataram usar a web para interagir com a transmissão.

A pesquisa foi realizada em abril e entrevistou 2 mil brasileiros que acessam a internet. A amostra abrangeu pessoas das classes A, B, C e D de todas as regiões do Brasil.

(Agência Brasil)

STF adia julgamento de primeira ação penal da Lava Jato

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nessa terça-feira (15) adiar a conclusão do julgamento do deputado federal Nelson Meurer (PP-PR) e de dois filhos dele pelos crimes de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. É a primeira ação penal da Operação Lava Jato julgada pela Corte após a chegada dos primeiros inquéritos, em 2015.

O relator da ação penal, Edson Fachin, e o revisor, Celso de Mello, rejeitaram seis questões preliminares que impediriam o julgamento, como alegações de cerceamento de defesa, falta de perícia contábil e depoimentos de testemunhas favoráveis à defesa.

Após o voto do relator, ficou decidido que o julgamento será retomado na próxima terça-feira (22) para a tomada dos votos de mérito, que serão proferidos pelo próprio relator, o revisor da ação penal, ministro Celso de Mello, além de Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes. Na ocasião, a Turma decidirá se o deputado e os filhos serão absolvidos ou condenados.

A Segunda Turma julga denúncia elaborada pelo ex- procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Conforme a acusação, o deputado Nelson Meurer recebeu, entre 2006 e 2014, R$ 29 milhões do total de R$ 62 milhões recebido pelo PP.

Para a PGR, o dinheiro teve origem em contratos da Petrobras e consistia em repasses por empresas fictícias operadas pelo doleiro Alberto Youssef e por intermédio do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, dois delatores do esquema de corrupção na Lava Jato. Somente o PP, teria recebido R$ 357,9 milhões de propina da Petrobras, segundo a procuradoria.

(Agência Brasil)

Tribunal de Justiça instala 2º Juizado Especial na Faculdade Ari de Sá

O Tribunal de Justiça do Ceará vai instalar o 22º Juizado Especial Cível de Fortaleza na Faculdade Ari de Sá, localizada no Centro da cidade. O documento foi assinado pelo presidente, o desembargador Gladyson Pontes, e o diretor-presidente da instituição de ensino, Oto Brasil de Sá Cavalcante. A informação é da assessoria de imprensa do TJCE.

Segundo o convênio, a faculdade vai ceder prédio situado na rua Gonçalves Lêdo, 1240, bem como mobiliário necessário ao funcionamento do Juizado. Também vai disponibilizar estagiários do curso de Direito, que aproveitarão a experiência para a disciplina de prática jurídica.

Unidade

A unidade terá sala de espera de audiência, gabinete de juiz e espaço para Defensoria Pública e OAB, além de sala de audiências de conciliação, secretaria e balcão de atendimento. Segundo o diretor-presidente da Faculdade Ari de Sá, a previsão é de que a unidade esteja funcionando nas novas instalações em 30 dias. “Como instituição de ensino temos que exaltar a importância da Justiça para a resolução de conflitos, essencial para promover a harmonia social. E os alunos também serão bastante beneficiados com a vinda do Juizado”, afirmou.

Para a coordenadora do curso de Direito, Marlene Pinheiro, o convênio “permite o desenvolvimento prático dos alunos e ajuda também nossa comunidade. Desde o princípio a Faculdade se preocupa com a desburocratização do acesso à Justiça, com o uso dos métodos de solução de conflitos. Queremos fomentar essa cultura”, declarou.

Gilmar Mendes concede liberdade a lobbista do MDB

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu liminar nesta terça-feira para libertar o lobista do PMDB Milton Lyra. A informação é do O Globo. Lyra terá apenas duas restrições: não poderá manter contato com os demais investigados por qualquer meio e está proibido de deixar o país, devendo entregar o passaporte em 48 horas. Hoje, o lobista foi denunciado pela força-tarefa da Lava-Jato no Rio por envolvimento em esquema de desvio de dinheiro dos fundos de pensão dos Correios.

O lobista foi preso preventivamente no mês passado na Operação Rizoma, por ordem do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, por suspeitas de envolvimento com desvios no Postalis, fundo de pensão dos funcionários dos Correios, e de lavagem de dinheiro dos recursos desviados. Caberá ao próprio Bretas fiscalizar o cumprimento das medidas alternativas determinadas por Gilmar.

“Os supostos crimes são graves, não apenas em abstrato, mas em concreto, tendo em vista as circunstâncias de sua execução. Muito embora graves, esses fatos são consideravelmente distantes no tempo da decretação da prisão. Teriam acontecido entre 2011 e 2016”, decidiu o ministro.

Gilmar destacou que há outras medidas além da prisão que podem ser aplicadas. Segundo ele, “o perigo que a liberdade do paciente (Milton Lyra) representa à ordem pública ou à aplicação da lei penal pode ser mitigado por medidas cautelares menos gravosas que a prisão”.

A defesa apresentou o habeas corpus diretamente ao STF, sem passar pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) e Superior Tribunal de Justiça (STJ), instâncias intermediárias. Nesses casos, o mais comum é que o pedido seja negado sem sequer analisar seus argumentos. Mas, dependendo da situação, o relator no STF pode entender ser possível conceder o habeas corpus. Foi o que ocorreu no caso de Lyra.

Em parecer enviado ao STF na semana passada, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu que o lobista continuasse preso. Ela afirmou que a prisão de Lyra e de outros investigados é importante para “assegurar a ordem pública, a aplicação da lei penal, além de resguardar a investigação criminal”.

Para o advogado Pierpaolo Bottini, que representa Lyra, “a decisão do ministro Gilmar Mendes acertada e reconheceu que a prisão preventiva foi decretada sem os requisitos autorizadores para a medida cautelar, agora revogada”.

Evandro Leitão parabeniza a Polícia pela redução do número de homicídios em abril

195 2

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, Evandro Leitão (PDT), ocupou a tribuna da Casa, nesta terça-feira, para elogiar o trabalho dos polícias civil e militar do Ceará no combate ao crime. Referiu-se aos números de homicídios que caíram em abril deste ano.

Os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) tiveram uma redução de 2,6% em todo Estado em relação ao mesmo período do ano passado. Em Fortaleza, a queda foi de 14,9%.

“Tenho absoluta convicção de que essa redução se deu sobretudo pelo trabalho dos nossos policiais militares e civis. Que essa minha fala seja um incentivo para que eles continuem se dedicando”, disse Evandro Leitão. Ele adiantou que várias medidas estão sendo tomadas pelo Governo do Ceará para dar uma resposta à população na área da segurança pública.

Evandro citou ações como ampliação e interiorização do efetivo policial, implantação dos Batalhões de Divisas, instalação de novas delegacias 24 horas e do Batalhão Raio e de sistemas de videomonitoramento em municípios com mais de 50 mil habitantes.

Meireles diz que posições de Ciro e Bolsonaro sobre economia preocupam o mercado

Tentando viabilizar seu nome como candidato do PMDB à Presidência, o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles criticou candidatos mais bem posicionados nas pesquisas, afirmando que o mercado está preocupado com as posições de seus concorrentes. Um dos seus alvos foi o candidato Jair Bolsonaro (PSL). Mas Meirelles ainda citou as críticas feitas por Ciro Gomes (PDT) à condução da economia. A informação é do,O Globo.

— O Ciro quer acabar com a (reforma) trabalhista e mais outras coisas. Tudo isso é um sinal que gera insegurança e aí você influencia as expectativas, influencia desconfianças. Com o Bolsonaro, o problema é o histórico de votação dele. Isso também preocupa o mercado. É um histórico de votações dele no Congresso; é difícil, o mercado é cético de uma mudança radical, (a respeito) de tudo que ele pensa — disse Meirelles, depois de participar da cerimônia dos dois anos de gestão do presidente Michel Temer.

 

Camilo anuncia convocação dos aprovados no concurso do Detran para junho

979 4

O governador Camilo Santana (PT) anunciou, durante bate-papo semanal com internautas em sua página no Facebook, que no próximo mês de junho vai homologar e convocar aprovados no concurso do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE), lançado em setembro último. Ao todo, 171 mil candidatos participaram do processo.

A transmissão foi realizada direto de Brasília, onde o governador participou de reunião com representantes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) acerca das obras do Metrô de Fortaleza. Tentou destravar recursos para o empreendimento.

Enem 2018

Às vésperas do fim da inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio deste ano (Enem – 2018), previsto para esta sexta-feira, 18, Camilo Santana incentivou os alunos da rede pública estadual a realizarem a matrícula.

Temer faz balanço e diz que Brasil saiu da recessão

Em discurso de aproximadamente uma hora para apresentar o balanço de dois anos de seu governo, o presidente Michel Temer afirmou hoje (15) à tarde, durante cerimônia no Palácio do Planalto, que ainda resta “muito por fazer” nos meses que faltam para o fim do governo. Temer falou a uma plateia de ministros e parlamentares aliados. “Temos sete meses pela frente, temos muito por fazer e podemos fazer. Se em dois anos fizemos tudo isso, em sete meses podemos fazer pelo menos [mais] um terço”.

Ao falar sobre o evento, o presidente, que assumiu o poder no dia 12 de maio de 2016, após o impeachment de Dilma Rousseff, frisou que não se tratava de uma comemoração, “mas de uma prestação de contas”. Segundo ele, “foram muitas realizações em pouco tempo”, ao creditar ao seu governo o fim da recessão econômica no país; a queda na taxa de juros, que atingiu o menor nível da história, e do risco Brasil; além de resultados recordes na balança comercial e melhoria no desempenho das empresas do país na Bolsa de Valores.

Para o presidente, o desemprego vem dando “claros sinais de recuperação”, citando dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, que aponta saldo positivo de mais de 200 mil novas vagas criadas desde o início do ano. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desocupação está em 13,1% no país.

Durante o discurso, Temer fez questão de citar, uma a uma, quase todas as ações listadas na cartilha lançada pouco antes, que enumera 83 medidas de seu governo em dois anos de gestão. O presidente fez um elogio à equipe e um agradecimento específico aos parlamentares da base aliada. Segundo Temer, os deputados e senadores “colocaram o Brasil acima de qualquer interesse político-partidário”. O presidente fez questão de reafirmar que o diálogo foi uma marca de seu governo, classificado por ele como “semipresidencialista”.

Recado aos desempregados

Além disso, Temer repetiu o que já dissera em seu pronunciamento do Dia do Trabalhador e pediu que os desempregados do Brasil não percam a esperança e “não aceitem outro Brasil”.

“Agradeço a todos, mas também aos nossos milhões de trabalhadores e trabalhadoras que diariamente fazem o Brasil acontecer. A você que ainda procura um emprego, eu não esqueci o meu compromisso assumido no dia do trabalho. O Brasil cresce e a nossa esperança cresce junto. Não percam a esperança e não aceitem outro Brasil”.

Críticas à oposição

O presidente encerrou o discurso com o que chamou de uma “mensagem político-institucional à nação”. Ele pregou a necessidade de pacificação do país e disse que é preciso separar o momento político-eleitoral, quando todos se contestam e debatem o que consideram o melhor para o país, do político-administrativo. “Que logo após as eleições venha o momento chamado político-administrativo, em que todos devem se unir em busca do bem comum”.

Temer criticou também setores de oposição, em âmbito municipal, estadual e federal. Segundo ele, políticos fazem oposição sem argumentos, apenas porque não foram eleitos. “Eu espero que, logo depois das eleições, as pessoas possam pensar nos problemas do país e não no fato de ter ganho ou perdido a eleição”.

(Agência Brasil)

Dólar bate novo recorde e é cotado a R$ 3,661

Pelo terceiro pregão consecutivo, o dólar fechou novamente em alta hoje (15), cotado a R$ 3,661. Assim como ontem (14), a alta da moeda norte-americana bateu recorde e é a maior em dois anos. A última vez que o dólar ultrapassou esse valor foi no dia 7 de abril de 2016, quando encerrou o dia vendido a R$ 3,694.

O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, fechou em queda de 0,12%, a 85.130 pontos.

A alta do dólar ocorre mesmo com ajustes na atuação do Banco Central no mercado de câmbio. Na última sexta-feira (11), após o fechamento do mercado, o banco anunciou ajustes nos leilões de contratos de sawps cambiais, equivalentes à venda de dólares mercado futuro. O BC passou a fazer leilões com vencimento em junho e antecipou operações adicionais.

Com os ajustes, ontem o BC iniciou ontem a oferta diária de rolagem integral de 4.225 contratos, com vencimento em junho. Além disso, passou a fazer a oferta adicional de 5 mil novos contratos ao longo do mês e não apenas ao final como estava previsto.

Análise

Mais cedo, o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia afirmou que a alta do dólar nos últimos dias é um movimento internacional de fortalecimento da moeda dos Estados Unidos e que isso tem ocorrido em todos os países emergentes. “O Brasil não está imune a isso”, afirmou Guardia, defendendo a manutenção da estratégia de ajuste fiscal do país.

Após participar da cerimônia de comemoração de dois anos do governo Temer, o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles, que também já foi presidente do Banco Central, atribuiu dois motivos para as recentes movimentações do câmbio, com altas sucessivas no preço do dólar. “É normal por duas razões. Em primeiro lugar, a questão internacional. Os países emergentes em geral estão se movendo em função da mudança de perspectiva da economia monetária e taxa de juros americana. E no Brasil, nós temos cada vez mais essa questão eleitoral e ela começa a influenciar a expectativa do mercado”, afirmou. “E eu já dizia isso no ano passado: em um certo momento agentes econômicos começariam a olhar para as pesquisas, começariam a se preocupar”, acrescentou.

Sobre as intervenções do Banco Central, Meirelles avaliou que elas estão sendo bem feitas. “O BC tem que testar exatamente onde está, para onde vai o mercado. Depois não pode deixar faltar liquidez. Mas isso não está acontecendo”, disse.

(Agência Brasil)

TCE divulga no próximo dia 28 parecer sobre contas da gestão Camilo Santana de 2017

No próximo dia 28, às 15 horas, o Tribunal de Contas do Estado, em clima de sessão extraordinária, vai apreciar as contas do governador Camilo Santana relativas ao exercício de 2017. A data, definida pelo relator do processo, conselheiro Ernesto Saboia, foi anunciada durante a sessão plenária da Corte desta terça-feira. A informação é da assessoria de imprensa do TCE.

Com base no relatório a ser apresentado por Saboia, o colegiado emitirá parecer prévio pela aprovação, desaprovação ou aprovação com ressalvas. O documento é então encaminhado à Assembleia Legislativa, a quem cabe julgar as contas do chefe do Executivo.

Durante a sessão, o relator apresentará uma análise da conjuntura socioeconômica; do planejamento e execução orçamentária; das demonstrações contábeis, da gestão fiscal, das transferências financeiras a entidades públicas e privadas; dos limites constitucionais; da transparência na gestão; e do atendimento às recomendações feitas pelo TCE no parecer do ano anterior, relativo às contas de 2016. Ao final, discorrerá sobre as ocorrências e recomendações alusivas a 2017.

O parecer informará se o Balanço Geral do Estado demonstra adequadamente as posições orçamentária, financeira e patrimonial, bem como se as operações estão de acordo com os princípios fundamentais da Contabilidade Pública.

O documento tem teor técnico especializado e contém uma apreciação das contas consolidadas e prestadas pelo Poder Executivo. É considerado um dos mais importantes instrumentos de transparência da gestão governamental e para o exercício da cidadania.

Setor de serviços cai 0,2% em março, diz IBGE. No Ceará, o turismo deu boa reação

O setor de serviços fechou o mês de março com queda de 0,2% em relação a fevereiro, na série com ajuste sazonal. Com a retração de fevereiro para março, o setor fechou os primeiros três meses do ano com queda acumulada de 1,5%. Já o resultado acumulado dos últimos 12 meses fechou negativo em 2%. Os dados relativos à Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) foram divulgados hoje (15) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e indicam que, em relação a março do ano passado, na série sem ajuste sazonal, o volume de serviços variou -0,8%.

Do ponto de vista da receita nominal do setor, o crescimento foi de 1,8% de fevereiro para março, com o acumulado do trimestre fechando em 1% e o dos últimos 12 meses em 2,5%. Na comparação com março do ano passado, o crescimento foi de 1,9% na receita nominal do setor.

Segundo o IBGE, a queda de 0,2% de fevereiro para março deste ano reflete variações negativas em três das cinco atividades investigadas, com destaque para serviços profissionais, administrativos e complementares, cuja retração foi de 1,8%. Os demais resultados negativos vieram dos segmentos de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-0,8%) e de outros serviços (-0,4%).

Fecharam com resultados positivos as atividades de serviços de informação e comunicação, que cresceram 2,3%, e os serviços prestados às famílias, com expansão de 2,1%. Já o agregado das atividades turísticas subiu 2% em relação a fevereiro.

Ainda na série com ajuste sazonal, o índice de média móvel trimestral para o total do volume de serviços recuou 0,7% no trimestre encerrado em março de 2018, frente ao nível do mês anterior, intensificando, assim, o ritmo de queda frente a fevereiro (-0,2%).

Atividades profissionais e administrativas contribuem para baixa do setor

O recuo de 0,2% no setor de serviços de fevereiro para março foi pressionado, principalmente, pelas atividades de serviços profissionais e administrativos. Ao recuar 1,8%, os serviços profissionais, administrativos e completares voltaram, em março, “ao ponto mais baixo da série histórica, que já havia sido atingido em janeiro de 2018”, segundo a publicação do IBGE, que começou a divulgar a pesquisa em 2011.

De acordo com o gerente da pesquisa mensal, Rodrigo Lobo, o volume de serviços, como um todo, ficou 12,8% abaixo do pico da série histórica, registrado em novembro de 2014, e apenas 0,8% acima do ponto mais baixo, que foi em março de 2017. “Desde que atingiu o ponto mais baixo da série, o setor de serviços tem apresentado uma sequência de resultados positivos e negativos, oscilando perto desse patamar mais baixo”, disse o gerente.

Segundo Lobo, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, o segmento de serviços profissionais, administrativos e complementares apresentou a 36ª taxa negativa, ao recuar 2,6%. Juntamente com transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio, cuja queda foi de 0,7%, os dois segmentos mostraram as quedas mais acentuadas no mês.

Resultados regionais

Apesar da queda de 0,2% no setor de serviços de fevereiro para março, apenas 8 dos 27 estados fecharam com resultados negativos. O destaque negativo ficou com o Rio Grande do Sul, que fechou março com queda de 2,9% frente a fevereiro, a terceira taxa negativa seguida, com perda acumulada de 7,3% no período. Já as principais taxas positivas vieram do Rio de Janeiro, com crescimento de 0,8%, Distrito Federal (4,1%) e de São Paulo (0,2%).

Em relação a igual mês de 2017, a queda de 0,8% foi acompanhada por 22 das 27 unidades da federação. Os recuos mais importantes foram observados em Minas Gerais (-3,2%), Bahia (-6,9%), Rio Grande do Sul (-3,7%) e Ceará (-8,9%). Já a expansão mais relevante para o índice nacional veio de São Paulo (1,4%).

Atividades turísticas

O índice de atividades turísticas avançou 2% em março em relação a fevereiro deste ano. Segundo o levantamento do IBGE, oito das 12 unidades da federação acompanharam o crescimento, com destaque para a expansão vinda de São Paulo, que chegou a 7,2%, Ceará (5,4%), Pernambuco (2,7%), Santa Catarina (2,0%) e Rio Grande do Sul (1,9%).

Já a Bahia, ao fechar com queda de 1,5%, registrou a retração mais acentuada. Em relação a março do ano passado, o volume de atividades turísticas recuou 0,9% no Brasil, reduzindo o ritmo de queda frente a fevereiro (-5,2%). Seis dos doze estados investigados tiveram queda, com destaque para Rio de Janeiro (-6,4%) e Bahia (-9,9).

(Agência Brasil)

Secretários de Camilo buscam verbas para obras hídricas com apoio de Eunício e Cabo Sabino

O secretário do Desenvolvimento Agrário do Estado, De Assis Diniz, e o chefe da Casa Civil do Abolição, Nelson Martins, vão embarcar, nesta noite de terça-feira, na rota de Brasília.

A agenda deles envolve uma série de compromissos no Ministério da Integração Nacional, na Secretaria Especial de Agricultura Familiar e o Desenvolvimento Agrário da Casa Civil da Presidência da República (Sead), com o coordenador da bancada cearense, deputado Cabo Sabino (Avante), e com o presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira. Hora de destravar emendas e recursos de alguns projetos da área hídrica.

“É que o período chuvoso já se encerrou e a pauta da agricultura familiar não pode parar”, avisa De Assis Diniz.

(Foto – Divulgação)