Blog do Eliomar

Últimos posts

Semana da Visibilidade Lésbica tem programação em Fortaleza e Região Metropolitana

O mês de agosto traz o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica, celebrado no dia 29. Por conta disso, a Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos organizou, segundo a assessoria de imprensa do órgão, uma agenda para evidenciar a pauta em segmentos os mais distintos. A atividade tem o comando da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para LGBT com a campanha Ceará de Todxs.

A primeira atividade em Fortaleza será a participação de militantes da causa LGBT na construção do planejamento estratégico da SPS para a diversidade sexual. Nesta quarta-feira, a pasta reunirá cerca de 30 ativistas da cidade para discutir quais as ações que devem ser priorizadas na construção da política pública para LGBT até 2022. No mesmo dia, à tarde, a Coordenadoria promove uma roda de conversa com as adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas na unidade Aldaci Barbosa. O tema é “Enfrentamento à violência de gênero e lesbofobia nas unidades socioeducativas: a humanização além dos atos infracionais”.

Na quinta-feira, haverá uma feira de economia colorida, com atendimento jurídico, serviços de saúde e apresentações artísticas, na praça da Gentilândia, no Benfica, a partir das 17 horas.

A campanha segue para a Região Metropolitana com atividades em Maracanaú, Guaiuba e Tamboril. Em Maracanaú, haverá duas formações com profissionais da rede socioassistencial do município; em Guaiuba, a palestra Ceará de Todxs: transformando desafios em oportunidades; e em Tamboril uma ação na parada pela diversidade sexual da cidade.

A secretária-executiva de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Lia Gomes, pontua que as atividades enfrentam a lesbofobia e tiram da invisibilidade as pautas do movimento lésbico. “Precisamos jogar mais luz sobre as pautas desse segmento. É tirando da invisibilidade, que vamos conseguir empoderar essas mulheres para que elas lutem por seus direitos. A SPS quer lutar junto com elas e apoiá-las em suas causas”, acentua.

(Foto – Arquivo)

STF arquiva processo em que o presidente da OAB pedia explicações a Bolsonaro

261 2

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, mandou arquivar, nessa segunda-feira, o processo em que o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz, pedia explicações ao presidente Jair Bolsonaro. Segundo Barroso, o presidente prestou as explicações, e não cabe ao STF qualquer avaliação sobre o conteúdo. As informações são do Portal G1.

Em julho último, Bolsonaro afirmou que Felipe Santa Cruz não gostaria de saber a “verdade” sobre a morte do pai, Fernando Santa Cruz, opositor do regime militar e morto na ditadura militar. Depois, disse que ele foi morto por um grupo de esquerda. O corpo nunca foi localizado. O atestado de óbito, contudo, diz que Santa Cruz foi morto por agentes da ditadura.

O tipo de processo movido por Felipe Santa Cruz, chamado interpelação, serve para tentar esclarecer se o que a outra parte disse é ofensivo. Pode gerar uma ação posterior por crime contra a honra.

Reação

O presidente da OAB agora decidirá se entra ou não com ação própria por crime de injúria ou calúnia. Segundo o Blog do Matheus Leitão, Santa Cruz, ele considera o caso encerrado.

Na sexta-feira (23), Jair Bolsonaro enviou resposta ao Supremo na qual negou ter intenção de ofender Felipe Santa Cruz e o pai dele.

“Não tive qualquer intenção de ofender quem quer que seja, muito menos a dignidade do interpelante [Felipe Santa Cruz] ou de seu pai”, afirmou Bolsonaro na resposta ao STF.

Advogada que deixou a Comissão da Anistia na Era Bolsonaro dá palestra em Fortaleza

No ano em que a Lei da Anistia, que concede perdão aos perseguidos políticos na ditadura militar, celebra 40 anos, a Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS) trouxe o Agosto da Memória e Verdade com uma programação que quer amplificar a voz dos que viveram o período. Nessa programação, haverá, às 19 horas desta terça-feira, palestra de Rita Sipahi, advogada, ex-conselheira da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça e ex-presa política. Ela falará sobre “Anistia Política: Justiça de Transição e Direitos Humanos”, no auditório do Centro de Humanidades da Universidade Estadual do Ceará.

Rita foi militante da Ação Popular e do Partido Revolucionário dos Trabalhadores (PRT). Presa em 1971, passou 11 meses no Presídio Tiradentes, em São Paulo, onde ocupou a “torre das donzelas”, tendo como uma de suas companheiras de cela a ex-presidenta Dilma Rousseff. No dia seguinte, às 18h, no Cine São Luiz, ela participa do lançamento do filme Torre das Donzelas, que retrata a prisão de mulheres durante a ditadura, com bate-papo com a autora do documentário, Susanna Lira.

Atuando como advogada de presos políticos e ativa defensora dos direitos humanos, Rita Sipahi abordará o processo da justiça de transição no Brasil e quais as principais comissões que possibilitam reparações aos cidadãos que sofreram violência do estado durante o regime militar. Para Rita, rememorar é exercício fundamental para o aprendizado. “Quando as injustiças não são punidas, a memória é o maior instrumento que temos. A memória está sempre em disputa. Nós tínhamos uma história oficial que, por conta do esquecimento, vigorou e hoje tenta se reapresentar, mas vem se reapresentando como mentira pois temos a história real, uma memória de verdade”, afirma a advogada.

Em maio deste ano, após uma década integrando a Comissão de Anistia, hoje ligada ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Rita Sipahi se desligou. “Colocar-se no lugar do “outro”, ouvir seu testemunho, reconhecer a violência praticada, não permitir que o esquecimento perpetue a injustiça do passado, ignorando suas consequências no presente, foram e devem ser os pressupostos para uma atuação consequente dos membros da Comissão de Anistia. Esta coerência foi, ao longo do tempo, a que pautou o coletivo da Comissão e com a qual me comprometi”, ressaltou em sua carta ao Ministério.

(Foto – Divulgação)

Projeto do Ceará é finalista do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora

O Projeto “Integrando Saberes no Semiárido” do Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia de Boa Viagem foi selecionado, dentre 1.069 inscritos de todo o país, para participar da etapa Nacional da primeira edição do Prêmio Educação Empreendedora Sebrae. O projeto já havia conquistado o 1º lugar do certame na categoria Ensino Profissional.

Criado com o objetivo de identificar, estimular, reconhecer e divulgar as melhores práticas da educação empreendedora no Brasil, na etapa nacional serão premiados os 12 melhores casos do país, divididos em troféus ouro, prata e bronze, nas quatro categorias do prêmio: ensino fundamental, médio, técnico e superior.

Os quatro vencedores do troféu ouro também receberão como premiação a oportunidade de apresentar seu caso em evento de visibilidade, bem como a chance de participação de uma Missão Técnica Nacional.

O projeto

O Projeto “Integrando saberes no semiárido”, desenvolvido no Sertão Central e Inhamuns foi estruturado de forma a permitir a transformação de provas e avaliações, nos diferentes níveis, por ideias e protótipos, de forma que se tornassem soluções tecnológicas para os diversos problemas enfrentados no contexto regional, tais como água, semiárido, alimentação, arte e cultura.

O primeiro passo foi a criação de um grupo de estudo sobre educação integral envolvendo os dois Campi do IFCE: de Tauá e Boa Viagem. Nesse momento, o aluno foi reconhecido como centro do processo de aprendizagem e promoção do pensar de forma integrada.

A proposta era que cada disciplina, dos diferentes eixos tecnológicos, mobilizassem os estudantes para a produção de tecnologias que resolvessem os problemas relacionados aos temas centrais: “Convivência com o Semiárido” e “Linguagem e Humanidades” e “Ciência, tecnologia e sociedade

Os estudantes e professores orientadores tiveram um semestre para o desenvolvimento das ideias, realização da prototipagem e apresentação os resultados em formato de banner ou apresentação oral durante o I Fórum Integrador:  Integrando Saberes no Sertão Central e Inhamuns”, como culminância do projeto durante o encerramento do semestre letivo.

O projeto impactou de forma imediata para a redução da evasão escolar por possibilitar a criação de vínculos com a Instituição, também incentivou o protagonismo juvenil nos processos de aprendizagem, promoção da pesquisa como princípio educativa aplicado ao desenvolvimento tecnológico. Além de ajudar a construir processos avaliativos integrados com todos os espaços de aprendizagem do aluno, desenvolver um produto focado em resolver problemas regionais.

A partir do projeto, diversos estudantes foram despertados a empreender no seu município e hoje já geram empregos. Anualmente, o fórum integrador é realizado de forma alternada entre os Campi do IFCE contribuindo com a transformação de vidas através do protagonismo empreendedor dos jovens nos Sertões do Ceará.

(Foto – Sebrae/CE)

Ciro defende demissão do ministro do Meio Ambiente: É um “canalha, corrupto e irresponsável”

1136 68

O ex-ministro Ciro Gomes, que foi candidato a presidente da República pelo PDT, defendeu, nesta terça-feira, a demissão do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, a quem chamou de “canalha, corrupto e irresponsável”. Ele reconhece que a época na região da Amazônia é de queimadas, mas observa que, no atual governo, houve aumento de 82% de casos, resultado “da irresponsabilidade da gestão e de um ministro corrupto e condenado por improbidade administrativa em primeira instância – e eu o conheço muito bem. Só um governo como o de Bolsonaro para permitir esse corrupto”, reforçou o ex-ministro.

“Se a gente quiser resolver o problema, porque continua pegando fogo a Amazônia, é o presidente calar a boca, ir pro território, acionar as estruturas e demitir esse ministro. Esses são sinais importantes que o Brasil precisa dar ao mundo para se dar ao respeito e impor respeito perante a comunidade internacional”, acentuou ele.

Ciro considerou a oferta de 20 milhões de euros, vinda de países da Comunidade Europeia para o Brasil enfrentar a crise na Amazônia, um “tostão”, que chegaria como forma de querer humilhar o País. Ele aprovou a decisão de rejeitar e disse que o governo precisa pedir o apoio de aeronaves de Portugal e outros países que são eficazes no enfrentamento de queimadas.

Ele disse conhecer bem o problema das queimadas “até porque fui ministro da Integração Nacional ao lado de Marina Silva, do Meio Ambiente (Era Lula). Voltou a repetir a tese de que o fenômeno sempre ocorre nessa época do ano, mas agravado agora pela “irresponsabilidade do governo e de um ministro denunciado por enriquecimento ilícito”.

Sobre a proposta da reforma da Previdência, em tramitação agora no Senado depois de aprovada pela Câmara, disse não ter ilusões de que a matéria não será aprovada. O PDT trabalha contra, mas para o ex-ministro essa matéria virou “favas contadas”. Ciro seguiu nesta madrugada de terça-feira para palestra em São Paulo.

(Foto – Fabio Lima)

Vasco tem até amanhã para se manifestar sobre caso de homofobia

A Procuradoria da Justiça Desportiva deu até esta quarta-feira (28) para que o Vasco da Gama preste esclarecimento sobre os cantos homofóbicos que partiram de alguns torcedores, no último domingo (25), durante jogo contra o São Paulo em São Januário.

O Vasco venceu a partida por 2 a 0. A procuradoria pede que o clube informe quais procedimentos foram adotados de forma preventiva e repressiva durante o episódio. Após o prazo de três dias, será analisada a possibilidade de denúncia contra o clube.

Em nota oficial, o Vasco da Gama repudia “a manifestação de caráter homofóbico por parte de alguns de seus torcedores”. O clube lembrou ainda que “o combate a este tipo de postura não deve ser motivado pelo receio de punição desportiva (eventual perda de pontos), mas, sim, por uma questão de cidadania, respeito ao próximo e cumprimento da lei”.

A nota ainda destaca que o Vasco é a “casa de todos” e que vai promover ações educativas, contribuindo no processo de conscientização para “que atos de preconceito fiquem no passado”.

O treinador do São Paulo, Cuca, também falou sobre o episódio de homofobia. “É um caso delicado, mas o mundo muda e quem sabe a gente não possa ter, no futuro, outro tipo de gritos, que não sejam homofóbicos”, acredita Cuca.

Pela primeira vez na história do futebol brasileiro, um jogo foi paralisado por conta de manifestações homofóbicas. O juiz Anderson Daronco relatou o fato na súmula, como orienta o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que, dependendo do caso, não descarta punições mais graves aos clubes, como multa, perda de pontos e até a eliminação do campeonato.

(Agência Brasil)

Inquérito da PF acusa Maia de corrupção e lavagem de dinheiro

123 1

O Supremo Tribunal Federal (STF) enviou nesta segunda-feira (26) à Procuradoria Geral da República a conclusão de inquérito da Polícia Federal (PF) aberto para investigar o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e o vereador Cesar Maia (DEM-RJ), pai do deputado. Ao concluir as investigações, os delegados da PF atribuíram aos dois os crimes de corrupção passiva, falsidade ideológica eleitoral e lavagem de dinheiro pelo recebimento de “vantagens indevidas” da empreiteira Odebrecht.

De acordo com os delegados “há elementos concretos e relevantes” da existência dos crimes investigados”. Após receber o inquérito, o relator do caso, ministro do STF Edson Fachin, enviou a investigação para a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que terá 15 dias para decidir se vai oferecer denúncia contra os acusados ou pedirá o arquivamento do inquérito.

Segundo a PF, Rodrigo Maia e Cesar Maia receberam total de “valores indevidos” de R$ 1,6 milhão da Odebrecht nos anos de 2008, 2010, 2011 e 2014. O objetivo dos recebimentos, segundo o inquérito, seria “garantir um canal aberto de comunicação para o exercício de influência”. Os supostos pagamentos foram indicados por ex-diretores da empresa que assinaram acordos de delação premiada.

“Sendo assim, havendo elementos concretos de autoria e materialidade, nas circunstâncias descritas nos tópicos acima, para se atestar que estão presentes indícios suficientes de que o deputado federal Rodrigo Felinto Ibarra Maia e Cesar Epitácio Maia, vereador da cidade do Rio de Janeiro, cometeram o delito de corrupção passiva ao solicitarem e receberem contribuições indevidas nos anos de 2008, 2010, 2011 e 2014”, concluiu a PF.

Defesa

Em nota, Rodrigo Maia disse que todas as doações recebidas em suas campanhas foram feitas dentro da lei. Segundo o deputado, as provas utilizadas pela PF foram baseadas somente nas palavras dos delatores.

“Sobre o relatório apresentado pela Polícia Federal, volto a afirmar que todas as doações que recebi em minhas campanhas eleitorais foram solicitadas dentro da legislação, contabilizadas e declaradas à Justiça. Nunca houve pagamentos não autorizados por parte da Odebrecht ou de qualquer outra empresa. A conclusão do relatório da Polícia Federal, portanto, não tem embasamento fático, comprobatório ou legal, já que foi baseado exclusivamente em palavras e planilhas produzidas pelos próprios delatores. Eu confio na Justiça e estou seguro que os fatos serão esclarecidos, e este inquérito, arquivado.”, disse Maia.

(Agência Brasil)

XVII Mostra de Teatro Transcendental tem inicio nesta semana

Tem início na quinta-feira (29), a partir das 20 horas, no Riomar Fortaleza, a XVII Mostra de Teatro Transcendental, com a peça “Autoajude-me! 60 minutos para morrer”. As apresentações seguem até o domingo (1º) e o ingresso pode ser trocado por dois quilos de alimento não perecível.

A troca pode ser feita em quiosques montados nos shoppings Riomar Fortaleza, Riomar Kennedy, Shopping Aldeota, Shopping Benfica, Mundo Akar e nas sedes do Gepe – Piedade e Água Fria. Os alimentos arrecadados serão destinados a entidades beneficentes.

No espetáculo da estreia, Charles Cooper, um famoso guru de autoajuda, e um motorista de Uber acordam amarrados num cubículo sem saber como foram parar ali. Descobrem que foram sequestrados por um seguidor frustrado do guru que pretende matá-los e a si próprio, a menos que consigam salvar-se utilizando os cinco passos do Best-seller de Charles “Cinco Passos Para o Sucesso”. Eles têm para isso exatos sessenta minutos.

(Foto: Divulgação)

Mais uma empresa aérea de baixo custo pede autorização para operar no Brasil

Mais uma empresa aérea de baixo custo (low cost), entrou com pedido para operar no Brasil, informou hoje (26) a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). De acordo com a Anac, na última semana, a companhia JetSmart deu entrada no pedido para operar voos partindo da Argentina e do Chile para o Brasil.

A empresa é de propriedade do fundo norte-americano Índigo Partners. Segundo a agência, três empresas low cost já tinham pedido autorização para voar no país. A Anac atribui os pedidos à queda da norma que tratava da franquia de bagagens.

Três estrangeiras de baixo custo já chegaram ao país: a europeia Norwegian, a chilena Sky Airlines e a argentina Flybondi.

Pela regra atual, os passageiros podem levar até 10 quilos como bagagem de mão. A volta da franquia de bagagens chegou a ser aprovada pelo Congresso Nacional. O retorno da franquia chegou a ser incluído no texto de uma medida provisória aprovada pela Casa, mas foi vetado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Amanhã (27), o Congresso Nacional realiza sessão que deve analisar diversos vetos presidenciais, entre osn quais o veto ao trecho que recriou a franquia de bagagens, determinando o limite de 23 quilos como despacho gratuito de bagagem para aviões com capacidade de mais de 31 lugares.

(Agência Brasil)

Grupo O POVO lança livro sobre os 100 anos do Fortaleza

288 1
O livro Leão 100 anos será lançado no próximo dia 30 de agosto, às 20 horas, no Espaço O POVO de Cultura & Arte. A solenidade contará com a presença de dirigentes, jogadores e ex-atletas.

A edição do livro, que conta um pouco da história do Fortaleza Esporte Clube – com capítulo especial sobre José Raymundo Costa, que foi dirigente do time, é do jornalista Bruno Balacó.

O projeto gráfico e a edição de arte são da Andrea Monnerat e da Mariana Araújo. A coordenação é do jornalista Cliff Villar.

São 208 páginas entre artigos, entrevistas, reportagens, infográficos e fotos. O projeto é do Grupo O POVO.

Camilo sanciona lei que beneficia docentes com Piso Nacional do Magistério

1816 3

 

O governador Camilo Santana (PT) sancionou nesta segunda-feira o projeto de lei complementar que reestrutura o sistema remuneratório dos profissionais de nível superior do Grupo Ocupacional Magistério da Educação Básica (MAG). A matéria foi aprovado pela Assembleia Legislativa no último dia 14 de agosto.

Pelo projeto, o aumento salarial permitirá equiparar o salário dos professores ao Piso Nacional do Magistério. A lei entrou em vigor após publicação no Diário Oficial do Estado, informa a assessoria de imprensa do Palácio da Abolição.

O projeto de lei aprovado altera os valores de gratificação e melhora os vencimentos da categoria. “Tudo em reconhecimento ao importante trabalho que vêm desenvolvendo esses profissionais para que o ensino do Ceará figure hoje entre os melhores do Brasil”, destacou o governador.

Retroativo

A vigência da reestruturação é retroativa a 1º de janeiro último. O retroativo financeiro deve ser quitado até o final do exercício de 2020, conforme cronograma elaborado pelas secretarias do Planejamento e Gestão (Seplag) e da Educação (Seduc), com a participação das entidades representativas da categoria. A matéria aprovada permite que a Gratificação por Efetiva Regência de Classe continue a ser recebida por professores que estejam no exercício funcional em outros órgãos do Poder Executivo, desde que no desempenho de atividades de interesse da educação.

Conforme o projeto aprovado, a Gratificação de Atividades Educacionais Especializadas (GAEE), concedida a ocupantes de cargos e funções de especialistas em Educação Básica de nível superior, incidente exclusivamente sobre o vencimento base, passa a vigorar no percentual de 17,70%.

A Gratificação por efetiva regência de classe para o professor da educação básica de nível superior, incidente exclusivamente sobre o vencimento base, passa a vigorar nos seguintes termos: 27,76% para os detentores de títulos de Licenciatura Plena; 32,79% para aqueles com títulos de especialista; 37,82% os profissionais com títulos de mestre, e 57,94% aos professores com títulos de Doutor. Para os casos de especialista, mestre e doutor, o benefício é concedido àqueles estáveis no serviço público estadual.

(Foto – Divulgação)

PSOL define como prioridades demissão de Moro e do ministro do meio Ambiente

A Executiva Nacional do PSOL definiu eixos de ação para este segundo semestre. A pauta foi divulgada nesta segunda-feira e inclui os seguintes pontos: demissão do ministro Ricardo Salles, Greve Mundial do Clima, afastamento do ministro Sérgio Moro, investigação contra Deltan Dallagnon e reforma tributária que taxe os mais ricos.

O objetivo do partido, segundo a assessoria de imprensa da legenda, é estimular a rejeição ao projeto de Bolsonaro entre amplos setores sociais. Desde o início do ano os índices de aprovação do governo caíram de 65% para 30%.

“Apesar de ser ainda um número expressivo de apoio, demonstra que há um enorme contingente de pessoas desiludidas com os resultados desastrosos do governo”, afirma Juliano Medeiros, presidente do PSOL.

“No Carnaval, milhares de pessoas repudiaram os ataques de Bolsonaro à principal festa popular do país. Em março, ocorreram as mobilizações de um ano da morte de Marielle Franco. Em abril tivemos as mobilizações contra a reforma da previdência. Os povos indígenas reuniram milhares em Brasília durante o Acampamento Terra Livre, na luta pela demarcação de suas terras. Em maio, mais de um milhão de pessoas foram às ruas, em todo o Brasil contra os cortes e ataques à educação pública”, lembra o presidente nacional do PSOL.

(Foto – PSOL)

Julgamento de habeas corpo de prefeito afastado de Uruburetama ganha novo capítulo

O Tribunal de Justiça adiou o julgamento do pedido de habeas corpus do médico e prefeito afastado de Uruburetama, José Hilson Paiva. O pedido, encaminhado pelo advogado Leandro Vasques, deveria ter sido julgado nesta segunda-feira, mas o  TJ avaliou que o crime praticado por Paiva nada tem a ver com o exercício do mandato.

Com essa decisão, o pedido passara para a responsabilidade de uma câmara criminal isolada. Ainda não há data para o julgamento.

José Hilson foi indiciado pelo estupro de vulnerável no mês de julho após denúncia oferecida pelo Ministério Público do Estado. Ele foi indiciado por estupro de vulnerável. As denúncias ganharam repercussão nacional depois que o caso  foi veiculado no programa Fantástico, da Globo. Na condição de médico, ele abusava das vítimas e ainda filmava todas as cenas. Há, no entanto, segredo de Justiça.

(Foto – Arquivo)

Ministério da Economia libera R$ 38 milhões para ações contra queimadas na Amazônia

O Ministério da Economia liberou R$ 38,5 milhões ao Ministério da Defesa para combate a incêndios na Amazônia Legal. O valor havia sido contingenciado do montante voltado para Operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO). As ações de GLO tinham orçamento aprovado de R$ R$ 47,5 milhões. Desse total, cerca de R$ 7,1 milhões estava sendo utilizado.

Na sexta-feira (23), foi instalado o Centro de Operações Conjuntas no Ministério da Defesa para execução de ações nas regiões de fronteira, terras indígenas, áreas da União, além de outras áreas da Amazônia Legal. Mais de 43 mil integrantes das Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica) estão na região. Eles devem atuar coordenados com órgãos de controle ambiental e de segurança pública.

Dos nove estados que compõem a Amazônia Legal, sete (Acre, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins ) formalizaram e tiveram autorizada a solicitação para emprego da Garantia da Lei e da Ordem Ambiental (GLOA) para combate aos focos de incêndio na região.

(Agência Brasil)

Campanha Doe de Coração chega à sua 17ª edição

A 17ª edição da campanha Doe de Coração terá início no próximo dia 2 de setembro, com ações informativas e de conscientização sobre a doação de órgãos e tecidos.

Realizada anualmente pela Fundação Edson Queiroz desde 2003, a campanha tem o objetivo de informar e encorajar a população para ampliar o número de doadores.

A iniciativa passará por vários pontos da cidade durante todo o chamado “Setembro Verde”, mês em que é celebrado o Dia Nacional de Doação de Órgãos, festejado no dia 27 de setembro.

Nesta edição, uma das novidades na programação é a realização de um fórum com alguns dos principais especialistas em transplante de órgãos e tecidos do Ceará e do Brasil, que será realizado dia 26 de setembro, na Unifor.

Vem aí o II Seminário Conexão Terceiro Setor

Estão abertas as inscrições para o II Seminário Conexão Terceiro Setor. O encontro bianual vai reunir, de 11 a 13 de setembro próximo, na Unifor, gestores e profissionais de entidades sem fins lucrativos, além de representantes do segmento empresarial e do poder público, para debater os desafios de gestão e estratégias de fortalecimento e profissionalização das Organizações da Sociedade Civil (OSCs).

Nos debates temas como Gestão e Governança no Terceiro Setor, Sustentabilidade das OSCs, Transparência e prestação de contas, Captação de recursos, Branding, Incentivos fiscais, Investimento privado nas causas sociais, Transparência e contabilidade, entre outros.

O seminário é gratuito e é fruto de uma parceria entre Fundação Raimundo Fagner, S&C Assessoria Contábil, Instituto Povo do Mar e Unifor, com apoio de vários parceiros.

SERVIÇO

*Inscrições pelo site www.conexao3setor.com.br.

*Mais Informações – (85) 3253-6623/3253-6309.

Justiça barra arquivamento pedido por defesa de Guido Mantega

O juiz Luiz Antônio Bonat, da 13ª Vara Federal de Curitiba (PR) não aceitou pedido da defesa do ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, para interromper a ação penal que o investiga por suposto recebimento de propina da Odebrecht. A informação é da Coluna Radar, da Veja Online.

Segundo a defesa de Mantega, a investigação por lavagem de dinheiro havia sido arquivada pela Justiça Eleitoral em outubro de 2018.

Antônio Bonat, no entanto, afirma que esse arquivamento diz respeito apenas ao crime eleitoral de caixa dois.
“Não houve arquivamento em relação a nenhum outro crime. Como esclareceu a Juíza Eleitoral, sem o crime eleitoral, não havia elemento algum a ensejar a conexão com os demais fatos sob investigação”, acentua o magistrado

(Foto –  Reprodução)