Blog do Eliomar

Últimos posts

Pequenos negócios criaram 95% das vagas em julho, diz Sebrae

As micro e pequenas empresas criaram 41,5 mil empregos com carteira assinada no mês de julho. Os dados foram compilados pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Segundo o levantamento, os pequenos negócios foram responsáveis por 95% dos empregos gerados em todo o país.

Com os números das grandes empresas e da administração pública, foram criados 43,8 mil empregos formais. De janeiro a julho deste ano, as micro e pequenas empresas abriram 437,6 mil vagas, 2,4% acima do registrado no mesmo período do ano passado.

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, disse que esses empreendedores são a alavanca para a economia e vitais para a geração de emprego e renda no país. Segundo Melles, é mais um motivo para que o país invista em melhoria do ambiente de negócios do setor, diminuição da burocracia e incentivo à competitividade.

Os pequenos negócios do setor de serviços foram os que mais criaram vagas (20 mil). Os destaques foram o ramo imobiliário, com 15,2 mil empregos, e o setor da construção civil, com 14 mil postos.

São Paulo liderou a geração de empregos em julho, com mais 12,8 mil vagas, seguido por Minas Gerais, com 7,5 mil. A Região Sudeste teve o maior volume de novos postos (20 mil), seguido pelo Centro-Oeste, com 6,7 mil vagas.

(Agência Brasil)

Ferrão aposta na rivalidade para avançar na Série C

Sem vencer o Imperatriz desde maio de 2016 (duas derrotas e cinco empates), o Sampaio Corrêa precisa quebrar o tabu para assegurar o primeiro lugar no Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro, na tarde deste sábado (24), a partir das 17 horas, em São Luís, para não depender de um mau resultado do Náutico diante do Santa Cruz, em Recife, no mesmo horário.

É o que espera o Ferroviário para avançar na Série C, desde que antes vença o Confiança, no estádio Presidente vargas, na última rodada da primeira fase da competição.

Apesar de 41% de chances de vitória contra a equipe sergipana (37.3% de empate e 21.6% de chances de vitória do Confiança), segundo sites de apostas online, o Ferroviário possui apenas 30% de avançar à próxima fase, de acordo com levantamento do Blog.

Caso a vitória do Ferrão fosse uma certeza, as chances de classificação subiriam para 88.8%. Somente em uma combinação de resultados o Ferroviário se classificaria com um empate no Presidente Vargas. e o Náutico vencesse o Santa Cruz, o Sampaio Corrêa goleasse o Imperatriz e o Botafogo da Paraíba não derrotasse o Treze.

(Foto: Arquivo)

Quatro estados pedem ajuda das Forças Armadas para combate a incêndios

O governo confirmou hoje (24) que os estados de Roraima, Rondônia, Tocantins e Pará pediram ajuda do Executivo federal para combater incêndios florestais. Segundo o Ministério da Defesa, cerca 44 mil militares das Forças Armadas estão continuamente na Região Amazônica e poderão ser empregados nas operações.

A confirmação foi feita pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, durante entrevista à imprensa. Salles participou de uma reunião na manhã deste sábado com o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva.

Ontem (23), o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que autoriza o emprego das Forças Armadas para ajudar no combate aos incêndios na Floresta Amazônica. O decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) vale para áreas de fronteira, terras indígenas, unidades federais de conservação ambiental e outras áreas da Amazônia Legal.

Segundo o ministro da Defesa, a adesão dos governos locais é importante para que o trabalho de combate a crimes ambientais e a incêndios não se limitem às áreas federais.

“É importante a adesão dos governos senão nós vamos ficar limitados às áreas federais, que são as unidades de conservação e as terras indígenas. Já é alguma coisa, mas não é o suficiente. Tem que ser uma união de todos. Todo mundo ajudando é melhor”, disse o ministro.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse que os estados terão apoio do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgãos que pertencem à pasta, para o combate aos incêndios.

“Não é possível desenvolver atividades de fiscalização sem o apoio estadual. Com a GLO Ambiental tenho certeza que, com envolvimento do Ministério da Defesa, das Forças Armadas, teremos muita efetividade naquilo que já vínhamos tentando fazer com muita força desde o início do ano”, afirmou.

Segundo o Estado-Maior das Forças Armadas, que coordena as operações, as primeiras medidas foram tomadas neste sábado. Um helicóptero do Ibama e dois aviões de combate a incêndios serão enviados para Porto Velho.

(Agência Brasil)

“Crise ambiental” é tentativa de “recolonizar” o Brasil, diz ministro

120 2

Em comentário nas redes sociais sobre a situação da Amazônia, o ministro das Relações Exteriores e diplomata Ernesto Henrique Fraga Araújo avalia que “crise ambiental” é fabricada em uma tentativa de desestabilizar o governo Bolsonaro. Confira:

Por que o Brasil está sendo alvo de uma campanha internacional tão feroz e injusta no tema ambiental? Simples. Porque o governo do presidente Bolsonaro está reerguendo o Brasil. A “crise ambiental” parece ser a última arma que resta no arsenal de mentiras da esquerda para abafar esse fato.

Incapaz de convencer aos brasileiros do contrário, a esquerda foro-de-são-paulina recorre a seus aliados na mídia internacional e à caixa de ressonância dos ambientalistas radicais (manipulados por décadas de propaganda) para atacar o seu próprio país e questionar sua soberania.

O governo Bolsonaro está abrindo a economia, reformando radicalmente o Estado, expulsando a corrupção, combatendo o crime, libertando as energias da nação, concluindo acordos e formando novas parcerias e alianças com países-chave ao redor do mundo.

Está fazendo o Brasil atuar como país grande, colocando seu peso em favor da liberdade e dignidade humana, contra a ideologia de gênero e outros mecanismos de controle psicossocial, defendendo integração aberta e democracia na América do Sul, tirando o Foro de S. Paulo da toca.

Está introduzindo racionalidade nos debates sobre o meio ambiente e sobre o clima, protegendo o ambiente com soberania e sem histeria. Está governando o Brasil para os brasileiros, sem pedir permissão às ONGs ou aos controladores do discurso politicamente correto.

Esses avanços incomodam gente que quer o Brasil de volta ao seu curral, que tem saudade do Brasil fechado no círculo vicioso do clientelismo e estagnação, do Brasil insignificante no mundo. Sim, muitas forças nacionais e internacionais querem recolonizar o Brasil. Não conseguirão.

Ernesto Araújo

Diplomata e ministro das Relações Exteriores

Movimento na Praça Portugal cobra neste sábado conscientização ambiental na Amazônia

199 1

Uma passeata com início na Praça Portugal, na Aldeota, e encerramento na Beira Mar marca neste sábado (24), a partir das 15 horas, o movimento Fortaleza em Defesa da Amazônia. Antes da passeata, haverá uma oficina de cartazes e entrega de material informativo sobre a situação da Floresta Amazônica, diante de queimadas e desmatamento.

Segundo os organizadores da manifestação, o evento ainda abordará a luta pelos direitos dos povos indígenas e quilombolas, medidas efetivas contra o aquecimento global, defesa dos direitos dos servidores públicos e medidas contra o novo aterro na Avenida Beira Mar, contra o agronegócio e protestos sobre o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

De acordo ainda com os organizadores da manifestação, a maior parte dos incêndios na Amazônia ocorrem em áreas de Unidades de Conservação ou terras indígenas cujas demarcações ainda não foram definidas, quando lideranças estariam sendo ameaçadas pela violência e genocídio.

(Foto: Arquivo)

Câmara Federal pode votar projeto que amplia permissão para porte de armas

O Plenário da Câmara dos Deputados pode votar, a partir da terça-feira (27), o projeto de lei que aumenta os casos permitidos de porte de armas e disciplina o registro de atiradores esportivos e caçadores (PL 3723/19, do Poder Executivo).

O substitutivo do deputado Alexandre Leite (DEM-SP) também permite a regularização da posse de armas de fogo sem comprovação de capacidade técnica, laudo psicológico ou negativa de antecedentes criminais.

Essa regularização do registro da arma poderá ser feita em dois anos a partir da publicação da futura lei. O interessado deverá apenas apresentar documento de identidade, comprovante de residência fixa e prova de origem lícita da arma, dispensados ainda o pagamento de taxas, comprovante de ocupação lícita e ausência de inquérito policial ou processo criminal contra si.

O texto também diminui de 25 para 21 anos a idade mínima para a compra de armas; permite o porte de armas para os maiores de 25 anos que comprovem estar sob ameaça; e aumenta as penas para alguns crimes com armas.

(Agência Câmara Notícias)

Governo quer lançar universidades digitais

328 1

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou nessa sexta-feira (23) que a intenção do governo é lançar um programa de universidades e institutos federais de educação digitais. De acordo com o ministro, a ideia é que boa parte da formação nessas instituições seja realizada por meio de educação à distância. A ideia ainda está em estudos no Ministério da Educação (MEC).

“O nosso projeto é sim EaD [Ensino à Distância] e a gente está preparando uma universidade federal digital e um instituto federal digital. É pra lá que a gente vai caminhar”, disse o ministro durante cerimônia para anunciar repasse para o programa Inovação Educação Conectada, voltado para levar internet banda larga a escolas das zonas rurais do país.

O ministro não deu mais detalhes de como funcionariam as instituições, mas disse que a intenção é levar o debate ao Congresso Nacional. A ideia é alterar partes do Plano Nacional de Educação (PNE). “O Congresso é soberano e hoje eu tenho o PNE e no PNE você tem métricas e metas que preveem isso, a construção de mais campi universitários. Vou fazer o convite para aos parlamentares para a gente rediscutir o PNE. Em vez de colocar metas que não representem o bem estar para toda a sociedade, talvez a gente poderia colocar uma meta de universalizar a internet para todas as escolas do país”, disse o ministro.

De acordo com Weintraub, a ideia é que os estudantes façam módulos de ensino e que escolham durante esse percurso a área de formação. “Isso cai muito o custo com refeitórios, e outras coisas”, disse. “O aluno pode ir eventualmente a simpósios, seminários, aí junta todo mundo para períodos mais curtos e isso barateia o custo”, acrescentou.

(Agência Brasil)

Evangelizar aguarda meio milhão de fiéis em Fortaleza

Cerca de 500 mil fiéis deverão participar do XII Evangelizar Fortaleza, com o padre Reginaldo Manzotti, que este ano será realizado no dia 26 de outubro, no Aterro da Praia de Iracema, segundo anunciou nessa sexta-feira (23) os organizadores do evento.

O tema do XII Evangelizar Fortaleza é “Reveste-me da armadura de Deus” e o lema é “O Senhor é o meu socorro e nada tenho que temer” (Hebreus 13:6).

Diante da data definida, caravanas de todo o interior do Estado já podem se organizar. As camisetas estarão prontas a partir do início de setembro e serão vendidas em todas as filiais de Casa Pio de Fortaleza e Região Metropolitana.

(Foto: Arquivo)

Mega-Sena e Quina pagam prêmios milionários neste sábado

Pelo 11º concurso seguido, nenhum apostador acertou os cinco números da Quina, sorteados na noite dessa sexta-feira (23), em São Paulo. Segundo estimativa da Caixa Econômica Federal, o prêmio deste sábado (24) é de R$ 13,6 milhões. As apostas podem ser feitas até as 19 horas, em qualquer agência lotérica, ao preço mínimo de R$ 1,50.

Os números sorteados ontem foram: 05 – 29 – 44 – 74 e 77. As apostas com quatro acertos receberão a quantia de R$ 3,7 mil, cada.

Já a Mega-Sena, acumulada há quatro concursos, pagará um prêmio de R$ 35 milhões, de acordo ainda com a estimativa da Caixa. A aposta mínima custa R$ R$ 3,50.

Meio Ambiente – Walter Cavalcante debate consumo consciente do plástico

Ações para diminuir o uso de materiais plásticos por meio de programas educacionais de consumo consciente e sustentável. Esse foi o tema da reunião entre o deputado estadual Walter Cavalcante (MDB), esta semana, com o presidente do Sindiverde, Marcos Augusto Nogueira; com o diretor de Inovação do Sindiquímica, Alexandre Pinheiro Mota e com o deputado Marcos Sobreira, além de representantes da Fiec.

A reunião discutiu o desenvolvimento de novas tecnologias que possam impactar, de forma positiva, nos sistemas de coleta, triagem, reciclagem e recuperação de produtos plásticos.

Dirigentes do Sindiverde e do Sindiquímica apresentaram um panorama da reciclagem no Ceará e no Brasil. De acordo com os dados apresentados, são produzidas 78,4 milhões de toneladas de lixo por ano no país, das quais 6,9 milhões possuem destinação imprópria. Segundo dados do CEMPRE, apenas 13% dos resíduos sólidos urbanos do país vão para reciclagem.

Já no Ceará, são coletados 3,8 milhões de toneladas de lixo por ano, representando 18,6% do total gerado no Nordeste. Atualmente, existem 195 empresas de reciclagem no Estado, sendo 74,9 microempresas, responsáveis por 5.231 empregos formais em 2018. Dos 184 municípios cearenses, apenas 102 apresentam algum serviço de coleta de resíduo sólido urbano.

(Foto: Divulgação)

Encceja: candidatos com dificuldade de acesso podem ligar para 0800; Prova é amanhã

O Ministério da Educação (MEC) informa que os candidatos inscritos no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) que tiveram problemas em acessar a página para consultar os locais de prova devem ligar para o número 0800 616161. A edição de 2019 ocorre neste domingo (25) em todo o país.

Candidatos têm relatado problemas para acessar a página do participante, onde é possível imprimir o comprovante de inscrição e também saber o local da prova. A assessoria do ministério disse estar ciente de eventuais instabilidade nos portais da pasta e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame.

Segundo a assessoria, o ministério tem trabalhado para reforçar a estabilidade dos portais. Caso o candidato ainda tenha dificuldade de acessar a páginas, o MEC recomenda ligar para o 0800.

No dia 8, o ministro Abraham Weintraub disse que os portais do ministério e do Inep podem estar sendo vítimas de “sabotagem” e que tais episódios estariam prejudicando alguns serviços. O ministro disse que enviou à Polícia Federal (PF) as informações e pediu a abertura de uma investigação.

Na quinta-feira (22), três peritos da PF visitaram a sede da pasta, em Brasília, onde verificaram a estrutura de informática. Eles checaram a sala cofre, onde estão servidores e outros equipamentos dos sistemas informáticos da pasta e levaram informações para avaliação de modo a tentar identificar se os ataques ocorreram e, na hipótese positiva, as causas.

A página do ministério é o principal canal de acesso a diversos produtos da pasta por estudantes. É o caso do Programa Universidade para Todos (Prouni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) . É por meio dela que os candidatos podem se inscrever e obter informações sobre prazos e seleção, por exemplo.

As provas do Encceja serão aplicadas no turno da manhã, das 9h às 13h, e, no turno da tarde, das 15h30 às 20h30. Os participantes com atendimento especializado terão 60 minutos a mais para terminar o exame em cada turno. Os portões são abertos com uma hora de antecedência e fechados 15 minutos antes do início da aplicação.

(Agência Brasil)

Conab promove em Fortaleza evento sobre apoio à agricultura familiar

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) promoveu nessa sexta-feira (23), no auditório do Banco Central, em Fortaleza, o II Encontro Estadual dos Propulsores do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). O evento teve como objetivo reunir os agentes envolvidos na operacionalização do programa (fornecedores, entidades sociais e beneficiários), para disseminar informações que fortaleçam a ação no Estado.

O PAA tem como finalidade ajudar os agricultores familiares a enfrentar o maior desafio neste setor que é vender a produção a preços remuneradores e compatíveis com o mercado, de forma descomplicada e sem intermediários.

Os produtos adquiridos pela Conab são destinados a pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional, à constituição de estoques públicos de alimentos e ao atendimento de outras demandas definidas pelo grupo gestor do programa.

(Foto – Arquivo)

Bolsonaro diz que incêndios não podem gerar sanções ao Brasil

O presidente Jair Bolsonaro disse na noite dessa sexta-feira (23), em pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão, que autorizou a atuação das Forças Armadas no combate aos incêndios e ao desmatamento na Amazônia., caso seja solicitada pelos governadores. Ele argumentou que incêndios florestais ocorrem em outras partes do mundo e não podem gerar sanções internacionais ao Brasil.

“Incêndios florestais existem em todo o mundo. Isso não pode ser pretexto para possíveis sanções internacionais. O Brasil continuará sendo, como foi até hoje, um país amigo de todos e responsável pela proteção de sua Floresta Amazônica”, afirmou.

Bolsonaro disse que as queimadas das últimas semanas estão na média dos últimos 15 anos, mas que o governo não está satisfeito e vai atuar para conter os focos de incêndio. “Estamos em uma estação tradicionalmente quente, seca e de ventos fortes, e que todos os anos, infelizmente, ocorrem queimadas na região amazônica. Nos anos mais chuvosos, as queimadas são menos intensas. Em anos mais quentes, como neste, 2019, elas ocorrem com maior frequência. De todo modo, mesmo que as queimadas deste ano não estejam fora da média dos últimos 15 anos, não estamos satisfeitos com o que estamos assistindo. Vamos atuar fortemente para controlar os incêndios na Amazônia”, disse o presidente. O pronunciamento durou pouco mais de 4 minutos.

Bolsonaro disse que seu governo tem compromisso no combate à criminalidade, inclusive na área ambiental, e destacou o apoio oferecido aos estados da Amazônia Legal. “Somos um governo com tolerância zero contra a criminalidade, e na área ambiental não será diferente. Por essa razão, oferecemos ajuda a todos os estados da Amazônia Legal. Com relação àqueles que a aceitarem, autorizarei operação de garantia da lei e da ordem, uma verdadeira GLO [Garantia de Lei e da Ordem] ambiental. O emprego extensivo de pessoal e equipamentos das Forças Armadas, auxiliares e outras agências, permitirá não apenas combater as atividades ilegais, como também conter o avanço de queimadas na região”.

O decreto de GLO, que autoriza o uso das Forças Armadas, vale para regiões de fronteira, terras indígenas, unidades federais de conservação ambiental e outras áreas da Amazônia Legal. Os governadores de Roraima e Rondônia foram os primeiros a solicitar ação dos militares federais em seus territórios.

Preservação

No pronunciamento, Bolsonaro disse ainda que o problema precisa ser tratado com “serenidade” e voltou a criticar manifestações dentro e fora do Brasil que, segundo ele, espalharam informações infundadas. “Espalhar dados e mensagens infundadas, dentro e fora do Brasil, não contribui para resolver o problema e se prestam apenas ao uso político e à desinformação”.

“O Brasil é exemplo de sustentabilidade. Conserva mais de 60% de sua vegetação nativa, possui uma lei ambiental moderna, um Código Florestal que deveria servir de modelo para o mundo. Temos uma matriz energética limpa, renovável e com ela estamos dando grande contribuição ao planeta. Diversos países desenvolvidos, por outro lado, ainda não conseguiram avançar com seus compromissos no âmbito do Acordo de Paris”, acrescentou o presidente.

Bolsonaro concluiu sua fala dizendo-se aberto ao diálogo, “com base no respeito, na verdade, e cientes da nossa soberania”. Ele disse ainda que outros países ofereceram ajuda ao Brasil para combater as queimadas e que vão reforçar a posição brasileira na reunião do G7, marcada para este final de semana, na França, e que deve discutir os incêndios florestais na Amazônia, entre outros temas. O G7 é formado por EUA, Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Canadá e Japão.

(Agência Brasil)

Prefeito lança projeto Integração Idiomas na próxima segunda-feira

O prefeito Roberto Cláudio (PDT) vai lançar, às 9 horas da próxima segunda-feira, no auditório do Instituto Municipal de Desenvolvimento de Recursos Humanos (Imparh), o projeto Integração Idiomas. A iniciativa, da Secretaria da Educação (SME) e do Imparh, objetiva promover a prática de línguas estrangeiras a alunos da Rede Municipal de Ensino no contraturno escolar. Também quer fortalecer a aprendizagem dos alunos.

O Projeto Integração Idiomas, segundo a assessoria de imprensa da pasta da educação, contemplará 400 estudantes do 8º ano, que irão cursar quatro semestres letivos das línguas estrangeiras de Inglês e Espanhol, distribuídos em quatro módulos, incluindo, ainda, a oportunidade de fortalecer os conhecimentos em Língua Portuguesa e Matemática. O projeto tem duração de dois anos para cada turma, ou seja, os alunos participarão durante o 8º e 9º anos.

Os estudantes terão acesso, durante as aulas, a atividades pedagógicas que articularão conteúdos da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) com cursos de Línguas Estrangeiras, ministradas por professores do Instituto Municipal de Desenvolvimento de Recursos Humanos (Imparh). As ações pedagógicas serão acompanhadas pelo Núcleo Gestor Escolar, pelos coordenadores de Polo, pelos Distritos de Educação, sob orientação da Coordenadoria de Ensino Fundamental da SME.

(Foto – Divulgação)

Entidade nacional do transporte homenageia lideranças do Ceará, Piauí e Maranhão

Nomes de peso ligados ao setor de transporte do Ceará, Piauí e Maranhão, base setorial de atuação da FETRANS, foram homenageados nesta semana com a Medalha do Mérito do Transporte Urbano Brasileiro pela Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU). A homenagem, que é concedida nas categorias empresário, especial e in memoriam, acontece anualmente durante o Seminário Nacional NTU, em Brasília, que neste ano teve como tema “Inovação e reinvenção: o futuro do transporte”.

No total, foram dezesseis homenageados. Entre eles, na categoria empresário, o piauiense de Teresina, Herbert Teruó Miura Campelo, diretor executivo da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Ceará, Piauí e Maranhão (FETRANS). Na categoria especial, Ademar Gondim, superintendente de Infraestrutura da UFC-Infra de Fortaleza (CE), também foi agraciado.

Com o troféu David Lopes de Oliveira, cujo nome homenageia o fundador da Federação dos Transportes de Passageiros do Ceará, Piauí e Maranhão (FETRANS), o empresário José Medeiros (in memoriam), com forte atuação no Maranhão com a empresa Taguatur, foi um dos contemplados enquanto personalidade que desenvolveu um trabalho memorável em prol do setor.

 

Queimadas da Amazônia – Donald Trump oferece ajuda a Bolsonaro

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira (23), por meio de sua conta oficial no Twitter, que ofereceu ajuda ao presidente Jair Bolsonaro no combate aos incêndios na Floresta Amazônica. Além disso, o líder norte-americano destacou que relação entre os dois países está “mais forte do que nunca” e afirmou que as perspectivas futuras de comércio entre os dois países são “empolgantes”.

“Acabei de falar com o presidente @JairBolsonaro do Brasil. As perspectivas futuras do nosso comércio são muito empolgantes e nosso relacionamento é forte, talvez mais forte do que nunca. Eu disse a ele que os Estados Unidos podem ajudar com os incêndios na Floresta Amazônica, estamos prontos para apoiar!”, tuitou Trump.

Planalto

@planalto
O presidente dos Estados Unidos @realDonaldTrump disse que conversou com o presidente @jairbolsonaro e falou que as relações entre os países estão mais fortes que nunca. E ofereceu para ajudar no combate às queimadas na Amazônia. https://twitter.com/realDonaldTrump/status/1165022004392681472 …

Donald J. Trump

@realDonaldTrump
Just spoke with President @JairBolsonaro of Brazil. Our future Trade prospects are very exciting and our relationship is strong, perhaps stronger than ever before. I told him if the United States can help with the Amazon Rainforest fires, we stand ready to assist!

853
19:32 – 23 de ago de 2019
Informações e privacidade no Twitter Ads
233 pessoas estão falando sobre isso

Bolsonaro replicou o tuíte de Trump em sua página oficial. Na tarde desta sexta-feira, o presidente brasileiro assinou decreto que autoriza o emprego das Forças Armadas para ajudar no combate aos incêndios na Floresta Amazônica. O decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) vale para áreas de fronteira, terras indígenas, em unidades federais de conservação ambiental e outras áreas da Amazônia Legal.

Acordo comercial

Jair Bolsonaro também anunciou hoje a conclusão das negociações do acordo de livre comércio entre o Mercosul (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai) e o Efta, bloco de países europeus formado por Suíça, Noruega, Islândia e Liechtenstein, que tem Produto Interno Bruto (PIB, soma de bens e serviços produzidos) de US$ 1,1 trilhão. O governo brasileiro trabalha ainda para fechar acordos semelhantes com Canadá, Coreia do Sul, além dos EUA.

(Com Agência Brasil)