Papa Francisco critica hipocrisia dos religiosos que “vivem como ricos”

foto papa francisco

“A hipocrisia dos homens e mulheres consagrados que professam o voto de pobreza e, contudo, vivem como ricos, danificam a alma dos fiéis e prejudicam a Igreja”, disse neste sábado (16) o papa Francisco a 4 mil membros das comunidades religiosas sul-coreanas, no centro católico para pessoas com mobilidade reduzida de Kkottongnae, que fica a 100 quilômetros ao sul de Seul.

O papa advertiu para “o perigo que constitui o consumismo em relação à pobreza da vida religiosa”, em um país que alcançou um rápido progresso material nas últimas décadas. Falou também sobre a castidade, expressando “a entrega exclusiva ao amor de Deus”, em uma alusão a setores que defendem o desaparecimento do celibato na Igreja Católica.

“Todos sabemos quanto exigente é [a castidade] e o compromisso pessoal que comporta. As tentações neste domínio requerem humildade e confiança em Deus, vigilância e perseverança”, lembrou Jorge Mario Bergoglio aos religiosos sul-coreanos.

Depois, o papa Francisco se encontrou com 150 representantes laicos da Igreja Católica sul-coreana, tendo-os desafiado a “ir mais além”, a ajudar os pobres e a se esforçarem para que todas as pessoas possam ter a “dignidade de ganhar o pão e manter as suas famílias”.

Em seu discurso, ele falou “do matrimônio” nos tempos atuais, qualificando o presente como “uma época de grande crise para a vida familiar”.

(Agência Brasil)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − 11 =