Papa não correrá perigo no Chile apesar de atentados, diz governo

O ministro do Interior do Chile, Mario Fernández, garantiu neste sábado (13) que o papa Francisco não correrá perigo em sua visita ao país, que começa na próxima segunda-feira (15), apesar dos atentados registrados ontem (12) contra cinco igrejas católicas de Santiago.

Em entrevista à rádio Biobío, Fernández destacou a coordenação permanente entre os órgãos de segurança e os serviços de inteligência do governo. Segundo ele, o trabalho será intensificado tanto na capital do país como nas cidades de Temuco, no Sul do país, e Iquique, no Norte, por onde o papa também passará.

O chefe do gabinete ministerial da presidente Michelle Bachelet disse que as autoridades fizeram uma autocrítica sobre os ataques. Um dos motivos para declarar feriados em Santiago, Temuco e Iquique nos dias da visita de Francisco é concentrar nas três cidades o maior número de agentes possível.

Fernández classificou os atentados como “graves e repudiáveis” e afirmou que em todas as sociedades há “articulações que alteram a ordem pública”. “Mas é preciso não confundir liberdade de expressão com os métodos utilizados para expressá-la”, disse.

(Agência Brasil)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + dezenove =