Papa pede a novos cardeais que sejam humildes e evitem intrigas

Na missa após a nomeação de 19 cardeais, o papa Francisco voltou a falar sobre a importância da humildade, que tem pregado desde que assumiu o pontificado, e pediu aos novos cardeais que evitem intrigas. A missa foi celebrada na Basílica de São Pedro, no Vaticano. Entre os novos cardeais está o brasileiro arcebispo dom Orani Tempesta.

Um cardeal “entra na Igreja de Roma, não entra numa Corte”, disse Francisco, que pediu aos presentes para evitarem “hábitos cortesãos”, como as “intrigas, mexericos e favoritismos”.

O pontífice, que escolheu morar fora dos apartamentos oficiais do Vaticano para viver em maior simplicidade, pediu recentemente aos fiéis que se abstenham de “bisbilhotice”, destacando que “ser santo não é um luxo, é necessário para a salvação do mundo”.

Muitos dos novos cardeais são provenientes de cidades “periféricas”, desde Ouagadougou (Burkina Faso), Abidjan (Costa do Marfim), do Haiti, de Cotabato, nas Filipinas, de Manágua (Nicarágua), Castries (Santa-Lúcia, nas Antilhas), a Perugia, no centro de Itália.

Dezesseis dos novos cardeais têm menos de 80 anos e entram no Sagrado Colégio, podendo participar de um conclave para eleger um novo papa, e três são novos cardeais eméritos sem direito de voto. O Colégio Sagrado agora tem 218 cardeais, incluindo 122 eleitores.

(Agência Brasil)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 3 =