PEC das Domésticas será promulgada no próximo dia 2, informa José Pimentel

Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ): senador José Pimentel (PT-CE) durante discussão sobre propostas relativas à reforma política

O plenário do Senado Federal aprovou nesta terça-feira (26/3), por unanimidade, A Proposta de Emenda Constitucional (66/12) que assegura aos trabalhadores domésticos todos os direitos já garantidos pela Constituição aos demais trabalhadores urbanos e rurais será promulgada pelo Congresso Nacional na próxima terça-feira. A matéria foi aprovada na última terça-feira por unanimidade e garante benefícios para domésticas como a jornada de trabalho definida, pagamento de hora extra, FGTS e seguro desemprego.

Para o líder do governo no Congresso, senador José Pimentel (PT), a proposta corrige, definitivamente, a “enorme dívida social do Brasil para com esta categoria, que tem prestado tantos serviços às famílias brasileiras e ao país.” Mas o senador alerta para a necessidade de formalização dos domésticos, medida que garantirá o efetivo cumprimento da nova legislação. “É necessário que os empregadores assinem a carteira de trabalho desses profissionais. Só assim eles terão acesso a todos os direitos trabalhistas e previdenciários”, disse.

Entre os novos direitos garantidos aos domésticos, parte será assegurada imediatamente e outros necessitam de regulamentação para que passem a vigorar. Entre os benefícios imediatos estão: garantia de salário, nunca inferior ao mínimo; jornada de trabalho de até 8 horas diárias e 44 horas semanais; hora extra de, no mínimo, 50% acima da hora normal; redução dos riscos, com adoção de normas de saúde, higiene e segurança; reconhecimento dos acordos coletivos de trabalho; proibição de trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de 18 anos e de qualquer trabalho a menores de 16 anos, exceto aprendizes (14 anos); proibição de qualquer discriminação ao trabalhador com deficiência; proibição de diferença de salários, funções e critério de admissão por motivo de sexo, idade, cor e estado civil

Ainda dependem de regulamentação, direitos como: seguro-desemprego, FGTS, salário-família, adicional por trabalho noturno, seguro contra acidentes de trabalho, proteção contra demissão arbitrária ou sem justa causa e auxílio creche.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Um comentário sobre “PEC das Domésticas será promulgada no próximo dia 2, informa José Pimentel

  1. PEC, das ex-domésticas!
    Será, ou melhor dizendo, ocorrerá uma onda de desemprego, em massa, no segmento, algo quase equivalente ao que se deu, – respeitadas as devidas proporções, maneiras e formas -, quando da abolição da escravatura, com o advento da Lei Áurea. Isto, devido ao fato de quê, o grande contratante/empregador é/era a Classe Média, – a antiga, a Clássica -, e não a modernosa, esta que os atuais governantes, a partir de um malsinado decreto “instituíram” e classificaram, – com rendimentos “per capita” oscilando entre R$ 279,00 a R$ 1.079,00, mensais -, que vem sofrendo pesadas perdas de/em seus ganhos e rendimentos!
    R.I.P.!
    “PT, fraude explica”!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − doze =