Permissionários do “Beco da Poeira” reclamam de obstrução da escada de incêndio

O início da construção de quatro novos boxes, no andar superior do “Beco da Poeira”, no Centro, gerou tensão entre os 20 permissionários que trabalham com lanches e almoços. Segundo os permissionários, a obra, que foi iniciada na madrugada da última terça-feira (20) e depois paralisada, passou a obstruir o caminho até a escada de incêndio.

De acordo ainda com os permissionários, o Corpo de Bombeiros já foi avisado sobre a obra e deverá fazer uma vistoria no local, no início da próxima semana. Os comerciantes alegam que não há mais como evacuar o local de forma eficiente, em caso de incêndio no prédio ou de uma explosão de botijão de gás. Os permissionários denunciam também que os quatro boxes servirão para acomodar ambulantes que trabalhavam na Praça José de Alencar.

Há cerca de dois meses, um banheiro foi construído ao pé da escada de incêndio, o que também obstruiu uma das saídas do “Beco da Poeira”.

VAMOS NÓS – Por que será que algumas ações da Prefeitura, que geram insatisfação a permissionários, são realizadas somente na madrugada? Assim ocorreu no “Beco da Poeira” e também no Terminal da Parangaba, quando os comerciantes foram surpreendidos com placas publicitárias da Prefeitura sobre suas logomarcas.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Um comentário sobre “Permissionários do “Beco da Poeira” reclamam de obstrução da escada de incêndio

  1. A prefeita e seus asseclas perseguem e humilham os trabalhadores dos boxes do terminal da parangaba e do beco da poeira. Essa é a maneira truculenta que o PT ( partido dos traíras ) escolheu para administrar essa cidade. Xô, Ruinzianne. PT, nunca mais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 1 =