Perseguidos pela ditadura “perseguem” indenizações do Governo do Ceará

Da coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (9):

Um diretor executivo da Associação 64/68 Anistia foi aprovado, em seleção pública, para a vaga de Pesquisador Junior oferecida pelo PNUD – Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. Ele vai atuar junto à Comissão Nacional da Verdade, em Brasília.

Trata-se de Alexandre Mourão Albuquerque, psicólogo, coordenador do Coletivo Aparecidos Políticos (Arte&Política).

Enquanto isso, aqui, o governo estadual ainda não pagou as indenizações aprovadas pela Comissão Especial de Anistia Wanda Sidou, no valor de R$ 360 mil, prejudicando 12 ex-perseguidos políticos. Uma comissão de familiares aguarda uma audiência com a secretária Mariana Lobo (Sejus) para tratar do assunto.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × três =