PM do Ceará – Dois pesos e duas medidas?

eleições 2014 2t debate vm camilo

Governador eleito e uma batata quente na mão.

Militares estão sendo processados por envolvimento na campanha eleitoral do Capitão Wagner/Eunício, mas o que dizer de oficiais da PM, também flagrados nas redes sociais em ações pró-Camilo?

É hora de afastar a sensação de dois pesos e duas medidas.

* Mais sobre o assunto no O POVO desta quinta-feira aqui.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

8 comentários sobre “PM do Ceará – Dois pesos e duas medidas?

  1. Meu caro Eliomar, eu acho que você está ensinuando algo que não aconteceu, veja eu defendo o direito dos policiais serem representados por alguém da classe, agora todo leigo sabe que existe um estatuto na policia que veda a manifestação politica, ainda mais é crime eleitoral como você colocou no blog, o video dos policiais fazendo das viaturas um comitê politico do capitão e não adianta vir com essa de que não é verdade, pois sou leitor assiduo do blog, eu acho isso uma coisa sem sentido, até porque como eu disse antes nós vivemos uma luta de classes.

  2. Quer dizer que trabalhar pro camilo pode? E para o eunicio não? A tá certo dois pesos e duas medidas? Tá de brincadeira ,isso só pode ser piada de mal gosto.

  3. Eu acho sr. Carlos não entendeu ainda que nenhuma lei se sobressai a carta constitucional, que é bem clara quando diz que é livre a manifestação politica a qualquer cidadão, ou policial não é cidadão? Então acho que antes de comentar qualquer assunto ele deveria ler primeiro! Fica a dica sr. Carlos.

  4. Sr. Carlos, o uso de viaturas para propaganda política é injustificável, nisso concordo, mas acho que o “envolvimento” político, citado no artigo, esta relacionado aos oficiais que gravaram os vídeos apoiando a candidatura do Cap. Wagner e Cabo Sabino, e aos demais policiais que se manifestaram nas mídias sociais e estão sendo punidos. Em contrapartida, militares que apoiaram candidatos do governo, estão tendo tratamento diferenciado.

  5. Esse sr.Carlos é um brincante e sente muita dor de cotovelo por causa do cap. Wagner, não fique só nos lamentos trabalhe e seja um líder também. Crime eleitoral né?… Tá bom aquele vídeo foi uma tremenda cruzeta querendo prejudicar o capitão Wagner. E outra o tre já se pronunciou policiais podem sim declarar candidatos, votos. Não pode usar é a maquina, coisa que o outro lado fez e muito.

  6. Concordo que as viaturas foram usadas indevidamente para propaganda políticas mas quem garante que isso não foi feito pela base do governo para tentar prejudicar o Cap. Wagner? Depois de uma eleição tão suja como essa eu não duvido mais de nada. Meus caros, a manifestação política de policiais é crime militar desde que que os profissionais estejam fardados e se manifestando em favor do seu candidato, mas sem farda é um cidadão como todos os outros com os mesmos direitos pois logo não está usando a máquina pública para beneficiar candidatos. Vimos que isso de fato aconteceu na campanha de Camilo, onde oficiais e praças também foram fotografados fazendo campanha tanto fardados como paisanos e nada aconteceu com eles. O futuro governador precisa resolver esta situação imparcialmente, pois se for punir um lado terá que punir todos para não manchar a sua imagem e para não revoltar a tropa que já está desmotivada a mais de dois anos.

  7. É por isso que o Romario quer que os alunos aprendam a Constituição Federal nas escolas para depois não sair falando asneiras, não é Carlos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − quatro =