Presidente do PTB/CE avaliza projeto que garante emancipação de distritos

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=w7sBp6bKEow[/youtube]

A Câmara dos Deputados aprovou, nessa terça-feira, projeto que garante às Assembleias Legislativas o direito de promover emancipação de distritos. A matéria gera polêmicas, pois o que se teme é o festival de ações politiqueiras em torno do assunto e o chamado rateio da pobreza.

O deputado federal José Arnon, que preside o PTB estadual, não pensa assim. Para ele, a emancipação vai possibilitar o surgimento de cidades fortes, porque os critérios isso são bem mais rígidos. No Ceará, há 30 processos de distritos querendo emancipação.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Um comentário sobre “Presidente do PTB/CE avaliza projeto que garante emancipação de distritos

  1. Emancipação de distritos:
    Para entender o desejo dos Distritos em serem transformados em Cidades é preciso saber dos sofrimentos vividos pela população distrital, vou relatar alguns: O ano letivo começa nas sedes dos municípios sempre no período correto, nos Distritos chega São João e as escolas ainda estão tomadas pelo mato e lixo; as praças e ruas das sedes dos Municípios estão bem iluminadas, as ruas e praças dos Distritos estão um breu só; na sede tem CRAS, tem PSF, tem Casa da Família, e outros programas de assistência à população, nos Distritos quando esses programas chegam funcionam de maneira bastante precária; se na sede dos Municípios a saúde funciona de maneira precária, imaginem vocês como é nos Distritos.
    Emancipar Distritos é permitir que os benefícios do governo chegassem aos lugares mais longevos do País.
    Nós que lutamos por emancipações não temos culpa se o País precisa de uma reforma política, e a classe política não peita isso. Se nós já tivéssemos passado por uma reforma política, não estaríamos preocupados com a criação de novos Municípios, e sim incentivando a criação deles.
    Pois, os aumentos dos gastos estão vinculados à corrupção e não a criação de novos Municípios, que não altera o numero de habitantes do País e ainda favorece o desenvolvimento.
    Edson José de Aragão Ramos
    (MOVIMENTO INTERDISTRITAL DE EMANCIPAÇÃO DA BAHIA)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 16 =