Primeiro-ministro da França alerta para aumento de casos de racismo e homofobia

Três meses depois do ataque terrorista aos jornal Charlie Hebdo, que levou milhões de pessoas às ruas de Paris para pedir mais tolerância, o primeiro-ministro francês, Manuel Valls, fez nessa sexta-feira (17) um alerta à sociedade: o número de casos de racismo, homofobia e, principalmente, de intolerância com as comunidades judaica e muçulmana está aumentando de forma assustadora no país.

Levantamento divulgado pelo Observatório Nacional contra a islamofobia da França mostra que o número de atos contra a comunidade muçulmana depois dos ataques terroristas de Paris aumentou de 37, no primeiro quadrimestre do ano passado, para 222, no mesmo período deste ano. Os atos incluem violência contra homens e mulheres, vandalismo e destruição de prédios e mesquitas.

A intolerância na França afeta também a comunidade judaica. Dados do Ministério do Interior mostram que o número de ataques contra judeus mais que dobrou, passando de 423 em 2013, para 851 no ano passado.

(Agência Brasil)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 − 1 =