Propina de R$ 1,2 bi assombra Nelson Jobim

Essa é so site 247-Brasília

Um escândalo de proporções gigantescas, que envolve o segundo maior grupo industrial da Itália, a Finmeccanica, da área de Defesa, pode desaguar no Brasil. Foi preso, nesta terça-feira, o executivo Giuseppe Orsi, presidente do grupo, acusado de comandar um esquema de corrupção internacional na venda de fragatas e outras embarcações militares para as marinhas de países em desenvolvimento.

A determinação do juiz Bruno Arsizio ocorreu depois da comprovação do pagamento de propina a oficiais do governo indiano para a venda de 12 navios. No curso das investigações, no entanto, o Brasil também foi citado. Segundo uma testemunha, o projeto ProSuper, da Marinha brasileira, que previa a compra de várias fragatas italianas, envolvia o pagamento de uma propina de 550 milhões de euros (mais de R$ 1,2 bilhão) – e ex-ministro Nelson Jobim, da Defesa, foi citado como um dos beneficiários.

A propina corresponderia a 11% da encomenda total, avaliada em 5 bilhões de euros. A testemunha que envolveu Jobim no caso é Claudio Scajola, um ex-ministro do governo Berlusconi. “É verdade que encontrei o ministro da Defesa, Jobim. Na Itália, havia crise e tentei vender as embarcações. Era meu dever ajudar”, afirmou Scajola. Jobim, no entanto, nega que tenha havido qualquer tipo de negociação ilícita. “Nunca chegamos a falar de um tema como esse”, afirmou ao jornal italiano La Stampa. “Não sei o que fizeram os italianos. Só sei que o projeto ProSuper, que previa a aquisição por parte da Marinha brasileira de fragatas com a transferência de tecnologia, foi cancelado por questões fiscais. Além disso, os italianos tinham de encontrar um parceiro brasileiro e não conseguiram.”

* Sobre esse escândalo, leia no Corriere dela Sera aqui.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Um comentário sobre “Propina de R$ 1,2 bi assombra Nelson Jobim

  1. Jobim é aquele ex Ministro da Defesa que, junto com Gilmar Mendes, inventou a existência de escuta ilegal no STF. Ambos chamaram o Pres. Lula “às falss”, e que, acovardado demitiu o delegado Paulo Lacerda (o homem que modernizou a moralizou a Pol[ícia Federal).
    Jobim é o mesmo que confessou publicamente ter incluído na Constituição de 88 matéria que não tinha sido votada, acerca do limite de juros das transações bancárias (pense no volume da propina!.
    No entanto foi Min. Da Defesa de Lula, Membro do STF,etc, etc.
    Se o PT ainda fosse o PT, chamava de volta o íntegro delegado Lacerda e o colocaria de volta no comando da PF, uma vez que nada se provou conta ele.
    Mas pedir coragem a quem sacrifica os companheiros é muito…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 10 =