PSB de Fortaleza – A Polêmica continua

Sobre a resposta do presidente municipal do PSB, Karlo Kardoso, a críticas feitas pelo ex-presidente municipal Sérgio Novais, na coluna Política de Érico Firmo e aqui reproduzida, o  secretário de Finanças da legenda, Josué Freitas, pede espaço para também se manifestar. Confira:

Ilustríssimo Eliomar de Lima,

Escrevo para rebater as acusações do Sr. Karlo Kardozo e relatar alguns fatos:

ELEIÇÕES E INTERVENÇÃO NO PSB EM 2002 – A executiva nacional do PSB destituiu a direção estadual do PSB/CE por ter apoiado a candidatura de Lula em detrimento da candidatura de Garotinho, então candidato a presidente da República pelo PSB. Naquela ocasião, os principais dirigentes do PSB, todos, quadros ideológicos e honrados, resolveram sair do partido, inconformados com a postura do PSB nacional. Sérgio Novais, no entanto, optou por ficar e em consequência de sua permanência, assumiu a presidência da comissão provisória estadual a pedido da própria direção nacional, foi uma medida política encontrada para evitar que o partido se desintegrasse totalmente. Sergio, nunca esteve na condição de interventor do PSB, inclusive, durante os anos que dirigiu o partido no estado, nunca promoveu nenhuma destituição de qualquer diretório municipal, ao contrario do que sofreu recentemente. Não se reelegeu deputado Federal em função da “verticalização”, e com certeza esse fato não lhe causou nenhum trauma pessoal, afinal de contas continuou lutando, como sempre em favor do PSB.

ELEIÇÕES DE 2004 – Mesmo sem mandato, na tentativa de dar relevo ao papel do PSB, perante a cidade de Fortaleza e carregando o partido nas costas praticamente sozinho, Sergio Novais avalia com o deputado Heitor Férrer a hipótese de uma aliança entre PSB e PDT, para a disputa da Prefeitura de Fortaleza. Nesta mesma ocasião, surpreendentemente, Luizianne vence, com pouquíssimos votos de diferença, a convenção municipal do PT garantindo o direito de ser candidata, contra a tese que defendia o apoio do PT ao então deputado Inácio Arruda. É em função dessa conjuntura, que Sergio desiste da chapa com Heitor e passa a apoiar a candidatura de Luizianne.

01 – Na defesa da coligação com o PT, Sergio ficou praticamente só dentro do PSB, tendo que travar uma intensa batalha com o PSB nacional, que naquela ocasião, em função das pressões das cúpulas do PT e do PCdoB nacional, cobravam um apoio do PSB em Fortaleza a candidatura de Inácio Arruda. O PSB nacional estava praticamente decidido a não autorizar a coligação do PSB com o PT em Fortaleza, no entanto, por insistência de Sergio Novais e sua convicção de que Luizianne poderia virar o jogo, acabou convencendo o Dr. Miguel Arraes, então presidente nacional do partido, que resolveu, por sua vez, dar a ele um crédito de confiança por sua credibilidade, lealdade e compromisso que sempre demonstrou para com a história do PSB.

02 – Muito embora, tendo vencido a convenção no PT, para viabilizar sua candidatura, Luizianne, precisava da coligação com o PSB, pois, o fato de ter vencido a convenção, lhe garantia a candidatura mais não viabilizava sua campanha, já que ainda era muito forte no interior do PT o movimento “sou PT voto Inácio!”, e o mérito dessa operação política, por parte do PSB, deveu-se a intervenção de Sergio Novais, na condição de presidente estadual do PSB, junto à executiva nacional do partido. O PSB foi o único partido a se coligar com o PT em 2004, e por isso, é evidente que o nível de interlocução política de Sergio Novais na primeira gestão de Luizianne fosse relevante.

03 – Dada a autorização, por parte da executiva nacional, para formalizar a coligação com o PT, era chegada a hora do PSB indicar o vice na chapa. Houve uma insistência da parte de Sergio Novais para que o indicado do PSB fosse Rogério Pinheiro, por sua vez, ele se recusou, alegando que era certa sua eleição para vereador, e infelizmente acabou não se elegendo. Segundo comentários à época, houve indícios de que o mesmo não teria feito muito esforço na eleição de Luizianne, no primeiro turno. Com a recusa de Rogério, o PSB indicou o sindicalista Carlos Veneranda.

04 – Depois das eleições, mesmo tendo desperdiçado a oportunidade de ser o Vice Prefeito de Fortaleza e ter perdido a eleição para vereador, Rogério Pinheiro, por indicação de Sergio Novais, assume a Secretaria Executiva Regional II (cargo que ocupou até às eleições de 2008).

ELEIÇÕES DE 2006 – Por recomendações médicas, Sergio Novais, é obrigado a interromper a candidatura de deputado federal. Com o objetivo de evitar a dispersão e coesionar o partido em Fortaleza, a base se agrupa em torno da minha candidatura como deputado estadual.

ELEIÇÕES DE 2008 – Rogério Pinheiro dessa vez (por puro oportunismo) reivindica a vaga de vice na chapa de Luizianne, e é preterido, pois, o PT exigia que o vice fosse indicado pelo Governador Cid Gomes, e assim, foi indicado o então vereador Tim Gomes (PHS). Para completar a desgraça, Rogério, novamente, não se elege vereador e por outro lado se elege Eliane Novais, apesar da chapa proporcional ter sido montada pelo próprio Rogério, (na condição de então presidente do PSB municipal), mais uma vez atribui seu fracasso eleitoral a Sergio Novais.

01 – Mesmo tendo ficado da vice e perdido novamente a eleição para vereador, na composição do segundo governo de Luizianne, Sergio Novais, num gesto de solidariedade, defende e indica o nome de Rogério Pinheiro, para a presidência do IPEM – Instituto de Pesos e Medidas. (cargo que até então está sob o comando de Rogério).

ELEIÇÕES DE 2010 – Em detrimento às candidaturas do PSB, Rogério Pinheiro e seu grupo, apoiam a candidata Beth Rose (PRP) para deputada estadual e não apoia nenhum deputado Federal do PSB, ou seja, pratica uma flagrante violação a fidelidade partidária.

Contrariando a torcida de Rogério, Eliane Novais se elege deputada estadual, mas infelizmente por problemas de saúde, novamente, Sergio Novais, não consegue levar adiante a candidatura de deputado Federal, porém, torna-se primeiro suplente do senador José Pimentel.

Outros fatos que comprovam a INCOERÊNCIA de Rogério Pinheiro e de seu grupo dentro do PSB:

Em 2006 – Rogério, na condição de presidente do PSB de Fortaleza, vetou a entrada do Governador e de seu grupo no PSB, contrariando determinação nacional do partido. Naquela ocasião, somente a professora Ester Barroso, Carlos Macedo e Sergio Novais (na condição de presidente estadual do partido), recepcionaram os deputados como novos parlamentares filiados, atendendo as determinações da direção nacional.

Em 2008 – Após as eleições de 2008, Rogério Pinheiro ingressa, nas instancias do partido, com pedido de expulsão de Ciro Gomes por ter apoiado a candidatura da então Senadora Patrícia Saboya (PDT) a Prefeitura de Fortaleza.

Em 2009 – Rogério Pinheiro e seu grupo dentre eles o Sr. Kardozo, protestam contra a eleição do Governador Cid Gomes para presidência estadual do PSB, além de não comparecerem ao congresso, estimulam outros militantes e dirigentes a fazerem o mesmo.

Em 2010 – Rogério Pinheiro e seu grupo acusam Ciro Gomes e o Governador Cid Gomes de artimanha para fazer uma aliança do PSB com o PSDB, em detrimento a candidatura do então deputado Federal José Pimentel ao Senado.

Em 2011 – De forma sorrateira e fisiológica, Rogério Pinheiro e seu grupo, renunciam a condição de militantes históricos do PSB, passam a ser dissidentes do grupo ao qual eles fizeram parte durante anos e fazem uma aliança de conveniência com o grupo do Governador, ao qual ele sempre foi ferrenho opositor e articula um golpe contra o presidente municipal, Sergio Novais, superando assim qualquer limite ético e moral, com o intuito de tomar de assalto o aparelho burocrático partidário.

Essa atitude golpista revoltou a base do partido, e manchou a historia do PSB no Ceará. O motivo principal, dessa revolta, por incrível que pareça, foi a discussão sobre a pré – candidatura da deputada Eliane Novais à prefeitura de Fortaleza.

ELEIÇÕES DE 2012 – De maneira oportunista, traumatizado por nunca ter sido eleito e no desespero de ser vereador de Fortaleza a qualquer custo, Rogério Pinheiro e Kardozo, (esse sim, nunca teve um voto), vem articulando para essas eleições o apoio do PSB ao candidato do PCdoB. Será que dessa vez teremos o jargão: sou PSB voto Inácio!.

Por fim, em relação à postura desqualificada manifestada aqui pelo Sr. Kardozo, porta voz de Rogério Pinheiro, fica evidente sua mediocridade política. Sua postura é ultrajante para um partido socialista com quase 70 anos de tradição de esquerda, dentre os quais colaboro intensamente há 17 anos e francamente, fico impressionado com tamanha desfaçatez e oportunismo em querer aviltar a história e de má fé tentar macular a biografia de um militante da estatura política de Sérgio Novais, que tem mais de 30 anos de serviços prestados ao Ceará e ao PSB.

É lastimável, ver o nível de presunção de um alienado político como este, que vive no mundo das ilusões, a acreditar que ostenta alguma fração de poder, e ainda se vangloria, pensando ele que o poder está no aparelho burocrático do partido, até parece com o inseto encandeado que voa em torno da lâmpada. Nunca será presidente desse partido!

A eles (os “mentes fracas”), ofereço, mesmo sabendo ser incompreensível, por sua limitada condição moral, o pensamento de Martin Luther King: “A verdadeira medida de um homem não é como ele se comporta em momentos de conforto e conveniência, mas como ele se mantém em tempos de controvérsia e desafio”.

Atenciosamente,

Josué Freitas
Secretário de finanças do PSB – CE
Militante histórico do PSB.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

12 comentários sobre “PSB de Fortaleza – A Polêmica continua

  1. Fico aqui me perguntando quem passou toda essa informação ao nobre companheiro Josué Freitas pois o mesmo não morava aqui em Fortaleza e veio somente no segundo turno para a capital apóia a candidatura da companheira Luizianne Lins, sendo chamado por muitos de Oportunista, fato esse que acho que não vem ao mérito neste momento. Outro fator importante é como Sergio Novais indica ele mesmo fala que os indicados são do PSB, controverso isso e por ultimo quantos Cargos na atual administração a Família Novais tem mesmo, alguém pode me responder?

  2. O grande Defensor e Porta voz da Família Novais, vem com um discurso formado que na certa não foi ele que escreveu, pois o mesmo pouco sabe das eleições de 2004, morava em Brasília e tinha seu domicilio eleitoral em Natal onde tinha sido eleito secretario nacional de juventude do PSB pelo Estado do Rio Grande do Norte e tão pouco participou das discussões em torno desta candidatura, posso aqui afirma que a coligação PT – PSB se deu em sua grande maioria graças ao papel da Juventude Socialista Brasileira – JSB em defesa da candidatura da Companheira Luizianne Lins- PT, apoio esse que veio dês do inicio de sua candidatura, pois o Presidente na época Sergio Novais queria ser o candidato ou apóia a candidatura de Heitor Ferre. Em Relação a candidatura de Josué Freitas em 2006 essa candidatura não foi construída pela base, prova disso que o mesmo era secretario nacional de juventude e a mesma não deliberou apoio a sua candidatura, ainda em 2006 um grupo político e histórico do PSB de Fortaleza questionou sua candidatura pois o mesmo fechou apoio a candidatura de Eudes Xavier – PT, não apoiado nenhum deputado Federal do PSB, então o mesmo não pode vim aqui cobra fidelidade partidária, pois na época um membro da executiva nacional não dava apoio a um candidato do PSB. Lembrando que Josué Freitas chegou a ser Coordenador de políticas Publicas de Juventude do Governo do estado do Ceará, governo este de Cid Ferreira Gomes-PSB.

    Fernando Quintela
    Militante Socialista

  3. Independente de quem escreveu o texto, se fi fulano ou cicrano, o texto nos mostra com bastante clareza que estes dois senhores (ROGERIO PINHEIRO E KARLOZ KARDOZO), nao tem um lado definido dentro do PSB. Eles estão onde a sombra está maior. DOIS INCOMPETENTES E OPORTUNISTAS.

  4. Fernando,

    quem você é?

    a) Mais um integrante da turma da fumaça de Karlos kardoso.
    b) Mais um fracassado da turma de Rogerio Pinheiro.
    c) Da turma dos desesperados que logo estarão no olho da rua.

    Resposta: A, B, e C!

  5. Não importa que escreveu o texto, o importante é a verdade que foi inteligentemente relatada. Sai dessa bando de tapiocas. Parabens companheiro Josué de Freitas Estamos juntos.

  6. Rafael Ferreira

    Nenhuma das opções amigo, porem já não posso fala o mesmo de você que com certeza esta na lista dos nomeados de Sergio Novais por isso não tem nenhuma autonomia para fala. Deve esta desesperado mesmo essa patota dos Novais.

    Pode ser que você seja um simples terceirizado de alguma prestadora de serviços da prefeitura que esta perto de perde o emprego e por isso entendemos seu desespero.

    Saudações Socialista

  7. E O DESESPERO DE K.KARDOSO, ROGERIO PINHEIRO SE TORNA CADA VEZ MAIOR POR ELES SABEREM QUE O CENARIO POLITICO APONTA PARA MAIS UMA DERROTA NAS URNAS DO EX-VEREADOR ROGERIO PINHEIRO. E SEM SER DO PT O GRANDE SERGIO NOVIAS TENDE A VER MAIS UMA VEZ A SUA ESTRELA BRILHAR E MUITO QUE COM CERTEZA TERA GRANDS REFLEXOS NUM FUTURO BEM PROXIMO. COMO DIZ O DITADO DEUS AJUDA AQUEM TRABALHA E NUNCA ABANDONA OS JUSTOS. BYE BYE PARA O HOMEM DO MORRO BRANCO K.KARDOSO.

  8. MUITO ESTRANHO ESSE ARGUMENTO DO SR. FERNANDO! POIS PELO QUE LEMBRO DA ÉPOCA, O SR JOSUÉ FREITAS, ENTÃO, SEC. NACIONAL DE JUVENTUDE NÃO SÓ PARTICIPOU DAS CONSTRUÇÃO, COMO TEVE UMA PARTICIPAÇAO DESCISIVA NO CONVENCIMENTO DO DR MIGUEL ARRAIS PARA ALIANÇA DO PSB COM PT NA NOSSA CAPITAL EM 2004. POR ISSO MEU CARO FERNANDO VOCÊ ESTA ESTREMAMENTE EQUIVOCADO. ATÉ POR QUE COMO VOCÊ BEM LEMBROU A JSB(JUVENTUDE SOCILISTA BRASILEIRA) QUE TINHA COM SECRETARIO NACIONAL, O DITO JOSUÉ FREITAS, FOI UMA UMA PEÇA DETERMINANTE POR SER EXECUTIVA DA NACIONAL PARA O INICIO DE UMA DAS MAIS BELAS CAMAPANHAS DAS ULTIMAS DECADAS, NA QUAL LEVOU A VITORIA EM 2004 DA NOSSA QUERIDA LUIZIANNE LINS.

    2006 – OUTRO FATOR INTRIGANTE É: COMO PODE O CANDIDATO A DEPUTADO ESTADUAL JOSUÉ DE FREITAS TER APOIADO UM CANDIDATO FORA DO PSB SE A DETERMINÇAO ERA QUE OU SE APOIAVA CARLOS VENERANDA OU VOTAVA-SE NA SIGLA? E TODOS NO PSB CEARÁ SABEM QUE MARIA AURELENA DA SILVEIRA CARNEIRO
    FOI A FEDERAL DO SR JOSUÉ. E AINDA SOBRE 2006, A MAIOR DESCEPÇAO FOI QUANDO O ENTÃO COORDENADOR DA CAMPANHA DO SR JOSUÉ FREITAS O SR KARLOS KARDOSO JUNTAMENTE COM ROGERIO PINHEIRO DESCOBRIU-SE QUE ESTAVAM ELES SIM, ARTICULANDO EM FAVOR DA CANDIDATURA DO HOJE DEPUTADO FEDRERAL EUDES XAVIER, EM DETRIMENTO DO NOSSO GLORIOSO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO. É UMA PENA! O NOSSO ETERNO MIGUEL ARRAIS, DEVE ESTAR TREMENDO AONDE ESTIVER, TUDO POR CONTA DE UMA VISAO MEDIOCRE DESSES GOLPITAS, QUE, MANCHARAM PARA SEMPRE A HISTORIA DE UMAS DAS MAIS BONITAS SIGLAS DO NOSSO PAIS .

  9. A história é contada por você do jeito que é melhor e coveniente para você e sua trupe. Abraço. Contra fatos não a argumentos e a história se encarregara de mostra quem estava certo.

  10. Todos estão mentindo! Na época da primeira eleição da Luiziane os figurões políticos(Sergio Novais e Rogério Pinheiro) estavam querendo apoiar o Inácio em troca da secretaria de obras, mas a base partidária da qual eu fazia parte e principalmente a juventude do PSB na época, chiou e cobrou debate sobre essa coligação. O então Poderoso Sergio Novais colocou esse debate em pauta e para surpresa de todos ganhamos com a tese de que a Luiziane não representava mais o PT fisiológico e que sim! Teria grandes chances de vitória. O mérito do Sr. Sergio Novais foi única e somente ter respeitado a tese vencedora e ao mesmo tempo não queria contradição com o partido e a mãe de seu filho. Nenhum deles acreditava na possibilidade de vitória da lôra, somente alguns nos quais me incluo e a juventude socialista da época. Nenhum deles se colocou como candidato pq não acreditava na possibilidade de vitória da lôra, sobrando então para o Venerana que era uma figura política mais que apagada no partido. Terminado o primeiro turno vimos à virada que a lôra deu pro lado dos pupilos do Juraci na sede do comitê. Quando fizemos uma crítica a essa traição, o senhor Cardoso ousou nos criticar pq era hora de ser poder, que estava cansado de não ser nada. Ali vi o princípio da bordelizaçao do PSB.Terminada a eleição, é iniciado o processo de divisão do bolo do poder, cabendo ao Sr. Sergio Novais fazer essa divisão dentro do PSB que até então era um partido com pequeno quadro técnico, mas todos se dispuseram a tomar de conta da coroa, como o Rogério, Almir, Prof. Elói, dois colegas médicos, sendo me oferecido a direção de um dos hospitais municipais, tendo recusado prontamente e preferia ficar ao lado dos cobradores das promessas de campanha. Quando da entrada do Cid e sua corriola no PSB fui chamado as pressas para uma reunião de urgência na sede do partido, as vinte horas de um dia qualquer desses. Quando cheguei a tal reunião e vi o Cid com seus asseclas comecei a me despedir de alguns companheiros naquele momento, pois o processo de bordelização do partido tinha sido concluído e me retirei oficialmente do mesmo as quatorze horas do dia seguinte. Como o articulista pode perceber, todos são garapas da mesma gamela, onde o único interesse é o pessoal. Quanto ao Sr Cardoso, era um mero MR do Sr. Sergio Novais na época e nunca teve um voto. Hoje me encontro no PSOL, um pequeno partido no tamanho, mas um gigante em conteúdo político, na ética e no sonho de muitos brasileiros, principalmente os mais jovens.
    Essa é a versão mais próxima dos fatos.
    Luciano Muniz filiado e segundo suplente de vereador do PSOL

  11. E aí seu Luciano Muniz, me parece que você na realidade fugiu do PSB, com medo de enfrentar os Ferreira Gomes no partido. Sérgio Novais teve postura corajosa e você se esconde no psol.

  12. Enfrento os Fereira Gomes desde que nascí e enfrento de frente, daí ir para um partido que não se locupleta como os Novais fizeram. Comeram a carne de pescoço e não quiseram roer os osso. O PSB é hoje um bordel político cheio de puxas e aspones. Se o Sergio tivesse respaldo ideológico não teria sido escorraçado, mas a direção nacional o classificou no mesmo patamar político dos Ferreira Gomes, só que com o poder menor e então foi tachado como insignificante político como realmente o é. Agora me diga qual foi o osso q vc recebeu dele na prefeitura? . Cuidado q vc tá correndo o risco de perder nessa próxima eleição, e aí vai fazer o Q? Eu vou pra luta contra todos esses oportunistas aí.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − oito =