PT lança cartilha com críticas a FHC

“O PT editou uma cartilha com elogios ao governo Lula e ataques à administração de Fernando Henrique Cardoso, aliado de José Serra (PSDB) na corrida presidencial.
O objetivo é incentivar a militância petista a comparar as gestões para atingir a candidatura tucana e pedir votos em Dilma Rousseff (PT).

A estratégia repete a campanha de 2006, quando Lula usou um livreto semelhante no confronto com Geraldo Alckmin. A nova cartilha traz foto de Dilma e Lula na capa e começou a ser distribuída na sexta-feira, pela internet. Embora o título seja “O Brasil no rumo certo: realizações do governo Lula”, o foco é a comparação com FHC, ressaltando números negativos para os tucanos. O ex-presidente é citado 52 vezes em 40 páginas -uma média de 1,3 citação por página.

O material omite passagens polêmicas da gestão petista, como o mensalão, e afirma que FHC teria editado lei para proibir a criação de escolas técnicas federais, o que o PSDB nega. A acusação levou Serra a chamar Dilma de mentirosa no debate Folha/ UOL, semana passada.
Na introdução, o presidente do PT, José Eduardo Dutra, e o líder na Câmara, Fernando Ferro (PE), dizem que o ex-presidente aumentou o desemprego e teria levado o país “à UTI” se estivesse no poder durante a crise mundial de 2008.

O material segue com comparações entre os governos em diversas áreas, como a política externa. “Graças a essa política externa consistente e autônoma, radicalmente distinta da política externa periférica do governo FHC, o Brasil é hoje a nação do momento”, diz o texto. Em outro trecho, o alvo é a política cultural dos tucanos: “No governo FHC, a cultura foi relegada a segundo plano, com poucos recursos financeiros e ações, o que deixou o setor sob o jugo da economia de mercado”.

DESMONTE
A cartilha afirma ainda que o governo FHC “promoveu o desmonte do serviço público” e “reduziu a função do Estado à mera regulação do mercado”, além de criticar os acordos dos tucanos com o FMI (Fundo Monetário Internacional). O texto exibe um tom triunfalista ao contrapor os dois governos. “Ao assumir em 2003, Lula resolveu pôr um fim à precariedade generalizada das rodovias federais, totalmente abandonadas no governo FHC”, diz uma passagem.

Segundo a última pesquisa rodoviária da CNT (Confederação Nacional do Transporte), o quadro não é bem assim: 66,9% da extensão das rodovias federais foi avaliada como “regular”, “ruim” ou “péssima” em 2009, sétimo ano da gestão petista.

A foto usada na capa é a mesma da campanha de Dilma. No entanto, o material não segue os padrões fixados pela lei eleitoral, como a divulgação de número de urna, nome da coligação e CNPJ da gráfica responsável. O PT alega que a cartilha foi produzida para consumo interno e será distribuída inicialmente apenas na internet. Segundo o secretário de Comunicação, André Vargas, candidatos da sigla podem imprimi-la livremente.

Além de defender a tese de que o governo petista foi melhor, o partido pretende constranger a campanha de Serra, que tem escondido FHC em discursos e na propaganda de rádio e TV. Até aqui, o ex-presidente só apareceu no programa de Aloysio Nunes Ferreira, que disputa vaga no Senado pelo PSDB de São Paulo.

Para Vargas, a tática de ressuscitar o governo passado pode minar o discurso tucano contra Dilma. “Serra diz que tem mais experiência que a nossa candidata. Então vamos mostrar de onde ele vem”, provocou. “Estamos defendendo a continuidade. Isso exige a comparação com o governo anterior, que foi o de FHC.” A cartilha do PT afirma que todos os dados usados nas comparações foram extraídos de “fontes oficiais” e podem ser reproduzidos sem autorização prévia.

(Folha Online)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + 2 =