Blog do Eliomar

Arquivo de tags: educação

Agência de comunicação da UFC abre inscrições para novas parcerias

liga

A Liga Experimental de Comunicação, agência de comunicação dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da UFC, está recebendo inscrições para seleção de novos parceiros até o dia 27 de janeiro. As inscrições estão abertas para organizações não governamentais, movimentos sociais, unidades setoriais e projetos de extensão e pesquisa da UFC que desejem receber suporte na área de comunicação social.

As parcerias têm início programado para abril de 2017 e preveem o desenvolvimento de atividades de comunicação com os parceiros selecionados. As inscrições podem ser feitas nas coordenações dos cursos (Av. da Universidade, 2762 – Benfica e ICA-Pici) ou no site da Liga (www.liga.ufc.br). A documentação deverá ser enviada através do e-mail liga@ufc.br ou entregue nos endereços mencionados.

São exigidos os seguintes documentos para inscrição de entidades: formulário preenchido acompanhado de cópias da ata de fundação, da última assembleia e do estatuto; além do cartão CNPJ (disponível no site da Receita Federal). Já o documento solicitado para a inscrição dos movimentos sociais e das unidades e projetos da UFC é o formulário adequadamente preenchido.

Sobre a Liga

Criada em 2007 e organizada por estudantes de Jornalismo e Publicidade e Propaganda, a agência tem como objetivo ser um espaço para os alunos colocarem em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula, desenvolvendo atividades na área da comunicação em benefício da sociedade. Atua prioritariamente em parceria com organizações não governamentais, movimentos sociais e projetos da Universidade.

Nesses dez anos anos, a Liga já deu suporte a organizações como Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Liga de Nefrologia da UFC, Instituto Terramar, Instituto de Juventude Contemporânea (IJC), Movimento dos Conselhos Populares (MCP) e a eventos como Semana de Comunicação da UFC e Festival Nordestino de Teatro (FNT).

SERVIÇO

*Contatos:
Sâmia Martins (bolsista): (85) 98947.5579
Miguel Cela: (85) 99617.8563:
*Mais informações: www.liga.ufc.br

Estudantes fazem manifestação contra portaria da UFC

pagar

A manhã desta quarta (31) foi de protesto na Universidade Federal do Ceará. Em ato puxado pelos Centro e Diretório Acadêmicos da instituição, os estudantes se manifestaram contra a portaria nº 3131, documento que, entre várias medidas, cria um taxa de R$ 5 por discente a cada turno para a utilização dos espaços da UFC, como auditórios. Além disso, eles acusam o texto de apoiar a censura dentro da instituição. Para ler a portaria na íntegra, clique aqui.

Com grande presença de movimentos sociais, os estudantes saíram do Bosque da Letras, no CH I, onde estavam concentrados, às 8 horas, rumo à Reitoria. No caminho, palavras de ordem como “Fora Temer” e “abaixo à portaria, quero democracia” foram constantemente repetidas pelos manifestantes. Na Reitoria, eles protestaram e fizeram suas reivindicações durante a reunião do Conselho Universitário.

As reivindicações

Concentrados perto da Concha Acústica, os estudantes exigiram a presença do reitor e do vice-reitor para a efetivação do diálogo. Enquanto esperavam uma resposta, os discentes criticaram diversas medidas tomadas pela UFC nos últimos dias, como o aumento do preço da refeição no Restaurante Universitário para os funcionários públicos, e acusaram a reitoria de passividade em relação às atitudes tomadas pelo governo Temer, como a redução do orçamento da universidade para o próximo ano.

manfiesto

Os coletivos e movimentos sociais presentes no ato criticaram duramente o texto da portaria, chamando-no de ambíguo, além de afirmarem que a medida é um ato de censura, já que um dos pontos do documento declara que a universidade pode barrar eventos ou movimentações consideradas inconvenientes, segundo a portaria. Outra crítica reiterada diversas vezes foi a de que um processo de “privatização” da UFC estaria tendo início com a aprovação da portaria.

O outro lado

O reitor da universidade, Henry Campos, e o vice-reitor, Custódio Almeida, não puderam estar presentes durante o ato, já que estavam em reunião com o Governo do Estado e com o reitor de uma universidade da China para discutir uma parceira entre as instituições de ensino. A ausência dos administradores foi duramente criticada pelos alunos, que chegaram a elaborar um cartaz com dizeres em mandarim contra a “privatização” da UFC:

mandarim

O pró-reitor de assuntos estudantis, Manuel Furtado, foi quem dialogou com os estudantes. Uma das sugestões foi a elaboração de um documento com propostas para a utilização dos espaços da universidade. Esse documento seria realizado pelo Diretório Central dos Estudantes, mas a proposta ainda encontrou resistência por parte dos manifestantes, que reiteravam o caráter público da UFC e defendiam a utilização das dependências da instituição por parte da sociedade.

(Imagens e Texto – Vinícius França)

Estudantes da rede pública terão até esta terça para ingressarem no Academia Enem

A Prefeitura de Fortaleza realiza, nesta terça-feira, 2, a última chamada para o Academia Enem – maior curso gratuito preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em Fortaleza. Ao todo, três mil vagas estão disponíveis para estudantes do ensino médio. Jovens egressos ou que estejam estudando na rede pública têm prioridade.

As inscrições iniciam hoje, a partir das 12 horas. Para inscrever-se, os interessados devem acessar o site da Prefeitura de Fortaleza, onde estará disponível o link de inscrição. Após o preenchimento do formulário online, o estudante deverá validar, presencialmente, sua vaga no próximo sábado, 6, ou domingo, 7, de 10h às 16h, no Ginásio Paulo Sarasate. Para a validação, é necessário levar CPF, RG e comprovante de residência.

De acordo com o secretário de Juventude Júlio Brizzi, o projeto já ofertou 40 mil vagas em quatro anos, sendo 14 mil somente em 2016.

O curso prepara os estudantes para ingressarem no Ensino Superior, não só pelo Enem, mas por vestibulares em geral. Os participantes têm acesso a material gratuito, camisa, além de vale-transporte e lanche.

As aulas acontecem aos finais de semana, ao longo deste ano.

(O POVO Online)

MEC acredita que acordo com Proifes possibilitará fim da greve dos professores

O governo está convencido de que a representação sindical da Federação de Sindicatos de Professores de Instituições Federais de Ensino Superior (Proifes) é a que expressa “o verdadeiro sentimento dos docentes universitários”, segundo o Ministério da Educação (MEC) em nota enviada à imprensa neste domingo, 5.

“Estamos certos de que a maioria dos professores aceitou a proposta apresentada pelo governo”, disse o professor Amaro Lins, secretário de Educação Superior do Ministério da Educação. E acrescentou: “Na base do Proifes, que consultou os docentes por plebiscito, mais de 75% da categoria manifestaram-se pela aceitação da proposta, enquanto nas assembleias tradicionais apenas minorias foram consultadas”. Para o secretário, os professores devem gradativamente voltar ao trabalho.

Os aumentos propostos pelo governo ao professores de instituições federais de ensino superior em greve variam de 25% a 40%. Além disso, as carreiras foram reduzidas de 17 para 13 níveis, permitindo uma progressão mais rápida dos docentes.

Nesta segunda-feira, 6, o Ministério do Planejamento inicia as negociações com os técnicos administrativos dos institutos e das universidades federais. Até o final do mês, a pasta deve enviar ao Congresso Nacional a proposta de Orçamento para 2013.

O Proifes representa sete universidades federais e um instituto técnico, que englobam cerca de 20 mil docentes. Em plebiscito eletrônico, realizado com 5.222 profissionais, 74,3% se mostraram favoráveis ao fim da greve. A entidade vai promover, a partir desta segunda-feira, 6, assembleias nas bases para decidir se os professores vão retornar às salas de aula.

(Agência Brasil)

Spaece: Fortaleza fica abaixo do nível desejável de alfabetização

12 1

Cid e Aloízio Mercadante comandaram clima festivo do ato.

Os níveis de alfabetização nos municípios cearenses foram considerados satisfatórios em 2011, segundo dados da avaliação da alfabetização obtidos através do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica (Spaece), em sua vertente Spaece-Alfa. Ao todo, 177 municípios atingiram níveis desejáveis, segundo o levantamento.

Fortaleza, Jaguaretama, Jaguaribara, Ipaumirim, Lavras da Mangabeira, Várzea Alegre e Parambu ficaram um pouco abaixo do nível desejável, atingindo nível suficiente. Na avaliação das séries de 5º ano, o município de Mucambo atingiu a melhor média, com 269,1. Já de 1º ano, Nova Olinda ficou com a maior nota: 282,4.

Em 2011, um total de 244.785 crianças matriculadas no 2º e 5º ano do ensino fundamental de 4.519 escolas públicas foram avaliadas em 2011.

Veja a matéria completa no O POVO Online.