Blog do Eliomar

Arquivo de tags: usina

7 mil trabalhadores paralisam atividades em Belo Monte

141 1

Os trabalhadores da Usina Hidrelétrica de Belo Monte paralisaram hoje (23) as atividades no canteiro de obras. Na semana passada, o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada do Estado do Pará (Sintrapav), descontente com o rumo das negociações, já havia

Entre as reivindicações dos trabalhadores, duas ainda não foram atendidas: a redução do período de baixada [quando eles recebem uma folga de nove dias para visitarem as famílias, com passagens pagas pelo CCBM], e o aumento do vale-alimentação, dos atuais R$ 95 para R$ 300. O consórcio só acenou com um aumento de R$15.

Dos cerca de 7,7 mil trabalhadores, apenas 850 estão cumprindo expediente nos serviços considerados essenciais para os alojamentos nos cinco canteiros da obra – principalmente nas áreas de saúde, água e esgoto, segurança patrimonial, alimentação, além de alguns eletricistas e pedreiros. Segundo o Consórcio Construtor Belo Monte (CCBM), a manutenção desses serviços básicos “é uma exigência legal”.

No início da manhã de hoje, os trabalhadores fizeram uma barricada no acesso ao Travessão 27, local que liga a Rodovia Transamazônica à estrada de terra para os sítios Pimental e Canais e Diques. Segundo o vice-presidente do Sintrapav, Roginel Gobbo, os trabalhadores fizeram barricadas, mas os serviços essenciais foram mantidos.

(Agência Brasil)

Operários de termoelétrica do Pécem ameaçam nova greve

Trabalhadores da termoelétrica do Pécem, MPX Pecém I, seguem com reivindicações para o setor e ameaçam iniciar uma nova greve na próxima terça-feira, 20. Caso se concretize, esta será a quarta paralisação dos operários no Complexo Industrial e Portuário.

O Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada (Sintepav) reclamam pagamentos por periculosidade e insalubridade para os funcionários.

Convênio para a família (atendimento nacional), cesta básica, equiparação salarial também fazem parte das exigências.

De acordo com nota divulgada pelo Sitepav, as empresas se comprometeram a encontrar soluções para as questões da periculosidade e insalubridade. Foram prometidos estudos e implantações da periculosidade nos setores de risco.

A última paralisação foi nos dias 8 e 9 de setembro, até que o sindicato orientasse os trabalhadores a abrir um canal de negociação com os empresários, que foi realizada na última quinta-feira, 15.

Foi demandada, após a reunião, proposta para atender 550 trabalhadores com a periculosidade e 317 para a insalubridade do setor de carvão, com pagamento adicional de 10%.