Turismo é a “mola mestra” no setor de serviços em Fortaleza, diz Salmito Filho

Em artigo no O POVO deste sábado (11), o secretário de Turismo de Fortaleza (Setfor) Salmito Filho avalia a influência do turismo na economia da cidade. Confira:

Após anos como a cesta básica mais cara do Nordeste, Fortaleza apresentou em outubro último o seu terceiro mês consecutivo em queda de preços em doze produtos pesquisados pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Das dezoito capitais pesquisadas, Fortaleza aparece na segunda posição com maior variação mensal negativa, o que indica deflação.

Incentivos fiscais, investimentos na malha viária e a maior oferta de alguns produtos podem justificar a queda no preço da cesta básica em Fortaleza. Mas o custo de vida também é medido pelos serviços consumidos pelas pessoas.

É nessa esfera onde entra em boa parte a administração pública. Desde que assumiu a gestão da cidade, o prefeito Roberto Cláudio tem procurado melhorar a qualidade de vida do fortalezense. Medidas como “Bilhete Único”, vagas em escolas próximas à residência do aluno e otimização do atendimento à saúde resultam em uma economia financeira para as famílias, além da excelência dos próprios serviços.

Na atividade econômica, o setor de serviços mais uma vez é destaque, diante da inexistência de atividades agrícolas e da extinção de parques industriais nas últimas décadas.

No setor de serviços da economia de Fortaleza, o Turismo é a “mola mestra” do sistema. Um mercadinho no bairro Bom Jardim se beneficia com o Turismo em Fortaleza, uma vez que costureiras no bairro vendem peças para lojas na Avenida Monsenhor Tabosa, que são revendidas a turistas. Então, aquele dinheiro recebido pelas costureiras certamente poderá ser gasto em compras no mercadinho.

Consciente da importância do Turismo para Fortaleza, a atual administração municipal tem trabalhado para proporcionar qualidade e valor ao Turismo, diante da restauração do patrimônio histórico e cultural da cidade.

Atento ao Turismo de Entretenimento (sol e praias), Fortaleza desperta para o Turismo de Eventos, motivado pela construção do Centro de Eventos e demais equipamentos do Estado e do próprio Município. É o Turismo de Eventos o que melhor gera recursos para uma cidade, chegando a três vezes o gasto do Turismo de Entretenimento.

Este ano, Fortaleza promoverá em novembro o Ironman, que reunirá atletas de mais de 35 países e projetará ainda mais a cidade no Turismo de Eventos. A competição é importante porque os atletas costumam chegar às cidades com suas famílias, dias antes da disputa. Quase sempre aproveitam para conhecer os equipamentos turísticos, além do comércio.

Pelos últimos investimentos que Fortaleza realiza em seus equipamentos turísticos e também pelos projetos a serem executados, a cidade caminha para uma maior arrecadação no setor de Turismo, porém, sem explorar financeiramente o seu turista e a sua própria população, pois não há boas ações no Turismo se elas antes não forem boas para a população local.

Salmito Filho, sociólogo, vereador licenciado e secretário de Turismo de Fortaleza

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove + 15 =