Um feriado sem ataques a ônibus

Neste feriado de Tiradentes, Fortaleza não registrou nenhum tipo de problema como os que ocorreram, desde quarta-feira, quando se irrompeu uma onda criminosa patrocinada por facções revoltadas com a política de transferência de presos para outros Estados.

O transporte público, que foi alvo prioritário dos ataques – mais de 20 ônibus queimados, atende a população com frota reduzida por conta da data. São 800 ônibus circulando, mas escoltados por comboio policial.

A Polícia Militar opera com todo o seu efetivo, incluindo os que atuam na parte burocrática.

O governador Camilo Santana permanece em Fortaleza acompanhando a situação.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Um comentário sobre “Um feriado sem ataques a ônibus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − nove =