Uma candidatura de Heitor Férrer à Prefeitura de Fortaleza seria “esquizofrenia política”

joaaae

Sobre a decisão do deputado estadual Heitor Férrer (PDT) de anunciar que já está no páreo 2016 pela Prefeitura de Fortaleza, o professor universitário João Arruda, também da assessoria do Paço Municipal, nos mandou o seguinte comentário:

Caro Eliomar de Lima,

Com todo o respeito que o deputado Heitor Ferrer merece, eu, particularmente, não acredito na viabilização da sua candidatura.

Veja bem: o PDT tem um secretário, um secretário-executivo e ocupa vários cargos na administração municipal. Também ocupa uma secretaria e dezenas de cargos no governo estadual. Pelo que nós sabemos, o prefeito Roberto Cláudio (Pros) é candidato a reeleição e contará com o apoio do governador Camilo Santana (PT), apoio, por sinal, já explicitado.

Neste contexto, a pergunta que não quer calar é a seguinte: se o PDT é situação nos níveis municipal e estadual, como ele irá apresentar uma candidatura oposicionista? Se isso se confirmar, estaremos diante de uma grave manifestação de esquizofrenia política.

Sem mais,

* João Arruda,

Professor e assessor municipal.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

6 comentários sobre “Uma candidatura de Heitor Férrer à Prefeitura de Fortaleza seria “esquizofrenia política”

  1. O deputado pensa que fortaleza é casa de mãe joana, primeiro ele se coloca como candidato dele mesmo acima do partido, segundo que o povo ainda vai avaliar se é compativel a continuidade do gestor atual, e terceiro o proprio PDT, ainda não se pocisionou a respeito, se ele é o dono do PDT, isso eu não sabia.

  2. Meu Deus, quase dois anos pra eleição e a criatura já está preocupada com o carguinho de assessor. Perguntaria ao bajulador João Arruda se o PMDB não era situação e aliado antes de lançar Eunício para governador contra o candidato do prefeito e do governador.
    PS: para quem assina como “professor universitário” fica muito feio escrever “candidato a reeleição” sem a devida crase.

  3. Caro Eliomar,
    Não fique irritado, pois pessoas como o Antonio são sem noção, reclamam, mas estão sempre aqui lendo as suas notícias. Quanto ao Professor não vejo tantos problemas, pois não podemos ser doutores em todos os assuntos, assim vejo que não compreende muito sobre política, mas o me deixo preocupado foi saber que ele é sociólogo, pois neste campo ele deve buscar urgentemente se atualizar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + 3 =