Vereador quer explicações sobre retirada de requerimento

O vereador Márcio Torres (PR) vai cobrar, nesta sexta-feira, da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Fortaleza, o porquê da retirada de pauta de um requerimento de sua autoria.

O requerimento pede a realização de audiência pública para discutir a situação dos terceirizados do IDGS, organização social que atrasou salários e gerou problemas no início da gestão principalmente na Secretaria Municipal da Saúde.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

4 comentários sobre “Vereador quer explicações sobre retirada de requerimento

  1. Vereador vai fundo para realização desta audiência pública .

    Muito estranho ninguém quer mexer neste ninho de urubu chamado terceirização através das OS e OSCIP e olha que este Instituto foi criado na gestão da Fortaleza quase bela que nada fez e nada prestou. para refletir no carnaval.

  2. Esse vereador Marcio Cruz do PR não tem moral para cobrar nada da mesa diretora da câmara municipal. Ele foi eleito com um discurso de oposição e já se vendeu ao prefeito Roberto Cid. Que decepção vereador.

  3. E o vereador agora mudou de sobrenome?! Acho que é para tentar se livrar da Cruz do Capitão Wagner. Todo mundo sabe que esse vereador deve o mandato ao Capitão e que só faz o que o Capitão manda. Cuidado Capitão, primeiro o subalterno troca de sobrenome, depois vai se achar “o cara”. Dê logo um corretivo nele, Capitão!

  4. Só não consigo é como tudo esta ainda pior com os trabalhadores da saúde, o salario continua atrasado,estão sendo demitidos pelo IDGS,sem as garantias completas da rescisão.Estão saido apenas com o direito de sacar o FGTS,todos os outros direitos terão que ir para a justiça,só que os que irão continuar se entrar na justiça corem o risco de serem demitidos de novo.Agora pergunto porque nada disso esta saindo na imprensa nem aqui nesse blog?ou seja a algo de estranho no ar.CONTINUAM PAIS DE FAMILIA COM AS CONTAS ATRASADAS E SEM DIREITOS DE RESCISÃO COMPLETA E MEDO DE COLOCAR NA JUSTIÇA.Cade o ministerio do trabalho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × três =